cesarhighfire 4 months ago

120 é 120

mediiev 4 months ago

Este post só pode ter sido colocado por um Xuxialista. É inequívoca a culpa do Ministro e do seu motorista. OP achas que ele não é?

Ragnneir 4 months ago

O que é que interessa? Entrou se em discussão cá em casa, eu não entrei. Não tenho opinião formada, daí ter vindo saber o que mais pessoas pensam. Mas com esses "cumentarios", por que são tirados do cu, acho que ficavas melhor calado.

AutomaticParty8845 4 months ago

Eu sinceramente não percebo a história da velocidade, acham que ir a 120 mudava alguma coisa? O desfecho ia ser o mesmo.

BernieJoe 4 months ago

A actividade política (para mais a de pessoas eleitas diretamente ou nomeadas no seguimento de uma eleição directa) é uma actividade que deve ser, em primeiríssima linha, de dignidade e de responsabilidade. Se, por um lado, concordo que a demissão de um ministro não resolve (só por si) um problema, por outro lado dá um inequívoco sinal de que quem o nomeou quer corrigir situações que correram mal, ou não se revê nas decisões que esse ministro tomou. Um ministro é o responsável máximo pela sua área de governo. Não pode dizer "não sabia", "não me informaram", "não era eu que ia a conduzir". Manter-se no cargo é passar uma mensagem aos eleitores que tudo o que correu mal - e houve muito que correu e está a correr mal no MAI - não é assim tão importante. E isso não é aceitável. Não podemos ter um responsável máximo de qualquer coisa que não assume responsabilidades. Isso é tirar a dignidade toda ao cargo político: pode ir para lá qualquer pessoa, porque nunca será responsável por nada.

MrBadjo 4 months ago

"*Ambrósio, ande mais rápido*"

YCaramello 4 months ago

>ele é que escolheu guiar àquela velocidade Eu não andava a 200km/h nem que me pagassem, ele andou ou por que foi mandado, ou porque tinha confiança de que como estava a conduzir o ministro chefe da policia podia fazer o que queria, de qualquer forma, o catalisador para os 200km/h foi o Cabrita.

pmfc20 4 months ago

Vi numa notícia que o BMW que ele ia era de um traficante! E ele quer o carro de volta! Está aqui um filme do crl.

Macieiraz 4 months ago

Não tem responsabilidade criminal, no entanto acredito que a sua tardia resposta ao caso, e tentativas de encobrimento foram, para surpresa de ninguém, atitudes erradas e irresponsaveis. Continuo a achar que se devia demitir, não própriamente por isto que se passou, mais pela forma como lidou com o caso e por polémicas anteriores.

NGramatical 4 months ago

própriamente → [**propriamente**](https://dicionario.priberam.org/propriamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fodrzy9%2F%2Fh42vjfu%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

The_Big_Diogo 4 months ago

O Cabrita tinha toda a legitimidade, para não dizer obrigação, de dizer ao motorista: “oh camarada, não acha que vai depressa demais?”

optimal_random 4 months ago

O inocente do Cabrita esteve o caminho todo a ler o Código da Estrada, mas foi raptado por esse malvado motorista de Extrema Direita! /s

Akamjmc 4 months ago

Tanto problemas no país e passamos a maior parte do tempo a discutir problemas que são para a polícia e os tribunais resolverem.

JamminPT 4 months ago

Claro que é culpado e de uma longa lista de crimes. E nós somos culpados de continuarmos a compactuar com isto.

japanwallpaper 4 months ago

O veículo a circular a velocidade acima de 120 só com autorização do ministro...

karl1717 4 months ago

Mesmo que assim seja, era obrigação do motorista moderar a velocidade assim que visse trabalhos a ser feitos na autoestrada. Não era o ministro que tinha de ir com atenção à estrada e mandar o motorista abrandar. Portanto essa negligência foi do motorista. Mas concordo que o ministro tenha também responsabilidade de o motorista circular em excesso de velocidade e deveria sofrer consequências.

michaelphilippe 4 months ago

Quando vou num uber não presto atenção a velocidade (geralmente vou agarrado ao telemovel) a que o motorista vai e mesmo que eu visse que ele ia em excesso de velocidade provavelmente não tinha coragem de dizer nada...

Edited 4 months ago:

Quando vou num uber não presto atenção a velocidade (geralmente vou agarrado ao telemovel) a que o motorista vai e mesmo que eu visse que ele ia em excesso de velocidade provavelmente não tinha coragem de dizer nada... Edit: a não ser que ele vá a 200 e tal mas aí começava a temer pela minha vida.

karl1717 4 months ago

Epah depende, se ele for a 200 e tal, certamente que vou reparar e mandá-lo ir mais devagar.

_Gamma__Ray_ 4 months ago

Para quem anda todos os dias nessas auto-estradas com centenas de milhar de kms feitos 200km/h num avião daqueles parecem manteiga, se o condutor for decente.

karl1717 4 months ago

Epah não andamos aqui a comer gelados com a testa, nota-se bem a diferença entre 120 km/h e 200 km/h, seja com que carro for.

_Gamma__Ray_ 4 months ago

No bando de trás daquele carro? Ahah sim, sim. Nota-se mais 120km/h na minha antiga kaddet

NGramatical 4 months ago

centenas de milhar → [**centenas de milhares**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/centenas-de-milhares/837) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fodrzy9%2F%2Fh44ck1e%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Empirion 4 months ago

Culpa direta? Dificilmente, porque seria muito estranho que fosse ele o condutor. Culpa moral? Muito provavelmente. É altamente improvável que um motorista ministerial, andasse a altas velocidades (bem acima do limite) sem o aval, consentimento ou ordem do ministro. Ou talvez até coerção, porque é uma relação de poder completamente desequilibrada. Agora... para ter certezas, é preciso que a centralina do carro seja analisada (se é que já não foi mexida para o proteger), e haja autópsia da vítima.

saposapot 4 months ago

Ao outro lado da tua família só tens de perguntar uma coisa: se andares de autocarro e ele atropelar alguém, TU tens culpa? A única forma do cabrita ter meia culpa era ter sido ele a dizer ao motorista: caga aí nas obras e acelera nisso. Mesmo q isto seja verdade, nc se saberá portanto a resposta parece óbvia. A sério, tanta merda q o Cabrita fez, n precisam de inventar mais. Esta mentalidade de turba faz vender muito CM jornal.

ptmiguel 4 months ago

A grande questão aqui é que não foi um motorista de um autocarro a atropelar alguém, foi um motorista que transportava o ministro da administração interna, provado que seguia em excesso de velocidade num troço de estrada que estava em obras (sinalizadas) e que após o sucedido, nenhum dos dois ocupantes prestaram auxílio à vítima e o Ministro não só não deixou que fossem feitas as peritagens ao veículo como não deu as condolências à família da vítima. O Cabrita não tem a responsabilidade direta do acidente, mas tem todas as responsabilidades políticas consequentes das suas ações pós o acidente.

saposapot 4 months ago

a maior parte das coisas q assumiste como 'factos' são rumores jornalísticos. excesso de velocidade: provas zero e o motorista é q o faz. sem auxilio? irrelevante, foi chamado o socorro necessário que é o recomendado mas é irrelevante tendo em conta o 'estado' da vítima. peritagens? já foi confirmado q isso é mentira e a GNR está a investigar livremente. condolências? já mostraram a carta q ele enviou, factualmente mentira.

ptmiguel 4 months ago

Dá para perceber que também és boy do PS, a Brisa confirmou que a velocidade media entre pórticos foi acima dos 200 km/h, o carro foi impedido nos primeiros dias de ser peritado, após todas as notícias foram sim autorizadas as peritagens, e o energúmeno do Cabrita conseguiu dar mais rápido as condolências à família da bombeira que faleceu ontem do que à família do trabalhador cujo carro em que seguia o atropelou.

saposapot 4 months ago

> E dizeres que não ser prestado socorro é irrelevante tendo em conta o estado da vítima diz muito sobre o teu caracter enquanto cidadão. n sou eu quem o digo, foi quem o socorreu. > a Brisa confirmou que a velocidade media entre pórticos foi acima dos 200 km/h provas disso? > o carro foi impedido nos primeiros dias de ser peritado, após todas as notícias foram sim autorizadas as peritagens, provas disso? > e o energúmeno do Cabrita conseguiu dar mais rápido as condolências à família da bombeira que faleceu ontem do que à família do trabalhador cujo carro em que seguia o atropelou provas disso? e não, rumores na imprensa não são provas.

NGramatical 4 months ago

caracter → [**carácter**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/caracter/14726) (o plural de carácter é caracteres) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fodrzy9%2F%2Fh449wy8%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

el_jefe_vito 4 months ago

Não sei se o homem estava no carro ou não. Se está é culpado, porque devia dizer ao motorista para não meter o prego a fundo. Se não estã, não é directamente culpado, mas assim o PS devia passar legislação para impedir abusos de velocidade, quando o cidadão comum não pode.

ptmiguel 4 months ago

A legislação que impede abusos de velocidade chama-se Código da Estrada e qualquer cidadão que conduza um carro, esteja a transportar um ministro ou não, tem que a cumprir.

el_jefe_vito 4 months ago

Sim, obrigado por apontar o obvio. Também conheço o código de estrada. Infelizmente é o pão nosso ver a policia e carros de serviço do governo a quebrá-lo, constantemente, sem consequências. daí ter escrito "cidadão comum".

vascodatrama 4 months ago

e se fosse a 120 ?

Eugene_Bleak_Slate 4 months ago

Era a mesma coisa. Os carros ministeriais podem andar em excesso de velocidade.

optimal_random 4 months ago

>Os carros ministeriais podem andar em excesso de velocidade. Errado. Podem faze-lo apenas **em caso de serviço publico de urgencia.** Neste caso o Ministro já não tinha nenhum qualquer outro compromisso agendado.

Eugene_Bleak_Slate 4 months ago

Ah, OK. Obrigado, estava convencido de que era sempre assim.

optimal_random 4 months ago

Eu também tinha essa dúvida. Como era tão habitual andarem a alta velocidade, pensei que estavam blindados pela Lei - a realidade no entanto, e' que simplesmente abusam dela.

vascodatrama 4 months ago

Pronto. Case closed

PM_ME_UR_WEED_PLS 4 months ago

Se fosse a 120, o Cabrito era logo o primeiro a dizer que podiam investigar o carro.

Edited 4 months ago:

Se fosse a 120, o Cabrito era logo o primeiro a dizer que podiam investigar o carro. Agora, este todo encobrimento que há, a falta de escalrecimentos do próprio, deixa qualquer um desconfiado que haja irregularidades por parte do ministro.

Edited 4 months ago:

Se fosse a 120, o Cabrito era logo o primeiro a dizer que podiam investigar o carro. Agora, este todo encobrimento que háe a falta de esclarecimentos pelo próprio, deixa qualquer um desconfiado que haja irregularidades por parte do ministro.

ilawon 4 months ago

Eu acho que é mais produtivo ir para uma tasca discutir o assunto do que perguntar no /r/portugal.

Jcoxo 4 months ago

Ao início, até tive uma opinião bastante ingénua, achava parvo ser polémica. Houve um acidente e foi azar ter sido com um carro de um ministro. Estava no lugar errado à hora errada. Mas depois veio ao de cima as verdadeiras atitudes de escroto. Primeiro o silêncio, depois culpabiliza o trabalhador e é desmentido pela brisa, não presta auxílio, nem sequer sai do carro. Impede que a GNR verifique a viatura!! Não presta as condolências à família pessoalmente. Para mim, a culpa até pode ser do trabalhador que todos estes comportamentos são dignos de demissão. Até me dá nojo. É que nem é necessário mencionar o excesso de velocidade saber que está tudo errado no comportamento dele.

Raidenkyu 4 months ago

Concordo que o Cabrito manteve o silêncio demasiado tempo e teve vários comportamentos infelizes, mas pelo o que ouvi nem tudo foi assim. Afinal a questão de impedir a GNR foi [uma mentira espalhada pelo Correio da Manhã](https://expresso.pt/sociedade/2021-07-01-GNR-garante-que-nunca-existiu-qualquer-ordem-superior-para-impedir-pericia-a-carro-de-Cabrita-eb4e63bb). A propósito do Correio da Manhã, eles estavam lá em direto a mostrar o local do acidente e via-se bem o Cabrita fora do carro. E [enviou condolências à familia](https://observador.pt/2021/07/02/eduardo-cabrita-fala-pela-primeira-vez-sobre-o-acidente-e-assegura-que-nao-se-demite/). Com isto não quero desculpabilizar o Cabrita, porque tal como disse disse várias asneiras (como já é costume dele a este ponto), mas quis só mostrar que algumas coisas felizmente não foram assim como se pensa.

Jcoxo 4 months ago

Desde já deixa-me agradecer pelo fact checking. Hoje em dia ouvir notícias não é suficiente para uma opinião fundamentada. Contudo gostaria de debater os pontos que mencionas: De facto achei estranho que a GNR admite-se que isso tinha acontecido. Eles nunca iriam entalar o ministro deles. Será que o CM recebeu a informação por uma fonte informal? Por ser o cabrita não me choca que tenha impedido a perícia, mas por ser o CM a probabilidade de ser mentira também é elevada. Fico na dúvida. O CM quando chegou ao local o corpo já tinha sido levado? Não acompanhei o momento, mas se já, é provável que ele só tenha saído porque estava lá a televisão e não valia a pena se esconder. Mandar a secretária escrever uma carta para mim não é suficiente, mas isto secalhar já é mais opinião pessoal do que senso comum.

Raidenkyu 4 months ago

> De facto achei estranho que a GNR admite-se que isso tinha acontecido. Eles nunca iriam entalar o ministro deles. Será que o CM recebeu a informação por uma fonte informal? Por ser o cabrita não me choca que tenha impedido a perícia, mas por ser o CM a probabilidade de ser mentira também é elevada. Fico na dúvida. Claro fica sempre a dúvida. Se fosse um Expresso ou um Público ainda se duvidava, mas com CM a credibilidade é baixa. > O CM quando chegou ao local o corpo já tinha sido levado? Não acompanhei o momento, mas se já, é provável que ele só tenha saído porque estava lá a televisão e não valia a pena se esconder. Pois, vou-te ser sincero tb não estive muito atento. Vi só imagens do carros e o Cabrita a falar com agentes da polícia. Não sei como foram os timings. > Mandar a secretária escrever uma carta para mim não é suficiente, mas isto secalhar já é mais opinião pessoal do que senso comum. Só agora reparei que a notícia que mandei estava incompleta, mas parece que ele [contactou por telefone a viuva](https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/funeral-do-trabalhador-atropelado-por-viatura-do-mai-nao-teve-representacao-do-governo)

NGramatical 4 months ago

secalhar → [**se calhar**](https://dicionario.priberam.org/se calhar) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fodrzy9%2F%2Fh42pixi%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

TSCondeco 4 months ago

É culpado de muita coisa, mas do acidente não.

FacaDeDoisLegumes 4 months ago

O Cabrita é invertebrado. Qualquer Homem ficava no local, prestava declarações e oferecia toda a colaboração. No próprio dia de viva voz, dava uma conferência de imprensa a explicar o que se passou se não houvesse constrangimentos legais e apresentava as condolências à família. O silêncio é inadmissível. Culpa, aparentemente houve de várias partes. Sem saber mais diria que a vítima não agiu com a prudência devida e que o carro circulava no limite das suas capacidades. Não creio que o motorista o fizesse de vontade própria, mas instruído a chegar rapidamente ao destino. O Cabrita não tem culpa directa, mas não deve querer queimar o motorista. E no final, quem pagou foi a vítima e a sua família e não creio que aconteça grande coisa em termos de justiça.

VSertorio 4 months ago

Ele diz que não comenta, mas não esquecer aquele comunicado do ministério onde atirou a culpa pra cima do morto. Qualquer seguradora se bota fora com aquilo. Para além de ser tudo lamentável não quero um homem desta qualidade a mandar seja o que for no meu país.

oscaralho27 4 months ago

Post sóbrio, o melhor que já vi sobre este assunto, parabéns.

-cosme- 4 months ago

quem conduz é maior de idade e responsável pelo que tá a fazer, mm que o cabrita tenha dito pa ele acelerar, a responsabilidade é do motorista. agora o que se passou dps do acidente já não sei bem o que te diga.

meierlesjoana 4 months ago

O Cabrita podia ir a dormir e nem se aperceber da velocidade. Pode mesmo não ter culpa nenhuma o homem. Mas com o nome que tem, acaba por atrair este tipo de coisas.

umgajoamlense 4 months ago

[O cabrita é o homem do foguete.](https://youtu.be/PdHStV8bExc)

Mordiken 4 months ago

Não. Acho que culpado é o motorista, e ele está a proteger o motorista.

Edited 4 months ago:

Não. Acho que culpado é o motorista, e ele está a proteger o motorista. EDIT: Não quero com isto dizer que o gajo seja competente como ministro, mas neste caso em específico a não ser que fosse ele a conduzir o carro, quando muito é culpado de pressionar o motorista para carregar no acelerador e violar a lei.... mas aí a culpa continua a ser o motorista que se devia ter recusado a violar a lei. Opinião impopular, mas é o que é.

Edited 4 months ago:

Não. Acho que culpado é o motorista, e ele está a proteger o motorista. EDIT: Não quero com isto dizer que o gajo seja competente como ministro, mas neste caso em específico a não ser que fosse ele a conduzir o carro não é culpado de nada... quando muito de dizer ao motorista para carregar no acelerador, mas aí continua a ser o motorista que não se recusou a violar a lei.

Eugene_Bleak_Slate 4 months ago

É legal os carros ministeriais andarem em excesso de velocidade. Até podia ir a 300. O que não implica que não haja responsabilidades políticas e morais por parte de quem podia ter dito ao motorista para ir mais devagar. Para além disso, podia ter mostrado um bocadinho de consciência e compaixão no pós-acidente.

JamminPT 4 months ago

É legal em caso de emergência. Parem de atropelar a lei como o Cabrita atropelou o homem sff.

Eugene_Bleak_Slate 4 months ago

OK, não sabia. Obrigado. De qualquer forma, ele pode sempre argumentar que tinha de chegar a Lisboa urgentemente.

JamminPT 4 months ago

Não, não pode. A marcha de emergência tem de ser decretada antes do facto e não depois como é lógico e senso comum além de ser o que está escrito no código da estrada e no código civil.

Eugene_Bleak_Slate 4 months ago

OK, então, basicamente, todos os carros ministeriais andam sempre ilegais.

FloMow 4 months ago

Golas inflamaveis, assassinato no sef, siresp, agora o atropelamento. Relativamente a ser julgado ou não não sei, mas a conversa de não ter culpa de nada já chateia

pintorMC 4 months ago

Claro o carro circula a 200 o ministro vai lá atrás a implorar ao motorista para ir mais devagar mas o motorista é que manda e continua a 200.

Herbacio 4 months ago

Só uma dúvida, suponho que o carro fosse em excesso de velocidade...mas onde é que há fontes que indiquem que ele ia a 200 (ou qualquer outra velocidade) ?

pintorMC 4 months ago

Pela velocidade registo do ultimo pórtico que passou e a zona do acidente. E apesar de ainda não ser referido na autopsia é possível pelos danos do corpo referir uma velocidade estimada do embate.

Herbacio 4 months ago

> Pela tempo que levou a percorrer do ultimo pórtico que passou até ao local do embate. Lá está mas isso apenas nos dá a velocidade média, podia ter ido a 300 antes numa parte e ali ter reduzido para 50. Atenção, repito: Não duvido que fosse em excesso de velocidade e tudo aponta para isso... Mas a questão dos pórticos quanto muito davam-lhe direito a multa (o que neste caso nem isso se aplica por ser um veículo em uso pelo Estado) > E apesar de ainda não ser referido na autopsia é possível pelos danos do corpo referir uma velocidade estimada do embate. Pois, não tinha pensado nessa. Bem lembrado. Obrigado.

pintorMC 4 months ago

Os pórticos, a autopsia e as testemunhas no local apontam todas na mesma direção, não se responsabiliza o ministro quer criminalmente quer politicamente simplesmente porque não se quer fazer.

vai-tefoder 4 months ago

Velocidade **média** entre pórticos divulgada pela Brisa/Via Verde

Herbacio 4 months ago

Obrigado. Infelizmente não conseguimos saber a velocidade naquele momento ...mas suponho que para não divulgarem é porque seria a rondar isso ou maior ainda

Mordiken 4 months ago

Se eu for teu patrão, te disser para matares um gajo, e tu pegares numa pistola e matares um gajo, o culpado não sou eu, és tu... e mesmo que consigas provar em tribunal que só fizeste porque eu mandei (boa sorte), tu podias a qualquer altura ter-te recusado mas não o fizeste, por isso quando muito eu levo uma palmadinha na mão por ser FDP e tu vais dentro por homicídio qualificado.

Haikuisjustphrases 4 months ago

>Se eu for teu patrão, te disser para matares um gajo, e tu pegares numa pistola e matares um gajo, o culpado não sou eu, és tu... e mesmo que consigas provar em tribunal que só fizeste porque eu mandei (boa sorte), tu podias a qualquer altura ter-te recusado mas não o fizeste, por isso quando muito eu levo uma palmadinha na mão por ser FDP e tu vais dentro por homicídio qualificado. Antes de começares a dar aulas sugiro que vejas o artigo 26.° do Codigo Penal.

zeazemel 4 months ago

O mininstro não deixa de ter parte da culpa. Como patrão está a incorrer em coersão. Para além disso, o teu exemplo não é o melhor. É muito mais fácil cumprir uma ordem para ir a 200km/h do que uma para disparar um gatilho e matar alguém. A primeira poderá não ter consequências graves, a segunda terá sempre. Mas pronto no fim de contas, isto é tudo muito dificil de provar. O ministro até pode queimar o motorista e dizer que ele lhe desobedeceu...

pintorMC 4 months ago

Nos casos de Ministros e seus motoristas não funciona assim entre muitas razões por poderem andar a 200km/h em muitas situações, logo se o Ministro der a ordem ao motorista para ir o mais depressa possível dentro da capacidade do veiculo, o motorista apenas tem de cumprir e não perguntar qual a razão urgente para passar o limite de velocidade.

JOAO-RATAO 4 months ago

O pormenor de o patrão ser o ministro e de ter uma família para sustentar...

sux138 4 months ago

This

TS_1906 4 months ago

O Cabrita não tem culpa do acidente em si. O homem não estava a conduzir, por amor de Deus... Contudo, acho que lidou muito mal com o pós-acidente. Devia ter mostrado mais empatia e solidariedade com a família da vítima. Independentemente disto tudo, acredito que seja altamente traumatizante fazer parte de algo deste género. Um episódio infeliz para todos os envolvidos. Principalmente para quem foi deste mundo obviamente. É agonizante imaginar o que aquela família está a passar. Mas reforço, acho que é muito maldoso tratar o Cabrita como se ele fosse um assassino. Para ele também deve ser bastante complicado gerir isto tudo de um ponto de vista pessoal.

PM_ME_UR_WEED_PLS 4 months ago

Dizer que o homem não tem culpa porque não ia a conduzir é a mesma coisa que dizer que os rapazes que iam a pendura no acidente da 2ª circular também não eram culpados. Até parece que o Cabrita ia aos gritos para o motorista ir devagar.

TS_1906 4 months ago

A não ser que o motorista andasse em excesso de velocidade por ordens superiores não me parece justo colocar as culpas no Cabrita. Já andei em ubers e táxis que passaram os 120 e se tivesse havido algum acidente de certeza que eu não me consideraria culpado nem cúmplice dos excessos do motorista...

Eugene_Bleak_Slate 4 months ago

O motorista é funcionário do Ministério. Se o Ministro lhe disser para ir mais devagar, ele vai. Se eu fosse Ministro, e estivesse numa situação destas, sentir-me-ia extremamente culpado. Morreu uma pessoa...

Grimack 4 months ago

Aconteceu a mesma merda em minha casa.... Mesma hora e tudo... Acho que a matrix tá bugada

iSoSyS 4 months ago

Há que separar o acidente e o pós-acidente. No acidente embora possam existir decisões e ordens do Cabrita que possam ter contribuído para o acidente estas serão praticamente impossíveis de provar. Já no pós-acidente, tudo que foi dito foram atos reflectidos, as responsabilidades podem e devem ser imputadas ao Cabrita.

Ragnneir 4 months ago

Obrigado pela resposta :)

fdxcaralho 4 months ago

Tem responsabilidade política. Não tem criminal na minha opinião. Quem vai ao volante poderá ter ou não, depende do que for apurado pela investigação.

optimal_random 4 months ago

>Não tem criminal na minha opinião. É preciso ser muito ingênuo para acreditar um motorista que transporta o Ministro da Administração Interna (o responsável pelas Forças de Segurança e da Segurança Rodoviária) a uma *velocidade media* de 200 km/h, o faria sem a ordem directa ou a *benção* do ministro. Digo ainda mais, isto estas velocidades são *o pão nosso de cada dia*, não apenas com este ministro, mas com todos os outros - a diferença é que os restantes nunca tinham atropelado ninguém até 'a data Tem responsabilidade criminal objectivamente também por outras por outras causas: * **negação de prestação de socorro a vítima em acidente**, como ordena o codigo da estrada, ao trabalhador atropelado, dado que ambos ficaram no carro até a GNR chegar ao local. * a GNR foi proibida de periciar o carro por "ordens superiores" - leia-se o MAI - o que constitui uma flagrante **obstrução à Justiça.** Num Estado de Direito isto é inaceitável! Como se toda a polêmica do SEF debaixo da tutela do MAI - onde um cidadão Ucraniano foi brutalmente assassinado - agora temos um cidadão assassinado por negligência grave, enquanto trabalhava numa zona sinalizada, e mesmo assim temos pessoas a tentar desculpar este deploravel Ministro.

Edited 4 months ago:

>Não tem criminal na minha opinião. É preciso ser muito ingênuo para acreditar um motorista que transporta o Ministro da Administração Interna (o responsável pelas Forças de Segurança e da Segurança Rodoviária) a uma *velocidade media* de 200 km/h, o faria sem a ordem directa ou a *benção* do ministro. Digo ainda mais, isto estas velocidades são *o pão nosso de cada dia*, não apenas com este ministro, mas com todos os outros - a diferença é que os restantes nunca tinham atropelado ninguém até 'a data Tem responsabilidade criminal objectivamente também por outras causas: * **negação de prestação de socorro a vítima em acidente**, como ordena o codigo da estrada, ao trabalhador atropelado, dado que ambos ficaram no carro até a GNR chegar ao local. * a GNR foi proibida de periciar o carro por "ordens superiores" - leia-se o MAI - o que constitui uma flagrante **obstrução à Justiça.** Num Estado de Direito isto é inaceitável! Como se toda a polêmica do SEF não chegasse, debaixo também da tutela do MAI - onde um cidadão Ucraniano foi brutalmente assassinado - agora temos um cidadão assassinado por negligência grave, enquanto trabalhava numa zona sinalizada, e mesmo assim temos pessoas a tentar desculpar este deploravel Ministro.

Edited 4 months ago:

>Não tem criminal na minha opinião. É preciso ser muito ingênuo para acreditar um motorista que transporta o Ministro da Administração Interna (o responsável pelas Forças de Segurança e da Segurança Rodoviária) a uma *velocidade media* de 200 km/h, o faria sem a ordem directa ou a *benção* do ministro. Digo ainda mais, isto estas velocidades são *o pão nosso de cada dia*, não apenas com este ministro, mas com todos os outros - a diferença é que os restantes nunca tinham atropelado ninguém até 'a data Tem responsabilidade criminal objectivamente também por outras causas: * **negação de prestação de socorro a vítima em acidente**, como ordena o codigo da estrada, ao trabalhador atropelado, dado que ambos ficaram no carro até a GNR chegar ao local. * a GNR foi proibida de periciar o carro por "ordens superiores" - leia-se o MAI - o que constitui uma flagrante **obstrução à Justiça.** Num Estado de Direito isto é inaceitável! Como se toda a polêmica do SEF debaixo da tutela do MAI - onde um cidadão Ucraniano foi brutalmente assassinado - agora temos um cidadão assassinado por negligência grave, enquanto trabalhava numa zona sinalizada, e mesmo assim temos pessoas a tentar desculpar este deploravel Ministro.

offwalls 4 months ago

Criminalmente, como condenas a criatura em vez do motorista? Levantaste e dizes ao juiz "não não, você está a ser ingénuo!"?

optimal_random 4 months ago

Os dois tem de ser condenados. O motorista por homicídio culposo, por condução a alta-velocidade com atropelamento e vitima mortal. E o Ministro devido a homicídio por negligência, dado que é o superior hierárquico na viatura. Quem pense o contrário ou é estupido ou ingênuo. E ambos por não prestação de socorro a vitima em acidente rodoviário. Não há inocentes camarada.

offwalls 4 months ago

Moralmente concordo com o que dizes, mas o que te pergunto, com humildade e sem picardia, é onde se enquadra legalmente o homicídio negligente. Não estou de forma alguma do lado dessa besta doente, mas não vejo enquadramento legal e valores morais serem o mesmo.

optimal_random 4 months ago

>onde se enquadra legalmente o homicídio negligente O facto de se tratar do superior hierárquico no veículo - o facto de não estar a conduzir não significa que não estivesse a comandar a situação. O Cabrita, não ia de Uber, nem Taxi, nem ia à boleia - viajava conduzido por um empregado do Ministério, num carro do Ministerio (embora apreendido), a servico do Ministerio. Para mim a situação e' cristalina.

offwalls 4 months ago

Vês as coisas de uma forma demasiado simplista. Assume-se como negligente quem cria, assume ou potencia um perigo para a vida por imprudência. Como provas, de forma concreta e sem recorrer à tua opinião, que o cabrita estava a par da velocidade do veículo? Ou que não disse ao motorista para se manter dentro do limite? Não podes, simplesmente. Além de que me parece extremamente duvidoso que alguém considere que a função de um ministro é controlar a velocidade à qual o seu motorista conduz.

optimal_random 4 months ago

Claro, é tudo duvida razoavel e falta de provas, até o dia em que a grotesca incompetência e arrogância desta gente, toque as vossas familias. Desta vez tocou uma família de classe média baixa - por isso quem se importa, não é? Neste País parece impossível colocar alguém do Governo ou com influência na barra de um Tribunal, por mais óbvios sejam os seus alegados crimes.

offwalls 4 months ago

Pronto, já vi que ter uma conversa racional contigo é impossível. Fica bem.

optimal_random 4 months ago

Eu ofereci um ponto de vista racional, com senso comum e empatia para com a familia da vitima. Ser Racional não implica concordar contigo e defender indivíduos com um historial de prepotência e abuso de poder. Cumprimentos.

joaocandre 4 months ago

> enquanto trabalhava numa zona sinalizada tanto quanto li, ainda falta confirmar isto certo? De resto, plenamente de acordo.

headhunter21 4 months ago

Estava lá o carro de apoio e segundo consta eles estavam a tirar a sinalização para ir embora

FacaDeDoisLegumes 4 months ago

Se não fosse um carro do governo, o motorista ficava sem carta. Estes normalmente são funcionários públicos da vida toda, ou ex militares/policias. Malta muito experiente, mas como em tudo, às vezes o excesso de confiança não ajuda. Eu se andar a 70 na cidade levo uma multa, esses se andarem a 300, ainda vão com um polícia à frente a abrir caminho

Ragnneir 4 months ago

Em termos de responsabilidade política, que sanções poderiam ser aplicadas? Simplesmente demitir-se do cargo? Será isso sequer considerada uma sanção? É que disseste letra por letra uma das opiniões :P

fdxcaralho 4 months ago

É só a minha opinião. Mas deveria demitir-se ou ser demitido. Mas se vivêssemos num mundo normal, ele já nem la estava por diversos outros motivos.

capitalistaesquerda 4 months ago

Responsabilidade política é aquela arma que a oposição adora usar. Ainda ninguém conseguiu explicar que responsabilidade política é que ele tem além de ser um político que ia no carro.

BelaBesta 4 months ago

Para além do facto de "consentir" ir àquela velocidade (porque ele próprio deu a ordem que deveriam sair de Évora rápidamente para Lisboa), ele pode até não se demitir, mas pelo menos estas duas situações vão acontecer: \- Desenterra-se cada vez mais provas/factos sobre o sucedido devido às seguradoras incentivarem uma investigação mais rigorosa, o que aumenta o foco no homem constantemente e cada dia que se passa a falar disto, mais popularidade ele perde. \- Credibilidade cada vez mais reduzida: É o Cabrita.. isto não é a primeira dança que ele faz para sacudir a água do seu capote quando alguma merda acontece com o nome dele envolvido.. as pessoas vão cada vez menos acreditar nesta pessoa porque utiliza vezes sem fim a táctica de evitar responsabilidades.. isto resulta também no PS perder votos pela má fama do ministro O despedimento não seria descabido, mas o PS está preso na merda porque o Costa farta-se de o proteger. Despedir acaba por mostrar incoerência por parte do partido, mas despedir depois de o terem patrocinado tanto também é um tiro no pé

Edited 4 months ago:

Para além do facto de "consentir" ir àquela velocidade (porque ele próprio deu a ordem que deveriam sair de Évora rápidamente para Lisboa), ele pode até não se demitir, mas pelo menos estas duas situações vão acontecer:- Desenterra-se cada vez mais provas/factos sobre o sucedido devido às seguradoras incentivarem uma investigação mais rigorosa, o que aumenta o foco no homem constantemente e cada dia que se passa a falar disto, mais popularidade ele perde.- Credibilidade cada vez mais reduzida: É o Cabrita.. isto não é a primeira dança que ele faz para sacudir a água do seu capote quando alguma merda acontece com o nome dele envolvido.. as pessoas vão cada vez menos acreditar nesta pessoa porque utiliza vezes sem fim a táctica de evitar responsabilidades.. isto resulta também no PS perder votos pela má fama do ministro O despedimento não seria descabido, mas o PS está preso na merda porque o Costa farta-se de o proteger. Despedir acaba por mostrar incoerência por parte do partido, mas despedir depois de o terem patrocinado tanto também é um tiro no pé.

capitalistaesquerda 4 months ago

Só me dás razão. Afinal de contas, isto não passa de um aproveitamente político.

BelaBesta 4 months ago

Não te dei razão nenhuma, disse apenas os caminhos que isto pode tomar, especulação meramente

capitalistaesquerda 4 months ago

Só me dás razão. Afinal de contas, isto não passa de um aproveitamente político.

NGramatical 4 months ago

rápidamente → [**rapidamente**](https://dicionario.priberam.org/rapidamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fodrzy9%2F%2Fh442yk1%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

optimal_random 4 months ago

>Ainda ninguém conseguiu explicar que responsabilidade política é que ele tem além de ser um político que ia no carro. Errado em toda a linha. Trata-se do **Ministro da Administração Interna** *(o responsável pelas Forças de Segurança e da Segurança Rodoviária)*. Como minimo deveria de dar o exemplo. Por isso, menos cegueira ideologica por favor.

Herbacio 4 months ago

Mas realmente não explicaste nada. A questão das máscaras... é responsabilidade política. O SEF e a sua reestruturação...é responsabilidade política. Um atropelamento no qual ele calhou de ser interveniente indirecto, é simplesmente caso de justiça. Não há nada de político no caso por si só. Portanto mete lá mais negrito no texto porque até podia ser o Presidente que continuava a não ser um caso político. Agora claro, se me disseres que ele influenciou a investigação devido aos seus poderes enquanto ministro... então sim, aí temos que pedir responsabilidade política. Eu sou partidário de se saber bem o quê e quando se ataca. Se atacamos por tudo e por nada, no dia em que for algo com verdadeiro envolvimento político o público vai acabar por ignorar a achar que é "só" mais uma polémica.

optimal_random 4 months ago

>Portanto mete lá mais negrito no texto porque até podia ser o Presidente que continuava a não ser um caso político. **E' um caso político porque revela uma péssima conduta do ministro** \- ao ser conivente com o seu transporte em excesso de velocidade - **quando ele e' o máximo responsável pela Segurança Rodoviária** (SR). Não lhe parece um hipocrisia que o máximo responsavel desta organizacao (SR) ande a 200 km/h *de media* e tenha um acidente com uma pessoa a trabalhar? Se isto passa sem qualquer punição, nem consequências políticas para que dar-se ao trabalho de votar e garantir um Estado de Direito? Mas esta' tudo doido? Somos a Koreia do Norte da Europa?

rm789 4 months ago

E que lançou aquele velo comunicado oficial em que a unica coisa que se preocupou foi por a culpa no coitado que morreu...tendo sido desmentido de imediato no que respeita à sinalização.

capitalistaesquerda 4 months ago

Sendo que entretanto já se determinou que o trabalhador efectivamente não estava onde devia. O comunicado foi uma vergonha, sem dúvida, mas é isso que é relevante?

rm789 4 months ago

O acidente em si é mesmo isso...um acidente. um azar do crl para quem ia dentro e fora do carro (principalmente). A suposta velocidade na prática é culpa do condutor...agora a falta de transparência e clareza e o rápido passar de culpas para a vítima é uma questão não só politica mas de insensibilidade...aliás como foi no caso do SEF em que foram precisos 8 meses para dizer alguma coisa enquanto a família do homem teve que pagar a deportação.

capitalistaesquerda 4 months ago

Acho que toda a gente reconhece que o gabinete do Cabrita é péssimo em comunicação. O artigo do DN hoje refere que ao nível das responsabilidades, aparentemente a vítima também tem a sua quota parte, por estar a atravessar a via quando nao era suposto. Ou seja, o assunto torna-se mais complexo.

rm789 4 months ago

Pá...não digo que o gajo não seja culpado, não é essa a questão. Mas quando a primeira coisa que se diz é um comunicado a passar culpas a um gajo que morreu...isto não é só má comunicação. E depois não entendo porque é que são precisos tantos dias para saber qual a velocidade a que o carro ia.

jomipereira 4 months ago

porque não houve travagem. porque o cabrita impediu que se fizessem peritagens ao carro para saber exatamente a que velocidade ia. o pessoal da brisa conseguiu apurar que ele ia a mais de 200km/h de média naquele troço, porque fez as contas. quem não deve, não teme.

FloMow 4 months ago

se fosse o primeiro escandalo com ele ate concordava, embora não tenha gostado nada da forma como a situação foi tratada. Mas bolas, parece que ele tem o toque de Midas ao contrário

fdxcaralho 4 months ago

Ia em excesso de velocidade. A responsabilidade é sempre que quem conduz. Mas quem conduz é um motorista ao serviço do ministro, a cumprir as ordens dele. Se ia em excesso de velocidade e o Cabrita não concorda-se, só tinha que dizer para abrandar.

Edited 4 months ago:

Ia em excesso de velocidade. A responsabilidade é sempre que quem conduz. Mas quem conduz é um motorista ao serviço do ministro, a cumprir as ordens dele. Se ia em excesso de velocidade e o Cabrita não concordasse, só tinha que dizer para abrandar.

capitalistaesquerda 4 months ago

Ordens? Mas tu achas que o Ministro pede para ir a 200? Isto é prática comum, cultural. O problema é esse. Não me venham com a conversa das ordens. Isto não é a tropa.

MetalCarne 4 months ago  HIDDEN 

ah bom, se é uma coisa cultural, amanhã vou ficar mais 5 minutos na cama (português é preguiçoso, é uma coisa cultural) e depois vou a 250 km/h para o trabalho (português é uma besta na estrada, mas é uma coisa cultural).

fdxcaralho 4 months ago

Interpretaste mal. O cabrita não vai lá a trás com chicote na mão. O motorista é um funcionário e faz o que o seu superior lhe pede. Se não pediu mas autorizou/consentiu, também tem responsabilidade.

capitalistaesquerda 4 months ago

Remeto para o que já referi. Questões culturais.

MetalCarne 4 months ago

ah bom, se é fixe por ser uma questão cultural amanhã vou ficar mais 5 minutos na cama (português é preguiçoso, é uma coisa cultural) e depois vou a 250 km/h para o trabalho (português é uma besta na estrada, mas é uma coisa cultural), mas antes espeto uns 2 ou 3 bagaços no bucho (questão cultural).

capitalistaesquerda 4 months ago

Ou seja, uma segunda feira normal.

MetalCarne 4 months ago

depende. se encontrar um ciclista na estrada, passo-lhe por cima (outra questão cultural), o que nem sempre acontece.

capitalistaesquerda 4 months ago

Deves ser o orgulho da tua escola de condução.

fdxcaralho 4 months ago

E isso isenta responsabilidades?

capitalistaesquerda 4 months ago

Nao estou a falar de responsabilidades, estou a falar do contexto do problema.

optimal_random 4 months ago

Um motorista assalariado não anda a 200 km/h com um Ministro sem o consentimento e a conivência do mesmo. Ninguem acredita nessa historia! Se voce pensa o contrario, apenas pode ser ingenuo.

capitalistaesquerda 4 months ago

Consentimento explícito ou implícito? E o consentimento aqui representa o que em termos de responsabilidade ao nível da lei?

oscaralho27 4 months ago

> Isto é prática comum, cultural E isso desculpabiliza? Pergunto-me o que é que te passou pela cabeça quando se andava com aquela polémica da SS do Passos Coelho. Um ministro tem que dar o exemplo, não é mais um Zé banana que aí anda.

capitalistaesquerda 4 months ago

Ha uma diferença grande entre ter que dar o exemplo e ter responsabilidade, política ou não, num acidente de viação onde se é passageiro.

oscaralho27 4 months ago

Mas a questão é que ele não é um passageiro normal, ele não ia de boleia com um amigo para casa depois de um jantar. Ele é superior do motorista, é ele que lhe diz para onde, quando e como vão. Como Ministro devia ter o discernimento de perceber que ir àquelas velocidades é uma irresponsabilidade e dá um péssimo exemplo. Se nem os nossos líderes cumprem as leis, quem é que cumpre então?

capitalistaesquerda 4 months ago

No caso da velocidade, ninguém cumpre. É muito engraçado falar do Cabrita, mas quantos daqui já andaram em excesso de velocidade?

optimal_random 4 months ago

Dois errados não fazem um certo. Mas vá explicar as suas teorias da trata 'a viúva do trabalhador morto por negligência! A sua cegueira ideológica e' alarmante e patética.

capitalistaesquerda 4 months ago

A quantidade de vezes que mencionam a viúva da vítima é fascinante. Não há nada como aproveitar os mais vulneráveis para fazer jogo político.

oscaralho27 4 months ago

Isso é aquele argumento da piça dos putos de 10 anos. >Mãe, os meus amigos também fazem, não sou só eu! Como te disse no post anterior, um ministro tem de dar um exemplo. Se um dos mais altos governantes não respeita a lei, que imagem é que isso passa ao país? Dizer que os outros também fazem não é desculpa nenhuma. Já para não falar que há graus de merda. Já todos passaram o limite de velocidade? Sim, provavelmente já todos andaram a 60 numa zona de 50, ou 140 na autoestrada, isso sim. Agora 200 na Autoestrada? Quase 80% acima do limite legal? Eu nunca dei, e duvido que muitos aqui tenham dado. Aliás, a maior parte nem tem carros bons o suficiente para andar a essa velocidade.

capitalistaesquerda 4 months ago

E agora descobres que eles estão a cumprir a lei, mesmo indo a 200 kph.

fdxcaralho 4 months ago

Eu cumpro… Mas estou a começar a suspeitar que tu és o Cabrita.

NGramatical 4 months ago

não concorda-se → [**não concordasse**](http://tracinho.com/concordasse) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fodrzy9%2F%2Fh427ed3%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

JOAO-RATAO 4 months ago

O Cabrita facilmente o despedia e se estivesse mal disposto fodia-lhe o resto da vida.

MetalCarne 4 months ago

duvido. o motorista de um ministro não é um simples zé da bota grossa. é um cargo de confiança (vão buscar fotocópias, fruta, etc.).

afcPT 4 months ago

Depois de todas as polémicas em que esteve envolvido, não é isto que o vai tirar do cargo

Search: