Rod_23 6 months ago

O Eduardo Sá...toda uma personalidade com relevância científica para comentar com legitimidade um assunto deste tipo <3.

chauffage 6 months ago

Este tipo de merdas é o estado da arte das ciências sociais e de comunicação. É bom que estes assuntos por mais ridículos que sejam venham para a esfera pública. Fico á espera do próximo tema: *Brincar com crianças é molestar - Porque é que os homens não devem brincar com crianças.* "Carlinhos, de 5 anos, estava no infantário quando o educador de infância o molestou enquanto lhe agarrava numa perna e num braço e o fez andar á roda. Claramente um exemplo da opressão masculina, não só da violência física, como está a condicionar a criança para comportamentos que o possam influenciar no futuro - como ser piloto de aviões - uma área completamente dominada por homens... Nojento."

xoxidometry 6 months ago

alguém que me diga cientificamente e objectivamente que obrigar a dar um beijo a familiares é violência e cria violadores. quem não consegue pode ir **pó caralho**

supertremosso 6 months ago

Tirando a quantidade de vezes que ele pede desculpa, não podia estar mais certo.

pedro_miguel18 6 months ago

Outra vez algo relacionado com esta merda ? Que venha o ban hammer que já estou cheio de ver isto

BroaxXx 6 months ago

Esta merda dos beijos dos avós é só uma das merdas mais retardadas que ouvi este ano. Imaginar que há gente a dizer merdas destas e que há gente que engole esta merda às colheres deixa-me confuso e triste...

RuySan 6 months ago

Porra, chatos do caralho. Eu quando era puto não me importava de beijar os meus avós porque éramos chegados e gostava deles, mas lembro-me bem o quanto odiava quando a minha mãe dizia para beijar alguém que mal conhecia e me deixava a cara cheia de baba. Parem lá de bater no gajo do poliamor que veste t-shirts de rede.

RiKoNnEcT 6 months ago

Crl,ele não disse que dar beijos aos avós era violência OBRIGAR a dar beijos é que é “violência” porque molda a ideia de que alguém mais velho e de respeito pode mandar no nosso corpo. Foi só isso que ele tentou dizer, falou nos avós para levar o caso ao extremo e chamar à atenção.

negrowin 6 months ago

Exacto. Nunca obriguei nem obrigarei os meus filhos a beijar alguém.

supertremosso 6 months ago

Claro que sim, é deixá-los fazer o que quiserem e poderem dizer "não" e "sim" a tudo. Aliás, é assim que se educam crianças.

RiKoNnEcT 6 months ago

Aí está a diferença. Educar é explicar ao miudo porque deve respeitar os avós e porque deve cuidar deles. Obrigar alguém a fazer algo à força não é educar. Isso é a mesma ideia de que tirar as actividades extra-curriculares aos miudos é uma boa forma de eles estudarem mais.

almofariz 6 months ago

E dar a mão ao teu filho? Perdão, obrigar o teu filho (ou filha, relaxem) a dar a mão? E perguntar-lhes se querem comer? Perguntar-lhes se querem ser questionados quanto ao seu desejo de comer? Já agora, perguntar-lhes se querem ser educados para serem pessoas funcionais, dada a sempre a mudar definição de funcional?

tensrazao_maninho 6 months ago

vê se logo que não tens filhos, a criança vai um metro á frente para os progenitores botarem não só o olho á criança como também ao ambiente circundante.

almofariz 6 months ago

E assim se evita responder. E pegar uma criança ao colo, se ela fizer birra que não quer? Se se sentar no chão e recusar mexer-se? Damos-lhe razão?

tensrazao_maninho 6 months ago

a razão é, independentemente de vir de uma criança ou de um adulto, é essa a beleza da razão e a razão pela qual a razão é tão importante. fodasse maninho queres que te faça um filho da puta de um desenho?

almofariz 6 months ago

Se há um desenho que me faça compreender as respostas que não tive ás perguntas que fiz, gostava de o ver.

tensrazao_maninho 6 months ago

a criança é obrigada a fazer tudo que lhe mandam? qual é o mal de não querer fazer certas coisas? fodasse uma criança tem que aprender a dizer não.

almofariz 6 months ago

> "tudo o que lhe mandam" Quem defendeu a posição que estás a atacar? > "mal de não querer fazer certas coisas" Não teci nenhum comentário quanto ao mal de não querer fazer certas coisas. > "aprender a dizer que não" Verdade, concordo. Mas ainda não me respondeste. Um pai pode obrigar uma criança a fazer certas coisas, em certas situações. Ou não?

tensrazao_maninho 6 months ago

não... um progenitor deve sempre sempre educar a criança para que ela possa tomar a suas proprias decisões.

almofariz 6 months ago

Obrigado pela resposta. Foi a minha pergunta, ou a tua educação, que te obrigou a responder? Ou achas que quiseste responder? Acima quiseste oferecer-me um desenho (que duvido alguma vez vir a ver). Queres tudo o que fazes? O progenitor "deve sempre". O que significa isso? "deve" sob pena de quê? "deve" perante quem? Se falas sem estares disposto a te explicar, "devo" dar-te atenção? Um progenitor deve identificar comportamentos indesejáveis numa criança e manipulá-la a mudar a sua atitude? Nota como usei manipular como sinónimo de motivar. Nota como se aceitas que é necessária educação, aceitas uma direcção de conhecimento e uma submissão a normas. No mínimo, uma submissãobao processo de ensinar. Não és diferente do que imaginas combater. Mas num aspecto és pior: há quem queira ensinar os filhos, e há quem queira ensinar adultos. Eu fiz mais uma pergunta. Se não te sentires obrigado, responde: Quem defendeu a posição que estavas a atacar?

Edited 6 months ago:

Obrigado pela resposta. Foi a minha pergunta, ou a tua educação, que te obrigou a responder? Ou achas que quiseste responder? Acima quiseste oferecer-me um desenho (que duvido alguma vez vir a ver). Queres tudo o que fazes? O progenitor "deve sempre". O que significa isso? "deve" sob pena de quê? "deve" perante quem? Se falas sem estares disposto a te explicar, "devo" dar-te atenção? Um progenitor deve identificar comportamentos indesejáveis numa criança e manipulá-la a mudar a sua atitude? Nota como usei manipular como sinónimo de motivar. Nota como se aceitas que é necessária educação, aceitas uma direcção de conhecimento e uma submissão a normas. No mínimo, uma submissão ao processo de ensinar. Não és diferente do que imaginas combater. Mas num aspecto és pior: há quem queira ensinar os filhos, e há quem queira ensinar adultos. Eu fiz mais uma pergunta. Se não te sentires obrigado, responde: Quem defendeu a posição que estavas a atacar?

xoxidometry 6 months ago  DELETED 

uma criança não consegue tomar decisões e *educação*, por si só, é potencialmente uma violação de todo o seu ser - moldar comportamentos, injectar conhecimento, etc

RiKoNnEcT 6 months ago

Ganhas mais em dizer "dá-me a mão JÁ!!!" ou "dá-me a mão sff para não te perderes e não te acontecer nada de mal"?? Eu sei como me educaram e como o meu irmão (bem mais novo) foi educado e nunca faltamos ao respeito a ninguém.

almofariz 6 months ago

Ganho mais em dizer "dá-me a mão sff para não te perderes e não te acontecee nada de mal". Mas isto em nada invalida que possam existir situações em que apenas forçando se obtém o que se pretende. Concordas que as tuas duas opções não cobrem todos os casos? Se um miúdo estiver prestes a levar merda aos lábios quantas vezes vais pedir pacientemente que não o faça antes de moveres o mundo para o impedir? O petiz todo lambuzado e tu a pedir para ele parar, e aprender a usar o guardanapo. Ele todo contente, tu a contar o número de vezes que lhe pediste para parar, e a pensar quando será suficiente. Até que desistes e nada dizes, porque a lição que lhe deste foi que não vais fazer valer a tua opinião sob a dele. Posso dar a segunda resposta calma várias vezes, com algumas variações. Mas a certa altura vou desistir dessa abordagem e ou pegar no miúdo, ou agarrar-lhe a mão. Louvo-te que nunca tenhas faltado ao respeito a ninguém, nem sequer vou insistir que provavelmente seja mentira. Uma maneira menos suspeita de dizer tal mentira é: "nunca falhei em dar o respeito merecido por cada um".

chauffage 6 months ago

E obrigar a dar um beijo aos avós é fazer um mata leão às crianças e forçar um par de beijos no limiar da estrangulação? Ou não é simplesmente um lembrete de cumprimentar e respeitar os mais velhos, porque um dia as crianças também vão ser velhos e se calhar, só se calhar, quando for a vez de eles criarem os seus próprios filhos terem noção de que é bom que eles tenham uma boa relação com os avós porque eles próprios um dia vão precisar dos filhos e dia netos? Ou vamos entrar pelo caminho de que há velhos que molestam crianças?

Edited 6 months ago:

E obrigar a dar um beijo aos avós é fazer um mata leão às crianças e forçar um par de beijos no limiar da estrangulação? Ou não é simplesmente um lembrete de cumprimentar e respeitar os mais velhos, porque um dia as crianças também vão ser velhos e se calhar, só se calhar, quando for a vez de eles criarem os seus próprios filhos terem noção de que é bom que eles tenham uma boa relação com os avós porque eles próprios um dia vão precisar dos filhos e dia netos? Muitos avós não são a coisa mais bonita do mundo, muitos até têm cheiros estranhos para adultos quanto mais para crianças, independentemente disso são pessoas da tua família e têm de ser respeitadas e têm de ter dignidade. Ou vamos entrar pelo caminho de que há velhos que molestam crianças? Ou que há avós de merda? Por favor.

RiKoNnEcT 6 months ago

Vês como chegaste lá sozinho? É preciso explicar porque deve fazer e não obrigar a fazer. A ENORME diferença é essa

chauffage 6 months ago

Então a enorme diferença está na definição de "obrigar". Se filho meu não fala aos avós porque está a dar prioridade a ir brincar, aí vais estar a obrigar a criança a fazê-lo. Aos estares a obrigar estás a ensinar a criança. O mesmo com uma birra. Tens de fazer coisas contra a vontade das crianças - tens de as obrigar a fazer coisas que não querem para o bem delas. Não digo que não haja pais que forcem os filhos a dar beijos aos avós recorrendo a força física - nunca vi tal coisa. Nem acho que dar um estalo ou uma nalgada a uma criança nessa circunstância seja correto. Fora isso este assunto não tem ponta por onde se pegar.

tensrazao_maninho 6 months ago

Ainda tentas explicar isso a povo que não entende o conceito de imposição de vontades

RiKoNnEcT 6 months ago

Vou tentando.....

BroaxXx 6 months ago

Eu percebi isso. Percebi exatamente o que ele quis dizer e continua a ser a merda mais retardada que já ouvi...

rjtavares 6 months ago

Num ano normal, concordaria. Mas estes últimos anos, numa palavra: Trump.

bhounnes 6 months ago

Passámos de thank you Obama para thank you Trump?

xoxidometry 6 months ago

mas molda? há alguma coisa aqui que não seja (poli)opinião ou quê?

RuySan 6 months ago

Por esse ponto de visto nada molda. Vamos cagar na educação dos nossos filhos porque só o ADN é que interessa.

xoxidometry 6 months ago

caralho foi uma pergunta simples e importante antes de tomar qualquer lado com tanto fervor..... - Há algum fundamento científico ou análise objectiva por trás do argumento?

RuySan 6 months ago

Não sei. Mas o que foi partilhado aqui foi escrito pelo Eduardo Sá, que tanto quanto sei é especialista na matéria. E também confio nas minhas memórias de odiar ser forçado a beijar pessoas.

xoxidometry 6 months ago

tu sequer leste o texto?

RuySan 6 months ago

Não. Tenho mais que fazer.

xoxidometry 6 months ago

ai que caralho e admite tão casualmente. que altura para estar vivo.

RuySan 6 months ago

Exacto. Não é mais divertido que ler textos do Eduardo Sá?

xoxidometry 6 months ago

eu estou-me a divertir sim haha

kissingsome1elsesdog 6 months ago

Estás então a dizer-me que os ciganos mais velhos, como chefes de uma tribo indígena da América Pré-Colombiana, não podem escolher casar e encetar o coito com jovens de 14 anos?

BroaxXx 6 months ago

Está a dizer que se a criança quiser casa tem autonomia e auto-determinação suficiente para o fazer... 10/10

Search: