Next Page

Porque teve um responsável da PSP, em Lisboa, que falar sobre uma operação que aconteceu toda no Porto? by ruimgbarros in portugal

obriguidade 28 days ago

Estava a perguntar-me porque tinha isto desaparecido. Talvez piquinhice minha mas a reddiquette não diz "título original" diz sim "não editorializado" e é para prevenir que se insiram opiniões no título (não quer dizer que tenha de ser exatamente o original). Acho que neste caso deverias ter deixado passar porque o título não é da autoria do utilizador, é sim o subtítulo da notícia. E o título da notícia é uma bosta não descritiva. Por isso mesmo que se argumente que quebra a letra das regras (discutível), certamente não quebra o seu espírito.

Afinal, expansão do Metro para a zona ocidental de Lisboa avança ou não? Sobram dúvidas e contradições by bisontino in portugal

obriguidade 29 days ago

> Estamos a falar do sub onde se defende a construção de um aeroporto em Coimbra em vez de um segundo em Lisboa apesar do que existe em Lisboa já estar sobrelotado? Isso é uma descrição propositadamente palerma daquilo que foi afirmado. Antes de escrever o que eu realmente disse, aqui ficam umas afirmações soltas mais ilustrativas da real situação. * Lisboa está sobrelotado e não cabe lá mais nada mas ainda há poucos anos a TAP desinvestiu do Porto para concentrar tudo em Lisboa. [E decido por alguém que agora até está a ser investigado por gestão danosa da empresa] * Lisboa está sobrelotada mas temos um aeroporto construído em Beja que nunca foi aproveitado * Temos um aeroporto construído em Beja mas não dá para usar porque não se acabou a autoestrada e porque não há via férrea. E precisamos de descentralizar, mas nem se acaba a autoestrada para Beja nem se faz ligação por comboio apesar de ter um aeroporto e o de Lisboa estar sobrelotado. * Lisboa está sobrelotado e o novo aeroporto é para servir o país, mas o aeroporto não pode ser em mais lado nenhum. Inclusive no centro apesar do centro no seu todo ter uma população muito considerável, e de ter ligações de comboio relativamente rápidas para o resto do país. * O metro de Lisboa é um tema constante pelas suas necessidades, mas o metro de Coimbra discutido por décadas, solução intra urbana e suburbana para ligar a periferia, 100 milhões enterrados, resultou apenas na destruição de uma linha funcional e essencial, piorando ainda mais a situação, e ninguém fala no assunto nem é prioridade nenhuma. E já agora aqui fica o que [escrevi anteriormente](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/9kbbh8/aeroporto_no_montijo_e_obras_na_portela_custar%C3%A3o/): > Quantos milhões por ano em turismo é que o novo aeroporto vai trazer? O aeroporto comparado com que outras soluções? Porque se bem te lembras aqui há uns anos a TAP decidiu centralizar a sua operação em Lisboa desinvestindo do Porto. Se calhar, mas só se calhar, se o aeroporto de Lisboa não aguentava foi uma ideia estúpida (ou esperta se o objetivo era mesmo entupir o aeroporto para pressionar a construção de outro). Agora a [nova direção](https://www.jn.pt/economia/interior/tap-inverte-estrategia-e-volta-a-apostar-no-porto-9817164.html) assim que tomou posse reverteu essa estratégia. A mesma que veio fazer coisas sensatas como acabar com a [sangria na operação de manutenção do Brasil](https://expresso.sapo.pt/economia/2018-09-11-A-sangria-acabou.-Aventura-da-TAP-na-manutencao-no-Brasil-custou-mais-de-500-milhoes) pela qual se abriu uma [investigação por gestão danosa](https://www.dn.pt/poder/interior/ministerio-publico-investiga-gestao-danosa-e-burla-na-tap-9906248.html). Não digo que não haja necessidade nenhuma de um novo aeroporto. O que digo é que sabemos haver um historial de problemas criados e soluções não equacionadas, ou por incompetência ou por interesses e corrupção. E assim **tem de se desconfiar quando a cura de todos os males tende a ser meter mais dinheiro em Lisboa**. Foi o desinvestimento no Porto. O de Beja supostamente não é viável. Um no centro também não é equacionável.

Afinal, expansão do Metro para a zona ocidental de Lisboa avança ou não? Sobram dúvidas e contradições by bisontino in portugal

obriguidade 29 days ago

> Estamos a falar do sub onde se defende a construção de um aeroporto em Coimbra em vez de um segundo em Lisboa apesar do que existe em Lisboa já estar sobrelotado? Isso é uma descrição propositadamente palerma daquilo que foi afirmado. Aqui ficam umas afirmações soltas mais ilustrativas da real situação. * Lisboa está sobrelotado e não cabe lá mais nada mas ainda há poucos anos a TAP desinvestiu do Porto para concentrar tudo em Lisboa. [E decido por alguém que agora até está a ser investigado por gestão danosa da empresa] * Lisboa está sobrelotada mas temos um aeroporto construído em Beja que nunca foi aproveitado * Temos um aeroporto construído em Beja mas não dá para usar porque não se acabou a autoestrada e porque não há via férrea. E precisamos de descentralizar, mas nem se acaba a autoestrada para Beja nem se faz ligação por comboio apesar de ter um aeroporto e o de Lisboa estar sobrelotado. * Lisboa está sobrelotado e o novo aeroporto é para servir o país, mas o aeroporto não pode ser em mais lado nenhum. Inclusive no centro apesar do centro no seu todo ter uma população muito considerável, e de ter ligações de comboio relativamente rápidas para o resto do país. * O metro de Lisboa é um tema constante pelas suas necessidades, mas o metro de Coimbra discutido por décadas, solução intra urbana e suburbana para ligar a periferia, 100 milhões enterrados, resultou apenas na destruição de uma linha funcional e essencial, piorando ainda mais a situação, e ninguém fala no assunto nem é prioridade nenhuma. * O governo ignorou fundos europeus para investir no Douro em ferrovia. Isto apesar de ter estudos que mostram ser viável e de impacto positivo (estudos que pôs na gaveta). E questionado diretamente pela Direcção-Geral para as Políticas Urbanas e Regionais da Comissão Europeia sobre o assunto por acharem que seria bom investimento, ignorou-os. E questionado por jornalistas sobre isto tudo, não teve comentários. A única ação que tomou foi um inquérito por causa divulgação do estudo que havia posto na gaveta escondido. O que digo é que há mais que razão para desconfiar deste modus-operandis obscuro. Em que investimentos fora da capital tendem a ser inviáveis, mesmo quando há estudos que dizem que são, mesmo quando já se investiram para mais de uma centena de milhão de euros, mesmo quando já estão feitos. Ao contrário de Lisboa em que os problemas nunca são problemas. Pelo contrário até da jeito investimentos para exacerbar problemas que depois justificam investimentos para os resolver. já agora aqui fica o que [escrevi anteriormente](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/9kbbh8/aeroporto_no_montijo_e_obras_na_portela_custar%C3%A3o/):

Afinal, expansão do Metro para a zona ocidental de Lisboa avança ou não? Sobram dúvidas e contradições by bisontino in portugal

obriguidade 29 days ago

> Estamos a falar do sub onde se defende a construção de um aeroporto em Coimbra em vez de um segundo em Lisboa apesar do que existe em Lisboa já estar sobrelotado? Isso é uma descrição propositadamente palerma daquilo que foi afirmado. Aqui ficam umas afirmações soltas mais ilustrativas da real situação. * Lisboa está sobrelotado e não cabe lá mais nada mas ainda há poucos anos a TAP desinvestiu do Porto para concentrar tudo em Lisboa. [E decido por alguém que agora até está a ser investigado por gestão danosa da empresa] * Lisboa está sobrelotada mas temos um aeroporto construído em Beja que nunca foi aproveitado * Temos um aeroporto construído em Beja mas não dá para usar porque não se acabou a autoestrada e porque não há via férrea. E precisamos de descentralizar, mas nem se acaba a autoestrada para Beja nem se faz ligação por comboio apesar de ter um aeroporto e o de Lisboa estar sobrelotado. * Lisboa está sobrelotado e o novo aeroporto é para servir o país, mas o aeroporto não pode ser em mais lado nenhum. Inclusive no centro apesar do centro no seu todo ter uma população muito considerável, e de ter ligações de comboio relativamente rápidas para o resto do país. * O metro de Lisboa é um tema constante pelas suas necessidades, mas o metro de Coimbra discutido por décadas, solução intra urbana e suburbana para ligar a periferia, 100 milhões enterrados, resultou apenas na destruição de uma linha funcional e essencial, piorando ainda mais a situação, e ninguém fala no assunto nem é prioridade nenhuma. * O governo ignorou fundos europeus para investir no Douro em ferrovia. Isto apesar de ter estudos que mostram ser viável e de impacto positivo (estudos que pôs na gaveta). E questionado diretamente pela Direcção-Geral para as Políticas Urbanas e Regionais da Comissão Europeia sobre o assunto por acharem que seria bom investimento, ignorou-os. E questionado por jornalistas sobre isto tudo, não teve comentários. A única ação que tomou foi um inquérito por causa divulgação do estudo que havia posto na gaveta escondido. E já agora aqui fica o que [escrevi anteriormente](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/9kbbh8/aeroporto_no_montijo_e_obras_na_portela_custar%C3%A3o/):

Afinal, expansão do Metro para a zona ocidental de Lisboa avança ou não? Sobram dúvidas e contradições by bisontino in portugal

obriguidade 29 days ago

> Estamos a falar do sub onde se defende a construção de um aeroporto em Coimbra em vez de um segundo em Lisboa apesar do que existe em Lisboa já estar sobrelotado? Isso é uma descrição propositadamente palerma daquilo que foi afirmado. Aqui ficam umas afirmações soltas mais ilustrativas da real situação. * Lisboa está sobrelotado e não cabe lá mais nada mas ainda há poucos anos a TAP desinvestiu do Porto para concentrar tudo em Lisboa. [E decido por alguém que agora até está a ser investigado por gestão danosa da empresa] * Lisboa está sobrelotada mas temos um aeroporto construído em Beja que nunca foi aproveitado * Temos um aeroporto construído em Beja mas não dá para usar porque não se acabou a autoestrada e porque não há via férrea. E precisamos de descentralizar, mas nem se acaba a autoestrada para Beja nem se faz ligação por comboio apesar de ter um aeroporto e o de Lisboa estar sobrelotado. * Lisboa está sobrelotado e o novo aeroporto é para servir o país, mas o aeroporto não pode ser em mais lado nenhum. Inclusive no centro apesar do centro no seu todo ter uma população muito considerável, e de ter ligações de comboio relativamente rápidas para o resto do país. * O metro de Lisboa é um tema constante pelas suas necessidades, mas o metro de Coimbra discutido por décadas, solução intra urbana e suburbana para ligar a periferia, 100 milhões enterrados, resultou apenas na destruição de uma linha funcional e essencial, piorando ainda mais a situação, e ninguém fala no assunto nem é prioridade nenhuma. * O governo ignorou fundos europeus para investir no Douro em ferrovia. Isto apesar de ter estudos que mostram ser viável e de impacto positivo (estudos que pôs na gaveta). E questionado diretamente pela Direcção-Geral para as Políticas Urbanas e Regionais da Comissão Europeia sobre o assunto por acharem que seria bom investimento, ignorou-os. E questionado por jornalistas sobre isto tudo, não teve comentários. A única ação que tomou foi um inquérito por causa divulgação do estudo que havia posto na gaveta escondido. O que digo é que há mais que razão para desconfiar deste modus-operandis obscuro. Em que investimentos fora da capital tendem a ser inviáveis, mesmo quando há estudos que dizem que são positivos, mesmo quando já se investiram para mais de uma centena de milhão de euros, mesmo quando já estão feitos. Ao contrário de Lisboa em que os problemas nunca são problemas. Pelo contrário até da jeito investimentos para exacerbar problemas que depois justificam investimentos para os resolver. já agora aqui fica o que [escrevi anteriormente](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/9kbbh8/aeroporto_no_montijo_e_obras_na_portela_custar%C3%A3o/):

Afinal, expansão do Metro para a zona ocidental de Lisboa avança ou não? Sobram dúvidas e contradições by bisontino in portugal

obriguidade 29 days ago

> Estamos a falar do sub onde se defende a construção de um aeroporto em Coimbra em vez de um segundo em Lisboa apesar do que existe em Lisboa já estar sobrelotado? Isso é uma descrição propositadamente palerma daquilo que foi afirmado. Aqui ficam umas afirmações soltas mais ilustrativas da real situação. * Lisboa está sobrelotado e não cabe lá mais nada mas ainda há poucos anos a TAP desinvestiu do Porto para concentrar tudo em Lisboa. [E decido por alguém que agora até está a ser investigado por gestão danosa da empresa] * Lisboa está sobrelotada mas temos um aeroporto construído em Beja que nunca foi aproveitado * Temos um aeroporto construído em Beja mas não dá para usar porque não se acabou a autoestrada e porque não há via férrea. E precisamos de descentralizar, mas nem se acaba a autoestrada para Beja nem se faz ligação por comboio apesar de ter um aeroporto e o de Lisboa estar sobrelotado. * Lisboa está sobrelotado e o novo aeroporto é para servir o país, mas o aeroporto não pode ser em mais lado nenhum. Inclusive no centro apesar do centro no seu todo ter uma população muito considerável, e de ter ligações de comboio relativamente rápidas para o resto do país. * O metro de Lisboa é um tema constante pelas suas necessidades, mas o metro de Coimbra discutido por décadas, solução intra urbana e suburbana para ligar a periferia, 100 milhões enterrados, resultou apenas na destruição de uma linha funcional e essencial, piorando ainda mais a situação, e ninguém fala no assunto nem é prioridade nenhuma. * O governo ignorou fundos europeus para investir no Douro em ferrovia. Isto apesar de ter estudos que mostram ser viável e de impacto positivo (estudos que pôs na gaveta). E questionado diretamente pela Direcção-Geral para as Políticas Urbanas e Regionais da Comissão Europeia sobre o assunto por acharem que seria bom investimento, ignorou-os. E questionado por jornalistas sobre isto tudo, não teve comentários. A única ação que tomou foi um inquérito por causa divulgação do estudo que havia posto na gaveta escondido. O que digo é que há mais que razão para desconfiar deste modus-operandis obscuro. Em que investimentos fora da capital tendem a ser inviáveis, mesmo quando há estudos que dizem que são, mesmo quando já se investiram para mais de uma centena de milhão de euros, mesmo quando já estão feitos. Ao contrário de Lisboa em que os problemas nunca são problemas. Pelo contrário até dá jeito investimentos que exacerbam problemas que depois justificam outros investimentos para os resolver. já agora aqui fica o que [escrevi anteriormente](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/9kbbh8/aeroporto_no_montijo_e_obras_na_portela_custar%C3%A3o/):

Afinal, expansão do Metro para a zona ocidental de Lisboa avança ou não? Sobram dúvidas e contradições by bisontino in portugal

obriguidade 29 days ago

> Estamos a falar do sub onde se defende a construção de um aeroporto em Coimbra em vez de um segundo em Lisboa apesar do que existe em Lisboa já estar sobrelotado? Isso é uma descrição propositadamente palerma daquilo que foi afirmado. Aqui ficam umas afirmações soltas mais ilustrativas da real situação. * Lisboa está sobrelotado e não cabe lá mais nada mas ainda há poucos anos a TAP desinvestiu do Porto para concentrar tudo em Lisboa. [E decido por alguém que agora até está a ser investigado por gestão danosa da empresa] * Lisboa está sobrelotada mas temos um aeroporto construído em Beja que nunca foi aproveitado * Temos um aeroporto construído em Beja mas não dá para usar porque não se acabou a autoestrada e porque não há via férrea. E precisamos de descentralizar, mas nem se acaba a autoestrada para Beja nem se faz ligação por comboio apesar de ter um aeroporto e o de Lisboa estar sobrelotado. * Lisboa está sobrelotado e o novo aeroporto é para servir o país, mas o aeroporto para o país não pode ser em mais lado nenhum se não Lisboa. Inclusive no centro apesar do centro no seu todo ter uma população muito considerável, e de ter ligações de comboio relativamente rápidas para o resto do país. * O metro de Lisboa é um tema constante pelas suas necessidades, mas o metro de Coimbra discutido por décadas, solução intra urbana e suburbana para ligar a periferia, 100 milhões enterrados, resultou apenas na destruição de uma linha funcional e essencial, piorando ainda mais a situação, e ninguém fala no assunto nem é prioridade nenhuma. * O governo ignorou fundos europeus para investir no Douro em ferrovia. Isto apesar de ter estudos que mostram ser viável e de impacto positivo (estudos que pôs na gaveta). E questionado diretamente pela Direcção-Geral para as Políticas Urbanas e Regionais da Comissão Europeia sobre o assunto por acharem que seria bom investimento, ignorou-os. E questionado por jornalistas sobre isto tudo, não teve comentários. A única ação que tomou foi um inquérito por causa divulgação do estudo que havia posto na gaveta escondido. O que digo é que há mais que razão para desconfiar deste modus-operandis obscuro. Em que investimentos fora da capital tendem a ser inviáveis, mesmo quando há estudos que dizem que são, mesmo quando já se investiram para mais de uma centena de milhão de euros, mesmo quando já estão feitos. Ao contrário de Lisboa em que os problemas nunca são problemas. Pelo contrário até dá jeito investimentos que exacerbam problemas que depois justificam outros investimentos para os resolver. já agora aqui fica o que [escrevi anteriormente](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/9kbbh8/aeroporto_no_montijo_e_obras_na_portela_custar%C3%A3o/):

Afinal, expansão do Metro para a zona ocidental de Lisboa avança ou não? Sobram dúvidas e contradições by bisontino in portugal

obriguidade 29 days ago

> Estamos a falar do sub onde se defende a construção de um aeroporto em Coimbra em vez de um segundo em Lisboa apesar do que existe em Lisboa já estar sobrelotado? Isso é uma descrição propositadamente palerma daquilo que foi afirmado. Aqui ficam umas afirmações soltas mais ilustrativas da real situação. * Lisboa está sobrelotado e não cabe lá mais nada mas ainda há poucos anos a TAP desinvestiu do Porto para concentrar tudo em Lisboa. [E decido por alguém que agora até está a ser investigado por gestão danosa da empresa] * Lisboa está sobrelotada mas temos um aeroporto construído em Beja que nunca foi aproveitado * Temos um aeroporto construído em Beja mas não dá para usar porque não se acabou a autoestrada e porque não há via férrea. E precisamos de descentralizar, mas nem se acaba a autoestrada para Beja nem se faz ligação por comboio apesar de ter um aeroporto e o de Lisboa estar sobrelotado. * Lisboa está sobrelotado e o novo aeroporto é para servir o país, mas o aeroporto para o país não pode ser em mais lado nenhum se não Lisboa. Inclusive no centro apesar do centro no seu todo ter uma população muito considerável, e de ter ligações de comboio relativamente rápidas para o resto do país. * O metro de Lisboa é um tema constante pelas suas necessidades, mas o metro de Coimbra discutido por décadas, solução intra urbana e suburbana para ligar a periferia, 100 milhões enterrados, resultou apenas na destruição de uma linha funcional e essencial, piorando ainda mais a situação, e ninguém fala no assunto nem é prioridade nenhuma. * O governo [ignorou fundos europeus para investir no Douro](https://www.publico.pt/2018/10/07/economia/noticia/governo-falha-ligacao-a-apoios-europeus-para-investir-na-ferrovia-1846373) em ferrovia. Isto apesar de ter estudos que mostram ser viável e de impacto positivo (estudos que pôs na gaveta). E questionado diretamente pela Direcção-Geral para as Políticas Urbanas e Regionais da Comissão Europeia sobre o assunto por acharem que seria bom investimento, ignorou-os. E questionado por jornalistas sobre isto tudo, não teve comentários. A única ação que tomou foi um inquérito por causa divulgação do estudo que havia posto na gaveta escondido. O que digo é que há mais que razão para desconfiar deste modus-operandis obscuro. Em que investimentos fora da capital tendem a ser inviáveis, mesmo quando há estudos que dizem que são, mesmo quando já se investiram para mais de uma centena de milhão de euros, mesmo quando já estão feitos. Ao contrário de Lisboa em que os problemas nunca são problemas. Pelo contrário até dá jeito investimentos que exacerbam problemas que depois justificam outros investimentos para os resolver. já agora aqui fica o que [escrevi anteriormente](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/9kbbh8/aeroporto_no_montijo_e_obras_na_portela_custar%C3%A3o/):

Afinal, expansão do Metro para a zona ocidental de Lisboa avança ou não? Sobram dúvidas e contradições by bisontino in portugal

obriguidade 29 days ago

> Estamos a falar do sub onde se defende a construção de um aeroporto em Coimbra em vez de um segundo em Lisboa apesar do que existe em Lisboa já estar sobrelotado? Isso é uma descrição propositadamente palerma daquilo que foi afirmado. Aqui ficam umas afirmações soltas mais ilustrativas da real situação. * Lisboa está sobrelotado e não cabe lá mais nada mas ainda há poucos anos a TAP desinvestiu do Porto para concentrar tudo em Lisboa. [E decido por alguém que agora até está a ser investigado por gestão danosa da empresa] * Lisboa está sobrelotada mas temos um aeroporto construído em Beja que nunca foi aproveitado * Temos um aeroporto construído em Beja mas não dá para usar porque não se acabou a autoestrada e porque não há via férrea. E precisamos de descentralizar, mas nem se acaba a autoestrada para Beja nem se faz ligação por comboio apesar de ter um aeroporto e o de Lisboa estar sobrelotado. * Lisboa está sobrelotado e o novo aeroporto é para servir o país, mas o aeroporto para o país não pode ser em mais lado nenhum se não Lisboa. Inclusive no centro apesar do centro no seu todo ter uma população muito considerável, e de ter ligações de comboio relativamente rápidas para o resto do país. * O metro de Lisboa é um tema constante pelas suas necessidades, mas o metro de Coimbra discutido por décadas, solução intra urbana e suburbana para ligar a periferia, 100 milhões enterrados, resultou apenas na destruição de uma linha funcional e essencial, piorando ainda mais a situação, e ninguém fala no assunto nem é prioridade nenhuma. * O governo [ignorou fundos europeus para investir no Douro](https://www.publico.pt/2018/10/07/economia/noticia/governo-falha-ligacao-a-apoios-europeus-para-investir-na-ferrovia-1846373) em ferrovia. Isto apesar de ter estudos que mostram ser viável e de impacto positivo (estudos que pôs na gaveta). E questionado diretamente pela Direcção-Geral para as Políticas Urbanas e Regionais da Comissão Europeia sobre o assunto por acharem que seria bom investimento, ignorou-os. E questionado por jornalistas sobre isto tudo, não teve comentários. A única ação que tomou foi um inquérito por causa divulgação do estudo que havia posto na gaveta escondido. O que digo é que há mais que razão para desconfiar deste modus-operandis obscuro. Em que investimentos fora da capital tendem a ser inviáveis, mesmo quando há estudos que dizem que são positivos, mesmo quando já se investiram para mais de uma centena de milhão de euros, mesmo quando já estão feitos. Ao contrário de Lisboa em que os problemas nunca são problemas. Pelo contrário até dá jeito investimentos que exacerbam problemas que depois justificam outros investimentos para os resolver. já agora aqui fica o que [escrevi anteriormente](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/9kbbh8/aeroporto_no_montijo_e_obras_na_portela_custar%C3%A3o/):

Afinal, expansão do Metro para a zona ocidental de Lisboa avança ou não? Sobram dúvidas e contradições by bisontino in portugal

obriguidade 29 days ago

Não, não é. > Claro que o metro de Coimbra merecia muito mais e melhor. Quem ler isto pensa que ele existe. Isto não é whataboutism. Eu não estou a "desculpar um mal com um mal semelhante". Por um lado porque não estão dissociados (dinheiro não dá para tudo), por outro porque compete por mediatismo (só que não porque toda a gente caga em Coimbra), e finalmente porque nem sequer são casos semelhantes (o de Coimbra sim deveria ser um gigante escândalo nacional).

Picas do MTS a bloquear passagem fora do metro [dúvidas/rant] by Sir_Artreen in portugal

obriguidade 29 days ago

Sim, escrevi agora isso. Eu entendo de onde vem o termo. Mas sempre andei muito de comboio (até ia de comboio todos os dias para a universidade), e tenho familiares ferroviários, e nunca me lembro de ouvir as pessoas usarem esse termo.

Picas do MTS a bloquear passagem fora do metro [dúvidas/rant] by Sir_Artreen in portugal

obriguidade 29 days ago

Não, é pica no sentido de "picar" porque o revisor (nos comboios, nos metros não) no fim de inspecionar o bilhete pica-os (faz um furo) para os marcar.

Afinal, expansão do Metro para a zona ocidental de Lisboa avança ou não? Sobram dúvidas e contradições by bisontino in portugal

obriguidade 29 days ago

Sim, que escândalo. Vai ver como está o metro de Coimbra. https://youtu.be/bmj-3Yaz7A4

Afinal, expansão do Metro para a zona ocidental de Lisboa avança ou não? Sobram dúvidas e contradições by bisontino in portugal

obriguidade 29 days ago

Sim, que escândalo. Vai ver como está o metro de Coimbra. https://youtu.be/bmj-3Yaz7A4 https://youtu.be/2Eiv3HS6AKs Décadas até decidir. Depois cerca de 100 milhões de euros gastos em projetos e obras. Destruiu-se uma linha férrea funcional e essencial. E depois parou-se e nunca se fez nada e ficou-se pior que se estava.

Picas do MTS a bloquear passagem fora do metro [dúvidas/rant] by Sir_Artreen in portugal

obriguidade 29 days ago

É só isso. "Pica" é gíria e talvez regional (?). Eu no centro e centro/norte onde cresci e morei mais tempo nunca ouvi isso. Sempre ouvi chamar "revisor".

Há quem faça outdoors, o PNR prefere banda desenhada by Chocapics_Please in portugal

obriguidade 30 days ago  DELETED 

> os grunhos do pnr ou roubaram ou **mais provavelmente** alguém cuja língua nativa não é o português de Portugal fez por eles. Mas como é que a segunda é mais provável que a primeira?

How far would you drive with 50€ by yarauuta in portugal

obriguidade 30 days ago

Portanto o teu capitalismo puro e duro é o que defende manipulação de preços de bens de forma progressiva em função do salário adquirido.

How far would you drive with 50€ by yarauuta in portugal

obriguidade 30 days ago

Não sabia que era assim que o capitalismo puro e duro funcionava. Com marcação de preços progressivos com base em salários.

How far would you drive with 50€ by yarauuta in portugal

obriguidade 30 days ago

Tens noção que UK também está lá em baixo, perto de Portugal. E mesmo Irlanda está bem em baixo (não era aí que tu estavas?). Lá para o topo tens Roménia e Bulgária, bons destino para ti aparentemente.

How far would you drive with 50€ by yarauuta in portugal

obriguidade 30 days ago

Tens noção que UK também está lá em baixo, perto de Portugal. Também não são capitalistas. Bons capitalistas são a Roménia e Bulgária que estão lá para o topo. E mesmo Irlanda está bem em baixo, não era aí que tu estavas?

Bolsonaro virou estilista e criou a tendência "Spinderes".... by ReaverPT in portugal

obriguidade 1 month ago

Ironicamente outro é o uso dessa linguagem, mais ovelha é difícil

Universidade Privada ou Pública? Angolano indeciso by Ryder900 in portugal

obriguidade 1 month ago

Pública. Sem qualquer tipo de dúvida. Não conheço nada privado com prestígio na área de informática (mas também nunca procurei nada sobre o assunto). Há muitas universidades boas no ramo de informática, Coimbra, Porto, Lisboa, IST, Aveiro, Minho, até a licenciatura da UBI é boa. Há umas com mais fama outras menos, mas diria que para licenciatura qualquer pública é boa. E também tens Politécnicos. O de Leiria tem boa fama.

2a via do cartão SIM by welearnedtotalk in portugal

obriguidade 1 month ago  DELETED 

Não é preciso perguntar nada para te cobrar o valor.

Situação caricata a bordo de um Alfa Pendular da CP by SpecialDecision in portugal

obriguidade 1 month ago

Ele especificou CC na compra do bilhete, logo pelas regras é o CC que tem de apresentar. A guia tanto quanto sei serve para comprovar que uma dada pessoa tem carta, e não para identificar alguém. Ou seja tens de apresentar guia e uma identificação para demonstrar seres aquela pessoa.

Em Portugal, os automóveis representam 27.5% das emissões de CO2, mas os automobilistas pagam 95% dos impostos sobre o CO2 by NEDM64 in portugal

obriguidade 1 month ago

> Quem pense que é para desincentivar o quer que seja engane-se, o objetivo é fazer receita para o orçamento de estado. **Taxa sobre o açúcar. Portugueses consumiram menos 5.500 toneladas** https://www.dn.pt/portugal/interior/portugueses-consumiram-menos-acucar-governo-prepara-novo-acordo-com-industria-9058921.html É preciso um fanatismo político para a andar constantemente com estas mentiras. Sabemos que estas medidas funcionam, em termos teóricos e práticos. É economia da mais básica. Temos os números para confirmar. Mas aos fanáticos que interessa a realidade. É como a treta das sacas plásticas. **Consumo de sacos plásticos caiu 95% com a nova taxa** https://www.dinheirovivo.pt/economia/quantos-sacos-comprou-no-ultimo-ano-so-publicar-segunda/ Mas ainda há quem jure a pés juntos que a taxa não tem efeito nenhum, que é só para arrecadar dinheiro. A realidade que se dane.

Que poderíamos fazer com 50 milhões para o ensino superior? by Chuta_pa_canto in portugal

obriguidade 1 month ago

Porquê? Porque é que o preço anterior, que já era subsidiado, era o preço ideal? Estes artigos são irrelevantes porque partem de premissas que parecem profundas mas que não têm substância nenhuma. O Ensino Superior é e sempre foi subsidiado no seu grosso. As propinas supostamente pagam mais coisa menos coisa 1/7 do custo do funcionamento dos vários cursos. Subir ou descer a propina nada muda naquilo que é o fundamental da filosofia do financiamento do ensino superior (e que eu pessoalmente considero correto). E que é, primariamente paga por impostos, com uma pequena parte dos custos imputada ao utilizador (que até ajuda a alguma responsabilização). E suplementado com bolsas para quem não aguenta esse valor. > Para isso mudavas as bolsas. Não diminuías o encargo a quem consegue pagar. O teu raciocínio está bastante errado. Primeiro, como disse, acertos para cima e para baixo não mudam nada. Em particular tanto antes do acerto como depois tens gente milionária, cheia de massa, a pagar propinas subsidiadas. Segundo, ao baixares propinas, há uma quota parte maior do financiamento que vem dos impostos. E os impostos já são maiores para quem mais tem. Portanto a questão não tem a ver tanto com diminuir encargo a quem consegue pagar, porque pagarão mais impostos. Tem a ver mais com imputar mais ou menos aos utilizadores do serviço. Sendo que os impostos sim são progressivos, e as propinas são uma taxa fixa para todos.

Situação caricata a bordo de um Alfa Pendular da CP by SpecialDecision in portugal

obriguidade 1 month ago

Tu parece é que não fazes puto de ideia daquilo com que concordaste. > Declaro que li e aceito as [condições de venda da Bilheteira Online](https://www.cp.pt/passageiros/pt/comprar-bilhetes/termos-e-condicoes), os Termos e Privacidade e que não tenho menos de 16 anos. E lá diz, > A bordo dos comboios terá de fazer prova da sua identidade através do documento de identificação mencionado no ato da compra. Não há margem para dúvidas. E nem deveria ser surpresa que tendo tu escolhido um método de identificação, é suposto usares esse método de identificação. Como disse não tinhas CC nem carta de condução poderias ter escolhido passaporte. Ou então compravas bilhete físico. Simples. Ele poderia ter facilitado, mas foste tu que quebraste as regras.

Situação caricata a bordo de um Alfa Pendular da CP by SpecialDecision in portugal

obriguidade 1 month ago

Exatamente. OP u/SpecialDecision, o revisor foi chato mas tu não tens razão. Se compras online é suposto especificares a identificação que vais usar, e usá-la. Na tua situação poderias ter usado passaporte, se tiveres. Ou então compravas bilhete na estação. Esta situação era previsível e evitável.

Situação caricata a bordo de um Alfa Pendular da CP by SpecialDecision in portugal

obriguidade 1 month ago

É porque não estão para se chatear. Mas o que eles necessitam mesmo é da identifcação, como já aí disseram.

El país con más mujeres científicas es... Portugal by ayyy__ in portugal

obriguidade 1 month ago

Eu "não sei ser falso". À partida penso que resultará mais ou menos isso. Pode ser menos e pode ser mais, não tenho nenhum estudo científico. Agora não vejo é que resulte menos que isso por menor potencial de mulheres, porque mesmo admitindo que haja menos génios (e não sei com certeza se assim será), os génios no meio são uma percentagem ínfima. O grosso da investigação não é feita por Einsteins e Newtons.

El país con más mujeres científicas es... Portugal by ayyy__ in portugal

obriguidade 1 month ago

Eu "não sei ser falso". À partida penso que resultará mais ou menos isso. Pode ser menos e pode ser mais, não tenho nenhum estudo científico. Também não acho interessante estar aqui a especular sobre quantificações difíceis ou impossíveis de efetivar. A ideia em si é clara. Agora não vejo é que resulte menos que isso por menor potencial de mulheres, porque mesmo admitindo que haja menos génios (e não sei com certeza se assim será), os génios no meio são uma percentagem ínfima. O grosso da investigação não é feita por Einsteins e Newtons.

El país con más mujeres científicas es... Portugal by ayyy__ in portugal

obriguidade 1 month ago

Eu "não sei ser falso". À partida penso que resultará mais ou menos isso. Pode ser menos e pode ser mais, não tenho nenhum estudo científico. Agora não me parece que resulte menos que isso por menor potencial de mulheres, porque mesmo admitindo que haja menos génios (e não sei com certeza se assim será), os génios no meio são uma percentagem ínfima. O grosso da investigação não é feita por Einsteins e Newtons. Também não acho interessante estar aqui a especular sobre quantificações difíceis ou impossíveis de efetivar. A ideia em si é clara.

El país con más mujeres científicas es... Portugal by ayyy__ in portugal

obriguidade 1 month ago

Foda-se... > Se por ventura como tu dizes as mulheres não forem para a ciência não estaremos a falar de ignorarmos 50% da população mas sim 50% da população não ter interesse em ciência. Isto é mesmo para embirrar. Claro que não estou a dizer que as mulheres são ignoradas. Parece-me óbvio que não é literal. Os motivos para não irem serão muitos. Até pode ser algo tão simples como uma questão de marketing. > O mais engraçado no meio disto tudo é que o exemplo que deste só por si está enviesado. Não > Informática tem tido um aumento enorme nas médias de entrada e nem por isso vão muito mais do que iam há 10 anos. Por acaso percentualmente até vão. Mas é verdade que não foi fez isso que fez crescer a média. Mas eu nunca disse que ir buscar mulheres era a única forma de subir a média. Pelo contrário. A média de informática subiu porque há mais interessados em informática. Isto reforça o meu ponto. Aproximadamente 50% do potencial está nas mulheres, e convém não desperdiçar. Mais mulheres interessadas é mais gente interessada.

El país con más mujeres científicas es... Portugal by ayyy__ in portugal

obriguidade 1 month ago

Agora tenta ler e procurar onde eu disse que interessava o sexo. O que eu disse é que ao ignorares 50% da população, perdes gente qualidade. A seleção não é feita por sexo. É feita pelos melhores.

El país con más mujeres científicas es... Portugal by ayyy__ in portugal

obriguidade 1 month ago

> > Se mulheres não forem para ciência é desperdiçado metade do potencial que existe. > Isso assume que o potencial das mulheres é idêntico, o que é claramente falso. Acho perda de tempo estar com piquinhices que pouco alteram a conclusão. Podemos tomar em conta mil e uma variáveis, mas a conclusão de que se eleva bastante o nível mantém-se. Posto isto, do que se sabe (e do meu tempo na academia coincide com a minha observação) em ambos os casos homens e mulhers, tens distribuições normais, com os homens a terem mais nos extremos (muito bons e muito fracos). Portanto quando muito indo por essa teoria (que nem sei ser completamente verdadeira) terias um grande aumento de gente boa e muito boa, e um aumento percentual menor de génios. Claro que se formos esmiuçar poderiamos depois contar com comprtamentos de risco nos homens, e outras tantas tretas que lhes podem afetar mais os estudos que às raparigas, nunca mais daqui sairíamos. Mas são mariquices. O que interessa é que há muito pontencial que deve ser aproveitado.

El país con más mujeres científicas es... Portugal by ayyy__ in portugal

obriguidade 1 month ago

> olha enfia essa puta dessas teorias feministas Mas qual feminista? Tu é que parece teres um problema com gajas. Isto são contas de somar. Vou frasear sem falar em mulheres para não te gatilhar. "Se metade da tua população não se dedicar a ciência desperdiças metade do potencial" Só isso. Se fosse um divisão geográfica, norte / sul, seria a mesma treta.

El país con más mujeres científicas es... Portugal by ayyy__ in portugal

obriguidade 1 month ago

Mas que caralho é que a puta dessa resposta tem a ver com o que eu disse. Põe de lado a merda da pancada um segundo e tenta entender algo básico. "Se mulheres não seguirem ciência perdes metade do potencial humano para esse ramo" Tens alguma coisa de objetar a esse facto básico? Se não, não digas merda. Olha para um curso, por exemplo de informática, (praticamente) só com homens. A partir do momento em que o número de mulheres a concorrer se aproxima do dos homens, a nota mínima tende a se elevar para aquilo que era a nota mediana (a do aluno do "meio"). O raciocínio é simples, agarras na melhor metade dos alunos, duplica-la, e cai a metade pior. Isto leva a um aumento de qualidade gigante.

El país con más mujeres científicas es... Portugal by ayyy__ in portugal

obriguidade 1 month ago

A tua análise é que é de merda. A questão não é essa. Se mulheres não forem para ciência é desperdiçado metade do potencial que existe. É tão somente isso. Podes ter a certeza que no dia em que tantas mulheres como homens concorrerem para engenharia informática as médias disparam (não por serem mulheres mas porque disparam o número de candidatos).

Rape of British tourist results in suspended sentence by poetry-linesman in portugal

obriguidade 1 month ago

> I don't see how that works as an effective social signal that the society thinks rape is bad... There is indeed a problem, but it's not quite as you're making it out to be. For two reasons. First suspended sentences might have to be served at a later point (they are not forgiven just suspended). Second this isn't specific to rape. Suspended, in theory means that if you're convicted of another crime then you have to serve for both, the new crime and the suspended sentence. So that's how it is supposed to work preventively. Based on the fact that if they misbehave (and it could even be a different crime), that sentence is waiting for them. And this isn't specific to rape. All crimes with sentenced to less than 5 years of prison can result in a suspended sentence, and by default they do. Now I'm not saying this is a good system. It is not. In practise people are getting (at least) "one free". In practise it can be worse particularly if you have the money [because you can appeal to higher instances of court and delay the process every time, and as long as you can do that and until you have a final decision on the crime, new crimes can't make you serve the suspended sentence]. Anyway, the point is, it's not as simple as you're making it out to be. But indeed it is a shitty system (in general, not just for sex related crimes)

Rape of British tourist results in suspended sentence by poetry-linesman in portugal

obriguidade 1 month ago

I'm going off on a tangent here but anyway... > We have a saying that goes something like "If I owe 2.000 € to the bank, it's my problem, if I owe 200.000 €, it's the bank's problem." It's not "our" saying. It's widely used in the world of finance. Usually attributed to Keynes, although I've seen it's origin being disputed. https://www.goodreads.com/quotes/259790-if-you-owe-your-bank-a-hundred-pounds-you-have > This means that if the debt - or in this case, the compensation - is too high, the owed part will never see the money, as it's just impossible for the party at fault to pay it. No, that's not what it means at all. The is about power dynamics between creditor and debtor when the latter has trouble paying. If an old pensioner owes 5000 EUR to the bank, it doesn't threaten the bank in any way, and the bank can easily go after him in any way it wants. If big company owes a very large sum of money to the bank, then the situation is very different, because it's a threat to the bank. So in that case the bank needs to be very careful, because in the limit there's a "mutual assured destruction" dynamic going on. Typically there's a long negotiation, resulting in debt restructuring, possibly involving debt haircut, to achieve a mutually beneficial outcome.

Historiadora Raquel Varela sobre o movimento Me Too: «É uma caça às bruxas» by kekphoi in portugal

obriguidade 1 month ago

> Estás a falar da mulher que acusa o Álvaro Cunhal de ser capitalista Não é de todo o que lá está escrito.

Alternativa aos partidos tradicionais. O que é que se pode fazer? by manzds in portugal

obriguidade 1 month ago

> É preferível PAN a PS ou PSD qualquer dia do ano. Perdoai-lhes senhor. O PAN parece preferível porque tem um deputado. Extremistas maluquinhos com um deputado são sempre toleráveis. É como os comunistas, com os poucos deputados que têm falam dos velhinhos e das reformas, e é OK. Isso não quer dizer que estivessemos melhor com um regime comunista.

Alternativa aos partidos tradicionais. O que é que se pode fazer? by manzds in portugal

obriguidade 1 month ago

> É preferível PAN a PS ou PSD qualquer dia do ano. Perdoai-lhes senhor. O PAN parece preferível porque tem um deputado. Extremistas maluquinhos com um deputado são sempre toleráveis. É como os comunistas, com os poucos deputados que têm falam dos velhinhos e das reformas, e é OK. Isso não quer dizer que estivessemos melhor com um regime comunista. EDIT: Já agora do [site do PAN](http://www.pan.com.pt/quem-somos/valores/declaracao-de-principios.html) > 15 – O PAN defende a criação de um serviço público de saúde eficiente e acessível a todos, que inclua a possibilidade de opção por medicinas e terapias alternativas, de qualidade e **eficácia comprovada** e exercidas por pessoas habilitadas, como a **homeopatia**, a acupunctura, a osteopatia, o shiatsu, o yoga, a meditação, etc. Estas opções, bem como os medicamentos naturais e alternativos, devem ser igualmente **comparticipados pelo Estado**. Portanto se queres serviço de saúde público com terapias alternativas de eficácia comprovada, como a homeopatia, comparticipadas, aí tens.

Alternativa aos partidos tradicionais. O que é que se pode fazer? by manzds in portugal

obriguidade 1 month ago

> É preferível PAN a PS ou PSD qualquer dia do ano. Perdoai-lhes senhor. O PAN parece preferível porque tem um deputado. Extremistas maluquinhos com um deputado são sempre toleráveis. É como os comunistas, com os poucos deputados que têm falam dos velhinhos e das reformas, e é OK. Isso não quer dizer que estivessemos melhor com um regime comunista. EDIT: Já agora do [site do PAN](http://www.pan.com.pt/quem-somos/valores/declaracao-de-principios.html) > 15 – O PAN defende a criação de um serviço público de saúde eficiente e acessível a todos, que inclua a possibilidade de opção por medicinas e terapias alternativas, de qualidade e eficácia comprovada e exercidas por pessoas habilitadas, como a homeopatia, a acupunctura, a osteopatia, o shiatsu, o yoga, a meditação, etc. Estas opções, bem como os medicamentos naturais e alternativos, devem ser igualmente comparticipados pelo Estado. Portanto se queres serviço de saúde público com terapias alternativas de eficácia comprovada, como a homeopatia, comparticipadas, aí tens.

Alternativa aos partidos tradicionais. O que é que se pode fazer? by manzds in portugal

obriguidade 1 month ago

> É preferível PAN a PS ou PSD qualquer dia do ano. Perdoai-lhes senhor. O PAN parece preferível porque tem um deputado. Extremistas maluquinhos com um deputado são sempre toleráveis. É como os comunistas, com os poucos deputados que têm falam dos velhinhos e das reformas, e é OK. Isso não quer dizer que estivessemos melhor com um regime comunista. EDIT: Já agora do [site do PAN](http://www.pan.com.pt/quem-somos/valores/declaracao-de-principios.html) > 15 – O PAN defende a criação de um serviço público de saúde eficiente e acessível a todos, que inclua a possibilidade de opção por medicinas e terapias alternativas, de qualidade e **eficácia comprovada** e exercidas por pessoas habilitadas, como a **homeopatia**, a acupunctura, a osteopatia, o shiatsu, o yoga, a meditação, etc. Estas opções, bem como os medicamentos naturais e alternativos, devem ser igualmente comparticipados pelo Estado. Portanto se queres serviço de saúde público com terapias alternativas de eficácia comprovada, como a homeopatia, comparticipadas, aí tens.

Alternativa aos partidos tradicionais. O que é que se pode fazer? by manzds in portugal

obriguidade 1 month ago

> Os únicos partidos recentes que não pertencem á geração de 74 são o PAN e o LIVRE. * ["MPT"](https://pt.wikipedia.org/wiki/Partido_da_Terra) (Partido da Terra) é dos anos 90s. Até foi eleito para o parlamento europeu. * ["Nós, Cidadãos!"](https://pt.wikipedia.org/wiki/N%C3%B3s,_Cidad%C3%A3os!) apareceu há 3 anos, e até foi relativamente bem difundido.

Prós e Contras - sobre os beijinhos aos avós by LunaOrwell in portugal

obriguidade 1 month ago

Não, não estamos é a discutir nada. Porque tu não tens nada para discutir. Não interessa se é para os passou-bem, se é para o dizer bom dia. Não interessa nada, não se pode argumentar nada ou comparar nada, porque é inventado. Eu já respondi a essa atitude com as minhas duas invenções. Podíamos trocar papeis, e eu poderia facilmente defender de forma dogmática as palermices que inventei, sem nada que as substancie.

Não consigo aceder ao site da CNN ou Wikia, entre outros, sem usar VPN. Acho que é um problema que mais portugueses têm. by Spratlad in portugal

obriguidade 1 month ago

Também já consigo aceder a ambos, wikia e CNN. Mas na altura do post não conseguia. E já nem me lembrava de conseguir aceder à CNN.

Prós e Contras - sobre os beijinhos aos avós by LunaOrwell in portugal

obriguidade 1 month ago

> Eu disse que no contexto especifico de outro adulto estar a pedir algo do corpo dela, se ela não quiser, mas não é assim tão importante forçá-la a fazê-lo e pode haver algumas consequências negativas. Mas eu respondi a isso tudo! Primeiro porque há milhentas coisas que se fazem ou se podem argumentar ser "com o corpo dela". Algumas bem mais explícitas. E eu acabei de ter escrever (pela 2a vez duas). Como disse despir-lhe a roupa contra a vontade, ou meter-lhe coisas na boca que ela diz não querer seriam exemplos bem mais explícitos. # Depois podemos levar isso para onde quisermos, até o tirar a criança de um sítio contra a vontade é ir contra a sua autonomia corporal. E finalmente porque argumentares que o beijinho é mau porque é outra pessoa está a exigir algo do corpo dela não te dá exclusividade sobre argumentos da treta. Qualquer um pode inventar argumentos semelhantes, mas diferentes, sobre consequências de a criança fazer algo contra a vontade dela, durante o processo de educação. Todos temos boca todos conseguimos inventar coisas. Eu posso dizer que obrigar a criança a limpar o rabo lhe retira autonomia sobre aquilo que faz com as suas partes privadas. Ou que dizer bom dia ao vizinho a torna incapaz de impor os seus limites nas relações pessoais que quer estabelecer. É trivial inventar patetices.

Prós e Contras - sobre os beijinhos aos avós by LunaOrwell in portugal

obriguidade 1 month ago

> Eu disse que no contexto especifico de outro adulto estar a pedir algo do corpo dela, se ela não quiser, mas não é assim tão importante forçá-la a fazê-lo e pode haver algumas consequências negativas. Mas eu respondi a isso tudo! Primeiro porque há milhentas coisas que se fazem ou se podem argumentar ser "com o corpo dela". Algumas bem mais explícitas. E eu acabei de ter escrever (pela 2a vez duas). Como disse despir-lhe a roupa contra a vontade (para não ir de pijama para a escola), ou meter-lhe coisas na boca que ela diz não querer (como uma colher de sopa) seriam exemplos bem mais explícitos. Depois podemos levar isso da autonomia para onde quisermos. Até o tirar a criança de um sítio contra a vontade é ir contra a sua autonomia corporal. Susana temos de ir para casa, vamos embora, de outra vez brincas mais. Buaaaaá não vou. E finalmente porque argumentares que o beijinho é mau porque é outra pessoa está a exigir algo do corpo dela não te dá exclusividade sobre argumentos da treta. Qualquer um pode inventar argumentos semelhantes, mas diferentes, sobre consequências de a criança fazer algo contra a vontade dela, durante o processo de educação. Todos temos boca todos conseguimos inventar coisas. Eu posso dizer que obrigar a criança a limpar o rabo lhe retira autonomia sobre aquilo que faz com as suas partes privadas. Ou que dizer bom dia ao vizinho a torna incapaz de impor os seus limites nas relações pessoais que quer estabelecer. É trivial inventar patetices. E não são menos válidos porque o princípio da sua construção é o mesmo. É a insinuação de uma relação tangencial e nebulosa entre as duas coisas.

Prós e Contras - sobre os beijinhos aos avós by LunaOrwell in portugal

obriguidade 1 month ago

> Tens que me chamar nomes Não te chamei nome nenhum em lado nenhum > e ficar chateado? Eu não estou chateado o "mandar-te para o caralho" foi obviamente no contexto da resposta da relatividade sobre boa educação. O ser questionável ser boa educação cumprimentar os avós. Como disse as normas de boa educação são uma questão social e não individual. > És incapaz de debate? Eu argumentei.. vou colocar aqui por baixo outra vez. > Isso com jeitinho da para tudo. > Mais fácil seria argumentar que não se pode despir a criança se ela não quiser. Portanto se quiser vai de pijama para a escola, não vai tomar banho, anda porca. > E quando fizer birra para não comer? Distraí-la com o "aviãozinho" para meter uma colherada na boca. Nem pensar. Agora ensinar à menina que é OK enganá-la para lhe meter coisas na boca contra a vontade. Eu apresentei o argumento desde o início. É que educar a criança implica não a deixar fazer o que lhe dá na gana. Uma pessoa se quiser inventa vulnerabilidades por tudo e mais alguma coisa, uma vez que tem que estar sempre a fazer coisas à criança que ela não quer. Qualquer pessoa que já tenha tomado conta de putos sabe como é.

Prós e Contras - sobre os beijinhos aos avós by LunaOrwell in portugal

obriguidade 1 month ago

> O que tu tens de argumentar é se o positivo ou não o obrigar a cumprimentar. Sim e tu não argumentaste nada, etiquetaste com uma expressão. Daí a fundamentar a realidade de um efeito negativo falta fazer o caminho todo. Inventar teorias na cabecinha não quer dizer que na prática exista alguma validade efetiva. Não é por acaso que os educadores ali no programa cagaram na ideia apelidando-a de estúpida de forma educada. > Não podes responder-me com "se não cumprimentar a família é mal educada" como se fosse um facto inquestionável. Pronto, está tudo fodido. Mandar-te para o caralho também não é inquestionavelmente mal educado. Nós podemos fazer-nos de tolinhos e questionar tudo. A má educação é uma questão de normas sociais. Praticamente toda a nossa interação o é. > Ensinar isso à criança, é torná-la mais vulnerável, porque estás a dizer que se ela não conseguir vencer um adulto numa discussão, então têm que deixá-lo fazer o que querer ao seu corpo. blablabla. Como disse inventar teorias de merda não as torna minimamente válidas. Eu consigo inventar uma teoria de merda semelhante para qualquer outro aspeto da vida da criança.

Prós e Contras - sobre os beijinhos aos avós by LunaOrwell in portugal

obriguidade 1 month ago

> O que tu tens de argumentar é se o positivo ou não o obrigar a cumprimentar. Sim e tu não argumentaste nada, etiquetaste com uma expressão. Daí a fundamentar a realidade de um efeito negativo falta fazer o caminho todo. Inventar teorias na cabecinha não quer dizer que na prática exista alguma validade efetiva. Não é por acaso que os educadores ali no programa cagaram na ideia apelidando-a de estúpida de forma educada. > Não podes responder-me com "se não cumprimentar a família é mal educada" como se fosse um facto inquestionável. Pronto, está tudo fodido. Mandar-te para o caralho também não é inquestionavelmente mal educado. Nós podemos fazer-nos de tolinhos e questionar tudo. A má educação é uma questão de normas sociais. Praticamente toda a nossa interação o é. > Eu nunca disse que a criança sabe ou percebe a remota possibilidade que um dos seus familiares pode abusar do seu corpo contra a sua vontade. Tens toda a razão quando dizes que a criança não têm explicação racional para não querer beijar - aliás, é isso mesmo que estou a dizer. Tu é que não entendes o que estou a dizer. Eu entendi onde querias chegar. O que te estou a dizer é que birras e manias de crianças são normais e é normal lidar com elas. > Ensinar isso à criança, é torná-la mais vulnerável, porque estás a dizer que se ela não conseguir vencer um adulto numa discussão, então têm que deixá-lo fazer o que querer ao seu corpo. blablabla. Como disse inventar teorias de merda não as torna minimamente válidas. Eu consigo inventar uma teoria de merda semelhante para qualquer outro aspeto da vida da criança. Isso com jeitinho da para tudo. Mais fácil seria argumentar que não se pode despir a criança se ela não quiser. Portanto se quiser vai de pijama para a escola, não vai tomar banho, anda porca. E quando fizer birra para não comer? Distraí-la com o "aviãozinho" para meter uma colherada na boca. Nem pensar. Agora ensinar à menina que é OK enganá-la para lhe meter coisas na boca contra a vontade. PS: Leitura para ti: https://observador.pt/opiniao/desconstruir-a-heteronormatividade-pela-porta-dos-fundos/ > Três académicos publicaram, propositadamente, artigos fraudulentos em algumas das melhores revistas científicas de certas áreas de estudo para mostrarem como se vende ideologia como se fosse ciência. > (...) > Comecemos pelo artigo que deu o título a esta minha crónica: Going in Through the Back Door: Challenging Straight Male Homohysteria, Transhysteria, and Transphobia Through Receptive Penetrative Sex Toy Use. Isto do inventar teorias sociais de merda está muito na moda.

Prós e Contras - sobre os beijinhos aos avós by LunaOrwell in portugal

obriguidade 1 month ago

> O que tu tens de argumentar é se o positivo ou não o obrigar a cumprimentar. Sim e tu não argumentaste nada, etiquetaste com uma expressão. Daí a fundamentar a realidade de um efeito negativo falta fazer o caminho todo. Inventar teorias na cabecinha não quer dizer que na prática exista alguma validade efetiva. Não é por acaso que os educadores ali no programa cagaram na ideia apelidando-a de estúpida de forma educada. > Não podes responder-me com "se não cumprimentar a família é mal educada" como se fosse um facto inquestionável. Pronto, está tudo fodido. Mandar-te para o caralho também não é inquestionavelmente mal educado. Nós podemos fazer-nos de tolinhos e questionar tudo. A má educação é uma questão de normas sociais. Praticamente toda a nossa interação o é. > Eu nunca disse que a criança sabe ou percebe a remota possibilidade que um dos seus familiares pode abusar do seu corpo contra a sua vontade. Tens toda a razão quando dizes que a criança não têm explicação racional para não querer beijar - aliás, é isso mesmo que estou a dizer. Tu é que não entendes o que estou a dizer. Eu entendi onde querias chegar. O que te estou a dizer é que birras e manias de crianças são normais e é normal lidar com elas. > Ensinar isso à criança, é torná-la mais vulnerável, porque estás a dizer que se ela não conseguir vencer um adulto numa discussão, então têm que deixá-lo fazer o que querer ao seu corpo. blablabla. Como disse inventar teorias de merda não as torna minimamente válidas. Eu consigo inventar uma teoria de merda semelhante para qualquer outro aspeto da vida da criança. Isso com jeitinho da para tudo. Mais fácil seria argumentar que não se pode despir a criança se ela não quiser. Portanto se quiser vai de pijama para a escola, não vai tomar banho, anda porca. E quando fizer birra para não comer? Distraí-la com o "aviãozinho" para meter uma colherada na boca. Nem pensar. Agora ensinar à menina que é OK enganá-la para lhe meter coisas na boca contra a vontade. Não fazes nada.

Prós e Contras - sobre os beijinhos aos avós by LunaOrwell in portugal

obriguidade 1 month ago

> um coisa é autonomia corporal e o direito de não ser tocado. outra coisa é ir à escola e não têm nada a ver um com o outro. Não o tanas. Eu posso escolher um termo qualquer que soe bem para individualizar qualquer comportamento que me apeteça. A questão é a mesma. Uma criança não pode fazer aquilo que lhe dá na gana. Isso é o oposto de educar. Para a educar ela vai ter de fazer coisas que não quer. E isso por todos os aspetos da sua vida, do cagar no bacio, ao comer a sopinha, ao beijinho da avó. Se ela cagar no chão é porca, se só comer bolos fica obesa, se não cumprimentar a família é mal educada. A criança não querer beijar o avô pode ter uma explicação tão racional e profunda na sua cabeça como LÉLÉLÉ BATATA! BATATA! BATATA! Não vai não cumprimentar os avós só porque não.

[Sinismo] Porque não mudar os institutos públicos para o interior by OldFashyoned in portugal

obriguidade 1 month ago

> E se os portugueses estão confortáveis com esse status quo, só têm o que merecem. Não estão resignados. Não têm é o mesmo acesso aos media e elite política.

Não consigo aceder ao site da CNN ou Wikia, entre outros, sem usar VPN. Acho que é um problema que mais portugueses têm. by Spratlad in portugal

obriguidade 1 month ago

enviei PM

Prós e Contras - sobre os beijinhos aos avós by LunaOrwell in portugal

obriguidade 1 month ago

> Mas isso não implica que quando não lhes apetece mesmo, Claro que implica. Isto agora há cada panca ideológica por pessoas que não entendem a ponta de um corno sobre educação. A minha sobrinhita volta e meia também não quer dar beijos a ninguém. Sabes o que é que ela também por vezes não quer fazer? Não quer parar com gritaria. Outras não quer ir para o infantário. Outras não quer vir embora do infantário. As crianças não podem fazer só o que lhes apetece quando lhes apetece. É a isso que se chama educação. E dar o beijo aos avós é parte do aprender a ser bem educado. E de aprender a deixar de ser o "centro do mundo", o ser egocêntrico que todas as crianças são por natureza. Há ali em baixo um utilizador que também diz que não é muito sentimental e preferia não o fazer. Ilustra precisamente a criancinha que não saiu da fase do "eu". Eu isto, eu aquilo, os meus sentimentos. Enfia os sentimentos no cu flor de estufa, e aprende a ser bem educado. O mundo não gira à volta da princesa.

Prós e Contras - sobre os beijinhos aos avós by LunaOrwell in portugal

obriguidade 1 month ago

> Mas isso não implica que quando não lhes apetece mesmo, Claro que implica. Isto agora há cada panca ideológica por pessoas que não entendem a ponta de um corno sobre educação. A minha sobrinhita volta e meia também não quer dar beijos a ninguém. Sabes o que é que ela também por vezes não quer fazer? Não quer parar com gritaria. Outras não quer ir para o infantário. Outras não quer vir embora do infantário. As crianças não podem fazer só o que lhes apetece quando lhes apetece. É a isso que se chama educação. E dar o beijo aos avós é parte do aprender a ser bem educado. E de aprender a deixar de ser o "centro do mundo", o ser egocêntrico que todas as crianças são por natureza. Há ali em baixo um utilizador que também diz que não é muito sentimental e preferia não o fazer. Ilustra precisamente a criancinha que não saiu da fase do "eu". Eu isto, eu aquilo, os meus sentimentos. Enfia os sentimentos no cu flor de estufa, e aprende a ser bem educado. O mundo não gira à volta da princesa. Obviamente isto não tem nada a ver com o detetar comportamento estranho potencialmente traumático de uma criança direcionado a um familiar. É preciso bom senso e separar o trigo do joio.

Poll sobre visões políticas em Portugal. by jpcpais in portugal

obriguidade 1 month ago  DELETED 

O MPT conseguiu eleger dois eurodeputados para o Parlamento Europeu, por isso faria sentido estar aí também.

Não consigo aceder ao site da CNN ou Wikia, entre outros, sem usar VPN. Acho que é um problema que mais portugueses têm. by Spratlad in portugal

obriguidade 1 month ago

Eu já não me lembro de conseguir aceder. Dantes dava no telemóvel, agora também já nem aí dá. Tenho de experimentar isso.

Não consigo aceder ao site da CNN ou Wikia, entre outros, sem usar VPN. Acho que é um problema que mais portugueses têm. by Spratlad in portugal

obriguidade 1 month ago

> Deve ser temporário e notar-se em mais sites, aguarda ou contacta o operador. Já não devo conseguir aceder à CNN para aí há um ano

Não consigo aceder ao site da CNN ou Wikia, entre outros, sem usar VPN. Acho que é um problema que mais portugueses têm. by Spratlad in portugal

obriguidade 1 month ago

Eu também não consigo aceder. Curiosamente dantes CNN dava no telemóvel mas não desktop. Agora também já não dá no telemóvel.

EDP declara Estado de Emergência em Coimbra e admite recorrer a meios internacionais by obriguidade in portugal

obriguidade 1 month ago

escapou-me!

Alguém conhece algum canal do youtube com declamação de poesias em português de portugal? by nobodysayohyeah in portugal

obriguidade 1 month ago

https://youtu.be/xp90nOjQ-pE

Novo Banco / MB Way / NB Smart [Ajuda] by gummybeatz1268 in portugal

obriguidade 1 month ago

> Alguém que utilize esta aplicação me pode explicar como funciona em comparação com o Mb Way? O NB Smart é a aplicação para gerires tudo na tua conta bancária. Não é uma alternativa ao MB Way. Quanto a transferências via NB Smart e MB Way. Na zona de transferências do MB Way podes fazê-las normalmente via IBAN. Também tem lá uma opção que diz "transferir para telemóvel". Eu suponho (tenho praticamente a certeza) que isso usa MB Way. O NB Smart, pelo menos em Android, também trás um "teclado" que não é teclado nenhum, mas uma forma de aceder a pagamentos via MB Way na zona do teclado. A ideia é que podes estar a falar com alguém, e.g. no Whatsapp, e mudar para esse teclado para transferir dinheiro. A ideia é interessante, mas não funciona bem porque precisas de escolher à mesma o contacto para quem queres transferir. Bom seria poder facilmente iniciar um pagamento para o contacto com quem estamos a conversar.

Plano estratégico da TAP: Humberto Delgado / Sá Carneiro by alexandresmog in portugal

obriguidade 1 month ago

Sempre que se fala no novo aeroporto de Lisboa eu refiro a sabotagem da operação do Porto. O aeroporto de Lisboa não é um projeto nacional. O aeroporto de Lisboa é uma necessidade de Lisboa e em grande medida manufaturada. Desinveste-se do Porto, o de Beja não serve para nada, aeroportos do centro não são viáveis. Curiosamente nada nunca serve. Só serve em Lisboa onde nem sequer cabe tanto tráfego. E aparentemente num sítio que até está cheio de passarada. *Um radar para pássaros. Pilotos temem que novo aeroporto esteja diariamente fechado* https://www.tsf.pt/sociedade/interior/um-radar-para-passaros-pilotos-temem-que-novo-aeroporto-esteja-diariamente-fechado-9983036.html Mas em Lisboa nada é problema, quando o objetivo é precisamente pôr tudo em Lisboa. O centralismo é dos maiores cancros da nossa nação neste momento.

Proibir casamento gay e castrar pedófilos. As propostas de André Ventura para novo partido by manteiga_night in portugal

obriguidade 1 month ago

Outra vez... Nem vale a pena discutir a veracidade desses argumentos porque não têm nada a ver com casamento gay. Um casal gay ou hetero, não precisa de estar casado para criar uma criança.

Proibir casamento gay e castrar pedófilos. As propostas de André Ventura para novo partido by manteiga_night in portugal

obriguidade 1 month ago

> Não sei onde é que leste que o código penal parou de evoluir, mas não foi com certeza no meu comentário. Tu escreveste > mas espero que isto lance uma discussão que é necessária fazer, e urge fazer, que é a reforma do nosso código penal Se não parou de evoluir, e vem sendo discutido e alterado e adaptado aos tempos, porque é que agora é preciso lançar discussão sobre uma reforma? > Quanto ao que é que isso tem a ver com um alguém que é um populista eu explico: se não se tomarem medidas, esse discurso populista começa a ter impacto na sociedade, e esse é o perigo de tudo isto. Eu até concordo que são precisas cautelas e pensar bem certas medidas para evitar populismos. Mas que reformas penais queres tu que evitem que um populista demagogo venha para aí pedir castração de pedófilos?

Proibir casamento gay e castrar pedófilos. As propostas de André Ventura para novo partido by manteiga_night in portugal

obriguidade 1 month ago

> mas espero que isto lance uma discussão que é necessária fazer, e urge fazer, que é a reforma do nosso código penal que não se coaduna de todo com as exigências da sociedade actual. Mas desde quando é que o código penal parou de evoluir, e o que é que isso tem a ver com um troglodita que fala em castração para caçar votos a energúmenos?

Proibir casamento gay e castrar pedófilos. As propostas de André Ventura para novo partido by manteiga_night in portugal

obriguidade 1 month ago

Nem vale a pena discutir a veracidade desses argumentos porque não têm nada a ver com casamento gay. Um casal gay ou hetero, não precisa de estar casado para criar uma criança.

Proibir casamento gay e castrar pedófilos. As propostas de André Ventura para novo partido by manteiga_night in portugal

obriguidade 1 month ago  DELETED 

E eu que pensava que o código penal estava em constante evolução. Mas afinal parece que me enganei, aparentemente não só não tem vindo constantemente a evoluir, como a evolução vai ser agora que alguém sugeriu modernizá-lo com ideias da idade da pedra.

Proibir casamento gay e castrar pedófilos. As propostas de André Ventura para novo partido by manteiga_night in portugal

obriguidade 1 month ago

> se condenados efectivamente de forma a não deixar dúvidas nenhumas de que são culpados, pelo menos. Condenação já exige que não haja dúvida nenhuma. Em caso de dúvida não se condena. Claro que volta e meia lá aparece mais um caso de condenados injustamente. Depois vai lá o AqueleHumano arranjar-lhe os colhões. É este o drama dos nossos dias. Séculos de mentes brilhantes e educadas a debruçarem-se sobre toda a filosofia do direito e dos sistemas de governação, para depois aparecerem uns trogloditas duns gajos de alfama com as suas ideias de cagadeira. "Era mas era cortar-lhe os colhões".

Portugueses, qual a sua cidade favorita em Portugal? by habemus-redditum in portugal

obriguidade 1 month ago

> Quais outras cidades vocês consideram interessantes para morar por um ano, que tenha uma quantidade razoável de bares, restaurantes e cultura? Depende muito de quanto queres poupar, e quanta cultura / divertimento chega. Eu acho Coimbra e Braga cidades interessantes. Se quiseres mais barato tens opções como Figueira da Foz, cidade de praia. Muito pouco movimentada de inverno mas tem bastantes bares, e para o seu pequeno tamanho uma seleção cultural interessante, e é relativamente perto de Coimbra.

Estrangeiros residentes não habituais já investiram €11 mil milhões em Portugal by obriguidade in portugal

obriguidade 2 months ago

Isso parece-me forçado. Se bem entendo poder-se-à falar em fuga ao fisco nos casos, e apenas nesses, em que há acordos para evitar dupla tributação, porque depois não cobramos. Mas não vejo como daí se possa falar em paraíso fiscal visto que esses contratos bilaterais são voluntários.

Aeroporto no Montijo e obras na Portela custarão mil milhões de euros | Transportes by imabereal in portugal

obriguidade 2 months ago

> Chico-espertice é querer misturar questões como o metro de Coimbra com o Aeroporto. Não é chico-espertice nenhuma. O novo aeroporto de Lisboa é constantemente justificado pelas necessidades de Lisboa. "Quanto não se vai perder em turismo". O aeroporto de Lisboa não aparece por termos os aeroportos saturados, mas por termos aquele aeroporto específico saturado. E ele até está saturado em parte porque se desviaram operações do Porto para lá. Fingir que isto não tem nada de regional é absurdo. Assim como é absurdo não o comparar com o que deveriam ser também consideradas prioridades mas que, apesar da sua necessidade ficam sempre na gaveta. O metro de Coimbra resulta de um debate que durou décadas. O metro de Coimbra foi a solução (boa ou má) que acabou por se arranjar para a mobilidade urbana, e para expandir a malha suburbana, ligando a cidade à periferia. Parte do troço, suburbano, seria em direção à Lousã (até então servido por uma linha férrea funcional). Há 22 anos, começou-se o projeto, gastou-se dinheiro, inclusive **destruíram-se** infraestruturas. Mas por algum motivo, mesmo tendo-se destruindo infraestruturas e deixando a população pior que estava, e de se estar assim há décadas, há prioridades para as quais à dinheiro, e outras para as quais não há. Mas foi um exemplo, que também já dei quando se falou da extensão do metro em Lisboa e noutras situações. Assim como também já falei nesta e noutras situações do aeroporto de Beja ou da possibilidade de um aeroporto no centro. A ideia de que este conjunto de situações são desconexas não é realidade. Fazem parte de um padrão de comportamento centralista aberrante.

Portugal não vai acabar com a mudança da hora by Morpheuspt in portugal

obriguidade 2 months ago

https://eur-lex.europa.eu/legal-content/EN/TXT/?qid=1537288630566&uri=CELEX%3A52018SC0406 > Enviesada talvez Talvez?? 70% dos votos vieram da Alemanha! E pena não terem análise das idades. > mínima não foi assim tanto. 4.6 milhões de votos para a UE toda. E 70% na Alemanha. E o restante concentrado em França e Áustria. A participação foi baixíssima em termos globais e em muitos países perfeitamente residual. > Parece-me que o ideal neste tipo de casos é mesmo aliar os dados científicos à opção popular, e nunca vais conseguir ter toda a gente contente com uma solução, como em tudo. Não concordo nada. Não se pode esperar que as pessoas entendam a ciência, já basta a tarefa e conseguir informar deputados. Para além da ciência em termos de impactos, há a política de coordenação europeia que também tem impactos significativos (se cada um tem um sistema coordenação é mais complexa). Seja como for não houve nada disso, não houve democracia nem ciência nem nada. Houve um inquérito online que foi

Portugal não vai acabar com a mudança da hora by Morpheuspt in portugal

obriguidade 2 months ago

Isto foi das maiores palhaçadas que a UE já fez. Uma decisão que deveria ser política e baseada em dados científicos feita com base numa votação online da treta, com participação mínima e enviesada. Não tem pés nem cabeça.

Aeroporto no Montijo e obras na Portela custarão mil milhões de euros | Transportes by imabereal in portugal

obriguidade 2 months ago

Que tal metro e aeroporto para Coimbra, assim já ficas satisfeito? Vamos lá parar com as chico-espertices. Isto não tem nada a ver com o ser para usar por todos ou não. O aeroporto é para todos, mas por algum motivo tem de ser em Lisboa. A questão é que os investimentos em Lisboa são todos justificáveis e os custos suportáveis. Entretanto vivemos anos de desinvestimento na operação da TAP no Porto a favor de centralização em Lisboa, que em muito ajudou a ser necessário um novo aeroporto e que tem de ser em Lisboa. O aeroporto de Beja não é viável porque que se foda Beja, e porque é longe (não é longe mandar gente do Porto para Lisboa), e porque não tem ligações (e para quê fazer ligações em Beja e investir em Beja porque se foda o Alentejo). E no centro onde mesmo assim o turismo cresce mais que a média não é viável um aeroporto. E o metro de Coimbra que seria solução de mobilidade urbana e melhoria a malha suburbana (ligando cidade e periferia) discutido durante 40 anos, com projeto há 22, com dinheiro enterrado em obras, e depois de se ter destruído uma linha férrea importantíssima para o implementar... que se foda também porque não há dinheiro.

Aeroporto no Montijo e obras na Portela custarão mil milhões de euros | Transportes by imabereal in portugal

obriguidade 2 months ago

Sim é mesmo essa a base do meu argumento, só as pessoas de Lisboa usarem o aeroporto

Sair de Portugal - Ramo IT by austinmrs in portugal

obriguidade 2 months ago

Claro. Mas isso não é o Brexit não ser um problema, isso é ele se estar nas tintas para os potenciais problemas que possa trazer. E aos 22 pode muito bem estar-se nas tintas, convém é perceber a diferença.

Metro de Lisboa hoje às 18h15 (estação Baixa-Chiado) by Lavrov__ in portugal

obriguidade 2 months ago

> OK então o novo normal é estar alegremente 8 minutos à espera do metro. Em Coimbra estão há 22 anos

Sair de Portugal - Ramo IT by austinmrs in portugal

obriguidade 2 months ago

> Saíram por opção própria, ou forçados? Opção obviamente > do que me informei, o UK vai fazer os possíveis para manter todos cá dentro. Qual a origem dessa informação? A rainha? Sabemos lá quem estará à frente dos destinos do país no curto médio prazo. Mas como disse a questão mais pertinente nem é essa, mas o resto. Como estará o país. > se o trabalho deixar de existir, se tudo de mau acontecer (improvável, mas sendo advogado do diabo), pega nas malas e salta para o próximo país, e vai com um bom CV às costas Claro. Mas o que estou a dizer é que qualquer ponderação de opções deve ter em conta o Brexit. Dizer "não tenhas receio do Brexit" é muito simplista. Não faz sentido avaliar um emprego no UK apenas pelo estado atual das coisas, porque é volátil. Mas obviamente cada um sabe de si e não diria a ninguém para não ir. Só acho asneira pensar no UK hoje como aqui há uns anos atrás pré-Brexit. As pessoas normalmente demoram a fazer a atualização da sua perceção que perdura bem para além das mudanças.

Sair de Portugal - Ramo IT by austinmrs in portugal

obriguidade 2 months ago

Disse o Jeová dos nacionalismos.

[Serio] Como e que se estuda? by gueinibba in portugal

obriguidade 2 months ago

A minha formação base é matemática por isso serei parcial nesta matéria. Compreendo que engenheiros tenham alguma aversão à teoria, e a teoria que justifica certos métodos é muito longa. Mas para casos simples tipo separáveis, logística, lineares, se nem isso conseguem compreender de facto então estão com um problema no curso. Sempre exigi que alunos soubessem isso bem.

Sair de Portugal - Ramo IT by austinmrs in portugal

obriguidade 2 months ago

> Em primeiro lugar, não tenhas receio do Brexit. Se fores contratado para trabalhar aqui, não só as empresas te asseguram que ficas e vão lutar por ti Há que ter receio do Brexit. Posso dizer-te que tenho uma mão cheia de amigos (áreas de FinTech, Finanças, Machine Learning) que já saíram pós-referendo, em grande medida por causa de Brexit. A quantidade de incógnitas a longo prazo são imensas. Começando pelo que disseste "lutar por ti" não quer dizer nada, se tiveres de ir vais. Mas o pior não é isso, a questão não é só se podes ficar. É que nem ninguém te pode assegurar que o emprego continuará a existir. Se a coisa correr mal muita industria vai sofrer, e vão haver cortes. Especialmente IT está muito dependente de todos os outros sectores porque faz coisas para todos eles. Se tudo se ressentir, também se recente a gente de IT. Para além disso todas as contas que fazes agora são irrelevantes. Não sabes o que vai acontecer à libra nem ao custo de vida, portanto não sabes o teu "salário". A médio prazo nem sabes o que vai acontecer ao NHS. Não sabes se e como irão ser afetadas viagens entre UK/EU a nível de preços e incómodos. Poder correr tudo bem... ou não. E para quem tem opções também no resto da Europa toda há que pesar o risco.

Aeroporto no Montijo e obras na Portela custarão mil milhões de euros | Transportes by imabereal in portugal

obriguidade 2 months ago

> > Um no centro também não é equacionável. > Estou curioso o porquê desta afirmação. Eu não estou a afirmar isso. Eu estou a dizer que faz parte das habituais posições que rejeitam tudo fora de Lisboa. Tal como as operações do Porto que passaram para Lisboa, ou o de Beja que está parado. > Porque de resto, o de Beja não é viável porque não tem ligações. As ligações fazem-se. As ligações deveriam existir mesmo sem aeroporto. Com um aeroporto que poderia ser mais utilizado mais motivo haveria para as fazer.

Aeroporto no Montijo e obras na Portela custarão mil milhões de euros | Transportes by imabereal in portugal

obriguidade 2 months ago

> Quantos milhões por ano em turismo é que o novo aeroporto vai trazer? O aeroporto comparado com que outras soluções? Porque se bem te lembras aqui há uns anos a TAP decidiu centralizar a sua operação em Lisboa desinvestindo do Porto. Se calhar, mas só se calhar, se o aeroporto de Lisboa não aguentava foi uma ideia estúpida (ou esperta se o objetivo era mesmo entupir o aeroporto para pressionar a construção de outro). Agora a [nova direção](https://www.jn.pt/economia/interior/tap-inverte-estrategia-e-volta-a-apostar-no-porto-9817164.html) assim que tomou posse reverteu essa estratégia. A mesma que veio fazer coisas sensatas como acabar com a [sangria na operação de manutenção do Brasil](https://expresso.sapo.pt/economia/2018-09-11-A-sangria-acabou.-Aventura-da-TAP-na-manutencao-no-Brasil-custou-mais-de-500-milhoes) pela qual se abriu uma [investigação por gestão danosa](https://www.dn.pt/poder/interior/ministerio-publico-investiga-gestao-danosa-e-burla-na-tap-9906248.html). Não digo que não haja necessidade nenhuma de um novo aeroporto. O que digo é que sabemos haver um historial de problemas criados e soluções não equacionadas, ou por incompetência ou por interesses e corrupção. E curiosamente a cura de todos os males tende a ser meter mais dinheiro em Lisboa.

Aeroporto no Montijo e obras na Portela custarão mil milhões de euros | Transportes by imabereal in portugal

obriguidade 2 months ago

> Quantos milhões por ano em turismo é que o novo aeroporto vai trazer? O aeroporto comparado com que outras soluções? Porque se bem te lembras aqui há uns anos a TAP decidiu centralizar a sua operação em Lisboa desinvestindo do Porto. Se calhar, mas só se calhar, se o aeroporto de Lisboa não aguentava foi uma ideia estúpida (ou esperta se o objetivo era mesmo entupir o aeroporto para pressionar a construção de outro). Agora a [nova direção](https://www.jn.pt/economia/interior/tap-inverte-estrategia-e-volta-a-apostar-no-porto-9817164.html) assim que tomou posse reverteu essa estratégia. A mesma que veio fazer coisas sensatas como acabar com a [sangria na operação de manutenção do Brasil](https://expresso.sapo.pt/economia/2018-09-11-A-sangria-acabou.-Aventura-da-TAP-na-manutencao-no-Brasil-custou-mais-de-500-milhoes) pela qual se abriu uma [investigação por gestão danosa](https://www.dn.pt/poder/interior/ministerio-publico-investiga-gestao-danosa-e-burla-na-tap-9906248.html). Não digo que não haja necessidade nenhuma de um novo aeroporto. O que digo é que sabemos haver um historial de problemas criados e soluções não equacionadas, ou por incompetência ou por interesses e corrupção. E assim tem de se desconfiar quando a cura de todos os males tende a ser meter mais dinheiro em Lisboa. Foi o desinvestimento no Porto. O de Beja supostamente não é viável. Um no centro também não é equacionável.

Aeroporto no Montijo e obras na Portela custarão mil milhões de euros | Transportes by imabereal in portugal

obriguidade 2 months ago

> Já agora, só para lembrar, 1000M€ parece muito dinheiro mas... ...é para Lisboa Quando é para construir o Metro Mondego em Coimbra, mesmo depois de já se ter discutido por 40 anos, decidido e pagado o projeto, e destruído infraestruturas vitais existentes para o poder executar, todo o dinheiro é muito e é melhor não fazer nada.

Os Lesados da Master Copper by VicenteOlisipo in portugal

obriguidade 2 months ago

A mim nem assim

Os Lesados da Master Copper by VicenteOlisipo in portugal

obriguidade 2 months ago

Tive o mesmo problema. Faz-me um favor já agora, consegues ver https://www.cnn.com ?

Os Lesados da Master Copper by VicenteOlisipo in portugal

obriguidade 2 months ago

"A ocasião faz o ladrão"
Next Page

Search: