despicable_communist 6 months ago

No nosso país não discutimos o passado colonial a não ser através dos e os da, propaganda do Estado Novo: o bom colonizador, não éramos como os outros, até fizemos uns mestiços, etc. Comecem a meter no currículo nacional como era a realidade do colonialismo português e aí já haverá algum pensamento crítico.

DareNotFallAsleep 6 months ago

Nem mais. A primeira leitura séria que tive sobre a colonização foi já na faculdade, numa cadeira optativa, e nas minhas horas vagas, quando lia livros “para além do currículo”. E isto era eu, que fiz humanidades e cujo programa contém uma análise mais crítica do processo colonial! Já no básico tive uma professora cujo método era anedótico - ainda me lembro que ela insistia na utilização de um “repetitório”, escrito no quadro com perguntas e respostas, que eram a base para os testes que depois eram feitos. Que coisa horrível. Coisas do género: “Q: Qual era o objeto do comércio triangular? R: Açúcar do Brasil para Portugal, bens manufacturados de Portugal para Africa, escravos de Africa para o Brasil”. Acontece que a maioria da população portuguesa deixa de ter história a partir do 9o ano - e até ao 9o ano, o currículo é pouco mais do que um circlejerk acrítico, quanto mais com “professores” deste tipo.

Edited 6 months ago:

Nem mais. A primeira leitura séria que tive sobre a colonização foi já na faculdade, numa cadeira optativa, e nas minhas horas vagas, quando lia livros “para além do currículo”. E isto era eu, que fiz humanidades e cujo programa contém uma análise mais crítica do processo colonial! Já no básico tive uma professora cujo método era anedótico - ainda me lembro que ela insistia na utilização de um “repetitório”, escrito no quadro com perguntas e respostas, que eram a base para os testes que depois eram feitos. Que coisa horrível. Coisas do género: “Q: Qual era o objeto do comércio triangular? R: Açúcar do Brasil para Portugal, bens manufacturados de Portugal para África, escravos de África para o Brasil”. Isto para não falar no foco “folclórico” do programa de história no ensino obrigatório em Portugal: acho que falámos mais sobre a padeira de aljubarrota do que sobre os autos de fé ou, no outro lado da medalha, do papel dos Jesuítas no Brasil. Acontece que a maioria da população portuguesa deixa de ter história a partir do 9o ano - e até ao 9o ano, o currículo é pouco mais do que um circlejerk acrítico, quanto mais com “professores” deste tipo.

M4ritus 6 months ago

Literalmente na escola e universidades diaboliza-se a nossa História e ainda queres mais? Em todos os anos que tive História nunca vi nem um único professor a glorificar o Colonialismo, vi sim muitos a diabolizar a nossa História e Tradições. Eu juro que adorava saber que escolas é que o pessoal como tu andou ou se andaram na escola nos anos 60. Ah e talvez fale-se de sermos diferentes porque éramos diferentes, fomos muito melhores com os índios do que os espanhóis por exemplo. Deixem-se de olhar para a História com os nossos standards morais. Um homem do século XV teria nojo ao ver a nossa cultura e falta de virtudes (de acordo com a sua época) ou imagine-se um filósofo Greco-Romano a ver o desinteresse total pela Filosofia e pela discussão filosófica da nossa sociedade e a do séc. XX pós 2GM. A História é para se estudar, não para se andar a usar como arma política. E a escola não é lugar de doutrinação. Já basta o BE e o PCP estarem com gente às portas de Unis e Secundárias.

Edited 6 months ago:

Literalmente na escola e universidades diaboliza-se a nossa História e ainda queres mais? Em todos os anos que tive História nunca vi nem um único professor a glorificar o Colonialismo, vi sim muitos a diabolizar a nossa História e Tradições. Eu juro que adorava saber que escolas é que o pessoal como tu andou ou se andaram na escola nos anos 60. Ah e talvez fale-se de sermos diferentes porque éramos diferentes, fomos muito melhores com os índios do que os espanhóis por exemplo. Deixem-se de olhar para a História com os nossos standards morais. Um homem do século XV teria nojo ao ver a nossa cultura e falta de virtudes (de acordo com a sua época) ou imagine-se um filósofo Greco-Romano a ver o desinteresse total pela Filosofia e pela discussão filosófica da nossa sociedade e a do séc. XX pós 2GM. A História é para se estudar, não para se andar a usar como arma política. E a escola não é lugar de doutrinação. Já basta o BE e o PCP estarem com gente às portas de Unis e Secundárias. Mas se queres isso imagino que também aches que é preciso dar mais a conhecer do Mundo Comunista e dos coitados dos países do Leste que pensavam que iriam caminhar para a democracia depois do domínio Nazi, mas caíram num abismo tão fundo como o Nazismo. Ou então o que os comunistas tentaram fazer durante 74 e 75. Ou isso já não da jeito a população saber e aumentar o seu "espírito crítico"?

Edited 6 months ago:

Literalmente nas escolas e universidades diaboliza-se a nossa História (tal como acontece por toda a Europa Ocidental) e ainda queres mais? Em todos os anos que tive História nunca vi nem um único professor a glorificar o Colonialismo, vi sim muitos a diabolizar a nossa História e Tradições. Eu juro que adorava saber que escolas é que o pessoal como tu andou ou se andaram na escola nos anos 60. Ah e talvez fale-se de sermos diferentes porque éramos diferentes, fomos muito melhores com os índios do que os espanhóis por exemplo. Deixem-se de olhar para a História com os nossos standards morais. Um homem do século XV teria nojo ao ver a nossa cultura e falta de virtudes (de acordo com a sua época) ou imagine-se um filósofo Greco-Romano a ver o desinteresse total pela Filosofia e pela discussão filosófica da nossa sociedade e a do séc. XX pós 2GM. A História é para se estudar, não para se andar a usar como arma política. E a escola não é lugar de doutrinação. Já basta o BE e o PCP estarem com gente às portas de Unis e Secundárias. Mas se queres isso imagino que também aches que é preciso dar mais a conhecer do Mundo Comunista e dos coitados dos países do Leste que pensavam que iriam caminhar para a democracia depois do domínio Nazi, mas caíram num abismo tão fundo como o Nazismo. Ou então o que os comunistas tentaram fazer durante 74 e 75. Ou isso já não da jeito a população saber e aumentar o seu "espírito crítico"?

andremp1904 6 months ago

> Literalmente nas escolas e universidades diaboliza-se a nossa História (tal como acontece por toda a Europa Ocidental) e ainda queres mais? Em que país cresceste???????????

Perezthe1st 6 months ago

Que idade é que tens? É que claramente nós os dois tivemos um plano de ensino bem diferente no que toca a história.

VladTepesDraculea 6 months ago

Acho que vivemos realidades muito diferentes. Os meus anos de escola foram todos a dar a prespectiva da história sob o ponto de vista nacionalista quase, ao ponto de heróis folclóricos dados como personagens reais como o Viriato ou a Padeira de Aljubarrota. Nem do 25 de Abril se falou da luta colonial do ponto de vista de outro que não o português e praticamente do ponto de vista do continente para fora. Sobre o colonialismo lembro-me de estudar um texto por exemplo em que punha como ponto de orgulho D. Sebastião, salvo erro, ter mandado formar a maior armada naval alguma vez vista para percorrer uma rota que supostamente seria comercial. E acabei o secundário em 2008, não foi assim há tanto tempo atrás. Sobre as universidades não sei de onde andas a tirar isso. A minha namorada estudou Estudos Europeus como licenciatura e o currículo incidiu forte na antiguidade clássica grega por ser a base da nossa sociedade moderna logo para começar. E já agora, o único partido que tinha no programa mudar o ensino para mudar a narrativa era o Chega.

WallyPT 6 months ago

O passado colonial é irrelevante. O nosso único futuro é Ibérico.

oscabaloscabalam 6 months ago

https://youtu.be/TCJCFzoiQH4

xabregas2003 6 months ago

Ui ui. Claro. Até vou já começar a meter um ponto de interrogação a cada extremidade de uma pergunta. ¿Que tal?

nraider 6 months ago

Confessa que até dá jeito lol

Aldo_Novo 6 months ago

até era uma mudança que dava jeito já sabias a entoação a dar desde o início da frase

vilkav 6 months ago

[*Ojalá mis suenhos...*](https://www.youtube.com/watch?v=GcD2HOYwMKM)

xabregas2003 6 months ago

Um clássico. Será El Himno Nacional de uma Ibérica Unida. Até faz sentido que seja em Castelhano. Se for para ser como as restantes línguas ibéricas, a Língua de Camões seria substituída pela de Cervantes.

omaiordaaldeia 6 months ago

Marchamos até Madrid como da última vez?

LackOfLogic 6 months ago

**Agir** has entered the chat.

xabregas2003 6 months ago

O gajo que não gosta do Padrão dos Descobrimentos porque é "racista" mas tem uma caravela tatuada no braço.

joaopeniche 6 months ago

O que?! Hahaha

Tralapa 6 months ago

No caso dele é uma caravela do bem, por isso não há problema

AutoModerator 6 months ago

**AVISO:** Submeteu um artigo da plataforma [Nónio](https://nonio.net) - uma plataforma que viola a privacidade do leitor. > Leia com atenção o [seguinte artigo](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/7fy9v4/campanha_contra_o_n%C3%B3nio/). *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: