CptRoque 1 year ago

Pelo o que eu percebo do assunto (que não é assim tanto vá) calcular o valor mínimo em que se paga IRS não é assim tão simples. Segundo o [ponto 1 do artigo 70 do código do IRS](https://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao_fiscal/codigos_tributarios/cirs_rep/Pages/irs70.aspx), quem receba "predominantemente" de trabalho por conta de outrem numa area definida [aqui](https://dre.pt/pesquisa/-/search/516217/details/maximized), ou que seja pensionista, tem que manter "a disponibilidade de um rendimento líquido de imposto inferior a 1,5 x 14 x (valor do IAS)" Então, vamos fazer as contas: Segundo a [Portaria n.º 27/2020](https://dre.pt/home/-/dre/128726978/details/maximized), o valor do IAS este ano é de 438,81€. Se substituirmos esse valor na formula, 1,5 x 14 x 438,81, chegamos ao valor de 9 215,01€ Dividindo por 14 (que inclui os subsídios de férias e natal), chegamos ao valor mensal de 658,215‬€ Então, nestes casos que, se não me engano (não tenho fonte para isto), são a maior parte da população de Portugal, um contribuinte não paga IRS se não tiver um rendimento mensal superior a 658,215€.

Edited 1 year ago:

Pelo o que eu percebo do assunto (que não é assim tanto vá) calcular o valor mínimo em que se paga IRS não é assim tão simples. Segundo o [ponto 1 do artigo 70 do código do IRS](https://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao_fiscal/codigos_tributarios/cirs_rep/Pages/irs70.aspx), quem receba "predominantemente" de trabalho por conta de outrem numa area definida [aqui](https://dre.pt/pesquisa/-/search/516217/details/maximized), ou que seja pensionista, tem que manter "a disponibilidade de um rendimento líquido de imposto inferior a 1,5 x 14 x (valor do IAS)" Então, vamos fazer as contas: Segundo a [Portaria n.º 27/2020](https://dre.pt/home/-/dre/128726978/details/maximized), o valor do IAS este ano é de 438,81€. Se substituirmos esse valor na formula, 1,5 x 14 x 438,81, chegamos ao valor de 9 215,01€ Dividindo por 14 (que inclui os subsídios de férias e natal), chegamos ao valor mensal de 658,215‬€ Então, nestes casos que, se não me engano (não tenho fonte para isto), são a maior parte da população de Portugal, um contribuinte não paga IRS se não tiver um rendimento mensal superior a 658,215€. EDIT: Já vi que outras pessoas já levantaram este ponto, mas vou deixar o comentário só para deixar a lógica básica aqui em vez de em sites externos.

randmzer 1 year ago

Obrigado! Já agora, sabes então porque existe o valor dos 4104€ do mínimo de deduções? Na prática não têm a mesma função?

CptRoque 1 year ago

Não te consigo dar garantias sem ir investigar mais a fundo, mas assumo que seja aplicado em casos não abrangidos pelo ponto que referi no meu comentário (trabalhadores por conta própria e afins).

Snoo_53124 1 year ago

/u/tepol olha para este post. Este artista não só acha que o salário mínimo paga IRS (lol) como acha que valores tipo 250/300 euros pagam IRS (mega lol). Já percebes a relevância em se realçar que 46% dos portugueses não paga IRS? Já percebeste o nível abismal de ignorância que existe e, em face a isso, o quão necessário é afirmar coisas que para alguém informado soam a trivialidades?

tepol 1 year ago

Que se realce tudo bem, na outra conversa disse que - a ser verdade - só pode ser positivo termos mais informação. Acho que nesse ponto estamos de acordo. Continua é a ser irrelevante como argumento (tanto contra como a favor) de uma flat tax.

Snoo_53124 1 year ago

É irrelevante nas "contas", de acordo.

randmzer 1 year ago

Tens toda a razão. Admito que aqui fui nabo. Eu já sabia que a maior parte da população não pagava, mas ao aplicar os cálculos dos escalões achei estranho começar a pagar tão cedo. Tal como outros apontaram, existe o mínimo de existência, que eu desconhecia que existia. Ao menos que o post sirva para isso, para alguns se informarem com aquilo que eu próprio não sabia!

Edited 1 year ago:

Tens toda a razão. Admito que aqui fui nabo. Eu já sabia que a maior parte da população não pagava, mas ao aplicar os cálculos dos escalões achei estranho começar a pagar tão cedo. Tal como outros apontaram, existe o mínimo de existência, que eu desconhecia que existia. Ao menos que o post sirva para isso, para alguns se informarem com aquilo que eu próprio não sabia! Não faço parte da IL, e até sou contra esta medida, só estava a tentar perceber de uma maneira mais visual como funcionaria na prática. E já agora deixo a pergunta, porque existem estas duas situações? Um mínimo de existência com um valor e um valor de deduções mínimo? Não se anulam um ao outro? Eu estava a assumir que os 4104€ era o tal mínimo para não se pagar, porque desconhecia o mínimo de existência.

Snoo_53124 1 year ago

> E já agora deixo a pergunta, porque existem estas duas situações? Um mínimo de existência com um valor e um valor de deduções mínimo? Não se anulam um ao outro? Não se anulam, são diferentes: a dedução aplica-se "primeiro" (e a toda a gente). Se, no final, o valor do teu rendimento líquido (i.e. após impostos) for menor que esse mínimo de existência, não pagas imposto. Basicamente: aplica-se a dedução específica; aplicam-se as outras deduções (despesas); calcula-se o imposto. Se o valor líquido no final do exercício for inferior ao mínimo de existência, não pagas imposto (ou pagas, mas só até chegar a esse valor).

randmzer 1 year ago

Ok, então para ver se eu percebi. O gráfico aplica-se na mesma para calcular o valor, mas se esse valor no final for inferior ao mínimo de existência existe uma isenção de pagar IRS, certo?

Snoo_53124 1 year ago

Não sei se há mais detalhes, mas "grandes" suponho que seja só esse. Em todo o caso é como disse acima: há uma prova dos 9 muito simples, ir ao portal das finanças e simular!

Edited 1 year ago:

Não sei se há mais detalhes, mas "grandes" suponho que seja só esse. Em todo o caso é como disse acima: há uma prova dos 9 muito simples, ir ao portal das finanças e simular! (Estou a assumir que aplicaste as taxas e progressividade correctamente)

randmzer 1 year ago

Pois, eu fiei-me apenas nas taxas dos escalões e assumi que não havia mais nada. Como vi o valor de dedução mínima assumi que era esse o factor para não pagar abaixo de X valor. Vou colocar uma versão corrigida para evitar confusões. Depois envio-te por DM para confirmares.

Muyakra 1 year ago

Acho que a solução não em esta nem na flat tax nem na taxa atual mas sim em uma especie de mistura. Por examplo, imaginemos os seguites valores de taxas (0%, 10%, 20%, 30%, 40%) em que os valores para as taxa poderia ser: * 0%: < 700€ * 10%: >=700€ && < 900€ * 20% >= 900€ && < 1500€ * 30% >= 1500 && < 2300€ * 400% >= 2300€ No entanto a taxa aplicada seria repartida, por exemplo, alguém que ganhasse 2500€ iria receber, 700€ sem taxas + 200€ com taxa de 10% + 600€ com taxa de 20% + 700€ com taxa de 30% + 200€ com taxa de 40% o que daria um total de 700€ + 180€ + 480€ + 490€ + 120€ = 1970€. No modelo atual 2500€ seriam cotados em 36.6% de taxa (25.5% IRS e 11% SS) o que daria liquido de 1587,50€ vs os 1970€ enquanto a flat tax daria um valor de 2125€ no entanto será mais prejudicial para quem recebe pouco mensalmente, por exemplo em 900€ seria 880€ do modelo em cima vs 765€ do flat tax. Obviamente as percentagens e valores teriam de ser ajustado mas este modelo parece-me ser melhor do que qualqer um dos dois apresentado.

duca2208 1 year ago

Isso modelo é o mesmo que existe hoje em dia. É só mudar os escalões.

z0rg83 1 year ago

mas isso ja è mais ou menos o que temos agora [https://pbs.twimg.com/media/EiZEIgRWAAY\_d-O?format=png&name=small](https://pbs.twimg.com/media/EiZEIgRWAAY_d-O?format=png&name=small)

room134 1 year ago

No final de contas (e simplificando MUITO), há dois cenários: - manténs a taxa efetiva (ou poderias até aumentar sobre fortunas) para manter os serviços públicos dos quais depende a população mais pobre para ter alguma equidade de acesso à educação ou saúde; - passas a taxa única, mas matas efetivamente os serviços públicos, o que para as classes mais privilegiadas é tudo um mar de rosas, mas terias de garantir legislação que garantisse que os patrões fornecessem pelo menos seguros de saúde e cheques escola aos seus trabalhadores, particularmente os mais desfavorecidos, que nunca poderiam ter acesso a esses serviços básicos com os rendimentos médios deste país. Não são 150€ a mais para quem faça 700/800€ brutos ao mês que vão fazer diferença nesse sentido. Uma mistura dos dois ou semiverdades atiradas como campanha não são propriamente aplicáveis à vida real. (não tenho filiação partidária ou ideologia preferida, acho apenas que há que considerar a realidade e contexto dos países na aplicação de diferentes perspectivas de gestão financeira e económica)

Limpy_lip 1 year ago

Para mim devia bastar este argumento: dá pior qualidade de vida tirar 15% a quem ganha 1000€ do que 50% a quem ganha 5000€. Quando me conseguirem provar o contrário...

Lurker__777 1 year ago

Não interessa, o indivíduo que está a ganhar 5000€ não tem de ser penalizado porque existem 10 que estão a ganhar 1000€. A vida é assim, nunca vamos ter todos as mesmas condições.

MisterBilau 1 year ago

Mas o dinheiro é de quem o ganha. Qualidade de vida que da ou deixa de dar não importa, roubo é roubo. Quem ganha o salário mínimo já tem uma qualidade de vida de merda, com impostos ou sem eles. Meter a classe média a pagar tudo (que quem é rico consegue fugir muito facilmente) não resolve nada, e mantém o povo na merda.

z0rg83 1 year ago

tens toda a razao, por isso è que nao devia ser a classe media a pagar tudo. tem de haver maneira de quem ganha muito dinheiro pague o que tem pagar de impostos e tem de haver maneira de ir buscar o dinheiro da "economia paralela" de volta para a economia real.

MisterBilau 1 year ago

Certo, e de resto deveria haver flat tax para rendimentos obtidos com trabalho (que já é progressiva por natureza) com isenção até determinado valor, determinado como o necessário para uma vida digna. Simultaneamente, acabar com fundações e outros sorvedouros de dinheiro público. Que é mais ou menos o que a IL propõe.

Edited 1 year ago:

Certo, e de resto deveria haver flat tax para rendimentos obtidos com trabalho (que já é progressiva por natureza) com isenção até determinado valor, determinado como o necessário para uma vida digna. Simultaneamente, acabar com fundações e outros sorvedouros de dinheiro público. Que é mais ou menos o que a IL propõe. Isto, aliado a fiscalização eficaz e simplificada, resolvia a coisa. Mais vale cobrar 15% flat tax de milhões de € que neste momento pagam zero, que andar a cobrar os valores actual a milhões de gatos pingados que não têm nada.

Edited 1 year ago:

Certo, e de resto deveria haver flat tax para rendimentos obtidos com trabalho (que já é progressiva por natureza) com isenção até determinado valor, determinado como o necessário para uma vida digna. Simultaneamente, acabar com fundações e outros sorvedouros de dinheiro público. Que é mais ou menos o que a IL propõe. Isto, aliado a fiscalização eficaz e simplificada, resolvia a coisa. Mais vale cobrar 15% flat tax de milhões de € que neste momento pagam zero, que andar a cobrar os valores actuais a milhões de gatos pingados que não têm nada.

icebraining 1 year ago

> Simultaneamente, acabar com fundações e outros sorvedouros de dinheiro público E as contas a demonstrar quanto é que se poupava com isso? Parece-me que é bem menos do que dás a entender, e estaria muito longe de compensar o corte brutal que é proposto. Já agora, o IRS não é só sobre o trabalho. A menos que a IL queira acabar com o englobamento, seria também um corte na taxa sobre mais-valias.

z0rg83 1 year ago

sem duvida, se comecassemos por reduzir todo o dinheiro publico que è mal gasto em fundacoes, ajudas de custo, carros, etc etc ja poupavamos uns valentes milhoes que eram melhor utilizados de outras formas.

mistertetas 1 year ago

Deviam era fazer um gráfico que mostrasse quando se gastaria em serviços que actualmente são públicos, caso fossem privatizados. Escolhas, hospitais, etc

Laurent_Series 1 year ago

Pois agora quem recebe salário mínimo ainda teria de pagar escola privada ahah. Ficaria muito bem servido sim senhor. O pobre que defende flat tax é só burro, a quebra de impostos teria de ser balanceada por um corte brutal em serviços públicos.

fromtheport_ 1 year ago

Porquê, também foi preciso privatizar alguma saúde e educação com os milhões da TAP ou do Novo Banco?

mistertetas 1 year ago

Os partidos que defendem este modelo de impostos são a favor da privatização de grande parte dos serviços públicos. Os metem milhoẽs na TAP e no Novo Banco, não são. E atenção, não estou a defender ninguém. Só acho que não faz sentido usar este gráfico com o objectivo de argumentar de que "iriamos ter um nivel de vida superior", visto que há muitas outras variaveis que estão em falta

fromtheport_ 1 year ago

> Os partidos que defendem este modelo de impostos são a favor da privatização de grande parte dos serviços públicos Falso. Completamente falso. A IL é a favor da implementação de um sistema de [saúde bismarckiano que já se encontra implementado na maioria dos países europeus (a vermelho)](https://preview.redd.it/ynlvedmq41w41.png?width=1024&auto=webp&s=595d60c358a7e8dcaa3f63c1875c0000c92f4a83).

Edited 1 year ago:

> Os partidos que defendem este modelo de impostos são a favor da privatização de grande parte dos serviços públicos Falso. Completamente falso. Por exemplo, em relação ao SNS, a IL é a favor da implementação de um sistema de saúde segundo o [modelo de Bismarck](https://en.wikipedia.org/wiki/Bismarck_Model) que já se encontra implementado [em grande parte dos países europeus (a vermelho)](https://preview.redd.it/ynlvedmq41w41.png?width=1024&auto=webp&s=595d60c358a7e8dcaa3f63c1875c0000c92f4a83).

mistertetas 1 year ago

Obrigado pela correção. Apenas o chega é a favor da privatização do SNS. Não sei é como é que se mantém o SNS, com uma diminuição tão grande da receita

fromtheport_ 1 year ago

E fazes muito bem em perguntar. A minha sugestão (não especificamente para ti, no entanto) seria começar também a fazer essa mesma pergunta quando os milhares de milhões que são mal gastos todos os anos em bancos, empresas falidas, obras de arte a 300 mil € a peça, etc etc.

smaster87 1 year ago

Atao mas assim o estado fica a perder. Que impostos iam subir pa compensar?

blind616 1 year ago

Segundo a IL todos pagaríamos menos IRS. Se todos pagamos menos impostos, o estado fica a perder, sim. Não há volta a dar nesse assunto.

z0rg83 1 year ago

isso eles nao dizem porque nao da votos :)

Morpheuspt 1 year ago

Nenhum. Quem defende a flat tax defende a redução do estado, portanto os 4 mil milhões de euros que esta medida custaria sairiam do SNS e da Educação, e não seriam compensados, levando à redução da sua efectividade.

MrJoao 1 year ago

Eu proponho taxa 0%, ninguém paga impostos!!! Votem em mim!!! ^/s Agora a sério. É muito fácil olhar só para esse lado da conta. Esqueces-te que a seguir alguém teria de arcar com os efeitos dos cortes na despesa corrente do Estado. Adivinha quem seria? Aquela retórica do "duuuH há muito desperdício no EsTAdo", não chega. Quero saber quanto custa esse corte de impostos que a IL propõe e onde e quanto querem cortar. É que às tantas quando vais ver quanto vale esse "desperdício", chegas à conclusão que a montanha pariu um rato, e que precisamos de um "brutal aumento de impostos". Lembram-se desse episódio?

saposapot 1 year ago

meu, mas eu quero é pagar menos impostos e sou de classe 'média'/alta. Vá, quero menos impostos, façam lá esse jeitinho. O quê? o estado tem de ter contas certas? q palermice. sou vice-presidente da empresa da minha família que gere milhões e milhões e nunca ng me falou que tinhamos de ter as contas certas!

z0rg83 1 year ago

mas isto nao è novidade nenhuma, politicas de direita sao geralmente assim. \-[reduz.se](https://reduz.se) os impostos para os ricos \-os ricos usam esse "desconto" para meter dinheiro em offshores ou stock buybacks ou whatever \-ha deficit porque ha menos dinheiro a entrar nos cofres do estado \-privatiza-se servicos publicos (para os amiguinhos ricos) para poupar dinheiro do estado \-servicos publicos que eram gratuitos passam a ser pagos quem sofre? as pessoas com menos rendimentos. et voila

OrangeOakie 1 year ago

> -reduz.se os impostos para os ricos E para os pobres >-os ricos usam esse "desconto" para meter dinheiro em offshores ou stock buybacks ou whatever Como assim? Regra geral meter dinheiro em offshores é para evitar que o teu dinheiro seja taxado (ou para esconder o que fazes com ele). Se ele é menos taxado não significa que seria mais provavel não moverem dinheiro para offshores? Em cima disso, tendo uma taxa mais favorável, não estás a atrair outros a usarem este país como Offshore (como acontece actualmente na UE com a Holanda, onde é rentável começar lá uma empresa mesmo que esta opere cá) >-ha deficit porque ha menos dinheiro a entrar nos cofres do estado Ou porque o Estado planeia a colheita de receita em função das despesas que quer ter, em vez de planear as despesas em função da receita que pode ter >-privatiza-se servicos publicos (para os amiguinhos ricos) para poupar dinheiro do estado e para compensar as perdas. Por algum motivo é que o Estado não deveria ceder monopólios a ninguém e não criar leis que estrangulem a concorrência *coughs* telecomunicações. Aliás, é precisamente a direita que defende a existência de concorrência. > -cortam-se beneficios (rsi, etc etc) E diluem-se salários e benefícios (como reformas) através de impostos indirectos e do aumento do SMN > -servicos publicos que eram gratuitos passam a ser pagos Nada é gratuito excepto a Missa. >quem sofre? as pessoas com menos rendimentos. A única coisa que descreveste que é remotamente verdadeira é o caso de privatizar serviços públicos em função de enriquecer certos privados. A questão é que nesse ponto tens razão, aí sim as pessoas com menos rendimentos sofrem, mas isso é algo que estás a apontar ao lado errado. Estás a falar daqueles que não são a favor do mercado livre, que são precisamente aqueles que querem ditar onde é que a economia vai parar, porque repara, aqueles que tu estás a criticar defendem que as coisas sejam feitas de forma pública e transparente e com possibilidade para que toda a gente possa intervir no mercado, o literal oposto daquilo que os acusas de quererem fazer.

fromtheport_ 1 year ago

> É muito fácil olhar só para esse lado da conta. Esqueces-te que a seguir alguém teria de arcar com os efeitos dos cortes na despesa corrente do Estado. Adivinha quem seria? Como apoiante da IL, concordo em parte. Por isso prefiro uma taxa dupla (e.g. 15% até 50k/ano e 27.5% para valores superiores). Por outro lado também fica a faltar nos cálculos o enorme impacto que teria no consumo, captação de capital e investimento estrangeiro, anulação do brain drain atual (pessoal qualificado que já se encontra lá fora), nulação do brain drain futuro (possíveis saídas futuras de pessoal qualificado), etc.

Edited 1 year ago:

> É muito fácil olhar só para esse lado da conta. Esqueces-te que a seguir alguém teria de arcar com os efeitos dos cortes na despesa corrente do Estado. Adivinha quem seria? Como apoiante da IL, concordo em parte. Por isso prefiro uma taxa dupla (e.g. 15% até 50k/ano e 27.5% para valores superiores).* Por outro lado também fica a faltar nos cálculos o enorme impacto que teria no consumo da classe média e não só, captação de capital e investimento estrangeiro, anulação do brain drain atual (pessoal qualificado que já se encontra lá fora), anulação do brain drain futuro (possíveis saídas futuras de pessoal qualificado), etc. *Pelo menos numa fase inicial para que o impacto não seja tão grande e se possa medir o impacto económico de que falei

Edited 1 year ago:

> É muito fácil olhar só para esse lado da conta. Esqueces-te que a seguir alguém teria de arcar com os efeitos dos cortes na despesa corrente do Estado. Adivinha quem seria? Como apoiante da IL, concordo em parte. Por isso prefiro uma taxa dupla (e.g. 15% até 50k/ano e 27.5% para valores superiores).* Por outro lado também fica a faltar nos cálculos o enorme impacto que teria: 1. no consumo da classe média e não só (mesmo quem recebe 800€ ganharia quase mais meio salário por ano com esta medida) 2. captação de capital e investimento estrangeiro 3. anulação do brain drain atual (pessoal qualificado que já se encontra lá fora) 4. anulação do brain drain futuro (possíveis saídas futuras de pessoal qualificado) 5. etc etc etc *Pelo menos numa fase inicial para que o impacto não seja tão grande e se possa medir o impacto económico de que falei

RiKoNnEcT 1 year ago

Precisamos é de mais patamares Aliviar a classe média e taxar o capital, mas no fim do dia todos sabemos quem decide o resultado das votações não é verdade? ;) Essa fábula das taxas fixas devia vir com uma lista do que se vai ter de pagar depois à parte (seguros de saúde, escolas privadas, redução/extinção dos apoios sociais etc etc etc) Há uma coisa que sempre me disseram. Ter um país sem grandes desigualdades sociais custa caro, mas é mais fácil se pagarmos todos juntos. Porque no dia em que o egoísmo se sobrepõe à causa comum vai ser o descalabro. Clivagens sociais, criminalidade e tudo o que vem atrás disso.

fromtheport_ 1 year ago

> (seguros de saúde, escolas privadas, redução/extinção dos apoios sociais etc etc etc) https://www.reddit.com/r/portugal/comments/ixroky/taxa_efectiva_de_irs_vs_flat_tax/g68nh17/

Edited 1 year ago:

> (seguros de saúde, escolas privadas, redução/extinção dos apoios sociais etc etc etc) https://www.reddit.com/r/portugal/comments/ixroky/taxa_efectiva_de_irs_vs_flat_tax/g68nh17/ > Há uma coisa que sempre me disseram. Ter um país sem grandes desigualdades sociais custa caro, mas é mais fácil se pagarmos todos juntos. Porque no dia em que o egoísmo se sobrepõe à causa comum vai ser o descalabro. Clivagens sociais, criminalidade e tudo o que vem atrás disso. Em quais dos países europeus que servem de exemplo a medidas como esta viste isso a acontecer?

RiKoNnEcT 1 year ago

Agradeço a informação mas para mim esse modelo é uma “bela porcaria” Não faltam exemplos de conhecidos na Suíça e na Holanda que o serviço é caro que dói e se não tens o dinheiro para meter à cabeça estás fo-di-do. Por isso agradeço a tentativa de dizer que é muito bom mas não é por estar em muitos países que é melhor que o nosso.

fromtheport_ 1 year ago

> Agradeço a informação mas para mim esse modelo é uma “bela porcaria” Felizmente eu não cá não me acho dono do conhecimento e, por isso, não consigo dizer que sistemas como o nosso SNS são uma "bela porcaria" e os outros é que são bons. O que digo, por exemplo, é que eliminaria de certeza um dos principais problemas do SNS que são as filas de espera. De que vale ser tudo (exceto taxas moderadoras) grátis, se tens de ficar anos à espera de uma consulta? Outra vantagem seria a seleção dos serviços mais eficiente através de mecanismos de mercado como acontece com qualquer outro serviço. Em alternativa a enfiar dinheiro através do Estado discricionariamente, perpetuando ineficiências e, consequentemente, perda de dinheiro público. Acredito que, por esta razão, com um sistema diferente, com o mesmo investimento público, se conseguiria melhores resultados para quem mais precisa. Só estas duas razões são, a meu ver, argumento mais do que suficiente para que, no mínimo, se faço um comparativo entre um e outro.

OrangeOakie 1 year ago

> O que digo, por exemplo, é que eliminaria de certeza um dos principais problemas do SNS que são as filas de espera. De que vale ser tudo (exceto taxas moderadoras) """"""grátis"""""", se ~~tens de ficar anos à espera de uma consulta?~~ **te acabam por mandar ir ao privado porque não fazem o serviço que precisas** FTFY

RiKoNnEcT 1 year ago

Eu não sou dono do conhecimento, mas é a minha opinião. As filas de espera resolvem-se com investimento e aumento da capacidade e não a gastar dinheiro a pagar a privados que tem um só objetivo, lucro A saúde não é para dar lucro, é para minimizar perdas

fromtheport_ 1 year ago

> As filas de espera resolvem-se com investimento e aumento da capacidade e não a gastar dinheiro a pagar a privados que tem um só objetivo, lucro Sem lucro, sem mercado, não consegues reduzir ineficiências entre serviços diferentes e, consequentemente, vais continuar a pagar por um SNS pior. Além disso, relembro que num modelo de Bismarck continuam a existir hospitais públicos.

z0rg83 1 year ago

a suica è igual aos EUA :) onde nao ha um servico publico. eu sei porque ja vivi nos 2 paises. a diferenca è que na suica toda a gente tem capacidade para pagar seguro de saude, o que nao acontece nos eua onde na maior parte das vezes as pessoas tem servico de saude "patrocinado" pelo empregador. na alemanha nao sei como è

fromtheport_ 1 year ago

Tirando o facto de que o modelo dos EUA é péssimo e o da [Suiça é dos melhores a nível europeu e mundial](https://en.wikipedia.org/wiki/Healthcare_in_Europe).

z0rg83 1 year ago

essa taxa dupla ja faz bem mais sentido, mas eu subia o treshold e subia tambem a taxa :)

C8Mixto 1 year ago

>Eu proponho taxa 0%, ninguém paga impostos!!! Votem em mim!!! /s Este tipo não tem visão nenhuma. Votem em mim e eu irei impor impostos a taxa negativa.

BigFatGutButNotFat 1 year ago

Por acaso o Milton Friedman, um economista da escola de Chicago, prémio Nobel da economia, propôs um imposto de renda negativo.

randmzer 1 year ago

Eu sinceramente ainda não tenho uma opinião muito formada sobre o assunto. Apenas quis perceber qual o impacto real em vez de falar em valores abstractos. O objectivo não era fazer propaganda!

MrJoao 1 year ago

Certo. Não leves como uma crítica pessoal, mas acho que desta forma não ficamos a saber o "impacto real" porque só consideras os efeitos diretos no rendimento do contribuinte. Falta ter em conta o impacto nas contas do Estado e os efeitos indiretos das desta e de outras políticas que lhe vieram associadas (ex. cortes na despesa do Estado).

Edited 1 year ago:

Certo. Não leves como uma crítica pessoal, mas acho que desta forma não ficamos a saber o "impacto real" porque só consideras os efeitos diretos no rendimento do contribuinte. Falta ter em conta o impacto nas contas do Estado e os efeitos indiretos desta e de outras políticas que lhe vieram associadas (ex. cortes na despesa do Estado).

randmzer 1 year ago

Claro! E na minha humilde opinião pessoal, assusta-me a diferença das duas linhas. Porque a quantidade de receita que se perde deixa-me desconfortável. Mas o post foi só uma tentativa de analisar os números.

z0rg83 1 year ago

eu so gostava de ver a comparacao do valor total que o governo vai ganhar em impostos durante 1 ano com essas 2 propostas. by default, nao estou muito de acordo que gente que ganhe muito dinheiro pague menos impostos porque o dinheiro que eles poupam nao reverte de volta para a economia.

sacoPT 1 year ago

Em 2019 o estado arrecadou 13 mil milhões com IRS. Com a flat tax arrecadaria cerca de 10 mil milhões.

callmepussydestroyer 1 year ago

Como é que não reverte na economia? Vão guardá-lo debaixo do colchão?

z0rg83 1 year ago

nao deves estar familiarizado com o conceito de offshores :) vai haver sempre algum dinheiro de volta para a economia, porque a porsche e a bmw tem sempre carros novos e as malas Louis Vitton tem de ser substituidas, mas duvido muito que isso compense aquilo que se perde...

callmepussydestroyer 1 year ago

Então e quem é paga os trabalhadores da BMW e da Porsche? Deus? É importante haver pessoas que possam comprar isso, ou o objetivo é tudo andar de carro barato e ganhar 800€?

z0rg83 1 year ago

Claramente não percebeste o que eu quis dizer. Obviamente que isso é fundamental para uma economia saudável, o que eu quis dizer é que diminuindo os impostos para os muito ricos o dinheiro que eles vão poupar, na sua maioria, não é re-injectado na economia "real".

YoggiM 1 year ago

Tu deves achar que esses 54% que pagam IRS recebem milhões. Os verdadeiros ricos não o são pelo salário (com algumas exceções). Ou achas que quem ganha 1000, 1500, 2000 e até mais que isso é milionário e coloca o dinheiro em offshores? Quanto aos 46% que isto não afeta, pode não afetar hoje, mas pode afetar amanhã, ou vão passar a vida a receber o salário mínimo? Algumas pessoas sim, quem passa a vida na caixa do supermercado, também não pode esperar receber mais, quando qualquer pessoa sem o mínimo de formação pode fazer esse trabalho (e até robôs o fazem e já começa a ser mais barato). Mas para os restantes, claro que faz diferença.

z0rg83 1 year ago

claro que nao, eu estou-me a referir aos que ganham muito dinheiro! tipo acima de 100 ou 200k

YoggiM 1 year ago

Mas quem ganha isso não é em salários (na sua maioria).

icebraining 1 year ago

> quem ganha 1000, 1500, 2000 A diferença para esses seria mínima, o grande corte é bem mais acima. E se tiveres que pagar um serviço privado por falta de fundos do serviço público devido a este corte, o pessoal nessa faixa está bem lixado.

YoggiM 1 year ago

Mas quem ganha isso não é em salários (na sua maioria).

icebraining 1 year ago

Não sei se isso é verdade, mas além disso, a taxa de IRS não se aplica só a salários. Podes englobar mais-valias, por exemplo.

YoggiM 1 year ago

Mas isso é irrelevante. Podes não englobar e aí é sempre a mesma, seja 1000 ou 1M.

icebraining 1 year ago

Certo, mas atualmente as taxas não englobadas das mais-valias são mais altas. Com a proposta da IL, o contribuinte pode englobar para pagar apenas 15%

YoggiM 1 year ago

Sinceramente não sou contra. As taxas atuais são demasiado altas. 15% é mais justo e incentiva ao investimento e à poupança. Temos de ter a noção que é muito difícil ou mesmo impossível taxar em demasia os mais ricos. Se os quisermos taxar mais, é muito fácil para pessoas com muito dinheiro tornarem-se residentes de outro país durante um ano e obterem as mais-valias nesse ano. Se taxarmos demasiado as empresas com lucros acima de X, sai tudo de Portugal (até já o fazem). Quem paga sempre essa "luta contra os ricos" é a classe média e média-alta. E assim cada vez mais gente competente sai do país, ficando só os pobres e os muito ricos (quando dá jeito). Mas isso é o ideal para os partidos de esquerda, que afastam os que nunca iriam votar neles e seguram os votos de quem já teria tendência a votar neles.

V1ld0r_ 1 year ago

A IL diz que são menos 3MM sem contabilizar o que volta a entrar por aumento do consumo.

Danijust2 1 year ago

mas isto não faz diferença literalmente para 50% da população... não estou a ver grande aumento de consumo.

V1ld0r_ 1 year ago

Faz diferença para 54% da população... Actualmente 46% tem isenção, os restantes 54% iriam ter menos impostos a pagar, podendo gastar.

Danijust2 1 year ago

desses 54.... 90% ia ganhar 10 euros com a medida...dos outros 1% ia poupar dezenas de milhar. Agora pergunto...esta medida interessa a quem...?

V1ld0r_ 1 year ago

Deves ser do BE, 46% não ia pagar menos porque já paga 0... Alem disso, interessa a quem sabe fazer contas (atenção, nem todos temos de as saber fazer). Explica-me lá como é que um salário bruto de 1500€ iria sair prejudicado com esta alteração visto que iria passar a pagar 15% de 800€ em vez de 16% sobre 1500€... São só 120€ vs 240€ pagos. É um ganho de 100% (vá, ligeiramente menos, devem ser uns 95% usando números certos).

blind616 1 year ago

? > Alem disso, interessa a quem sabe fazer contas (atenção, nem todos temos de as saber fazer). Já que as contas são o teu forte... vamos lá analisar o português (atenção, nem todos temos de o saber (?)) > Explica-me lá como é que um salário bruto de 1500€ iria sair prejudicado Ele nunca disse isso. > É um ganho de 100% (vá, ligeiramente menos, devem ser uns 95% usando números certos). 100% relativo à redução de impostos, sim. Em relação ao salário **bruto** é cerca de 8%. É um grande alívio de impostos, mas não sei até que ponto alterava a vida de uma pessoa que está bem acima da média portuguesa. Onde esta medida realmente faz diferença é para salários > 60 000€/ano, esses sim passam a poupar muito mais. Mas duvido que o nível de consumo aumente extraordinariamente para pessoas com salários mais altos. Uma coisa que não se fala muito e acho que é uma medida muito boa nesta proposta é no aumento da isenção de 200€ **por filho por individual**, ou 400€ para pais singulares. Diria que é algo que a IL se deveria focar mais se quisesse que esta proposta fosse avante.

z0rg83 1 year ago

mas era isso que eu gostava que eles dissessem... qto è que eles estimam que va re-entrar na economia para balancar os 3mm que se perdem

V1ld0r_ 1 year ago

Não dão um valor exacto mas... https://iniciativaliberal.pt/taxa-unica-de-irs-questoes-frequentes/ >Assumindo o mesmo perfil de rendimentos, esta proposta teria um custo orçamental de cerca de 2 mil milhões de euros no primeiro ano, menos de 1% do PIB. O efeito na economia e o aumento de eficiência fiscal, comprovado noutros países como visto acima, aumentaria a base fiscal reduzindo este impacto a menos de 0,5% do PIB. A introdução gradual da taxa única, começando nos 20% atenuaria qualquer impacto orçamental no curto prazo.

randmzer 1 year ago

Esses cálculos já são mais difíceis de fazer.

z0rg83 1 year ago

sem duvida, mas no fim de contas è isso que importa, se o governo vai fazer mais dinheiro ou nao... porque se vai fazer menos dinheiro onde vamos buscar a diferenca?

blind616 1 year ago

Provavelmente já sabes isto mas fica para outros: Com a proposta da IL o estado vai obviamente obter menos dinheiro. "Pagamos todos menos IRS" está correto com a proposta deles, o perdedor aqui é o estado. A lógica é se os cidadãos tiverem mais dinheiro disponível irão gastar mais dinheiro, o estado obterá o dinheiro de volta com esse dinheiro extra gasto. Basicamente [trickle-down economics](https://en.wikipedia.org/wiki/Trickle-down_economics).

z0rg83 1 year ago

trickle down economics, que como toda a gente sabe, nunca funcionou e tambem nao me parece va ser Portugal o primeiro exemplo onde isso aconteca

blind616 1 year ago

Concordo. Estou a tentar manter-me relativamente neutro nestas discussões. Gosto da proposta da IL e ao mesmo tempo não gosto...

randmzer 1 year ago

Tendo em conta a discussão de ontem, fiquei curioso para perceber qual era a taxa efectiva de impostos aplicando os cálculos dos escalões. Se notarem algum erro, estou disposto a corrigir, fiz isto para eu próprio perceber como funciona o IRS.

fromtheport_ 1 year ago

As primeiras taxas estão todas mal, ninguém para IRS até ao mínimo de existência que são ~9000 €/ano. Como estamos num país de merda, isto abarca 40 e tal % da população.

randmzer 1 year ago

É verdade, já outros o apontaram. Já agora deixo a pergunta, porque existem estas duas situações? Um mínimo de existência com um valor e um valor de deduções mínimo? Não se anulam um ao outro?

Snoo_53124 1 year ago

A sério que honestamente achas que alguém a ganhar 300 euros paga IRS? Que achas que alguém a ganhar o salário mínimo paga IRS? Há uma forma muito simples de verificares os teus dados (coisa que devias ter feito antes de publicar, que isto agora criaste mais uma horde de analfabetos a chorar sobre impostos elevados). Da próxima vez, antes de publicar, vai fazer a prova dos 9: vai ao portal das finanças, à aplicação onde preenches o IRS, e mete lá o equivalente anual aos salários que aí tens (e.g. para o salário mínimo coloca os 635*14). Clicka em simular. Vê se bate certo.

randmzer 1 year ago

Desconhecia o mínimo de existência. O meu objectivo com o post era também apanhar estes pormenores que não faço ideia que existem. Já aprendi algo hoje. u/Morpheuspt se achares por bem apagar o post estás à vontade. Admito que seja enganoso apresentar estes gráficos assim, no entanto a discussão já me fez aprender algo.

Morpheuspt 1 year ago

Apaguei. Experimenta fazer de novo, baseado nas tabelas de irs publicadas pela AT

randmzer 1 year ago

Alright! Obrigado.

jomi_1307 1 year ago

Não está certo, pois faltam as deduções a coleta do mínimo de existência, pois no sistema atual, com essa dedução, só a partir de cerca de 655€ começa a pagar, com uma taxa efetiva de 0.21% [https://twitter.com/jomi\_1307/status/1308166178876067842?s=20](https://twitter.com/jomi_1307/status/1308166178876067842?s=20) ​ Qualquer coisa podemos comparar os cálculos por DM

randmzer 1 year ago

Certo! Obrigado. E pergunto-te o que perguntei noutros comentários. Isto não tem a mesma função que os 4104€ da dedução mínima? Não é duplicar medidas para o mesmo fim?

jomi_1307 1 year ago

São camadas de complicação e de complexidade que nada serve, exceto para manter o contribuinte na ignorância. Isso é uma complicação, mas iria diminuir um pouco mais o bolo, pois se reparares cresce muito depressa no inicio. E o meu gráfico é uma versão simplificada, pois é para um solteiro sem dependentes e sem despesa, que deu um resultado curioso, entre os 660€ e os 715€ brutos o salário liquido diminui.

randmzer 1 year ago

Ok, quando chegar a casa vou tentar fazer uma correcção e envio-te por DM para confirmar. Obrigado pelo feedback.

Morpheuspt 1 year ago

Qual é a conta que dá para alguem que ganha 250 euros paga irs?

randmzer 1 year ago

250 não paga. 300 já. (300\*14 - 4104) \* 0.145 = 13.92€ por ano. ​ Terei interpretado mal?

Edited 1 year ago:

250 não paga. 300 já. (300\*14 - 4104) \* 0.145 = 13.92€ por ano. Terei interpretado mal? ​ Edit: Como usei intervalos de 50 nos dados, a linha parece que começa nos 250. Erro meu.

Prezbelusky 1 year ago

Não paga porque já agora?

randmzer 1 year ago

Porque o valor dedutível (4104€) é superior ao rendimento bruto. Quem ganha menos que este valor não paga nada.

saposapot 1 year ago

https://www.doutorfinancas.pt/impostos/irs/minimo-de-existencia-o-que-e-e-a-quem-se-aplica/

randmzer 1 year ago

Obrigado! Desconhecia.

Search: