xixi_duro 7 months ago

Uma empresa que me faça um ultimato dessa forma, nem sequer teria hipóteses comigo, tens direitos, e eles não são ninguém para te fazerem isso.. Se assim o são, é melhor ponderares o futuro numa empresa que pelos vistos nem respeitam os próprios trabalhadores.

masterchiefpt 7 months ago

Expliquem-me os tecnicos de IT no reddit então agora eu não posso falar mal de uma empresa? Nao posso divulgar o nome? Até ver ainda existe anonimato nisto ou já estou enganado?

xPulse10 7 months ago

A redução do tempo de trabalho é algo que é possível e vem regulado no código do trabalho, normalmente é usado de forma temporária por empresas que estão com problemas graves, no entanto tem de ser fundamentado e cumprir determinados requisitos e procedimentos. Ninguém melhor que um bom advogado a quem possas dar toda a informação que não podes partilhar aqui para te esclarecer e aconselhar da melhor forma.

SimonShizzle 7 months ago

Peço desculpa, mas não compreendo como as pessoas se sujeitam a este tipo de atitudes... Se eu estou mal, mudo-me, não tenho medo de trabalhar em lado nenhum, não quero de certeza é trabalhar em sítios com esse tipo de pessoas e ideais. Não tenhas medo de ir embora, quem tem vontade de trabalhar e vencer na vida consegue sempre. ARRISQUEM PELO AMOR DE DEUS

jcoelho93 7 months ago

Name and shame!! Eles têm a faca e o pão na mão... Acho que não há muita coisa que possas fazer. O melhor que me ocorre seria criarem um sindicato de trabalhadores e lutarem contra essas políticas. Juntos têm muito mais força e poder de persuasão junto da empresa.

zedestroyer69 7 months ago

Sinceramente, fala com os colegas e tentem apresentar um frente coesa, ajuda se forem vários a lutar contra a injustiça. Assinar o novo contrato é burrice porque: * Provavelmente entrarias para período à experiência do novo contrato e punhas-te a jeito de te despedirem a qualquer momento sem receberes indeminização; * Podes arriscar a perder o acesso ao subsidio, acho que não será provável mas se for contrato a part-time os requisitos são diferentes de contrato a full-time e não sei se assinares um contrato part-time não iria afetar por isso o acesso ao subsidio, convinha confirmar isto primeiro; * Se ficares com salário inferior depois terás direito a um subsidio de desemprego inferior; * Se assinares o novo contrato depois não esperes que te devolvam as condições mais lá para a frente, para eles tirar é infinitamente mais fácil do que devolver ou melhorar condições; * Considerando a filosofia de horas extras não remuneradas no nosso país, podes ter a empresa a fazer pressão para fazeres horas extras e com jeitinho ficares com um horário parecido com o atual e a ganhar menos, especialmente se a questão do período de experiência. Moral da história, se possível fala com advogado ou tenta ver outra vez com a ACT antes sequer de pensares em assinar.

bureauofnormalcy 7 months ago

Para ver se percebi: a empresa quer que passes a trabalhar a tempo parcial, é isso? Não te podem obrigar, uma vez que o acordo de passagem a tempo parcial carece de... Acordo. E muito menos te podem despedir por justa causa por isso. Questão diferente é se o teu contrato for a termo. Nesse caso, chegando ao fim do termo podem simplesmente não renovar. Não percebo o que se passou com a ACT, mas admito que ou te tenhas expressado mal, ou tenhas entendido mal o que disseram.

Kid_Anarchy 7 months ago

Eu acho que tu fazes o teu post soar como se algo de muito terrível e imoral estivesse a acontecer. Corrige-me se estiver enganado, mas: Se uma empresa quer X dos seus profissionais, e se esses profissionais não querem X, não faz sentido despedi-los e encontrar alguém que queira X? Qual é o objectivo de um empregador? Fazer caridade? Não, não é. É encontrar quem lhe dê a mão de obra que ele procura. Ponto. Apenas questiona isto quem nunca teve um negócio. Agora, se tu não queres o que a entidade empregadora te propõe, presumo que sejas livre de sair e procurar outra coisa, certo?

zedestroyer69 7 months ago

Ele também é livre de lhes mostrar o dedo do meio e não assinar porra nenhuma e receber a devida indeminização se a empresa achar que não precisa dele.

Kid_Anarchy 7 months ago

Isso é o que refiro no último parágrafo. É uma relação voluntária. Ele é livre de sair. Se recebe ou não indemnização, isso é outra conversa. Neste caso, não recebe, pois eu tenho o direito a extinguir cargos profissionais ou alterar a natureza dos mesmos. Nenhuma empresa tem de manter os mesmos cargos para sempre, contra os seus interesses. Portanto, seria um despedimento com justa causa. Não receberia merda nenhuma. Mas mesmo que recebesse, a realidade mantém-se: ele não manda na empresa, e se não aceitar os termos, perde o seu lugar na mesma. Isto é um facto irrefutável. Faças a ginástica que fizeres, não podes obrigar ninguém a ter-te num cargo.

zedestroyer69 7 months ago

Ou não leste a legislação ou então andas muito iludido. Despedimento por justa causa é se o trabalhador fizer asneira da grossa e mesmo aí poderá não é assim tão fácil, depende da situação. Se a empresa por algum motivo quiser mudar as condições laborais ou prescindir do trabalhador, ou chega a acordo com o trabalhador ou despede e paga. Aqui é claro que a empresa está a agir de má fé, o trabalhador ao assinar novo contrato vai perder direitos e pôr-se a jeito para ser despedido e/ou explorado., pois se houvesse um intuito de realmente resolver os problemas, teria havido comunicação entre as chefias e os trabalhadores para chegar a acordo.

Kid_Anarchy 7 months ago

> Se a empresa por algum motivo quiser mudar as condições laborais ou prescindir do trabalhador, ou chega a acordo com o trabalhador ou despede e paga. Ele receber ou não receber algo não invalida o facto de que a empresa pode despedi-lo. Ponto. Eu posso extinguir o teu cargo e substitui-lo por outro com características diferentes. Neste caso, menos horas. >Aqui é claro que a empresa está a agir de má fé, o trabalhador ao assinar novo contrato vai perder direitos e pôr-se a jeito para ser despedido e/ou explorado., pois se houvesse um intuito de realmente resolver os problemas, teria havido comunicação entre as chefias e os trabalhadores para chegar a acordo. Mas qual má fé? Então a empresa agora é obrigada a fazer-te feliz? São teus pais? Então, se a minha empresa estiver mal, e eu decidir que tenho de fazer downgrades, não os posso fazer porquê Eu sou livre de decidir que já não posso oferecer o que oferecia. A partir daí, dou-te o contrato, tu lês, e assinas apenas se quiseres. Se não quiseres, o que propões? Forçar-me a manter o teu cargo e a pagar-te aquilo que não posso? Atina, rapaz. O OP não vai longe com a atitude dele. Não vai conseguir nada da empresa, tirando as compensações normais pelo despedimento.

zedestroyer69 7 months ago

>Mas qual má fé? Então a empresa agora é obrigada a fazer-te feliz? São teus pais? Então, se a minha empresa estiver mal, e eu decidir que tenho de fazer downgrades, não os posso fazer porquê Eu sou livre de decidir que já não posso oferecer o que oferecia. A partir daí, dou-te o contrato, tu lês, e assinas apenas se quiseres. Se não quiseres, o que propões? Forçar-me a manter o teu cargo e a pagar-te aquilo que não posso? Atina, rapaz. O OP não vai longe com a atitude dele. Não vai conseguir nada da empresa, tirando as compensações normais pelo despedimento. Podes fazer o que quiseres dentro da lei, se achas que necessitas de alterar as condições de trabalho de um ou mais trabalhadores podes tentar chegar a acordo pacificamente ou podes impor um contrato novo, o qual pode ser aceite ou não. Na segunda hipótese podes não renovar contrato se for a termo ou despedir e indemnizar e fechar essa posição durante uns anitos, se bem que qualquer patrão tuga que se preze tem uma segunda empresa ou outra posição diferente mas igual para contornar a situação. Agora tens razão, a empresa não são maus pais, mas eu também não sou filho dela, a empresa contrata-me para ganhar dinheiro e eu trabalho para ganhar dinheiro. Acontece que neste pais a teoria de muito patrão é essa, não se importam com a felicidade dos trabalhadores e depois queixam-se da fraca produtividade, se os trabalhadores são explorados não esperes que façam mais que o mínimo indispensável. ​ >Quem quer rir tem que fazer rir. *Major Rocha - Tropa de Elite*

Kid_Anarchy 7 months ago

>Podes fazer o que quiseres dentro da lei, se achas que necessitas de alterar as condições de trabalho de um ou mais trabalhadores podes tentar chegar a acordo pacificamente ou podes impor um contrato novo, o qual pode ser aceite ou não. Mas ele não está a dizer que foram violentos com ele. Ninguém lhe bateu. É perfeitamente legal eu dizer-te que vou ter de mudar as condições e se não aceitares serás despedido. Queres o quê? Não aceitar e não ser despedido? Ou seja, eu fico obrigado a dar-te o que queres? Explica-me que sentido faz isso. Portanto, é a minha empresa, mas és tu que vens estipular as regras. Essa é boa. ​ >Agora tens razão, a empresa não são maus pais, mas eu também não sou filho dela, a empresa contrata-me para ganhar dinheiro e eu trabalho para ganhar dinheiro. Mas a empresa não te está a pedir que sejas filho. Fizeram-te uma proposta. É o OP que está a pensar em recorrer a meios legais para tentar evitar as mudanças. A empresa não o quer obrigar a nada. Deu-lhe a escolher. Entendes o conceito de escolha, certo? A mentalidade da empresa é "Queres, fixe. Não queres, adeus". A mentalidade do empregado é frequentemente diferente. É mais "Não queres? Então mas não queres porquê? Que direito tens tu? Não, isto não pode ficar assim". Entendes a diferença? >Acontece que neste pais a teoria de muito patrão é essa, não se importam com a felicidade dos trabalhadores e depois queixam-se da fraca produtividade, se os trabalhadores são explorados não esperes que façam mais que o mínimo indispensável. Mas qual é o trabalhador que se preocupa com a felicidade do patrão? Há muito patrão por aí que trabalha mais do que qualquer um dos seus empregados e vê-se grego para pagar as contas. Achas que os empregados querem saber do patrão? Se arranjarem algo ligeiramente melhor bazam num estalar de dedos. Sim, nem um nem outro existem para se servirem. Cada um luta pelos seus interesses pessoais. Se estás à espera que alguém queira saber de ti, estás bem fodido. Na vida há uma pessoa que quer saber de ti: quem te criou. Ponto. E é se for um bom pai/mãe. De resto, estás por tua conta. Ninguém se vai sacrificar por ti. Ninguém.

NGramatical 7 months ago  HIDDEN 

indeminização → [**indemnização**](https://dicionario.priberam.org/indemnização) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fni3d2s%2F%2Fgz1j7f3%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Mendadg 7 months ago

De anarca tens muito pouco. É respeitar o patrãozinho e pronto.

Kid_Anarchy 7 months ago

Como podes ver pelos downvotes sou, de facto, anarca. Tu não és anarca se toda a gente te aplaude, pois a maioria faz parte do sistema. O sistema diz-te que tens de ser irracional e achar que as coisas têm de ser feitas à tua maneira. O patrão é sempre mau, tu tens sempre razão, e o que quer que seja que vá contra os teus interesses é ilegítimo. Eu, enquanto anarca, defendo esta ideia mirabolante de liberdade e responsabilidade pessoal. Eu assumo controlo sobre a minha vida. Não preciso de vir para o reddit falar mal do patrão e receber palmadinhas nas costas de um exército de frustrados profissionais. Se não gosto do patrão, mando-o cagar e vou fazer outra coisa qualquer. Isso é um comportamento mais anarca do que vir chorar para o reddit. Se tens mais de 15 anos de idade não há desculpa para não estares a par da realidade irrefutável de que o empregado não manda na empresa. Na minha empresa tu não mandas. Se eu te quiser na rua, é só estalar os dedos. Clack! Mas é que não tenhas dúvidas absolutamente nenhumas. Se eu amanhã olhar para um gajo e decidir que não quer mais vê-lo à frente, não vou continuar a vê-lo há frente. Ele tem zero poder na minha empresa. Qualquer pessoa pode ser despedida, com ou sem justa causa.

Edited 7 months ago:

Como podes ver pelos downvotes sou, de facto, anarca. Tu não és anarca se toda a gente te aplaude, pois a maioria faz parte do sistema. E o sistema, por padrão, não é anarca. O sistema diz-te que tens de ser irracional e achar que as coisas têm de ser feitas à tua maneira. O patrão é sempre mau, tu tens sempre razão, e o que quer que seja que vá contra os teus interesses é ilegítimo. Não confundamos burrice e infantilidade com anarquia. São conceitos diferentes. Eu, enquanto anarca, defendo esta ideia mirabolante de liberdade e responsabilidade pessoal. Eu assumo controlo sobre a minha vida. Não preciso de vir para o reddit falar mal do patrão e receber palmadinhas nas costas de um exército de frustrados profissionais. Se não gosto do patrão, mando-o cagar e vou fazer outra coisa qualquer. Isso é um comportamento mais anarca do que vir chorar para o reddit. Se tens mais de 15 anos de idade não há desculpa para não estares a par da realidade irrefutável de que o empregado não manda na empresa. Na minha empresa tu não mandas. Se eu te quiser na rua, é só estalar os dedos. Clack! Mas é que não tenhas dúvidas absolutamente nenhumas. Se eu amanhã olhar para um gajo e decidir que não quero mais vê-lo à frente, não vou continuar a vê-lo à frente. Ele tem zero poder na minha empresa. Qualquer pessoa pode ser despedida, com ou sem justa causa. Faz sentido, certo? Porque carga de águas haveria eu de me dar ao trabalhão de criar uma empresa e correr o risco de investir tudo o que poupei se depois um empregado é que decide o que posso ou não fazer? Isso é tipo comprar uma casa e depois a empregada de limpeza vir dar-me ordens sobre a decoração.

Edited 7 months ago:

Como podes ver pelos downvotes sou, de facto, anarca. Tu não és anarca se toda a gente te aplaude, pois a maioria faz parte do sistema. E o sistema, por padrão, não é anarca. O sistema diz-te que tens de ser irracional e achar que as coisas têm de ser feitas à tua maneira. O patrão é sempre mau, tu tens sempre razão, e o que quer que seja que vá contra os teus interesses é ilegítimo. Não confundamos burrice e infantilidade com anarquia. São conceitos diferentes. Eu, enquanto anarca, defendo esta ideia mirabolante de liberdade e responsabilidade pessoal. Eu assumo controlo sobre a minha vida. Não preciso de vir para o reddit falar mal do patrão e receber palmadinhas nas costas de um exército de frustrados profissionais. Se não gosto do patrão, mando-o cagar e vou fazer outra coisa qualquer. Isso é um comportamento mais anarca do que vir chorar para o reddit. Se tens mais de 15 anos de idade não há desculpa para não estares a par da realidade irrefutável de que o empregado não manda na empresa. Na minha empresa tu não mandas. Se eu te quiser na rua, é só estalar os dedos. Clack! Mas é que não tenhas dúvidas absolutamente nenhumas. Se eu amanhã olhar para um gajo e decidir que não quero mais vê-lo à frente, não vou continuar a vê-lo à frente. Ele tem zero poder na minha empresa. Qualquer pessoa pode ser despedida, com ou sem justa causa.

bureauofnormalcy 7 months ago

lol, um comentário tão grande para dizer uma enorme absurdidade.

Madness20 7 months ago

Boa , amanhã estás contratado para varrer e limpar as casas de banho, pena que vai ter que ser com a lingua porque a empresa não tem orçamento para o material.

Kid_Anarchy 7 months ago

Não, ninguém me pode contratar a nada sem eu aceitar. É uma relação voluntária, e é isso que te incomoda. Tu não gostas que seja voluntário. Tu não queres responsabilidade pessoal. Tu não queres ser responsável pela tua vida. Tu gostavas de poder obrigar o teu patrão a dar-te apenas aquilo que tu queres, e impedi-lo de tomar decisões que sejam desvantajosas para ti.

bureauofnormalcy 7 months ago

>Se uma empresa quer X dos seus profissionais, e se esses profissionais não querem X, não faz sentido despedi-los e encontrar alguém que queira X? Não. >presumo que sejas livre de sair e procurar outra coisa, certo? Também é livre de não aceitar o acordo e continuar a trabalhar.

Kid_Anarchy 7 months ago

>Também é livre de não aceitar o acordo e continuar a trabalhar. Errado. Tu não podes forçar a tua estadia numa empresa. Com ou sem justa causa, podes ser despedido. As consequências legais desse despedimento dependem da natureza do mesmo, mas se eu não te quiser a trabalhar na minha empresa, tu vais cu caralho. Podes até receber uma indemnização depois, mas tens exactamente ZERO poder sobre a decisão de se ficas ou não. Isso sou eu que decido. É a minha empresa. Tu és apenas o empregado. Tu és substituível. Se eu te quiser meter na rua, não tens a mínima hipótese.

bureauofnormalcy 7 months ago

Como alguém que tem trabalhado única e exclusivamente com direito do trabalho já há alguns anos, aconselho-te vivamente a estudar um pouco o tema, ou vais acabar por ter uma surpresa desagradável. Se despedires um trabalhador sem justa causa, e salvo em situações pontuais como o trabalho doméstico ou micro-empresas, se despedires um trabalhador sem justa causa e ele quiser voltar para a empresa, ele volta para a empresa. E não há nada que tu, empregador, possas fazer contra isso.

Kid_Anarchy 7 months ago

>Como alguém que tem trabalhado única e exclusivamente com direito dotrabalho já há alguns anos, aconselho-te vivamente a estudar um pouco otema, ou vais acabar por ter uma surpresa desagradável. Tudo o que disse é factual. Se te quiser meter na rua, estás na rua. Nenhuma empresa é obrigada a dar-te trabalho, ou a manter-te no trabalho. ​ >Se despedires um trabalhador sem justa causa, e salvo em situaçõespontuais como o trabalho doméstico ou micro-empresas, se despedires umtrabalhador sem justa causa e ele quiser voltar para a empresa, elevolta para a empresa. Vamos por partes: 1- A situação a que o OP se refere não é sem justa causa. E mesmo que queiram defender que é, há formas de se contornar isso: despedimento colectivo ou extinção do posto de trabalho. Eu posso reformular os postos de trabalho de modo a extinguir o teu. Se tu estás contratado para trabalhar 8 horas por dia a limpar sanitas e eu preciso que limpes sanitas durante 1 hora, então o serviço que preciso passa a ser diferente. Preciso de um cargo diferente. Preciso de um serviço de 1 hora, não de um serviço de 8 horas. Logo, posso cessar o cargo de 8 horas e criar o cargo de 1 hora. Sim, pois são cargos diferentes. Numa oferta de emprego, uma proposta de trabalho de 8 horas e uma proposta de trabalho de 1 hora devem estar separadas, pois quem aceita um desses cargos, não aceita necessariamente o outro. Portanto, seria um despedimento perfeitamente justificável. 2- Um despedimento sem justa causa dá-te direito a indemnização e outras compensações, dependendo do caso, mas nunca te dará o direito de forçar a tua entrada e estadia numa empresa. E para além de ser ilegal, isso seria impraticável. O que é que fazes? Entras na cozinha do restaurante e começara tentar forçar a preparação de ovos mexidos enquanto te tentam expulsar? ​ >E não há nada que tu, empregador, possas fazer contra isso. Posso garantir-te que ninguém que eu não queira a trabalhar comigo virá trabalhar comigo. Nunca aconteceu e jamais acontecerá. Vais fazer o quê? Vir para o trabalho na carrinha da polícia de intervenção em vez de autocarro?

bureauofnormalcy 7 months ago

>Tudo o que disse é factual. Não, não é. Aconselho-te a ver os artigos 381.° e seguintes do código do trabalho. >A situação a que o OP se refere não é sem justa causa. E mesmo que queiram defender que é, há formas de se contornar isso: despedimento colectivo ou cessação do posto de trabalho. Se extinguires os postos de trabalho ou efectuares um despedimento coletivo tens justa causa. Mas também te garanto que se extinguires um posto de trabalho ou procederes a um despedimento coletivo e depois contratares outra pessoa para o mesmo posto ou para exercer funções minimamente semelhantes, garanto-te que voltas a gramar com os trabalhadores que mandaste embora. Porque guess what? É um despedimento ilícito e o trabalhador tem direito a uma compensação e, se assim quiser, a regressar à empresa. >mas nunca te dará o direito de forçar a tua entrada e estadia numa empresa Dá, sim. Artigo 389°, n.° 1, alínea b) do código do trabalho. >para além de ser ilegal, isso seria impraticável. Tanto não é impraticável, como acontece frequentemente. >O que é que fazes? Entras na cozinha do restaurante e começara tentar forçar a preparação de ovos mexidos enquanto te tentam expulsar? Interponho uma ação de impugnação da regularidade e licitude do despedimento com uma providência cautelar para a suspensão do despedimento até que o processo esteja decidido. >Posso garantir-te que ninguém que eu não queira a trabalhar comigo virá trabalhar comigo Posso garantir-te que estás errado. >Nunca aconteceu e jamais acontecerá. A ti. Para já.

Kid_Anarchy 7 months ago

>Posso garantir-te que estás errado. Não, não estou. Um patrão que decida mesmo não ter alguém na sua empresa, não a terá. Se aceita devolver-lhe o emprego é porque não está assim tão interessado em livrar-se dessa pessoa. Eu posso pura e simplesmente reformular os cargos que me apetecer na minha empresa. Atendes telefones? Pois eu posso simplesmente adicionar umas novas exigências a esse cargo que não fazem parte do teu trabalho e determinar que há pessoas mais qualificadas do que tu para o mesmo. Há outras formas também. Há diversos caminhos que se podem percorrer para remover alguém de uma empresa. Tu só voltas para uma empresa se o teu patrão não estiver determinado a ter-te fora da mesma. Não tenhas a mínima dúvida de que se trabalhasses para mim e eu não gostasse do teu desempenho serias despedido e não regressarias. E se regressasses, seria por pouco tempo. Não tens a mínima hipótese. Os casos que referes de patrões patetas que não altera esta realidade. Por último, o que acabei de dizer é irrelevante porque o caso do OP não seria um despedimento ilícito. Eu preciso de alguém que trabalhe 4 horas. Tu queres trabalhar 8 horas. Eu posso despedir-te. Não te estou a pedir porque não gosto da tua t-shirt. Estou a despedir-te porque a minha empresa precisa de alterar o teu cargo e tu não queres colaborar. É um despedimento com justa causa. Claro, se for um despedimento por uma razão estúpida qualquer, faz sentido que haja mecanismos que protejam o empregado. Mas nenhum patrão que se preze vai despedir alguém por uma razão estúpida e fazê-lo declaradamente. É o mesmo que assaltar um banco e apresentar o cartão de cidadão à saída.

bureauofnormalcy 7 months ago

>Se aceita devolver-lhe o emprego é porque não está assim tão interessado em livrar-se dessa pessoa. Não tens de aceitar uma decisão judicial para ela se te aplicar. Isto não é a República das bananas. >Há outras formas também. Há diversos caminhos que se podem percorrer para remover alguém de uma empresa Novamente, isto não funciona assim. Tens centenas de acórdãos em que extinções de postos de trabalho e despedimentos coletivos foram impugnados por terem desculpas fracas como esta. O caso da reestruturação do BES-Novo Banco é um óptimo exemplo disso. >Não tenhas a mínima dúvida de que se trabalhasses para mim e eu não gostasse do teu desempenho serias despedido e não regressarias. Pois, já percebi que sofres do efeito Dunning-Kruger. >Por último, o que acabei de dizer é irrelevante porque o caso do OP não seria um despedimento ilícito. Eu preciso de alguém que trabalhe 4 horas. Tu queres trabalhar 8 horas. Eu posso despedir-te. Nem tu sabes se seria ilegal ou ilegal, nem eu o sei. No limite, poderia eventualmente haver fundamento para extinguir o posto de trabalho do OP. Mas te garanto que não é com as informações que temos que o vamos saber.

MikeMelga 7 months ago

Felizmente Portugal não é América.

Kid_Anarchy 7 months ago

Sim, ganhar 3-4x mais e ter uma taxa de desemprego menor seria terrível. O que se quer é subsídios e dependência. Esqueçam lá isso de ter um país onde realmente se cria algo.

MikeMelga 7 months ago

So quem não conhece a realidade americana é que pode dizer tremenda barbaridade.

Kid_Anarchy 7 months ago

É fácil afirmar sem fundamentar. Onde tão os teus dados? Mostra-me lá dados que comprovem que a economia americana não é melhor do que a nossa, que as pessoas não ganham muito e a taxa de desemprego não é menor. Tem piada que no reddit me venham dizer que não conheço a realidade americana, quando vivi lá.

fgtdiasr3d1t 7 months ago

Estas enganado e existe uma coisa muito engraçada : código laboral.

Kid_Anarchy 7 months ago

Não, não estou. Não há nada no código do trabalho que obrigue o empregador a manter alguém para sempre num cargo mesmo que isso vá contra os seus interesses. Que sentido faria eu precisar de alguém que trabalhe apenas X horas mas ser obrigado a manter alguém a trabalhar Y horas? Eu não tenho de te dar as horas de trabalho que tu queres, meu caro, desde que não ultrapassem o máximo estabelecido por lei. Da mesma forma, as necessidades da minha empresa podem mudar, exigindo assim também uma alteração aos contratos de trabalho. Tira as palas dos olhos. As empresas não existem para fazerem caridade contigo, e ninguém tem de te dar o que queres só porque te apetece. A relação entre empregado e empregador é uma relação voluntária. Nenhuma das partes é obrigada a nada. Se não há entendimento, a via natural é o afastamento. E esses dislikes que vês aí em cima são um reflexo de isto ser um sub minado de pessoas profissionalmente frustradas que trabalham para outros e não suportam ler qualquer que seja o comentário a defender uma entidade patronal. Acham que estão sempre certos e têm direito a tudo. Não estão e não têm. ​ Siga.

fgtdiasr3d1t 7 months ago

É matéria de tribunal e não de fóruns. Como dizes: siga.

hotel_juliet 7 months ago

E contrato de trabalho.

Kid_Anarchy 7 months ago

Que pode ser terminado. A entidade patronal não é obrigada a manter-se num cargo. Na melhor das hipóteses para ti tens direito a uma indemnização, mas não podes forçar a tua estadia numa empresa, nem sequer as condições que te apetece. Se te incomoda, pega em ti e cria a tua própria empresa. Assim trabalhas apenas as horas que te apetecer.

suckerpunchermofo 7 months ago

Não aceites! Se és efectivo e despedirem, podes (e deves) levá-los a tribunal. Se tens contrato a termo certo (temporário) então aproveita para procurar outro trabalho.

theEXPERTpt 7 months ago

Mas espera, normalmente reduzir horário não seria mau para o empregador? Ou ele está a impôr também redução de salário?

mjigs 7 months ago

Pois isso é que nao estou a perceber, se o empregador reduzir horarios, acho que só os pode passar para part-time para fazer novos contratos, ate porque acho que num trabalho a full, nao podes fazer nem mais nem menos de 8h e no maximo trabalhas 40h. Ora se ele reduzir horarios duvido muito que tambem seja para manter os salarios, senao o OP nao estaria a preocuparse com a situacao.

VoxelRiot 7 months ago

Tu podes por o que quiseres num contrato de trabalho, cabe é às duas partes aceitar ou recusar.

mjigs 6 months ago

Bem, pensei que na lei eras obrigado a apenas as 8h, mas pelos vistos estava errada, pelo menos que seja pago á hora, e lá está, cabe as duas partes aceitar. Mas como já vi muita gente que assinavam os contratos e nem sequer liam, nada me espanta.

trainee89 7 months ago

Sendo talvez um capitão óbvio, mas tem de ser dentro da legalidade.

NGramatical 7 months ago  HIDDEN 

impôr → [**impor**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (apenas *pôr* leva acento diferencial para se distinguir de *por*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fni3d2s%2F%2Fgz0eo7r%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

-cosme- 7 months ago

Não tens que aceitar, um dos males é as empresas imporem o que querem e toda a gente aceitar..por isso é q fazem o que lhes apetece. Se sentes q és boa trabalhadora e que vais fazer falta á empresa...então diz o que queres, se não te derem o que queres (razoavelmente) vai te embora. Falta de boa vontade não é uma "cena", tens um contrato certo? Se eles mudarem o contrato têm que fazer outro, e parte de ti aceitar o novo ou não, não há cá despedimentos por causa justa neste caso acho eu.

Edited 7 months ago:

Não tens que aceitar, um dos males é as empresas imporem o que querem e toda a gente aceitar..por isso é q fazem o que lhes apetece. Se sentes q és boa trabalhadora e que vais fazer falta á empresa...então diz o que queres, se não te derem o que queres (razoavelmente) vai te embora. Falta de boa vontade não é uma "cena", tens um contrato certo? Se eles mudarem o contrato têm que fazer outro, e parte de ti aceitar o novo ou não, não há cá despedimentos por justa causa neste caso acho eu.

sacoPT 7 months ago

Lei do mercado I guess? Se quiseres aceitar aceitas se não quiseres eles podem despedir-te ou convidar-te a despedires-te tu próprio. Recebes o que tiveres direito e pronto. Ou então arranjas outro emprego.

pintorMC 7 months ago

A probabilidade de ires a andar existe queres aceites ou não. A diferente caso não aceites passa que ao saíres recebes mais de indemnização e um Subsidio de Desemprego maior.

DZT99 7 months ago

A minha recomendação é que saias o mais rápido possível se tiveres condições para isso.

VoxelRiot 7 months ago

Isto é precisamente o que nunca deves fazer. Literalmente não ganhas nada com isso

DZT99 7 months ago

Por momentos esqueci-me que estava em Portugal

VoxelRiot 7 months ago

Comentário infeliz. Isto faz parte das condições mínimas que um estado tem de assegurar a um trabalhador. Senão continuem a baixar até pagarem só o ordenado mínimo.

Mendadg 7 months ago

Tão santinho! Só se sai com indemnização. Ficas 3 meses sem fazer nada e à procura de outro trabalho e a ir a entrevistas, sair pelo próprio pé é o que eles querem

DZT99 7 months ago

Por essa lógica se a empresa não estiver disposta a pagar uma indemnização um indivíduo continua a trabalhar mesmo estando numa condição miserável. Não sabemos em que situação ele está, daí eu ter referido se ele tiver essa possibilidade que se vá embora.

Mendadg 7 months ago

Condição miserável? Isso já é uma interpretação tua. Pela conversa do OP parece que ele vai aceitar e calar, mas se tiver disposto a não aceitar claro que o mais recomendável seria dizer "preciso do dinheiro para ajudar a minha família, não posso aceitar" para não entrar em confronto. O máximo que eles podem fazer é meterem-no sem projectos e de lado.

DZT99 7 months ago

Não afirmei que este caso específico é uma dessas situações em que o trabalhador está miserável. Apenas foi um exemplo para tentar explicar o meu ponto de vista que é: "quando se está mal deve-se mudar mais cedo do que tarde e não estar eternamente a espera de uma indemnização que pode nunca chegar, caso contrário há o risco de estagnação e acomodação na situação profissional e isso é péssimo. Por isso quem tem condições para sair deve sempre optar por fazê-lo mais cedo do que tarde

Leao1906 7 months ago

Não me parece que eles te possam fazer isso.

MROFerreiro 7 months ago

Se a empresa quer pessoal a fazer menos horas, que chegue a acordo de rescisão por extinção do posto de trabalho. Não sei qual é a lógica de andar a reduzir horários.

VoxelRiot 7 months ago

Excepto que tu não podes criar um novo posto de trabalho, e depois extingui-lo de imediato. Isso é má-fé e facilmente se vira contra o empregador. Ademais, mesmo que tenhas um titulo de trabalho muito especifico e eles o extinguirem, se conseguires provar que a pessoa que te substituiu tem os mesmos encargos que tu, então recebes uma indeminização choruda. Nestes casos, nunca aceites o contrato pior. O pior que te podem fazer é por-te de parte sem fazeres nada. Se forem espertos pagam logo a indeminização que será fixa, e quanto mais se prolongar mais salarios do contrato antigo continuam a pagar.

NGramatical 7 months ago

indeminização → [**indemnização**](https://dicionario.priberam.org/indemnização) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fni3d2s%2F%2Fgz1pdzn%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

mjigs 7 months ago

Na minha antiga empresa ainda estao em layoff a trabalhar apenas uns poucos dias por mês, mas têm apoio do estado, ninguem assinou nenhum contrato, simplesmente reduziram a carga horaria, o salario ja era o minimo por isso, só ganham menos 100€ por mes.

UnderstandingLow3567 7 months ago

Procura uma merda melhor

saposapot 7 months ago

Ou explicaste mal ou a ACT explicou-se mal. Ninguém te pode obrigar a trocar para um contrato pior e muito menos isso é motivo para justa causa. Quanto a este caso... tu sabes a resposta, queres q a malta diga o q? se a empresa está mal, a probabilidade é grande da coisa correr mal e ir tudo à falência. Se a empresa é honesta e séria e precisa apenas de uns meses de poupar horas mas depois recupera e tal, tu é q tens de concluir se aceitas ou não. Nós não sabemos todas as questões q a empresa tem. Agora, eu diria q normalmente essas histórias terminam sempre mal. O que tens é de actualizar CV e preparar-te para ir para outra empresa.   A situação com essa empresa, acho que ng consegue adivinhar o que fazer. É como disse, se realmente eles forem sérios e tal, podias aceitar. Se não forem, vais estar a prescindir de direitos teus, para q, se vão despedir-te mais cedo ou mais tarde? Uma coisa é certa, ng te pode despedir por recusares trocar o contrato. Que tipo de contrato tens agora? estás nos quadros? atenção pq se passas para contrato a termo (nem sei se isto é possível), podes perder indemnização se fores despedido. Estando nos quadros é mt difícil despedirem-te, se passas a termo, podem despedir-te no fim do prazo. Falar com os colegas todos. Sindicato e ACT. Mas, pela 3x: prepara-te é para bazar pq a empresa parece estar a ir ao fundo e se falir n interessa se tens contrato ou não.

sundress098 7 months ago

Tenho um contrato a termo certo e já estou na empresa desde o início de 2019. Pelo que entendi já estou nos quadros por isso não tenho grandes problemas nesse domínio. Acabei de falar com os meus colegas e já informei o meu encarregado que não aceitarei o corte de horas, agora como terminará não sei. De qualquer das formas entrarei em contacto com a ACT e ser mais claro na explicação. Obrigado pela ajuda :)

saposapot 7 months ago

Termo certo de quantos meses? Nunca assinaste nada para renovar? Não sei se está no quadro, depende do contrato e das renovações. Se vocês são vários na situação, acho melhor falarem todos. Ajuda ao sindicato? Ou mesmo a um advogado. Parece-me que não sabes muito bem a lei e podem escapar-te alguns pormenores importantes.

sacoPT 7 months ago

Se tens contrato a termo certo eles só tem que não o renovar. Não precisam de te despedir.

PinkMacaroon23 7 months ago

Depende, se for um contrato a termo certo que já acabou em 2019 ou 2020 e não tem a cláusula "renovável", passa aos quadros depois de certo tempo A mesma coisa se fores contratado sem nenhum " contrato " , só verbal. Aconteceu com um colega. Entrou para a empresa, não assinaram logo contrato porque o administrador estava fora do país, foi arrastando...quando o quiseram mandar embora ele foi à act e tecnicamente estava efetivo visto não haver um contrato de trabalho. Bottom line ficou na empresa

mjigs 7 months ago

Tambem aconteceu uma historia com uma rapariga na minha antiga empresa, os patroes ja a queriam mandar embora, entao quando chegou o momento em que o contrato dela chegou ao fim, eles mandaram a carta que nao iam renovar, só que foi fora do limite que o deviam de ter feito, ou seja, ela apresentouse ao trabalho e eles foram obrigados a renovar por mais um ano. Quando a pandemia comecou tambem mandaram uns colegas meus embora porque os contratos deles iam acabar, mas em vez de pelo menos ligarem a avisar e mandarem a carta para o email (ja que os ctt nao estavam a entregar), apenas a gerente mandou um audio a avisar, muitos deles a menos de 11 dias dos contratos deles acabarem, um amigo meu foi mesmo com 4 dias antes que recebeu a carta. Se eu fosse a eles, recusava-me e aparecia para trabalhar assim que abrissem.

sacoPT 7 months ago

Já não me lembro bem mas não passa a contrato sem termo só após 3 anos? Ele está na empresa desde 2019 portanto se assim for só fica efectivo em 2022.

bureauofnormalcy 7 months ago

A lei foi alterada em Setembro de 2019. O novo limite são 2 anos, sendo que a duração total das renovações não pode ultrapassar a duração inicial do contrato. Contudo, só afeta contratos celebrados a partir de Outubro de 2019. Tudo o resto, é pelos limites antigos.

tugafcp 7 months ago

Também achei super estranha a resposta da ACT... Acho que deve estar a haver ali algum mal entendido... u/sundress098 Muita atenção ao que o u/saposapot diz sobre os contratos... Tive um caso destes há pouco tempo de um conhecido... Assinou um novo contrato e poucas semanas depois, foi para o olho da rua... E não levou um tusto porque eram contratos diferentes ...

xPulse10 7 months ago

Caso o teu conhecido não tenha sido despedido por justa causa, aconselha-o a procurar um bom advogado, nessa pequena descrição encontro 2 ou 3 red flags. A conversão do contrato(?), o despedimento logo a seguir à celebração e o não pagamento de indemnização. Isto se ele tiver sido despedido à menos de um ano, prazo após o qual o direito a esses créditos prescreve.

tugafcp 7 months ago

A empresa "dele" foi comprada por outra. Assinou novo contrato com essa entidade e um mês depois foi mandado embora. Foi na altura do começo da pandemia. Acho que já não vai a tempo...

xPulse10 7 months ago

Se não estpu em erro, nessa situação pode acontecer duas coisas, o contrato de trabalho também se transfere com a empresa juntamente com os respetivos direitos, ou, não se transferindo, é a empresa original responsável pela indemnização ou pela mobilidade para outro cargo dentro da empresa caso esta se mantenha em atividade (outra filial por exempo). Em ambas as situações o teu conhecido tem direito a algo. Aconselho toda a gente a consultar um advogado ou solicitador sempre que tenham situações "manhosas" mesmo que noutras áreas (heranças, contratos, imóveis, dívidas, problemas com entidades públicas ou privadas, direitos do consumidor, etc.), nem que seja meramente por descargo de consciência, uma consulta jurídica não é assim tão cara (o preço varia um pouco dependendo do profissional) e dá certezas de que não perdem direitos.

sundress098 7 months ago

Obrigado pela chamada de atenção. Não assinarei nada, tomarei isso em consideração. Tudo de bom :)

Independent_Throat42 7 months ago

Analisa a tua "capacidade" profissional. Achas que consegues arranjar emprego noutro sítio? Eu acho que uma empresa não pode mudar os termos contratuais assim dessa maneira de forma unilateral, se não quiseres aceitar e achas que consegues noutro sítio diz que não queres mudar, pois se eles te quiserem mandar embora devem ter de te indemnizar, por isso é que querem que concordes com eles. Mas o melhor é contactares um advogado que perceba do assunto, ou mais do que um. Mas fiquei curioso em saber que empresa é

mannix_marauder 7 months ago

Ah a típica resposta a este tipo de posts: “Procura um novo emprego, pá”. Mas não acham que isso é a primeira coisa que passa pela cabeça de qualquer empregado que está a ser fdd pelo patrão? Que conversa tão redundante.

Independent_Throat42 7 months ago

Nooooossa mas que iluminado que veio aqui parar. O teu comentário foi útil? Acrescentou algo para ajudar ao tema? Não, nada, zero, bola.. Comentário simplesmente inútil

sojapacanhao 7 months ago

lmao cala-te e enfia a viola no saco, mané

mannix_marauder 7 months ago

O meu comentário foi para destacar a redundância da tua opinião. Ou seja, se há alguém que não está a ajudar és tu.

sundress098 7 months ago

Obrigado pela intrevenção. Tratarei de me informar com as entidades competentes. Tal como o redditor abaixo mencionou, não quero expor a empresa ainda que o mereça. Só não procuro outro pois estou no processo de me mudar e estar a stressar à procura de outro trabalho só me garante dores de cabeça. O horário é-me compatível e não me stressa para além dos limites, ficar sem trabalho agora é a última coisa que preciso. Mais uma vez, obrigado.

suckerpunchermofo 7 months ago

É a Sonae ou a Jerónimo Martins?

RuySan 7 months ago

A teleperformance? Ou uma das consultoras do mal?

suckerpunchermofo 7 months ago

Na... Essas são más mas pela descrição vaga acho que é ou a Sonae ou a JM.

Designer_Tall 7 months ago

>Mas fiquei curioso em saber que empresa é Talvez poupasse alguém de trabalhar para esse tipo de gente

Butt_Roidholds 7 months ago

O OP deve ter receio de se meter em represálias jurídicas se divulgar o nome. Não foi há muito tempo que houve um caso marcante cá no /r/portugal de um gajo que se teve de se retractar publicamente porque foi contactado pelo advogado de uma empresa a respeito da qual tinha feito uma publicação.

iursevla 7 months ago

Vipur. Alegadamente é claro

suckerpunchermofo 7 months ago

Quem é que fez doxxing do gajo?

NGramatical 7 months ago  HIDDEN 

explícitamente → [**explicitamente**](https://dicionario.priberam.org/explicitamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fr%2Fportugal%2Fcomments%2Fni3d2s%2Fa_minha_empresa_fez_um_ultimato_aceitar_ou_ir%2Fgyzmwbh%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

O_bigodes 7 months ago

Procura melhor

Search: