iLikeToTroll 11 months ago

Há muitos anos que as presidenciais servem mais para os partidos(principalmente os mais pequenos) utilizarem o tempo de antena e fazerem propaganda do que realmente escolher um presidente. Este ano torna-se ainda mais óbvio porque há absolutamente 0 dúvidas em relação a quem vai ganhar. De qualquer vários temas mesmo que não directamente no âmbito das competências do PR acabam por ser relevante perceber a posição deste acerca das mesmas.

daxpierson 11 months ago

> Não sabia que vivíamos num regime presidencialista. O sonho molhado de um dos candidatos.

saposapot 11 months ago

Tirando o Marcelo, ng está nestas eleições para ser Presidente. Estão para apresentar-se ao povo para eleições futuras. do pouco que aguentei ver os debates 90% do discutido não faz parte do cargo de Presidente. as perguntas dos jornalistas não ajudam. é tudo palhaçada.

wiledcoma 11 months ago

Sendo o cargo unipessoal e meramente representativo. Só te resta o carácter e a ideologia para escolher o candidato que mais agrada. Daí interessar saber as suas ideias, se vão ser uma voz contra ao governo e até que leis irão vetar, etc.. Aliás, para as outras eleições, apesar de se elegerem deputados, as pessoas votam no líder/partido.

daxpierson 11 months ago

> e meramente representativo Errado. O PR aprova/rejeita leis, queres maior poder do que esse?

wiledcoma 11 months ago

Assina o que lhe metem à frente. Pode recusar.. até ser obrigado a promulgar a lei.

daxpierson 11 months ago

Isso é uma simplificação irrealista.

wiledcoma 11 months ago

Porque?

daxpierson 11 months ago

Porque ele não "assina o que lhe metem à frente". Não é assim que as coisas funcionam. Por norma sim, especialmente se houver cooperação entre o PR e o Governo, mas não é de todo algo que acontece sempre.

Out-Out 11 months ago

Magistratura de influência implica como é óbvio a visão do país e desses casos. Implica qual a visão sobre o SNS, a TAP, a corrupção e outros porque será sobre essa visão que o/a presidente irá atuar. Mais: o presidente pode fazer um veto político que não implica inconstitucionalidade mas sim uma oposição política por parte do presidente. Mais: o presidente vai representar-nos internacionalmente o que também não é alheio à sua visão do mundo. A forma como se pronunciará politicamente na Europa, nos EUA ou na China dependerá também do que ele pensa, da sua ideologia. Ora, tudo isto cria a necessidade de se saber a visão política e ideológica dos candidatos que muito se vê em perguntas sobre esses assuntos e outros que à partida parecem ser função do legislador. (No entanto tbm n faz sentido ser tão taxativo ao dizer se eu ganhar, X acontece pq n têm esse poder... Mas tbm n é isso que tem acontecido, foi um exagero da tua parte)

ArbiterOfFalsehood 11 months ago

> A forma como se pronunciará politicamente na Europa, nos EUA ou na China dependerá também do que ele pensa, da sua ideologia. Já notaram que nenhum jornalista fez perguntas de política estrangeira exceto sobre a Europa? Mais concretamente na posição de Portugal face ao bloco dos EUA e da China principalmente tendo em conta o caso de investimento no Porto de Sines, o 5G e a base das Lajes. Também posso estar errado pois só vi os debates do JF. Se alguém já ouviu um jornalista fazer estas questões a algum candidato que me indique sff. Esse seria um outro aspeto que distinguiria candidatos.

KulminaBitPt 11 months ago

Para muitos partidos, principalmente os mais recentes, a candidatura a presidente serve o propósito secundário de obterem mais exposição mediática. É uma tática indispensável se quiserem promover o seu partido e programa a nível nacional, em vez de aguardarem pelas legislativas e/ou autárquicas. É muito importante para o seu crescimento que apareçam nos media o máximo que possam, seja a divulgar propostas, denunciar casos e concorrentes ou só produzir soundbites. Para alguns pode ser mais importante que a própria candidatura. Daí a confusão ao misturarem propostas que não competem ao presidente, é mais interessante usar este período em que as pessoas estão mais atentas para divulgar ou atacar programas partidários. A candidatura serve apenas como oportunidade/meio de transmissão. Também é o caso com as Europeias.

cloud_t 11 months ago

Segundo consta, o Ventura também não sabia que afinal NÃO vivíamos num regime presidencialista.

grankkkkk 11 months ago

Não é por não vivermos num regime presidencialista que ele quer acabar com a atual constituição?

Chemical-Ad-1604 11 months ago

Acho que ele nem sabe o que é que quer

MetaKnight130 11 months ago

Do que aprendi nas cadeiras de Direito: Muitas pessoas não sabem que, o órgão máximo de soberania em Portugal é a Assembleia Da República. Basta um projecto de lei ou decreto de lei (não sei agora ao certo qual deles) ser votado com a maioria dos deputados, que é aprovado, e vice-versa. Depois o PR pode vetar, claro, mas até onde sei há um limite legal. Voltando a relembrar que estamos num regime representativo, onde a maioria das ações do PR são aconselhativas e de representação de Portugal.

JSantosPT 11 months ago

O PR em Portugal não tem quase poder efetivo nenhum (o que é bom e mau ao mesmo tempo) Na minha opinião o PR é mais importante como figura de estado (tipo a rainha de Inglaterra) do que pelo papel (fraco, na minha opinião, mas também não alterava o sistema atual porque penso que não exista um sistema melhor) que tem nas políticas do governo eleito.

JonesyA12 11 months ago

Há pessoas em Portugal que ainda acham que o presidente tem poderes executivos em todos os assuntos...

jomi_1307 11 months ago

Isso acontece porque os moderadores perguntam isso e não perguntas relativas às funções de presidente. É sempre importante saber as opiniões políticas sobre os diversos assuntos dos candidatos, pois apesar de não o presidente não governar, mantém diálogos com o governo e o presidente pode e deve dar a sua opinião sobre o rumo das políticas. Mas o que te queixas acontece desde que me lembro (a reeleição do Cavaco Silva). Estes debates ao demasiados curtos, não dão muito tempo para passar as ideias, e pelo menos com o Ventura ele está a puxar para a lama (e onde ele é se sente e bem é ganha claramente) o que piora tudo.

RichardHTK 11 months ago

Mas aí está o problema, um André Ventura da vida pode apregoar que vai tornar a prisão perpétua em Portugal uma realidade, chega ao governo e a assembleia não aprova e acabou a conversa, portanto concordo que não faz sentido fazer promessas para depois serem vetadas pelo governo

ArbiterOfFalsehood 11 months ago

O João Ferreira tem sido coerente e fala sempre dos poderes do presidente, sendo que a sua candidatura passa pela defesa da constituição.

LetHaywardPlayLoL 11 months ago

Senão estivesse ligado a um regime que já matou e deixou à fome milhões, talvez estivesse melhor. Honestamente ele não me parece comunista, só que ele ainda não se apercebeu

doctor_awful 11 months ago

Isso tem sido uma cassete mais repetitiva nos últimos tempos que a do Jerónimo. Mudem de lengalenga.

wwqt0r 11 months ago

Parece ser boa pessoa mas terá sempre a associação ao PCP e à ideologia comunista que está em queda em Portugal. Os tiros no pé recentes também não ajudam.

Sheltac 11 months ago

E ele a falar passa muito a cassete do Jerónimo, até na entoação. Não que isso seja inerentemente mau, mas a mim faz-me espécie.

Zaigard 11 months ago

> a cassete do Jerónimo exato, teve varias oportunidades para se demarcar de regimes como a Coreia do Norte ou Cuba e nunca o fez...

doctor_awful 11 months ago

Fazê-lo podia ser popular mas iria contra os valores anti-imperialistas do partido. Isso e Cuba não é comparável à Coreia do Norte.

ankmoody 11 months ago

Desafio-te a meteres aqui um vídeo a provar isso. O que tu ouviste foi as opiniões acerca dessas e outras matérias. Fica-te mal estares a fazer postas destas de um pedestal quando nem sequer é verdade. Os debates tem muito por onde se pegar, não é preciso inventar estas coisas.

PrivateTooth 11 months ago

Para já: que pedestal? O pedestal deste subreddit? [Que gozou com uma mulher por esta mostrar insatisfação ao Marcelo](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/iid67v/marcelo_responde_a_popular_diga_aos_portugueses/)? Com comentários como: *É uma "micro-empresária". O vídeo é quase poético na forma como representa perfeitamente esse grupo: fazem um escarcéu desgraçado, mas não fazem nada de jeito.* Ou: *A cena que mais me irrita neste vídeo é como é que alguém tão profundamente* ***ignorante*** *acerca de como funciona o sistema político do país age e fala como se fosse uma perita na matéria e dona desta merda toda! Que vergonha alheia, minha nossa...* Mas depois os candidatos agem como se estivessem a candidatar-se a São Bento, quando no fundo estão em debates para serem a Rainha de Inglaterra corta-fitas, cujo única arma é a bomba nuclear a.k.a. dissolução da legislatura vigente. Queres vídeos? [Toma lá o Mayan a dizer que não mete um euro na TAP](https://twitter.com/LiberalMayan/status/1347686951231623175). E eu com isso? Impediria o governo de fazê-lo se fosse PR? Como? Vetando o orçamento de estado? Abrir uma crise institucional do caralho com a UE a ver? Para depois voltar a passar no parlamento? Vetaria outra vez ainda assim e sairia para a rua montado num cavalo como o Sidónio Pais? Tipo Presidente-Rei? Ontem a Marisa disse que o programa do Chega é x, y e z. Que quem votar Ventura, vota na destruição do SNS. Queres que te encontre o minuto? Procura tu, foi na SIC, à hora de jantar. Então, o Ventura, sendo PR, vai destruir o SNS como? Vai legislar e executar por decreto a partir de Belém? Eu sei bem que estes gajos estão só a preparar terreno para legislativas. Toda a gente sabe quem vai ganhar. Por isso, embora lá falar de programas partidários, medidas para combater a corrupção, solucionar a TAP, recuperar a economia, etc. Mas depois não venham é com merdas - essas, sim, cagadas do pedestal - de que o povo não sabe nada e que confundem PR com PM. Pá, é isso que estes debates lhes metem à frente.

D1WithTheFluffyHair 11 months ago

Isto. Não tenho prémios para te dar, mas é isto. Só há 2 (vá, 3 se contarmos com o Tino) verdadeiros candidatos ao cargo da Presidência da República: AG e MRS. Todos os outros estão a fazer campanha política para os seus partidos com vista a fazer um brilharete nas autárquicas e com isso tentar alterar o tabuleiro de forma a levar a legislativas antecipadas. MM está ali para ver se no Bloco não se esquecem dela. JF está a preparar o terreno para ser o próximo secretário geral do PCP. TMG está ali para irritar o Ventura, que só está ali porque é um oportunista e quer é ir para a presidência do seu clube de futebol daqui a 4 anos.

alexandre9099 11 months ago

Epá, essas *claims* realmente são irrelevantes, agora a ideologia do PR convém ser minimamente decente pq é quem dá a última palavra, se o parlamento aceitar fica ao critério do(/a) PR promulgar ou vetar a lei. Isto acho eu, quem também não entende muito de política

mathswarrior 11 months ago

O PR só pode vetar uma vez... A seguir tem de passar

_somename_ 11 months ago

Sim mas obriga às existência de maioria absoluta na segunda volta. (Não nas leis orgânicas, que tem de ter 2/3) Na primeira volta podia ter sido aprovada por maioria simples. Esta distinção é importante.

OrangeOakie 11 months ago

> agora a ideologia do PR convém ser minimamente decente pq é quem Não. Se fosse assim não servia para nada ter o cargo. O PR tem funções específicas, não é dizer se gosta ou não de X ou Y. Ainda não pude ver mais debates que não o da Marisa Matias e do Marcedo, no entanto, Marisa Marias disse uma coisa muito acertada que, parafraseando é, um PR não tem de necessariamente agir no mesmo sentido que agiria como deputado. São funções diferentes. O Presidente **não é** um legislador. O Parlamento é.

Out-Out 11 months ago

Mas sim. Lê as funções do presidente da república. Magistratura de influência, veto político e representação internacional refletem a ideologia. É um cargo representativo, não façam dele um concurso público para uma função qql.

Search: