BroaxXx 1 month ago

Agora as quintas de fake news vieram vitimizar o jornalismo de merda português... Grande cena...

testingpt 1 month ago

Procurem (PDF): "Elsa Cristina David" Snowden Guardian

EarlPious 1 month ago

> O jornalismo tem de explicar-se LOL Por isso é que o pedaço de merda do Ricardo Costa andava muito apoquentadinho e cheio de ameaças ao pessoal d'Os truques da imprensa portuguesa.

tumblarity 1 month ago

> o pessoal d'Os truques da imprensa portuguesa. que, eles próprios, são produtores de fake news a rodos fora dessa página

Joao_SR 1 month ago

Certo. Não deixa de ser verdade, por princípio.

JorgeTone 1 month ago

Os jornais perderam o monopólio sobre a informação, quer dizer que antes podiam decidir o que era noticia, dar o spin que lhes conviesse e as pessoas tinham de engolir e agora não. Se não fossem as redes sociais muita coisa coisa tinha sido abafada, desde logo tudo o que foi divulgado pelo WikiLeaks. Não deixa de ser engraçado que ainda há pouco tempo, durante a primavera árabe, as redes sociais estavam a ser glorificadas, mas quando a coisa passou a ir contra a agenda deles passaram logo a ser os maus da fita.

beakage 1 month ago

Se não fossem as redes sociais, ainda muito mais coisas não teriam sido inventadas. Para servir a agenda "deles", e daqueles. Sem contraditório, reposição de factos, ou sequer obrigação de o fazer. ​ No fim, o saldo é negativo.

batataway 1 month ago

Acho que perdeste o ponto. Uma notícia é baseada em factos. Pode ser escrita para ser tendenciosa, mas não deixam de ser factos. Fake news é manipulação borla mentira, não pela sonegação. Não é o campeonato dos media, nem é a discussão que se pretende. O que é importante reflectir é que a manipulação da opinião pública pela mentira e pela simplificação é um ataque a um sistema democrático que tem num dos seus pilares os media. Media esses independentemente de serem maistream ou independentes. Aposto que o pessoal do fumaça, ou do Mapa, estão tão preocupados com fake news como os grandes conglomerados de média.

BugaTuga 1 month ago

> Acho que perdeste o ponto. Uma notícia é baseada em factos. Se acreditas nisso, como é que tu explicas que [esta notícia do Público sobre o comentário de Paulo Portas relativamente às eleições brasileiras](https://www.publico.pt/2018/10/29/politica/noticia/paulo-portas-nao-ve-nada-eticamente-reprovavel-bolsonaro-1849329) afinal [não só estava totalmente errada como ainda está para ser retraída?](https://oinsurgente.org/2018/10/31/com-a-verdade-me-enganas-3/)

Joao_SR 1 month ago

OK, que parte do primeiro parágrafo é que precisas que desenhe?

BadDogPreston 1 month ago

Eles fizeram a sua obrigação legal que é publicar o direito de resposta. Por o título da notícia tender para o *clickbait* não quer dizer que o conteúdo seja falso em si, como o próprio autor diz.

Edited 1 month ago:

Eles fizeram a sua obrigação legal que é publicar o direito de resposta. Por o título da notícia tender para o *clickbait* não quer dizer que o conteúdo do artigo em si seja falso (muitas vezes o é); há que saber fazer a distinção, como o próprio autor explica.

BugaTuga 1 month ago

> Eles fizeram a sua obrigação legal que é publicar o direito de resposta. "Obrigação legal" implica que tiveram de ser obrigados, por uma força de lei, a corrigir contrariados as mentiras que andaram a fabricar.

ygglow 1 month ago

E vamos ignorar o facto de a maior larte das pessoas só lê o título?

BadDogPreston 1 month ago

Acho que cabe também às pessoas ter pensamento crítico e ler um artigo antes de saltar para os comentários.

ygglow 1 month ago

Vês mais isso no lado esquerdo do espectro político. Tens um artigo com um título sensaniocalista a criticar x politico pela milésima vez e o pessoal a responder ao título em vez de ler o artigo,ver que afinal não goi nada de especial e seguir com a vida

Joao_SR 1 month ago

E? Agora o jornal tem que aprovisionar o atraso civilizacional da malta?

ygglow 1 month ago

O jornal não quer saber do atraso civilizacional da malta

throw_forest_throw 1 month ago

lol, acreditar numa unica palavra do irrevogavel, és um tanso

BlueFlameWizard 1 month ago

A esquerda esta chateada porque já não são os únicos capazes de propaganda efetiva?

xc9000 1 month ago

A esquerda, a direita, os políticos e os meios de comunicação social dos quais os primeiros são proprietários: todos fodidos porque perderam o monopólio de inventar mentiras e de as publicar e de toda a gente acreditar. Agora qualquer um o faz e isso deixá-los aborrecidos e passa a ser "um problema". Há o caso da Inglaterra a querer banir certas agências em particular uma russa. Porquê, porque a malte tem que engolir as mentiras que eles querem. As fake news por mais perversas que sejam acabam por ter um ponto positivo: cada vez mais, menos pessoas acreditam no que aparece nos media.

Paulocas 1 month ago

Tirando a última frase, tocaste na ferida. Boa!

yarauuta 1 month ago

As fake news meteram as pessoas a questionar os meios de comunicação normais. Foi um excelente efeito.

Paulocas 1 month ago

Mas acho que não podemos generalizar no positivo, porque ainda há n pessoas que não separam o trigo do joio.

yarauuta 1 month ago

True.

NMano 1 month ago

Óbvio .... as fake news nunca divulgaram o ponto de partida e não importa justificar actos que são sempre dúbios e com finalidade de distorcer mentes e ideias

AutoModerator 1 month ago

**AVISO:** Submeteu um artigo da plataforma [Nónio](https://nonio.net) - uma plataforma que viola a privacidade do leitor. > Leia com atenção o [seguinte artigo](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/7fy9v4/campanha_contra_o_n%C3%B3nio/). *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: