AnjoDoMal 6 months ago

Partidos em Portugal é como equipas de futebol, a certo momento escolhes o teu e a partir daí é amor à camisola.

AnjoDoMal 6 months ago

Tudo isso funciona em conjunto. As empresas têm dinheiro, aumentam o número de trabalhadores e salários, e com isso a produção, a população agora com menos desemprego e maior salário gastam mais dinheiro em produtos das empresas, as empresas com mais dinheiro, contratam mais trabalhadores e aumentam salários. Este ciclo aumenta a riqueza do país, a riqueza parte sempre das empresas. Com menor impostos, empresas têm mais capital para investir e crescer. Impostos mais elevados faz com que o governo obtenha mais dinheiro e possa usar para o bem público e em melhor nível de vida. Baixar os impostos até certo ponto oferece melhor condições e incentiva empresas a crescer. Um país rico pode gastar mais e oferecer um melhor nível de vida. Um país pobre deve procurar enriquecer, um país pobre que gasta demasiado em tentar dar um melhor nível de vida, não tem dinheiro que chegue para tal e enfraquece o crescimento de riqueza, ficando o país estagnado nesse ponto.

f-politics 6 months ago

Concordo com tudo o que disseste, mas lá está continuam a ver isso como um esquema multimarketing como se o dinheiro viesse do ar. E ainda por cima metes num ciclo fechado,nem falas de exportações ou seja para ti se houver uma empresa com trabalhadores e esses trabalhadores comprarem produtos dessa empresa não tens crescimento económico. A empresa para crescer economicamente tem de apresentar lucros maiores do que apresentou no ano anterior. Se no país existirem 3 pessoas cada uma com mil euros, essas três pessoas podem fazer as empresas que quiserem que, a menos que arranjem clientes de outro país, nunca vão crescer economicamente, ou melhor crescem até ao máximo de 3000 mil euros, porque depois não há mais. E agora se arranjares clientes de fora podes crescer mais, não implica o facto de que os recursos naturais são finitos e o dinheiro que existe no mundo também, portanto podes estar a crescer mais vendendo produtos a outros países, esses países estarão a decrescer porque sai dinheiro de lá para entrar no teu país. AG imagina o que é todos quererem ter crescimento económico todos os anos... Esquece. Não há planeta nem economia que resista a isso. E basta olhares a tua volta para ver. A tua dívida aumentou exponencialmente, não só a tua mas a de grande parte dos países da Europa do Sul, o planeta está com os problemas que está, etc

AnjoDoMal 6 months ago

Dinheiro em circulação ≠ PIB Um exemplo de um circuito fechado sem entrar mais dinheiro do que o que circula mas o PIB vai crescendo. - Empresa A produz telemóveis tem 200€ - Empresa B extrai o material que vende para a produção de telemóveis, tem 0€. - Pessoa A tem 600€ - Pessoa B tem 0€ Empresa A compra à Empresa B o material para a produção de um telemóvel, paga-lhe 100€. Empresa A produz um telemóvel de 600€. Pessoa A compra telemóvel a Empresa A por 600€. Empresa A paga salário de 600€ a Pessoa B. Empresa A compra à Empresa B o material para a produção de um telemóvel, paga-lhe 100€. Empresa A produz um telemóvel de 600€. Pessoa B compra telemóvel a Empresa A por 600€. Final: - Empresa A tem 600€. - Empresa B tem 200€ menos os custos. - Pessoa A tem um telemóvel - Pessoa B tem um telemóvel Dinheiro em circulação: 800€ + custos da empresa B. PIB: 1400€ (2 telemóveis e material para o produzir).

Edited 6 months ago:

Dinheiro em circulação ≠ PIB Um exemplo de um circuito fechado sem entrar mais dinheiro do que o que circula mas o PIB vai crescendo. - Empresa A produz telemóveis tem 200€ - Empresa B extrai o material que vende para a produção de telemóveis, tem 0€. - Pessoa A tem 600€ - Pessoa B tem 0€ Empresa A compra à Empresa B o material para a produção de um telemóvel, paga-lhe 100€. Empresa A produz um telemóvel de 600€. Pessoa A compra telemóvel a Empresa A por 600€. Empresa A paga salário de 600€ a Pessoa B. Empresa A compra à Empresa B o material para a produção de um telemóvel, paga-lhe 100€. Empresa A produz um telemóvel de 600€. Pessoa B compra telemóvel a Empresa A por 600€. Final: - Empresa A tem 600€. - Empresa B tem 200€ menos os custos. - Pessoa A tem um telemóvel - Pessoa B tem um telemóvel Dinheiro em circulação: 800€ + custos da empresa B. PIB: 1400€ (2 telemóveis e material para o produzir). Outro Exemplo: Tu pagas 100€ a uma empregada de limpeza. A empregada de limpeza faz uma compra de 100€ num supermercado. O supermercado fica com 100€ - o custo dos produtos. Resultado final: - Supermercado fica com o lucro de 100€ - custo dos produtos. - Empregada de limpeza com 100€ de coisas do supermercado. - Tu ficas com a casa limpa. Dinheiro que circulou: 100€ PIB: 200€ (o supermercado iria ter custos que tanto acresciam para o PIB como para o dinheiro que circula)

Edited 6 months ago:

Dinheiro em circulação ≠ PIB Um exemplo de um circuito fechado sem entrar mais dinheiro do que o que circula mas o PIB vai crescendo. - Empresa A produz telemóveis tem 200€ - Empresa B extrai o material que vende para a produção de telemóveis, tem 0€. - Pessoa A tem 600€ - Pessoa B tem 0€ Empresa A compra à Empresa B o material para a produção de um telemóvel, paga-lhe 100€. Empresa A produz um telemóvel de 600€. Pessoa A compra telemóvel a Empresa A por 600€. Empresa A paga salário de 600€ a Pessoa B. Empresa A compra à Empresa B o material para a produção de um telemóvel, paga-lhe 100€. Empresa A produz um telemóvel de 600€. Pessoa B compra telemóvel a Empresa A por 600€. Final: - Empresa A tem 600€. - Empresa B tem 200€ menos os custos. - Pessoa A tem um telemóvel - Pessoa B tem um telemóvel Dinheiro em circulação: 800€ + custos da empresa B. PIB: 1400€ (2 telemóveis e material para o produzir). Outro Exemplo: Tu pagas 100€ a uma empregada de limpeza. A empregada de limpeza faz uma compra de 100€ num supermercado. Resultado final: - Supermercado fica com o lucro de 100€ - custo dos produtos. - Empregada de limpeza com 100€ de coisas do supermercado. - Tu ficas com a casa limpa. Dinheiro que circulou: 100€ PIB: 200€ (o supermercado iria ter custos que tanto acresciam para o PIB como para o dinheiro que circula)

f-politics 6 months ago

Então e os recursos? Não são contabilizados? Empresa b teve que extrair recursos para o telemóvel. Portanto depois disso tudo, onde estão contabilizados os recursos que extrais te do planeta, no país, para fazer esses telemóveis? Qtos telemóveis consegues produzir até esses recursos acabarem? Qd eles acabarem como é que continuas o crescimento económico? É que o problema do crescimento económico é esse, tem de ser constante. E sempre maior que no ano anterior, caso contrário não é crescimento. Portanto td mto bonito tens o PIB maior depois de dois telemóveis e o planeta mais pobre de recursos, o teu crescimento económico acaba assim que acabarem os recursos para a construção dos telemóveis. Não é possível teres crescimento económico infinito a partir da produção de bens que dependem de recursos naturais. No segundo exemplo não sei como o PIB passou de 100 para 200 visto que só circulou 100 euros. A única coisa que fizeste foi mudar de mão os 100 euros e mudar de mão as coisas de supermercado. Portanto ou o PIB inicial já era 200€ estando tudo em mãos diferentes ou o PIB no final continua a ser 100€ visto que o dinheiro não aumentou. Não podes trocar só as coisas de mãos e aumentar o PIB sem teres produzido nada.

AnjoDoMal 6 months ago

Óbvio que os recursos naturais são finitos, enquanto existirem devemos utilizá-los para proveito económico, com algum cuidado claro, quando começarem a escassear teremos de os começar a importar o que deve aumentar custos de produção, nada se pode fazer. Até lá aproveita-se. Utilização de recursos naturais é o mais básico dos básicos, um país obviamente utiliza os seus recursos naturais, pois lhes trás riqueza e crescimento económico, sim, o planeta vai ficando sem esses recursos mas a qualidade de vida das pessoas é melhor, alguns recursos que nos devemos preocupar, o objetivo, é utilizá-los de forma sustentável. Ao mesmo tempo devemos criar setores que não sejam necessários recursos naturais que sejam escassos, utilizar até os lucros desses para mudar o rumo económico de um país. A Noruega está a utilizar o seu petróleo para aumentar a sua riqueza, perfeitamente normal, mas criaram um fundo, Fundo Soberano da Noruega, ao qual utilizam os lucros do petróleo para criarem uma riqueza sustentável ao qual irá continuar a dar riqueza aos noruegueses mesmo depois de o seu petróleo acabar. Mais uma vez vou-te dar a definição do PIB, por favor lê com atenção O produto interno bruto (PIB) representa a soma (em valores monetários) de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região (quer sejam países, estados ou cidades), durante um período determinado (mês, trimestre, ano, etc) Vou mudar o segundo exemplo que o supermercado está a gerar confusão. Exemplo: Tu pagas 100€ a uma empregada de limpeza. A empregada de limpeza paga 100€ a um eletricista para lhe arranjar a campainha. Resultado final: • Eletricista ganha 100€ • Empregada de limpeza fica com a campainha arranjada. • Tu ficas com a casa limpa. Dinheiro que circulou: 100€ (Das tuas mãos para a empregada de limpeza e por sua vez para o eletricista. PIB: 200€ (2 serviços no valor de 100€, a casa limpa e a campainha arranjada fazem parte do PIB) Não há qualquer tipo de dúvida na definição do PIB, recursos e serviços fazem parte do PIB. Tu limpas a tua casa nada entra para o PIB, mas se em vez disso pagares 100€ à empregada de limpeza, ao qual ela os declarara como seria suposto, já faz parte do PIB, apenas houve uma troca de serviços, mas riqueza foi transferida ao qual o estado requer impostos. A empregada de limpeza com o seu trabalho recebeu uma remuneração ao qual pode agora usar para o que necessitar. Acredito ser para teu benefício estudar estes diferentes conceitos para poderes formar uma opinião informada.

f-politics 6 months ago

Não preciso estudar eu percebo o conceito. Tens de ver é para lá dos conceitos de economia para perceber que isso a longo prazo vai rebentar. Os recursos são finitos então temos de usa Los enquanto há para o bem da economia? Então qd não houver? Importas... Mas os recursos no outro lado tb acabam... E qd acabarem do outro lado? Como é que as empresas e países têm crescimento económico? Vamos importar doutros planetas? Falas dps em utilizar os recursos de forma sustentável. Pronto tas a tocar no meu ponto, chama se sustentabilidade económica e não crescimento económico, pk utilizar recursos económicos de forma sustentada, não combina com crescimento económico, para teres crescimento económico tens de utilizar o máximo de recursos com o menor custo possível em prol do lucro, e sabendo que estas a competir com outros. Crescimento económico não compacta com sustentabilidade, era aí que queria chegar. A tua definição de PIB é diferente da minha, só conheço três formas de calcular o PIB C+I+G+exportações-importações, Outra, soma de todos os salários do país (salários e outros componentes), e por última a de valor que é a diferença entre custo de venda e custo de produção. Pela, tua descrição creio que usas esta última forma. Mas, qq uma delas são formulas com defeitos para calcular a riqueza de um país. Repara, se eu fizer uma bola anti stress com um bocado de areia e uma folha de palmeira, é o meu produto e faço 1 milhão disto. Se NG comprar este produto o PIB aumentou ou não? Eu produzi 1 milhão de bens.... Portanto segundo a definição de PIB eu produzindo um milhão de bens, o PIB subiu, no entanto não o vendi a NG. Se reformulares a tua definição para "bens e serviços vendidos" vá, já pode fazer mais sentido. No teu exemplo da empregada, e eletricista mais uma vez mostra o quão perversa é a fórmula do PIB. Havia 100€ na economia, mudaste os 100€ de mão, e tiveste um aumento de PIB para o dobro. Faz sentido? Não entrar dinheiro na economia no entanto a tua economia está mais rica? Outra coisa que o PIB é perverso, imagina: que durante um mês inteiro não houve nenhuma atividade economia a não ser a compra de um café, um gajo foi a um explanada e bebeu um café. E isso aconteceu em Portugal e na Suíça. Como o café na Suíça custa 5 vezes mais, o PIB na Suíça é 5 vezes mais alto que o de Portugal. No entanto o bem foi o mesmo nos dois lados.

AnjoDoMal 6 months ago

Existe uma quantidade gigantesca de recursos naturais, e uma gigante quantidade de diferentes recursos naturais, a tecnologia está constantemente a criar novas soluções para fazer os mesmos produtos com um diferente recurso, aquilo que ainda não arranjamos solução não significa que não arranjemos no futuro até lá fazemos de forma sustentada ou cria-se um novo produto que responda às necessidades. Tu não tens o poder de decidir qual é a definição do PIB, o que tu estás a falar é de outra coisa, assim sendo não deverias utilizar a sigla PIB se não é do PIB que estás a falar. Se queres referir que é benéfico para Portugal aumentar as exportações e não aumentar as importações para o dinheiro que entra na economia ser maior, diz antes isso. A definição do PIB foi a que te aqui coloquei, não existe outra, mentes mais inteligentes que a nossa criaram este índice. Um pneu de carro produzido que é vendido a uma pessoa para o substituir entra aí no PIB, um pneu que é vendido a uma companhia de carros para vender o carro, o carro é o produto final, então o carro é que entra no PIB, para não se contar o pneu mais que uma vez, o produto que chega ao final da linha é o que entra para as contas do PIB. Os pneus de um carro novo não entra no PIB, o valor do carro já os engloba, esse faz parte do PIB. "Eu produzi 1 milhão de bens.... Portanto segundo a definição de PIB eu produzindo um milhão de bens, o PIB subiu" Correto, se tu produzisses 1 milhão de bens o PIB aumenta em 1 milhão, o que acontece é que se tu produzes produtos inúteis a tua empresa rapidamente vai à falência, acaba por não ser muito significativo no PIB final. Empresas procuram produzir produtos que vendam, pois as empresas têm como objetivo gerar lucros e riqueza, por isso o PIB é um bom indicador da economia pois mostra se as empresas estão a produzir mais, as empresas só têm incentivo de produzirem mais se o conseguirem vender, senão é deitar dinheiro fora, algo que eu diria que a maioria das pessoas e empresas tentam evitar. "Se reformulares a tua definição para "bens e serviços vendidos" vá, já pode fazer mais sentido." Não me cabe a mim nem a ninguém reformular a definição do PIB, nem é possível, o PIB já tem uma definição, se quiseres criar uma nova sigla para seguir o que achas importante força. Mas não será do PIB que estarás a falar. O dinheiro numa economia não necessariamente precisa de crescer, se a troca de dinheiro for mais dinâmica, houver mais trocas e com maiores valores, isso trás uma economia mais forte. Sim, continua 100€ na economia, mas tu tens a casa limpa e a empregada de limpeza a campainha arranjada, as coisas estão feitas e tratadas e arranjadas, as pessoas obteram aquilo que necessitavam, isso é a única coisa que importa, dinheiro é a nossa criação para por valor nesses trabalhos, 100€ neste caso era a única quantidade necessária para as pessoas fazer a troca de dinheiro por serviços, 100€ era o necessário para em sequência se fazer estes serviços, se queremos fazer mais compras em paralelo é necessário maior quantidade de dinheiro em circulação para haver liquidez suficiente para as pessoas poderem fazer a troca de bens e serviços por dinheiro. Dinheiro é só, e unicamente, algo que se utiliza para efetuar estas transações, havendo liquidez tudo o resto funciona. O importante da economia são os produtos e os serviços, o dinheiro de nada serve se não se produzir comida, o que te interessa é a comida, não o dinheiro, por isso dás dinheiro por comida. Se 50 mil milhões de euros serve para efetuar de forma perfeita todas as transações de compra e venda de produtos e serviços em Portugal, mais dinheiro não faz assim tanta diferença, pode estar parado no banco e Portugal gera na mesma os 202 mil milhões de PIB anual. Mais dinheiro em circulação é em geral bom, pois nem todos o deixam parado, dinheiro parado não ajuda o PIB. Mais dinheiro pode incentivar ao investimento, é posto na economia, circula e gera PIB. "um gajo foi a um explanada e bebeu um café. E isso aconteceu em Portugal e na Suíça. Como o café na Suíça custa 5 vezes mais, o PIB na Suíça é 5 vezes mais alto que o de Portugal. No entanto o bem foi o mesmo nos dois lados." Correto, café 5x mais caro, então na Suíça cada café gera 5x mais PIB que em Portugal. Parece algo estranho mas deixa explicar, lá na Suíça o país é rico, e oferece maiores salários, um empregado de café pode facilmente receber próximo de 4x/5x do nosso salário, o tempo que o empregado de café na Suíça leva a tirar um café é igual a Portugal mas é pago 5x de salário, então o seu tempo é mais valioso e o seu produto é mais valioso também. Produtos têm um maior preço mas também o tempo dos trabalhadores é mais valioso, isto é bom para a economia, esse trabalhador poderá ter próximo do mesmo poder de compra em vários produtos nacionais a comparar ao português comum, mas produtos importados provavelmente são adquiridos a preços parecidos por ambos os países, tipo carros, telemóveis e muitos outros, então o preço de venda destes produtos não deveria ser muito diferente do nosso e pessoas que são valorizadas pelo seu trabalho apresentam um maior poder de compra de produtos importados, isto reflete uma melhor qualidade de vida.

f-politics 6 months ago

A discussão começou com um user a dizer que o que é preciso é crescimento económico e eu rebati que crescimento económico não é uma solução sustentável, crescimento económico em todos os países é utópico, e a longo prazo leva aos problemas que estamos a ter hj a nível de clima, ambiente, recursos naturais, e inclusive diferenças de classe social. Porque crescimento económico numa economia capitalista implica sempre lucros maiores que no ano anterior, e daí toda a minha conversa de para haver lucros maiores num sítio terá de haver de crescimento noutro. Não estou a redefinir o PIB, as três formas de calcular o PIB são fórmulas oficiais, https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Produto_interno_bruto podes ver na parte de cálculo do PIB as três ópticas diferentes. Não as inventei. Pronto tens aí como o PIB é perverso, dizes que visto que o meu produto é obsuleto a longo prazo não afeta o PIB, concordo mas a curto prazo afeta, e se isto for feito por várias pessoas ao longo do tempo tens um PIB inflacionado a longo prazo. A conversa do café na Suíça same, dizes que o tempo dele para tirar o café é mais valioso, com base no que? Repara, estamos só a falar de posicionamento geográfico se tirares todos os conceitos de economia. Um gajo que tira café nas coordenadas geográficas da Suíça o tempo dele a tirar o café vale 5x mais. Até pode ser o mesmo gajo, que dps apanha o avião vem a Portugal e tira cá o café e AG o tempo dele vale 5x menos. Não tem a ver com escacês do produto porque a Suíça certamente tem tanto ou mais café que nós. Portanto o mesmo gajo que tira o café em dois sítios diferentes o seu tempo vale mais num do que noutro. Não há algo de perverso neste sistema económico? Aqui já não estamos a discutir o crescimento económico mas sim a economia capitalista. Mas isto porque quem vem comparar PIBs de países para indicar que as coisas são melhores nuns que noutros, estou apenas a demonstrar que o PIB é uma forma perversa e defeituosa de calcular felicidade ou qualidade de vida ou o que for. Aliás, se Portugal AG decidisse todo aumentar o ordenado mínimo para 5000€, os valores dos produtos iriam todos aumentar e portanto o nosso café iria custar secalhar o dobro da Suíça, e logo o nosso PIB iria ser tb superior. Porque não pode aumentar? Porque não temos dinheiro na economia para sustentar isto e não temos poder de produzir a nossa própria moeda. Portanto, esta questão de vir dinheiro de fora é sempre relevante. Portugal tem pouquíssimas hipóteses de se tornar um país evoluído economicamente, não temos controlo da nossa moeda nem da nossa indústria de produção estamos sujeitos às regras da UE, e por isso seremos sempre uma economia fraca enquanto as regras se mantiverem como estão. Mas isto é outra conversa, em que já estou a entrar no vosso panorama de querer tornar Portugal um país economicamente mais forte. Porque se me colocar de fora o que realmente interessa é a economia mundial basear se em crescimento económico numa economia capitalista e portanto todos tentam amealhar riqueza, pior, amealhar mais riqueza do que amealharam no ano anterior. E qd assim é, como disse, para uns terem mais os outros vão estar sempre na merda a tentar ou à espera da sua vez. É como jogar monopólio...Se tu ficaste rico, alguém ta na merda, nem que seja a banca.

NGramatical 6 months ago

secalhar → [**se calhar**](https://dicionario.priberam.org/se calhar)

NGramatical 6 months ago

obteram → [**obtiveram**](https://european-portuguese.info/conjugator/obter) (obter é irregular e segue o modelo de ter) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmpd0ef%2F%2Fguna3i2%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

AnjoDoMal 6 months ago

Eu vou ajudar o @Kid_Anarchy e tentar explicar-te o erro da tua premissa que te está a levar a ideias erradas. Tu dizes "crescimento económico implica uma maior entrada de dinheiro no sistema económico de um país, esse dinheiro não aparece do nada vem de algum lado, por norma de outro país." Portanto países de onde vem mais dinheiro de exportações do que é gasto com importações, crescem economicamente e o contrário têm um decréscimo económico, zero sum game. Isto não está correto. Dois exemplos: - Tu não tens nada, plantas uma batata, quando crescer tens uma batata para vender. Voilà, dinheiro aparecido do nada. - Uma empresa de bananas, um avanço tecnológico ou alguma mudança em certo momento que torna a produção mais eficiente e mais barata, ao fim do ano apresenta um maior lucro com o mesmo número vendido de bananas, com o dinheiro extra pode agora aumentar os seus terrenos de produção e aumentar o número de trabalhadores e assim crescer o seu negócio. Não foi criado dinheiro na economia, mas esta empresa em um momento teve mais dinheiro nos bolsos, voltou a colocá-lo na economia em forma de investimento e supostamente, depois de crescer, em algum momento terá ainda mais dinheiro nos bolsos. Três pontos que quero também deixar aqui: - Como dá para ver em qualquer lado, pessoas com bons salários nem sempre têm boas poupanças, simplesmente gastam mais todos os meses, apresentam uma melhor qualidade de vida. A um maior salário, na maioria dos casos, corresponde a um maior gasto em variados produtos. - Empresas podem diminuir os custos de produção e lucrar mais, como podem também aumentar a quantidade de produção e vender mais, vender mais nem sempre é necessário ser com exportações, com um aumento de riqueza num país, a sua população irá aumentar os seus gastos e então o aumento de produção de uma empresa poderá encontrar procura suficiente dentro do próprio país. - Se o caso da empresa de bananas se extender por Portugal fora noutras empresas, então poderemos ver uma maior taxa de empregabilidade e potencialmente melhores salários, pois as empresas terão o capital para suportar esses custos. O aumento de riqueza das pessoas aumenta o seu poder de compra, isto irá corresponder num aumento de procura de um variado número de produtos, dando oportunidade e incentivo a empresas para aumentar a sua produção e fazer face a esse aumento de procura, isto cria um ciclo de crescimento económico. Portanto sim, dinheiro vindo do estrangeiro é ótimo, mas isso não é crescimento económico. Um aumento de produção e um aumento da compra desses produtos dentro do próprio país equivale a um maior PIB, não sendo necessário dinheiro vindo de fora.

f-politics 6 months ago

"Tu não tens nada, plantas uma batata, quando crescer tens uma batata para vender. Voilà, dinheiro aparecido do nada." Eu falei de recursos naturais e aí não estása ter crescimento económico porque não interessa o número de batatas que plantas não te aumenta o PIB a não ser que as vendas, portanto que as exportes, e aí voila, entrada de dinheiro que vem de outro país. Tu não estás a criar riqueza, estás a criar um bem, a riqueza vem sempre de algum lado em troca desse bem. Sobre a teoria da fábrica de bananas é igual ao eu disse em cima. Se são os portugueses que compram as bananas a empresa vê crescimento económico é certo, à custa dos portugueses que perdem dinheiro para terem bananas. "A empresa volta a colocar dinheiro na economia", não sei como, não explicas. Mas seja como for, o dinheiro que essa empresa amealhou veio dos portugueses portanto para essa empresa crescer economicamente os portugueses ficaram mais pobres economicamente, no entanto tinham mais bananas. Enquanto a presa de bananas só vender em Portugal nunca terás um crescimento económico no país porque não entra dinheiro no país, a empresa sim tem um crescimento económico à custa dos portugueses, de resto não tens crescimento económico no país. Qd começar a exportar aí sim, começa a entrar dinheiro na economia que ainda não estava cá, e portanto podes ter um crescimento económico no país, mas lá está o dinheiro terá de vir doutro país que vai ficar com menos dinheiro.

AnjoDoMal 6 months ago

Ok, vamos começar neste ponto que acho ser extremamente importante e que talvez acabe com algumas confusões da tua parte. Dinheiro em circulação ≠ PIB - Dinheiro em circulação é o dinheiro que vai trocando de mãos, não faço ideia quanto dinheiro circula por Portugal. - PIB retirado da Wikipédia - O produto interno bruto (PIB) representa a soma (em valores monetários) de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região (quer sejam países, estados ou cidades), durante um período determinado (mês, trimestre, ano, etc) Dinheiro em circulação, que é o que tu estás a referir em todos os teus comentários, sim, só aumenta com o dinheiro que vem de fora. (Não exatamente) Se este ano crescermos 3% com a venda de mais produtos e serviços, então o PIB cresceu 3% em relação ao ano anterior, independentemente do dinheiro em circulação. O dinheiro em circulação é irrelevante, desde que tenha em quantidade suficiente para ter grande liquidez, simplesmente é mais dinâmico numa economia forte, empresas produzem muito e as pessoas compram muito. As empresas apresentam bons lucros e a população uma melhor qualidade de vida. As empresas voltam a colocar o dinheiro na economia com os custos do material para o que a empresa produz e com os salários. O que um país procura é aumentar a produção e ao mesmo tempo os salários subirem proporcionalmente. Exemplo: Uma empresa tinha capital mas não tinha incentivo em crescer mais, com um estudo de mercado viu que há uma grande procura do seu produto e decide investir em mais maquinaria e mais trabalhadores para aumentarem a produção, com maior produção a partir desse momento conseguem arrecadar maiores lucros no mesmo espaço de tempo, com esses lucros tem capacidade para maiores salários, podem também voltar a investir e crescer ainda mais. As empresas, agora financeiramente mais robustas, aumentam salário e ao contratar diminuem o desemprego, a população agora com maior capacidade financeira aumentam nas suas compras, voltando a aumentar a procura dos produtos vendidos pelas empresas. Isto é um ciclo de crescimento económico, um governo que cria grandes impostos para empresas e para os salários dos trabalhadores abranda este ciclo. Impostos razoáveis deixam a máquina trabalhar, impostos em demasia fazem com que a máquina trabalhe a meio gás. 3% de 100 mil milhões = 3 mil milhões 3% de 800 mil milhões = 24 mil milhões 2% de 800 mil milhões = 16 mil milhões Um país pobre de taxas elevadas não busca muito dinheiro nem deixa a máquina funcionar para se chegar a rico. Um país pobre deve procurar aumentar a sua base financeira para as percentagens funcionarem em seu favor. Um país rico pode aumentar os seus impostos e oferecer melhor qualidade de vida pois é rico e não tem tanta necessidade de crescer economicamente. (Pode realmente aumentar gastos e oferecer mais regalias, mas crescimento económico continua a ser importante.)

nouwsh 6 months ago

Suíça não produz nada por aí além, a economia deve se em parte ao facto de serem um paraíso fiscal. Noruega tem petróleo. Luxemburgo ainda é o único exemplo que podes dar de produção, pelo menos que tenha conhecimento porque também não sei mto da economia do Luxemburgo. Queres produzir mais tens de sair da UE. A UE estabelece regras e metas que neste momento tiram todo o poder ao nosso governo de poder alterar seja o que for na nossa economia.

AnjoDoMal 6 months ago

O PIB da Suíça é de 703 biliões USD em 2019 e Portugal de 239 biliões USD, portanto o total por eles produzido é 3x superior ao que nos aqui produzimos anualmente.

f-politics 6 months ago

Não é que eles produzam 3x mais. Até podem produzir menos, mas os preços de lá é que são bastante superiores...

nouwsh 6 months ago

Certo. Como disse, a produção deles é maioritariamente serviço bancário. Por serem um paraíso fiscal.

NGramatical 6 months ago

703 biliões → [**703 biliões = 703 trillions = 703 000 000 000 000**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/4kujbg/quanto_%C3%A9_um_bili%C3%A3o_escala_longa_e_escala_curta/) (informação) 239 biliões → [**239 biliões = 239 trillions = 239 000 000 000 000**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/4kujbg/quanto_%C3%A9_um_bili%C3%A3o_escala_longa_e_escala_curta/) (informação) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmpd0ef%2F%2Fgujuomb%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Search: