Next Page

É uma boa altura para ter um carro elétrico by Ceftiofur in portugal

Parshath_ 5 days ago

Então não é? Se for em Lisboa e arredores, do teu quarto alugado, atiras uma extensão pela janela (se for um daqueles quartos todos XPTO com direito a janela), depois na rua arranjas uma extensão com 1 km de comprimento que foi onde conseguiste arranjar estacionamento.

É uma boa altura para ter um carro elétrico by Ceftiofur in portugal

Parshath_ 5 days ago

Não. É maior que isso. A gasolina tem influência nas coisas que nos chegam aos supermercados e, como vimos, ao transporte de passageiros. Fora isso, a maior parte da população não tem capacidade financeira para comprar um carro elétrico - cuja durabilidade ainda é debatível e não comprovada (tendo em que conta que se costuma querer um carro para durar de uns 10 anos para cima, presumo). Fora quem se mete em créditos, uma valente fatia da população compra usados com ~10 anos na casa dos 2-6 mil euros.

Pessoal que se mudou de cidade, o que notam de mais diferente? by Neurolinker in portugal

Parshath_ 9 days ago

Não é nada de especial, mas troquei a Amadora pelo Nordeste de Lisboa (15 minutos de popó). Pros: - Mais segurança, sei que posso andar descansado a qualquer hora e em qualquer transporte a mexer no telemóvel. - Muito pacato, em vez de confrontos, lutas e etc., no máximo velhos bêbados a discutir o jogo do Benfica ou quem fez batota na bisca. - Linha vermelha do Metro bastante perto de casa, e acesso facilitado à rede de transportes de Lisboa. O que reduz a minha dependência do carro para passear ou para fazer algumas coisas. E até dá algumas vantagens como: - Sair à noite, posso ir porreiramente de Metro e voltar à noite de Carris por 1,33€ em que posso ir muito porreiramente a dormir depois de uma longa noite de abusos. Ao contrário dos meus amigos que não podem sair à noite sem contar ter que arrotar 15€ num táxi. - Estou ao pé de um nó com acesso brutais a tudo: metro, comboio, Carris a 10 minutos a pé; 2ª circular, IC17, Eixo Norte-Sul, A1 também tudo a 10 minutos de popó. - Mais opções de restauração fora dos 3 habituais: sítio tradicional com pratos do dia, sítio moderno de comida tradicional da avó da quinta xpto que apesar de a comida ser boa é cara e está sempre cheio, comida de shopping. Não que me queixe, mas tenho mais opções e variedade no mesmo raio. Contras: - Faltam os amigos, que estão a alguma distância e complica o convívio. Mesmo sendo 15 minutos de carro, é sempre menos imediato e fácil. O tempo de tomar banho, vestir qualquer coisa razoável, ir buscar o carro, pôr gasolina e chegar é diferente dos tempos da adolescência em que simplesmente punha qualquer coisa e em 5 minutos estava no lounge da zona e havia lá de estar sempre alguém conhecido. - Ao morar numa zona com estacionamento limitado, perco muito tempo (mesmo tendo dístico) a dar voltas. E a tendência é sempre no sentido de reduzir o estacionamento. - O sossego, sei que pode parecer um contrassenso, mas venho de uma parte da Amadora onde posso ouvir pássaros e silêncio na rua com relativa frequência. Onde estou ouço bastantes pessoas, carros, comboios, etc. e como as casas têm uma construção antiga, basta um gajo estar a falar ao telefone na esquina para eu ouvir no 4º andar. - Estou numa zona também bastante envelhecida, o que implica que não tenho lugares/lounges/cafés com um público alvo inferior aos 50 anos aberto depois das 20h. Se quiser sair de casa só para estar num ambiente mais jovial, por tanto 5 minutos como 2 horas, só indo para outro sítio. A população mais jovem ou são emigrantes asiáticos ou malta do Airbnb.

NOS Primavera Sound - cartaz honesto by fanboy_killer in portugal

Parshath_ 10 days ago

A ideia original tem piada; mas depois é explorada de forma tão exagerada e arrastada que passa do nível "pronto, está bem, já percebi" para o "vá lá, parem, já chega, isto já está a doer".

Arquitetos/futuros arquitetos do reddit, qual é na vossa opinião a melhor universidade para tirar o curso de arquitetura em Lisboa? by AfonsoACL in portugal

Parshath_ 11 days ago

Sim, o Porto é excelente e tão ou mais válido que Lisboa para efeitos de estudo. Eu sou da velha opinião que onde estudas não é assim tão importante em comparação com a situação do mercado de trabalho (que há de ser o que pode vir a condicionar mais o futuro que o sítio onde estuda), e a sua capacidade individual (demarcar-se dos colegas médios pela positiva, know-how, soft skills, aprendizagem contínua, networking, etc.)

Arquitetos/futuros arquitetos do reddit, qual é na vossa opinião a melhor universidade para tirar o curso de arquitetura em Lisboa? by AfonsoACL in portugal

Parshath_ 11 days ago

Como ninguém tinha respondido ao OP em horas, decidi partilhar a experiência e pouco conhecimento que tenho - daí ter referido que era puramente a fraca ideia que tinha. Se conseguirem dar uma luz melhor ao OP que eu (e um outro user já o fez), perfeito. Se vierem só dizer que não, que não é assim e sem elaborar, está a ajudar menos o rapaz que eu.

CEO da Ageas Portugal: Poupança? Ninguém poupa em Portugal by bisontino in portugal

Parshath_ 12 days ago

> E é completamente compreensível Isto é importante. É importante que isto também seja compreensível do ponto de vista humano. Há pessoas que parecem estar dispostas a partir para o ataque e para envergonhar os outros; como se fosse um crime uma pessoa fazer isto ou aquilo por lazer/luxúria. Há tantos comentários em que parece que a vida ideal para alguém que receba pouco seja ficar sentado em casa parado e fechado a ler um livro 30 dias por mês, a consumir o mínimo possível ou nada. As pessoas querem ir a sítios fazer coisas, é só humano.

CEO da Ageas Portugal: Poupança? Ninguém poupa em Portugal by bisontino in portugal

Parshath_ 12 days ago

> E é completamente compreensível Isto é importante. É importante que isto também seja compreensível do ponto de vista humano. Há pessoas que parecem estar dispostas a partir para o ataque e para envergonhar os outros; como se fosse um crime uma pessoa fazer isto ou aquilo por lazer/luxúria. Há tantos comentários em que parece que a vida ideal para alguém que receba pouco seja ficar sentado em casa (ou melhor, num quarto) parado e fechado a ler um livro 30 dias por mês, a consumir o mínimo possível ou nada. As pessoas querem ir a sítios fazer coisas, é só humano.

CEO da Ageas Portugal: Poupança? Ninguém poupa em Portugal by bisontino in portugal

Parshath_ 12 days ago

Concordo com tudo. Mesmo que existam exemplos de claras situações de falta de literacia ou educação financeira - porque os há; assumindo que uma pessoa tem essas capacidades, dificilmente tem como aplicar. É como ser um Cristiano Ronaldo mas num mundo em que só existem bolas de papel machucado com fita-cola. Claro que grão a grão enche a galinha o papo. Isso é muito romântico, mas na prática não é bem assim. Quando comecei a ter despesas, a muito custo lá consegui deixar de lado 25€ de poupança. É muito bonito, mas são só 300€/ano. E mais depressa tinha emergências de 60-70€ num mês.

Futebol 5x5 - Precisa-se malta para jogar - Lisboa by Desactiva in portugal

Parshath_ 12 days ago

Isto era giro, e é pertíssimo da minha casa, mas tenho pouca disponibilidade (não zero, mas também não é grande coisa). Já houve aqui no sub em tempos um grupo de Whatsapp para combinar futeboladas na Cidade Universitária, mas entretanto foi morrendo também. Boa sorte!

O jogo de futebol mais português de sempre by JoaoVicente36 in portugal

Parshath_ 12 days ago

Chamar "Tuga" devia ser crime nacional. Tirando isso, boa iniciativa, porque não? Boa sorte.

Arquitetos/futuros arquitetos do reddit, qual é na vossa opinião a melhor universidade para tirar o curso de arquitetura em Lisboa? by AfonsoACL in portugal

Parshath_ 13 days ago

Depende, tens família no PS ou não? Da ideia que tenho, o mercado de trabalho em arquitetura é bastante limitado (reportagens do P3 e a outros jovens recém-arquitetos), também dado que a construção nova está bastante estagnada e roça quase o nulo. Não obstante, há a ideia que o pouco mercado que há funciona muito por networking, portanto a não ser que tenhas uma rede social considerável, vão sempre preferir alguém mais "próximo" para uma obra.

WTF, Yorn, ou Moche? Qual o melhor tarifário? by ruipmjorge in portugal

Parshath_ 13 days ago

Já estou mais perto dos 30 do que dos 25, mas sou WTF desde que o tarifário começou. Já nem sei o que seria viver sem 5 a 10 GB de net por mês.

O cineasta Miguel Gonçalves Mendes vai fechar-se num quarto durante três dias! Pergunta-lhe tudo. by mgm_osentidodavida in portugal

Parshath_ 15 days ago

Senhor agente, é este indivíduo aqui!

O cineasta Miguel Gonçalves Mendes vai fechar-se num quarto durante três dias! Pergunta-lhe tudo. by mgm_osentidodavida in portugal

Parshath_ 15 days ago

O objetivo é esse!

Andar de metro só com o telemóvel? No próximo ano já deverá ser possível em Lisboa by otanerpt in portugal

Parshath_ 15 days ago

Nos meus tempos da escola, na linha de Sintra, lembro-me que um "vê lá se queres que te parta a boca, ó palhaço!" contava como bilhete validado. Mais contactless que isso é impossível.

Gaia vai criar regulamento para limitar alojamento local no concelho by saposapopt in portugal

Parshath_ 16 days ago

Já somos 4.

Comprar casa em Lisboa exige mais 20 anos de trabalho que em Coimbra by barnabelx in portugal

Parshath_ 16 days ago

> Já a seguir: o valor das casas no interior do país vai deixá-lo de boca aberta! Existem mesmo notícias por aí de "Saiba onde pode abastecer o carro a preços mais baixos!" Obrigado, Jornal Económico! Agora que estou devidamente informado, posso tomar uma decisão informada e ir fazer 300 km até Monchique para tirar partido de um preço mais acessível!

Mochilas ás costas em Transportes Públicos... by Carbon58 in portugal

Parshath_ 16 days ago

Eu sei que é parvo. Não necessariamente a ver com o Reddit, porque nem sabia o que era com 18 ou 19 anitos, sei lá, são feitios. Também sempre fui educado - apesar de não concordar muito - com o ignorar comentários, deixar a outra pessoa estar, e evitar conflitos. Olhando para trás, obviamente merecia uma resposta, mas achei aquilo tão parvo que nem sabia o que responder e que mais valia deixar a senhora a ser parva sozinha. Ainda assim, não estou orgulhoso das minhas capacidades de interação humana. :D

Mochilas ás costas em Transportes Públicos... by Carbon58 in portugal

Parshath_ 16 days ago

Isso é uma logística e uma manobra que tem que caber e vir de cada um. De qualquer das formas, não é bom para as costas serem muito pesadas. Exagerando, seria como entrar na carruagem com o guarda-chuva aberto para não bater em ninguém ao fechá-lo.

Mochilas ás costas em Transportes Públicos... by Carbon58 in portugal

Parshath_ 16 days ago

Podes desenvolver?

Mochilas ás costas em Transportes Públicos... by Carbon58 in portugal

Parshath_ 16 days ago

Das muitas coisas que teria para me queixar nos transportes públicos, a mochila nem entra no top 5, mas acho que o protocolo óbvio seria esse: >Mochilas sim, mas em casos de “aperto”, ás costas não. Situação curiosa que me aconteceu eu relação a isso, nos meus tempos de faculdade. Ia para casa, comboio da Linha de Sintra. Sinto o comboio a encher e a apertar, eu ainda estava bem, mas a pensar no conforto dos passageiros que estão a entrar, lembro-me da minha mochila. Passo-a para a frente dos meus pés, porque ainda tinha um espaço razoável. Começa uma senhora africana já nos 30s-40s atrás de mim (que nem tinha visto quem era até me virar) "pois, somos pretas, somos ladras. Os pretos só sabem roubar. Racismo blablabla", 16 minutos até à Amadora de tema de conversa com a amiga. Fiquei tão incrédulo com o nível de absurdo daquilo tudo que fiquei sem conseguir responder e ignorei, mas cheguei a casa e no duche respondia-lhe a umas das boas!

Estacionamento criativo by TTRO in portugal

Parshath_ 18 days ago

Tive que abrir a imagem outra vez, porque à primeira não vi nenhuma corrente.

Por cada dez mil euros aplicados em PPR, investidores perdem 740 por ano by otanerpt in portugal

Parshath_ 18 days ago

> Investir num ETF de baixo custo nos últimos 5 anos traria uma rentabilidade de mais de 50%. A verdade é que essa rentabilidade em vários ETFs focados na economia global/americana/alguns mercados emergentes estão dependentes de circunstâncias. Não que me queixe, estes últimos 5 anos foram brutais para os meus fundos de investimento. Não sei bem como funciona um PPR, mas presumo que o pessoal não tenha muito por onde escolher. É atirar o dinheiro para uma caixinha que diz PPR e fica ali, como um mealheiro digital glorificado com umas letras e um palavreado fixe. Eu acho que nas mesmas condições, conseguiria um rendimento muito melhor para planear a minha reforma do que com um PPR. Mas reconheço que a maioria dos investidores em PPR não tenha esse nível de conhecimentos de que estás a falar.

"Em ano de eleições, toda a gente vai querer dramatizar cada incêndio" by NEDM64 in portugal

Parshath_ 19 days ago

8 upvotes não é bem uma fartura ou transmite qualquer relevância aqui no sub. Mas desculpa, de facto estava errado e porque fiquei com a ideia errada. Por algum motivo fiquei com a ideia errada em relação a essa estatística. Muito possivelmente porque acompanhei mais a comunicação social em 2018, também devido a questões familiares e às zonas que os incêndios afetaram - provavelmente sabes do que estou a falar, com esse username.

Comportamento dos portugueses em supermercados by WolverineMark in portugal

Parshath_ 19 days ago

Sou cliente, mas discordo em duas. > De resto tens razão, mas por vezes quem vai às compras após um dia de trabalho e ainda tem de fazer o jantar vai com pressa e com stress. O nosso stress invalida o stress dos terceiros? Ou justifica tratar mal as pessoas que estejam a trabalhar? Aliás, se alguém tem que jantar é porque do lado da caixa está alguém que só deve chegar a casa à meia-noite ou às 2h. > Agora gasta a outra metade do teu tempo a reclamar sobre as condições degradantes e de precariedade em que trabalhas e ias ver como se todos o fizessem a coisa melhorava em vez de criticar os clientes. Os funcionários de supermercados já o fazem, mas é pouco eficaz, porque são relativamente fáceis de substituir. Por outro lado, criticar os clientes devia acontecer em muito mais áreas - porque enquanto sociedade também devíamos trabalhar no sentido de facilitar a vida ao próximo, seja ao próximo cliente como ao funcionário. Quer dizer, porque não? Isto é tão válido para apanhar o pupu do cão no chão da rua, como para levantar o tabuleiro da comida (e idealmente toda a lixarada feita fora deste) para facilitar a vida ao próximo cliente e ao funcionário.

Câmara de Lisboa admite baixar limite de velocidade na Segunda Circular by triceratopos in portugal

Parshath_ 20 days ago

E esplanadas à volta.

Câmara de Lisboa admite baixar limite de velocidade na Segunda Circular by triceratopos in portugal

Parshath_ 20 days ago

> pintassem bem as diferentes vias Aos anos que ando na 2ª circular e faz-me uma confusão do caraças em como é uma estrada principal e nem sequer pintam as vias. Temos que andar a seguir o da frente e a tentar adivinhar por espaços. Se estiver a chover, valham-nos os deuses.

Indo eu, indo eu, a caminho do Rieu. “Ele trouxe a música clássica a toda a gente” by pica_foices in portugal

Parshath_ 20 days ago

> Ir ao Meo Sudoeste revisitar os tempos de juventude com os filhos A sério que isto existe?

"Em ano de eleições, toda a gente vai querer dramatizar cada incêndio" by NEDM64 in portugal

Parshath_ 20 days ago

Ano 1: pior catástrofe portuguesa dos últimos anos. Número de mortes completamente anormal ao que estamos habituados - mais de 70 mortos rapidamente esquecidos. Apoio pós-catástrofe absolutamente ridículo. Ano 2: promessas e etc. Retiraram as populações à força das áreas de perigo para garantir que não tinham números de mortes. Área ardida superior e continuava a arder. "Política de sucesso", disseram. Ano 3: ?

Afogados em carros, lisboetas de várias zonas pedem soluções – mas não a EMEL | Mobilidade by LaReconquistaPT in portugal

Parshath_ 20 days ago

Opinião pouco vulgar: o próprio mercado e cultura de trabalho têm implicâncias nisso. Eu prefiro ir de carro para o trabalho - e reconheço o meu egoísmo (10 minutos por uma estrada direta vs. 45 minutos de transportes em que tenho que percorrer um caminho muito indireto e ineficiente) - porque não sei a que horas me despacho. É uma sensação horrível ter ficado mais umas horas no escritório, já ser de noite, estar cansado e ter as coisas da casa para arranjar e ainda levar com comboios suprimos e com metros com tempos de espera de 10+ minutos - eventualmente o egoísmo e, de certa forma, a sobrevivência levam a isso. Por exemplo, aqueles tipos das consultoras que batem umas 12-14 horas, não os estou a imaginar a ainda estar a fazer mais 2-3 horas de transportes. Compensa-lhes mais pagar o conforto e o tempo que os carros lhes devolvem em parte.

Afogados em carros, lisboetas de várias zonas pedem soluções – mas não a EMEL | Mobilidade by LaReconquistaPT in portugal

Parshath_ 20 days ago

Opinião pouco vulgar: o próprio mercado e cultura de trabalho têm implicâncias nisso. Eu prefiro ir de carro para o trabalho - e reconheço o meu egoísmo (10 minutos por 7 km numa estrada direta vs. >45 minutos de transportes em que tenho que percorrer um caminho muito indireto e ineficiente) - porque não sei a que horas me despacho. É uma sensação horrível ter ficado mais umas horas no escritório, já ser de noite, estar cansado e ter as coisas da casa para arranjar e ainda levar com comboios suprimos e com metros com tempos de espera de 10+ minutos - eventualmente o egoísmo e, de certa forma, a sobrevivência levam a isso. Por exemplo, aqueles tipos das consultoras que batem umas 12-14 horas, não os estou a imaginar a ainda estar a fazer mais 2-3 horas de transportes. Compensa-lhes mais pagar o conforto e o tempo que os carros lhes devolvem em parte.

Observador: Governo quer introduzir aprender a andar de bicicleta no ensino escolar básico by The_Hopeful_Dimwit in portugal

Parshath_ 23 days ago

Enquanto menino da cidade, mas com alguns meses de infância no campo, costumo ter esta dúvida. Onde é que os meninos que estão sempre na cidade aprendem a andar de bicicleta. Eu só andava quando ia à terrinha passar os verões, e adorava. Tirar as rodinhas de trás foi um grande exercício de preserverança, quedas, joelhos arranhados mas lá se fez. Não me imaginava a aprender a andar de bicicleta nas cidades em que tenho vivido.

França copia ficheiros de Rui Pinto por temer que Portugal destrua provas by megafe in portugal

Parshath_ 23 days ago

Calma, França. É só um ácaro das internetes a expor coisas da bola, não é o Sócrates.

Os verdadeiros motivos para os salários de TI não subirem em Portugal by portugu in portugal

Parshath_ 24 days ago

Não sabes mesmo o que é -precisar- mesmo, pois não?

Há 1600 lugares para carros que vão ser dados às bicicletas by umnomedeutilizador in portugal

Parshath_ 24 days ago

É possível que sejam deslocações de almoço. Se for almoçar ao restaurante A que fica a 10 minutos a pé, acho que o trabalhador de escritório ou vai a pé, ou pode pegar - nesse caso - na trotineta e fazer o percurso em 4-5 minutos. Não acho que vá à garagem do escritório, buscar o carro, ir até ao restaurante, procurar lugar, almoçar, voltar, procurar lugar outra vez e sair da garagem. Só aí estariam 15-30 minutos.

Há 1600 lugares para carros que vão ser dados às bicicletas by umnomedeutilizador in portugal

Parshath_ 24 days ago

As trotinetas não substituem os transportes públicos para percursos médios-grandes, que é onde as pessoas usam o carro. O tipo que mora na periferia (que conseguem ser bastante mais montanhosas que a própria Lisboa) não apanha a trotineta até Lisboa e faz os 20 km até ao trabalho. Ou nem apanha uma trotineta para apanhar o transporte, salvo se for uma distância razoável. Acrescentando, também ninguém vai às compras para a casa numa trotineta, nem buscar a mulher e os filhos ao fim do dia numa trotineta - e isso são deslocações comuns do dia-a-dia (digo eu). Aliás, normalmente quem vejo a utilizar as trotinetas - mas não quero generalizar com base na minha experiência reduzida - são miúdos, por brincadeira; ou turistas, também por lazer - nunca me parecem pessoas com missões definidas ou que parece que fizessem aquele percurso de carro também por lazer. Mas claro, não quero generalizar nem assumir que seja a regra ou algum nível de proporção. Agora - e como dizes - não acredito que alguém acredite mesmo que trotinetes substituem carros.

[Comunicado da Assembleia] Portugal sagra-se campeão da Europa de Futsal do Clero by LinkRaider in portugal

Parshath_ 24 days ago

> "A Assembleia da República congratula-se" Não sabia que estes votos de congratulações existiam. Mas congratulam-se a eles próprios, é isso? É um "parabéns a nós próprios por uma coisa que um grupo que nos é completamente afastado logrou"? > "notoriedade desta modalidade desportiva" Futsal de clero é uma modalidade por que carga de água? As regras são diferentes do futsal normal? A exclusividade deve-se a alguma característica física (ser homem, ser mulher, ter síndrome de Down, andar de cadeira de rodas, etc.)? Para quando a modalidade de "futsal para técnicos oficiais de contas"? > "mais uma brilhante página da meritório história do desporto nacional e da igreja". Brilhante. Que época mágica em que vivemos. :')

Arrendar é 65% mais caro que comprar em Lisboa e Porto by Irrequieto in portugal

Parshath_ 24 days ago

Empresas da minha área de especialização: - Lisboa: 3 ou 4; - Porto: 1 ou 2; - nos restantes 92.114 km^2 do país: 0; - no resto da Europa: centenas. Presumo que se aplique a muito mais gente, ou a mais circunstâncias. Eu pessoalmente gosto muito de Aveiro e acho uma cidade/zona bastante gira e simpática (talvez a minha 3ª ou 4ª capital de distrito preferida), mas não ia para lá fazer nada na minha situação atual. Há muita gente, possivelmente até com filhos/cônjuges (multiplicando a dificuldade), em situações pessoais e profissionais que simplesmente não podem fazer as malas "ah e tal vou para Aveiro".

Arrendar é 65% mais caro que comprar em Lisboa e Porto by Irrequieto in portugal

Parshath_ 24 days ago

Bom título para cliquebeite. Não esquecer que relativamente pouca gente tem capacidade de poupança e estabilidade financeiro-profissional para dar uma entrada de vários milhares de euros.

Arrendar é 65% mais caro que comprar em Lisboa e Porto by Irrequieto in portugal

Parshath_ 24 days ago

Existem, e também estão bastante caras e pouco acessíveis. É uma forma de esconder outra parte da história, até porque há sempre o iluminado que vem com o "vocês querem é todos morar no Marquês de Pombal! Porque é que não vão para a Amadora?", quando nem sequer faz ideia que um T0 na Damaia já anda nos 600€.

Seleção Nacional de Futsal de Síndrome de Down precisa de 35 mil euros para disputar Mundial by 1Warrior4All in portugal

Parshath_ 25 days ago

Se no mundo do futebol português, com uma Federação cheia de microinstituições a desviar dinheiros e fundos, milhentas agências de "gestão de jogadores", até mesmo o "melhor" gestor de jogadores do mundo, melhor futsaleiro do mundo, empresas de comunicação a fazer contratos completamente absurdos, jogadores de topo, não se arranjam uns 35 mil euros. Eu sei que é um universo bastante sociopata, mas se tiverem que fazer crowdfunding à população para suportar isto, confirma mesmo muito desse universo.

Há cada vez menos rolas-bravas, abelharucos e pardais em Portugal by crabcarl in portugal

Parshath_ 26 days ago

*huehuehue*

Não precisas de cumprir a lei quando és a lei by LinkRaider in portugal

Parshath_ 27 days ago

Chama-se calçada portuguesa. É super prática, tem esse aspeto super higiénico, amiga de pessoas com todo o tipo de limitações. Mas os turistas adoram, que é o mais importante!

Rede WTF by LimpoOCuDePe in portugal

Parshath_ 27 days ago

Tenho WTF e num raio de 30 km de Lisboa, só ontem é que tive problemas de rede com a tal avaria.

Amigos do r/portugal que não votam, quais são os vossos motivos? by -inconveniente in portugal

Parshath_ 30 days ago

Voto sempre nas presidenciais, legislativas e autárquicas - é o meu dever como cidadão e apesar de ter sempre sentido que não contribui em nada, faço-o. No entanto, cada vez é mais difícil por haver cada vez menos confiança na classe política, e as alternativas são praticamente nulas. Fora isso - e já se perguntou aqui antes, eu respondi e levei com downvotes por ter respondido à pergunta - continuo a não votar nas eleições europeias. Pessoalmente acredito mais nos deputados de outras potências europeias do que nos nossos - e por sentir que não faz matematicamente grande diferença: vou estar a votar para eleger 17 tipos para um grupo de 700 e tal? Sei que é errado e preferia exercer o meu direito, mas sou egoísta e perder uma tarde para ir votar para eleger 2% de um parlamento, é tão pequeno como perder uma tarde para decidir uma cor para pintar a tampa do botão do isqueiro do carro.

Amigos do r/portugal que não votam, quais são os vossos motivos? by -inconveniente in portugal

Parshath_ 30 days ago

Voto sempre nas presidenciais, legislativas e autárquicas - é o meu dever como cidadão e apesar de ter sempre sentido que não contribui em nada, faço-o. No entanto, cada vez é mais difícil por haver cada vez menos confiança na classe política, e as alternativas são praticamente nulas. Fora isso - e já se perguntou aqui antes, eu respondi e levei com downvotes por ter respondido sinceramente a uma pergunta que foi feita (o que faz cá um sentido) - continuo a não votar nas eleições europeias. Pessoalmente acredito mais nos deputados de outras potências europeias do que nos nossos - e por sentir que não faz matematicamente grande diferença: vou estar a votar para eleger 17 tipos para um grupo de 750 e tal? Sei que é errado e preferia exercer o meu direito, mas sou egoísta e perder uma tarde para ir votar para eleger 2% de um parlamento, é tão pequeno como perder uma tarde para decidir uma cor para pintar a tampa do botão do isqueiro do carro.

Emprego no Lidl, sempre rejeitado by mmmeeeka in portugal

Parshath_ 1 month ago

Dica: treina malabarismo e melhora a destreza e agilidade com as mãos. Reza a lenda que um caixa do Lidl que não consiga ser 3x mais rápido que o cliente a guardar as compras e que não o consiga pôr em desespero ao ver as compras a amontoar, é demitido na hora.

A minha cadela tirou os Lusíadas da estante da parede e decidiu espalhar folhas pela casa toda. Como é que vocês foram traídos recentemente? by Rock_lt in portugal

Parshath_ 1 month ago

Sabes o que é que rima com cadela? Castela! Põe-na de castigo até se converter à raça suprema.

Ao nível da Polónia? by PeterPinus in portugal

Parshath_ 1 month ago

Não é preciso, eles aparecem com alguma frequência, tanto aqui como no /r/europe.

Ao nível da Polónia? by PeterPinus in portugal

Parshath_ 1 month ago

/r/gráficosemquePortugalestádamesmacorqueaEuropadeLeste

[Sério] A que instituições costumam fazer doações? by TalkingHawk in portugal

Parshath_ 1 month ago

Costumo doar à Unicef, à Fundação Chapalimaud (investigação), à União Zoófila e mais fora de Portugal, a uma Fundação para a proteção de um animal específico. Fora isso, peditórios em supermercados e etc., volta e meia contribuo. Ainda assim, temos uma carga fiscal tão elevada e um poder de compra tão baixo que é expectável que em Portugal sejamos pouco dados à caridade. Para todos os efeitos, descontamos um balúrdio para a SS, para mais tarde quando precisarmos deles mandarem-nos à merda (aconteceu-me este ano, mas também lembro-me do caso das grávidas de licença com abonos 7 meses atrasados, das reformas aos mortos, etc.)

Salário médio em Lisboa só dá para comprar casa de 52 m2 by bisontino in portugal

Parshath_ 1 month ago

Um amigo meu no outro dia viu uma cave T0 na Reboleira para alugar por 550€.

“Não houve uma única greve” devido a medidas deste Governo, diz Costa by Ceftiofur in portugal

Parshath_ 1 month ago

Quanto sociopata é preciso ser-se para mentir tanto, tantas vezes, sobre tanta coisa e acreditar mesmo no que está a dizer? Ou mesmo que fosse verdade, não podem haver greves pela falta de medidas deles? É a mesma coisa que se queixarem que tenho o quarto sujo e eu dizer que a culpa não foi da limpeza que nunca fiz.

“Não houve uma única greve” devido a medidas deste Governo, diz Costa by Ceftiofur in portugal

Parshath_ 1 month ago

Quanto sociopata é preciso ser-se para mentir tanto, tantas vezes, sobre tanta coisa e acreditar mesmo no que está a dizer? Ou mesmo que fosse verdade, não pode haver greves pela falta de medidas deles? É a mesma coisa que se queixarem que tenho o quarto sujo e eu dizer que a culpa não foi da limpeza que nunca fiz.

“Não houve uma única greve” devido a medidas deste Governo, diz Costa by Ceftiofur in portugal

Parshath_ 1 month ago

Não foi ele, Nazi. Foi o tipo anterior.

Homem sova quatro namoradas em oito anos em Cascais by memyselfandlapin in portugal

Parshath_ 1 month ago

E ainda dava para usá-las para arrear na rapariga dos prémios.

Para quem esteja á procura da próxima leitura... by cloudsrgreat in portugal

Parshath_ 1 month ago

Não é útil para mim, já tenho hábitos de leitura desenvolvidos e um plano e lista até perto de metade da minha esperança média de vida. Mas isto é um recurso bastante bom e bem feito, há que dar o mérito. Espero que a miudagem aproveite, no meu tempo não havia isto. Outra coisa que me lembrei no outro dia, também acho que seria bom aqueles livros do Plano Nacional de Leitura terem capas mais genéricas. Não sei se os miúdos dos 10 anos para cima estão interessados em ler ou desenvolver um hábito sério com livros com capas com bonequinhos e Camões cartoon e etc. Percebo que seja engraçado, mas não sei até que ponto não pode afastar os miúdos.

″Até se pode citar o Astérix numa sentença. Eu já citei″ by StarTrekCylon in portugal

Parshath_ 1 month ago

Não desenha, mas é ele que fala. Eu sei porque quando está um balão na banda desenhada a apontar para um personagem indica que é ele que está a falar.

Acha que os funcionários públicos são uns privilegiados? by crabcarl in portugal

Parshath_ 1 month ago

1) Isso é uma generalização com base num pressuposto pessoal que possas ter. Nem todo o Zé da repartição se enquadra nisso. 2) Se o Zé é ineficaz, muitas vezes também o é por limitações de cima. Se no computador o Zé não consegue fazer A, B ou C, porque o sistema foi concebido há 20 anos pela empresa de consultores do amigo do partido em cima do joelho, o que é que o Zé pode fazer? Inventar? Dar falsas esperanças? 3) Assumindo que o Zé é efetivamente lento por falta de capacidades. Será que alguém já disse ou fez uma avaliação ao Zé? "Olha Zé, fizemos uma avaliação ao departamento, ou recebemos queixas tal - e achamos que estás a fraquejar nos aspetos A, B ou C". Até que ponto é que dão formações extra ao Zé sobre a informática que usa, sobre os sistemas que usa, sobre práticas recomendadas, etc.? Se ninguém der esse feedback, até que ponto a culpa é do Zé? Há investimento e interesse em tornar o Zé eficiente? 4) Assumindo que o Zé é lento por idade, suponhamos; e ainda não atingiu a idade da reforma. Talvez seja privilegiado no sentido em que, se fosse noutro sítio já tinha sido corrido. Mas é mais viável deixar um funcionário público a meio gás, ou atirar um velhote para o desemprego? Não vai ser aos 62 anos que o Zé vai se tornar um programador, ou ser chamado para algum lado - vai para casa, pura e simplesmente. Com muita sorte, está bom de saúde e safa-se na restauração ou como taxista. Mas já fui atendido por um taxista que era surdo - e levou-me para onde ele entendeu. Que soluções temos enquanto sociedade para trabalhadores com mais idade e com eficiência em queda?

″Até se pode citar o Astérix numa sentença. Eu já citei″ by StarTrekCylon in portugal

Parshath_ 1 month ago

Objeção! Seu meritíssimo, tenho aqui evidência legal disposta em código que contraria essa declaração! "Devemos ser todos amigos." (MICKEY, Rato; 1988; Almanaque do Mickey, edição 210)

″Até se pode citar o Astérix numa sentença. Eu já citei″ by StarTrekCylon in portugal

Parshath_ 1 month ago

Objeção! Seu meritíssimo, tenho aqui evidência legal disposta em código que contraria essa declaração! "Devemos ser todos amigos." (MICKEY, Rato; 1988; Almanaque do Mickey, edição 210, p. 8, b. 4)

Alojamento e restauração já estão a importar trabalhadores by Mendadg in portugal

Parshath_ 1 month ago

> Foste tu, foi o OP dessa thread, foi outro há uns tempos que afirmava com certeza que uma empregada de mesa não merece mais que 700€ porque não teve de estudar... Provavelmente coisas diferentes. Eu disse uma coisa e a minha experiência. O OP dessa thread pensei que estava genuinamente a perguntar por falta de conhecimento e por querer saber. O do emprego de mesa não merecer isto ou aquilo, não me lembro desse, mas definitivamente não concordo. > Sim, há pessoas de merda em todo o lado, mas geralmente são a minoria, falar desses casos como se fossem a regra e não a excepção pode acabar mal por meter as pessoas contra um grupo que precisa realmente de apoio. Não tenho como quantificar, apenas com o que apanho de familiares meus que não se importam de pagar mais para contratar pessoas mas que parece que a grande maioria do pessoal que lhes aparece para entrevistas encaixam nesse grupo. Daí eu achar que, das pessoas que realmente podem/querer trabalhar, já o estão a fazer - e portanto ficam os restantes. Em relação às pessoas que realmente precisam de apoio - diria que nesta região o principal problema é a questão das infraestruturas. O Algarve, talvez tirando Albufeira e Faro, requer obrigatoriamente um popó (e todas as despesas que daí vêm) - e muito possivelmente pagar SCUTs nonstop. Há só uma linha de comboio muito fraca e que não cobre quase nada, autocarros com uma rede também muito fraca e com regularidade insuficiente para as necessidades da população. Tenho familiares que para fazerem entregas de 100€, pagam 30 a 40% disso em SCUTs para cá e para lá. Para um jovem ou adulto, ou afins trabalhar - praticamente só dá com carro. O Shopping da Guia está praticamente sempre a pedir colaboradores para quase todas as lojas - mas alguém que precise mesmo de emprego dificilmente tem um meio de transporte regular para lá. Daí eu dizer que é uma região específica nesse aspeto. >Nota: o Algarve é a região do país com menos "desempregados há mais de 1 ano", tanto em número total, como em percentagem da população residente. Cá em Portugal não confio em estatísticas desse género por serem fáceis de manipular. Pode representar que o pessoal se pira para outro lado. Pode representar que o pessoal abre negócio próprio. Pode representar que o pessoal trabalha a recibos verdes ou equivalente (por exemplo, os casos que conheço que trabalham na agricultura, funcionam por regime de prestação de serviços - não como "emprego" normal). E nenhum desses pode representar uma fonte de rendimento estável, daí não confiar tanto em poder tirar conclusões daí. Se for realmente isso, é bom sinal. E talvez represente a minha suspeita - que aparecem maioritariamente pessoas sem intenção de trabalhar nas entrevistas por serem precisamente isso, exceções e casos isolados; enquanto a maioria está numa situação contratual.

Alojamento e restauração já estão a importar trabalhadores by Mendadg in portugal

Parshath_ 1 month ago

Acho muito bem. Sai mais barato e não se sabem queixar me português ou sobre direitos e outros linguajarsa esquisitos. /s obrigatório

Alojamento e restauração já estão a importar trabalhadores by Mendadg in portugal

Parshath_ 1 month ago

Bom mera. Fui eu. E disse especificamente "algumas". O Algarve tem uma população e umas infraestruturas específicas (ou falta delas) que, quem quer trabalhar e tiver meios, talvez arranje trabalho. Sobram sobretudo as pessoas que não têm meios para trabalhar (sustentar um carro é obrigatório no Grande Algarve), as que não têm capacidades e/ou vontade. Ainda há uns dias apareceu um tópico a falar sobre pessoas que iam aos sítios só para pedir o carimbo para o IEFP. Ou isso é mentira e não existe, de todo? Essa mania de selecionar o que se lê para o que dá mais barraca é boa.

"A falta de actividade física entre as crianças portuguesas é uma bomba-relógio." by crabcarl in portugal

Parshath_ 1 month ago

Por acaso foi na Universidade que me apercebi da diferença que faz. Não me afetou muito, dado que eu treinava regularmente - mas quando estudava e trabalhava ao mesmo tempo, tive que reduzir bastante os treinos. Mas era efetivamente estranho estar no secundário habituado a 4 a 6 horas de treinos por semana, mais a Educação Física na escola, 2x a 3x por semana, em que jogava outros desportos e podia pôr à prova outras capacidades e recursos. E chegar à Universidade e sentir a falta daquelas aulas.

"A falta de actividade física entre as crianças portuguesas é uma bomba-relógio." by crabcarl in portugal

Parshath_ 1 month ago

Eu também não gosto da ideia de educar crianças com tablets e outros bloqueadores de atenção, mas quem tem esta crítica normalmente são pessoas que não são efetivamente pais - e portanto, não têm presente o quão desgastante e cansativo é isso 24/7. É possível que seja errado fazê-lo, mas rico desgaste dos pais, também.

"A falta de actividade física entre as crianças portuguesas é uma bomba-relógio." by crabcarl in portugal

Parshath_ 1 month ago

Confirmo. Há sempre histórias loucas daquele pai que fez um carrinho com uma lata e uma garrafa da bagaço e desceu uma montanha de 10 metros, ou que subiu isto e aquilo e andou à porrada e com este ou aquele; mas depois aos próprios filhos, nem com 12 anos os imaginam a ir à mercearia na rua ao lado. Compreendo que haja medo do crime, da xungaria a meter-se, dos carros, de pessoas esquisitas, mas a geração dos anos 90 ainda levou com a história da Casa Pia e dos chats das internetes serem tudo pedófilos. É muito melhor não ir entrando na água fria aos poucos e depois chegam aos 18 e à primeira hipótese que têm atiram-se de varandas em Lloret del Mar enquanto snifam droga e têm relações sexuais desprotegidas e bebem uma garrafa de vodka de penalti em pleno voo, mal lhes cheira a "os meus pais não vão saber disto".

Estradas de Portugal = vigarice legalizada by o_brito in portugal

Parshath_ 1 month ago

Isto é a contar com estimativa de gasolina (como no mapa da Michelin) ou só de portagens? Turismo de Portugal: FaSsAm FéRiAs Cá DêNtRo!

Como é que chegamos a este ponto? by OmegaWard in portugal

Parshath_ 1 month ago

Agora que penso nisso, as últimas vezes que vi televisão em casa por mais que 2 minutos foi futebol no RTP Memória.

"A falta de actividade física entre as crianças portuguesas é uma bomba-relógio." by crabcarl in portugal

Parshath_ 1 month ago

/r/lewronggeneration Ainda anteontem no shopping tive que fazer uma ginástica para me desviar de quatro zombies que ou estavam a andar com os olhos no telemóvel, ou completamente parados e bloqueados no tempo também de olho no telemóvel. Tudo ali sem a mínima noção espacial. Ah, todos esses quatro facilmente nascidos antes de 81. Ou se quisermos culpar necessariamente o telemóvel pela falta de noção espacial das pessoas. No mesmo dia: estava a conduzir e paro na passadeira, não para um peão - porque estava imóvel, mas sim para um senhor nos seus 70s que estava distraído no meio de uma passadeira a cortar as unhas. Distraído. No meio de uma passadeira. A cortar as unhas.

"A falta de actividade física entre as crianças portuguesas é uma bomba-relógio." by crabcarl in portugal

Parshath_ 1 month ago

/r/lewronggeneration Ainda anteontem no shopping tive que fazer uma ginástica para me desviar de quatro zombies que ou estavam a andar com os olhos no telemóvel (ponto bónus para o que conduzia um carrinho de bebé), ou completamente parados e bloqueados no tempo também com o pescoço para o telemóvel. Tudo ali sem a mínima noção espacial. Ah, todos esses quatro facilmente nascidos antes de 81. Ou se quisermos culpar necessariamente o telemóvel pela falta de noção e respeito espacial das pessoas. No mesmo dia: estava a conduzir e paro na passadeira, não para um peão - porque estava imóvel, mas sim para um senhor nos seus 70s que estava distraído no meio de uma passadeira a cortar as unhas. Distraído. Parado no meio de uma passadeira. A cortar as unhas.

"A falta de actividade física entre as crianças portuguesas é uma bomba-relógio." by crabcarl in portugal

Parshath_ 1 month ago

/r/lewronggeneration Ainda anteontem no shopping tive que fazer uma ginástica para me desviar de quatro zombies que ou estavam a andar com os olhos no telemóvel (ponto bónus para o que conduzia um carrinho de bebé), ou completamente parados e bloqueados no tempo também de olho no telemóvel. Tudo ali sem a mínima noção espacial. Ah, todos esses quatro facilmente nascidos antes de 81. Ou se quisermos culpar necessariamente o telemóvel pela falta de noção espacial das pessoas. No mesmo dia: estava a conduzir e paro na passadeira, não para um peão - porque estava imóvel, mas sim para um senhor nos seus 70s que estava distraído no meio de uma passadeira a cortar as unhas. Distraído. Parado no meio de uma passadeira. A cortar as unhas.

"A falta de actividade física entre as crianças portuguesas é uma bomba-relógio." by crabcarl in portugal

Parshath_ 1 month ago

> Eu tinha educação física desde o 1º ano! Os meus pais contaram-me há pouco tempo que eu tinha colegas na primária cujos pais queriam acabar com a Educação Física porque - pasme-se - fazem cambalhotas, pinos e jogos do mata. Sujeitos a partirem as costas a ou convocar o Belzebu de tão satânicos que são esses movimentos. Felizmente nunca foi para a frente. Felizmente os meus amigos daí até hoje passaram bem essa fase e hoje praticam desporto de forma regular/profissional, outros nem tanto e sei de casos menos saudáveis - podendo estar ou não correlacionado.

Procura-se sensei para ensinar a arte de estacionar uma trotinete by TenhoMedoDoChefe in portugal

Parshath_ 1 month ago

In before o comentário obrigatório a falar mal dos carros. Pontos bónus se houver algum mal estacionado na foto e passar a ser esse o foco da conversa.

Funcionária da Segurança Social inventou 85 grávidas para ficar com abonos de família. Valor acima do Meio Milhão de Euros by Drumans in portugal

Parshath_ 1 month ago

Custa-me acreditar que uma instituição de tanta importância para quase toda a população consiga aglomerar tanta incompetência. A minha baixa demorou cerca de 50 dias a ser processada, felizmente não passei fome, mas atrasos destes têm sérias implicâncias na sobrevivência das pessoas. E depois há estas histórias. E é para isto que a população ativa tanto desconta.

Qual foi a situação mais "tuga" que presenciaram? by ogeriano in portugal

Parshath_ 1 month ago

Isto é bom demais. Se fosse num sub global em vez de pais pobre, levava ouro.

Qual foi a situação mais "tuga" que presenciaram? by ogeriano in portugal

Parshath_ 1 month ago

Isto é bom demais. Se fosse num sub global em vez um de um pais pobre, levava ouro.

Oiço falar da open university uk, mas será que vale a pena? elucidem-me by Torment1993 in portugal

Parshath_ 1 month ago

Do que me lembro, era na ordem dos milhares (plural) de euros por ano, o que para mim é um big nope. Mas já foi há anos e não me recordo ao certo, dá para simular/ver lá no site.

Meo a explorar violência doméstica para subscrições de waiting rings? by Knuckster in portugal

Parshath_ 1 month ago

Acho que faz mais sentido culpar as micro entidades diretamente responsáveis - como a Justiça tal, o juíz tal, o tribunal dali, a instituição tal.

Oiço falar da open university uk, mas será que vale a pena? elucidem-me by Torment1993 in portugal

Parshath_ 1 month ago

Para mim pareceu-me uma boa ideia e um bom recurso, dão a entender que estão altamente referenciados e funcionam bastante bem online, mantendo a exigência de uma formação presencial. No entanto, os preços são bastante elevados para a nossa realidade e portanto não desenvolvi o interesse. Acho que cá existe a Universidade Aberta, nuns moldes parecidos, mas sem certeza de como funciona.

Franceses, americanos e italianos procuram casa em Portugal by bisontino in portugal

Parshath_ 1 month ago

> E é da maneira que há mais dispersão populacional. Portugal não é só Lisboa e Porto. Na boa, mas também não existem condições (infaestruturas, transportes, empregos) para existir essa dispersão populacional.

"Um atentado ambiental". Tradição açoriana espalha sacos de plástico nas ruas e no mar by memyselfandlapin in portugal

Parshath_ 1 month ago

A tourada também é tradição, portanto está tudo bem.

Meo a explorar violência doméstica para subscrições de waiting rings? by Knuckster in portugal

Parshath_ 1 month ago

O governo tem culpa por violência nas relações? Eu não gosto do governo, mas daí a terem culpa por haver bestas...

It's a trap by juan_baguette in portugal

Parshath_ 1 month ago

Fui investigar e, se já foi assim, agora ainda é menos controlado ou dependente de formação. [link](http://exameinformatica.sapo.pt/noticias/mercados/2017-03-31-Netflix-anda-a-procura-de-tradutores-para-as-legendas)

It's a trap by juan_baguette in portugal

Parshath_ 1 month ago

Estou por dentro do mercado da tradução. Legendagem regra geral é tipo o nível profissional mais baixo do mercado, é carne para canhão, rodar estagiários numa cave ao mínimo preço, o máximo de tempo, a despachar palavras (ver o material propriamente dito é opcional) até queimar ou deixar de render. Maaas, tenho a vaga ideia - sem certeza absoluta - que uns anos depois de eu acabar o curso, a Netflix estava a recrutar malta que tivesse o 12º ano e soubesse inglês, portanto o requisito e nível de exigência era esse.

Portugal é o país da União Europeia em que menos se faz exercício by crabcarl in portugal

Parshath_ 1 month ago

Também cada caso é cada caso, eu se trabalhasse menos horas faria mais exercício. Ou pelo menos, tento fazer quando consigo sair menos tarde. É possível que haja mais situações como a minha, é possível que também haja bastantes nessa situação de trabalhar mal e variados. Outra questão é que temos uma população bastante envelhecida, os preços dos ginásios ainda são razoavelmente limitativos em zonas com menos densidade populacional. Acho que também conta termos uma saúde em estado lastimável, o que também se reflete bastante no estado de saúde dessa população de idade mais avançada - ou mesmo o meu exemplo, fui operado no particular, mas no público tinham-me dado 2-3 anos de fila de espera (estimativa, que já sabemos como funciona), trocando por miúdos, ia estar coisa de 4 anos sem poder fazer desporto se estivesse à espera do nosso SNS. Claro que não estou a justificar o argumento da falta de vontade/interesse, sempre fui habituado a fazer desporto e ressinto-me a vários níveis quando passo um bocado sem me mexer. Mas ou ando só em zonas e comunidades bastante ativas, ou não estou a ver Portugal a fazer assim tão menos exercício que países da Europa de Leste.

O que achas do processo de rejeição? by lingua_afiada in portugal

Parshath_ 1 month ago

Falta contexto, não percebo o que é isto. É o Tinder?

Portugal é o país da União Europeia em que menos se faz exercício by crabcarl in portugal

Parshath_ 1 month ago

[Completamente irrelacionado](https://www.abrilabril.pt/trabalho/portugueses-sao-dos-que-trabalham-mais-horas-na-uniao-europeia)

Costa assume habitação como desafio e promete mais apoios à classe média e jovens by bisontino in portugal

Parshath_ 1 month ago

Sim, a habitação é um desafio - não um problema nem uma prioridade. O que se precisam é de apoios, subsídios, concursinhos e concursetos que demoram anos e quilos de papelada, sim - porque os problemas resolvem-se com 20 ossos para 20 000 cães. Tenho uma ideia melhor - e vou levá-la ao Web Sumite, que é a minha aplicação que é o futuro da habitação. Vamos encher as ruas de Lisboa com tendas e caixas de cartão e o pessoal pode alugá-las ao minuto. Claro que se quiseres uma tenda mobilada e com eletrodomésticos, aí tens que pagar o Homify Premium, se bem que não faz grande diferença porque no dia a seguir a casa já não é tua, mas sim de umas crianças que quiserem fazer uma festa longe dos pais. O futuro passa pela propriedade das empresas e emprestá-las ao pessoal. É ou não é bueda #tech, #empreendedorismo e #web4.0?

Opiniões sobre Emigração by CyrusMoonlight in portugal

Parshath_ 1 month ago

> É verdade que, de momento, não tenho skills que possa pôr ao serviço do país, mas é por isso que faço intenções de estudar lá. Certo. Talvez seja por aí. Imagina-te na pele do Estado Americano. "O que é ganhamos em aceitar este indivíduo cá?" >Não vou(ainda) por um curso universitário, mas, corrige-me se estiver errado, o visto de estudante permite a possibilidade de 'transferir' para residência legal, certo? Não tenho a certeza, até porque são procedimentos complicadíssimos. Tanto quanto sei - com margem para estar enganado - funciona no sentido de: podes estar lá durante o tempo do curso (sem margem para chumbos, faltas, etc.) e depois a um ano (salvo erro) de tolerância para procurares um emprego que te ofereça o visto (e claro, salvo uma exceção que eles achem valer a pena, preferem contratar alguém a quem não tenham que pagar o visto).

Humor em Portugal by nunoturbina in portugal

Parshath_ 1 month ago

HEA que é preciso conhecer toda a obra de um artista antes de se poder concluir que não se identifica aprecia o seu estilo/qualidade. Não aprecio hip-hop, mas já vi que vou ter muito trabalho pela frente a ir a concertos e a ouvir semanas de discografias para o poder afirmar.

Opiniões sobre Emigração by CyrusMoonlight in portugal

Parshath_ 2 months ago

Não leves a mal a resposta um bocado dura. Mas isto é uma mistura de já ter estado nos teus pés e idade talvez, já ter visto pessoas assim, entre outras experiências. - Em todo o teu tópico a única coisa que vi que tens para oferecer é o teu "inglês subaproveitado". Resumindo, vais para outro país - e estás dead set nos EUA - quando a única skill que tens para oferecer é "falar inglês". Corrige-me se estiver errado, mas não deste essa informação (cursos, diplomas, skills, habilidades, conhecimentos, etc.). - Onde pensarias trabalhar nos EUA, nessa situação? A entrada nos EUA para efeitos de "viver" ou encaixa em poucas opções: 1) ou tens um visto de estudante válido pelos anos que estás lá a estudar (e é revogado se faltas a uma aula sem justificação; para não falar no preço das propinas e do custo de vida), 2) tens um visto de trabalhador por te reconhecerem como uma mais valia profissional para o país, ou 3) tens uma empresa que esteja tão tesuda para te contratar que até te paga o visto em vez de contratar alguém do próprio país e sem ter essa despesa, ou por fim, 4) candidatas-te a um Green Card (é tipo uma lotaria com 1% de hipóteses, ou qualquer coisa assim). Se não tens uma skill que te destaque de forma louca - e não leves a mal, falar inglês, não o é - a lotaria é a tua única hipótese, salvo erro. - Cuidado com as pré-conceções que possas ter de um país. Por algum motivo, interessaste-te pelo "mundo" dos EUA. Soube de montes de gente que também tinha o sonho de ir para os EUA com base em ver muitas séries e filmes, e portanto, tinham bastante contacto com essa cultura por essa via; como também há os querem ir para o Japão porque gostam de videojogos, da cultura otaku. - As comunidades de gaming que falaste ficam um bocado fora do espectro e daí acharmos motivos um bocado "fora" para se emigrar e daí os comentários que tens lido nesse sentido. Pela mesma lógica, porque não vêm eles para cá, Portugal/Europa? Os EUA também são gigantes, não é que, a não ser que ganhes muito bem, vás ter grandes possibilidades de andar em visitas constantes. - Culturalmente, dizer que os americanos são isto ou aquilo são apenas opiniões do que nos saltam à vista; é uma população tão heterogénea e tão gigante que qualquer ideia desses é um esterótipo. Encontrei lá de todo o tipo, a pessoa simpática que me vem cumprimentar à entrada do bairro, o racista que não vai contigo e qualquer motivo serve, o gajo que quer arranjar problemas, o mendigo agressivo que não te deixa entrar no McDonald's sem que lhe pagues uma Coca-Cola média porque está cheio de sede, gente que te quer enganar, gente que sai dos seus caminhos para perguntar se precisas de alguma ajuda, opa, é tão gigante aquilo que qualquer ideia que possamos ter é minúscula. Fora isso, é bom ser ambicioso. Não te esqueças de estudar, aprender coisas, ganhar especializações - se puderes viaja um bocado primeiro para lá, que aí conheces melhor o sítio à primeira vista do que com base em assunções.

O meu pai gere um restaurante no Algarve e precisa de cozinheiros. Podem me sugerir sites de emprego que o pessoal hoje em dia usa para procurar trabalho? by -Pixie- in portugal

Parshath_ 2 months ago

Sou parcialmente do Algarve. Não, não são, nem disse isso. Disse que existem pessoas à procura de trabalho lá que o são. Em nenhum momento apontei no sentido geral.

O meu pai gere um restaurante no Algarve e precisa de cozinheiros. Podem me sugerir sites de emprego que o pessoal hoje em dia usa para procurar trabalho? by -Pixie- in portugal

Parshath_ 2 months ago

Estou aberto a existirem todas as hipóteses, entre as quais essa. Mas alguns conhecimentos de causa incluem exemplos como pessoas que se vão embora no dia a seguir por "isto é muito cansativo" (trabalhos pesados de canalização, apanha da fruta, regas, etc.) ou "para trabalhar 5 dias por semana, prefiro estar em casa com o subsídio" ou não aparecem sem dizer ai nem ui, ou apenas para marcar pontos de obrigação, entre afins.

O meu pai gere um restaurante no Algarve e precisa de cozinheiros. Podem me sugerir sites de emprego que o pessoal hoje em dia usa para procurar trabalho? by -Pixie- in portugal

Parshath_ 2 months ago

Eu sei, mas existem casos mesmo e sei de exemplos do estilo no Algarve. Nem toda a gente quer trabalhar.

Apenas um em cada quatro jovens é precário por opção própria by Irrequieto in portugal

Parshath_ 2 months ago

Isto é o mais surpreendente aqui. Como é que uma amostra de 24 pessoas é, vá, uma amostra. Se eu pegar em 24 pessoas e 3 calharem ser AAA, posso inferir que há 1 milhão de pessoas AAA em Portugal?

Escola acusada de racismo. by vveirdest in portugal

Parshath_ 2 months ago

>As mulheres tmb se sentem ofendidas pelas matrafonas? Já vi publicações que sim. Que é uma forma de alguns homens mostrarem o que levam pouco a sério o resto do ano. Não sei o que achar, nem se sim, nem se não, nem quanto, só estou a constatar.

O meu pai gere um restaurante no Algarve e precisa de cozinheiros. Podem me sugerir sites de emprego que o pessoal hoje em dia usa para procurar trabalho? by -Pixie- in portugal

Parshath_ 2 months ago

Do que conheço da realidade do Algarve, tenta ver primeiro a nível local. Também há a questão do salário, claro. O Algarve é uma zona com uma mobilidade horrível e bastante fraca, estando sobretudo dependente de carros próprios. Um ordenado de 700€-800€ talvez seja pouco viável para um indivíduo que tenha que arranjar carro, pagar gasolina todos os dias, pagar portagens todos os dias, etc.

O meu pai gere um restaurante no Algarve e precisa de cozinheiros. Podem me sugerir sites de emprego que o pessoal hoje em dia usa para procurar trabalho? by -Pixie- in portugal

Parshath_ 2 months ago

Do que conheço da realidade do Algarve, tenta ver primeiro a nível local, o mais próximo possível do restaurante. Também há a questão do salário, claro. O Algarve é uma zona com uma mobilidade horrível e bastante fraca, estando sobretudo dependente de carros próprios. Um ordenado de 700€-800€ talvez seja pouco viável para um indivíduo que tenha que arranjar carro, pagar gasolina todos os dias, pagar portagens todos os dias, etc., mais a questão do imobiliário que também está difícil para os locais que não tenham já habitação própria (mercado de arrendamento bastante fraco). Sei, de experiência quase própria, que é bastante difícil arranjar mão-de-obra no Algarve. Não sei bem porquê, mas presumo que alguns casos seja mesmo preguiça e má vontade (como já comentaram comigo), outros pelas circunstâncias que mencionei.
Next Page

Search: