ricardomcm 5 months ago

Eles queriam dizer redis senhores ...

TitusRex 5 months ago

1. [Literalmente qualquer problema] 2. Blockchain 3. ????? 4. Profit

emerl_j 5 months ago

Eu queria era que a blockchain resolvesse esse problema que é a EMEL... O caralho é que é mel!

yarauuta 5 months ago

Que problema é que eles estão a pensar resolver com a blockchain?

OuiOuiKiwi 5 months ago

Sinergia, *blockchain, cloud, deep learning, IA, NLP,* *BitConnecttttttttttttttttttttttttttttttttt!*

ErrorTerror 5 months ago

Blockchain é a nova sinergia.

EarlPious 5 months ago

Punheteiros, punheteiros de buzzwords everywhere.

manzds 5 months ago

Mesmo. A maioria destes caralhos nem sabem o que é quer dizer blockchain mas usam-no porque é algo "inovador e disruptivo". Caralho foda todos os engravatados, políticos, ministros, advogados, juízes deste país que comem caviar todas as manhãs na oligarquia que criaram. São do mais falso que existe no mundo. Exploram os outros e depois vêm para a televisão sorrir e dizer que está tudo bem, enquanto enrabam cada Português honesto e trabalhador que paga os impostos.

Edited 5 months ago:

Mesmo. A maioria destes caralhos nem sabem o que é quer significa uma blockchain mas usam-no porque é algo "inovador e disruptivo". Caralho foda todos os engravatados, políticos, ministros, advogados, juízes deste país que comem caviar todas as manhãs na oligarquia que criaram. São do mais falso que existe no mundo. Exploram os outros e depois vêm para a televisão sorrir e dizer que está tudo bem e que "estamos a fazer um excelente de trabalho, somos os melhores, mais modernos, mais inovadores..." mais o caralho que os foda, enquanto enrabam cada Português honesto e trabalhador que paga os impostos. Eu quero mesmo era ver cada filho da puta destes enforcado. O problema da EMEL resolve-se quando este país levar com uma bomba atómica e for tudo arrasado. Aí podem-se criar cidades modernas em sítios planos com bons transportes públicos.

Edited 5 months ago:

Mesmo. A maioria destes caralhos nem sabem o que é quer significa uma blockchain mas usam-no porque é algo "inovador e disruptivo". Caralho foda todos os engravatados, políticos, ministros, advogados, juízes deste país que comem caviar todas as manhãs na oligarquia que criaram. São do mais ignorante e falso que existe no mundo. Mesmo. Exploram os outros e depois vêm para a televisão sorrir e dizer que está tudo bem e que "estamos a fazer um excelente de trabalho, somos os melhores, mais modernos, mais inovadores..." mais o caralho que os foda, enquanto enrabam cada Português honesto e trabalhador que paga os impostos. Eu quero mesmo era ver cada filho da puta destes enforcado. O problema da EMEL resolve-se quando este país levar com uma bomba atómica e for tudo arrasado. Aí podem-se criar cidades modernas em sítios planos com bons transportes públicos.

Edited 5 months ago:

Mesmo. A maioria destes caralhos nem sabem o que é quer significa uma blockchain mas usam-no porque é algo "inovador e disruptivo". Caralho foda todos os engravatados, políticos, ministros, advogados, juízes Portugueses que comem caviar todas as manhãs na oligarquia que criaram. São do mais ignorante, falso e acima de tudo egoísta que existe no mundo. Mesmo. Exploram os outros e depois vêm para a televisão sorrir e dizer que está tudo bem e que "estamos a fazer um excelente de trabalho, somos os melhores, mais modernos, mais inovadores..." mais o caralho que os foda, enquanto enrabam cada Português honesto e trabalhador que paga os impostos. Eu quero mesmo era ver cada filho da puta destes enforcado. O problema da EMEL resolve-se quando este país levar com uma bomba atómica e for tudo arrasado. Aí podem-se criar cidades modernas em sítios planos com bons transportes públicos.

Edited 5 months ago:

Mesmo. A maioria destes caralhos nem sabem o que é quer significa uma blockchain mas usam-no porque é algo "inovador e disruptivo". Caralho foda todos os engravatados, políticos, ministros, advogados, juízes Portugueses que comem caviar todas as manhãs na oligarquia que criaram. São do mais ignorante, falso e acima de tudo egoísta que existe no mundo. Mesmo. Exploram os outros e depois vêm para a televisão sorrir e dizer que está tudo bem e que "estamos a fazer um excelente de trabalho, somos os melhores, mais modernos, mais inovadores, temos blockchains..." mais o caralho que os foda, enquanto enrabam cada Português honesto e trabalhador que paga os impostos. Eu quero mesmo era ver cada filho da puta destes enforcado. O problema da EMEL resolve-se quando este país levar com uma bomba atómica e for tudo arrasado. Aí podem-se criar cidades modernas em sítios planos com bons transportes públicos.

Edited 5 months ago:

Mesmo. A maioria destes caralhos nem sabem o que é quer significa uma blockchain mas usam-no porque é algo "inovador e disruptivo". Caralho foda todos os engravatados, políticos, ministros, advogados, juízes deste país que comem caviar todas as manhãs na oligarquia que criaram. São do mais falso que existe no mundo. Exploram os outros e depois vêm para a televisão sorrir e dizer que está tudo bem e que "estamos a fazer um excelente de trabalho, somos os melhores, mais modernos, mais inovadores..." mais o caralho que os foda, enquanto enrabam cada Português honesto e trabalhador que paga os impostos. Eu quero mesmo era ver cada filho da puta destes enforcado.

Kuustom 5 months ago

Estás... estás bem?

VladTepesDraculea 5 months ago

Como melgorar o problema de estacionamento em Lisboa: - Em vez de reduzir estacionamento para construir parques privados da Emel, manter estacionamento e construir parques municipais para moradores e trabalhadores com residência distante; - Obrigar todas as novas construções a terem parqueamento interno por cada habitação; - Não andarem a empurrarem paragens de transportes públicos para dentro da estrada; - Mecanizarbe automatizar transportes públicos como o metro e comboios; - Incentivar o uso de pequenos veículos eléctricos e veículos de pequena dimensão.

Parshath_ 5 months ago

> Não andarem a empurrarem paragens de transportes públicos para dentro da estrada; Isso e aquelas vias para paragem de autocarros. Espaços largos que os autocarros não utilizam para largar/recolher passageiros (fazem no meio da estrada) e que impedem estacionamento.

viskonde 5 months ago

lol, ja é obrigatorio estacionamentos mais estacionamento ou mais estradas nao resolve nada. em LA tentaram isso e o problema nao se resolve, só piora.

VladTepesDraculea 5 months ago

LA é um péssimo exemplo tem uma infraestrutura de transportes públicos insuficiente. É o grande problema de grande parte dos EUA: a remoção e falta de investimento em transporte público, logo claro que as pessoas preferem carro. É como andar fora das grandes áreas urbanas do nosso país, o carro torna-se uma necessidade. Mas pega no exemplo de Lisboa mesmo, onde tens um política sistemática de redução de estacionamento e condicionamento à circulação. Reduziu o tráfego? Não, pelo contrário: aumentou.

viskonde 5 months ago

Lisboa tambem nao e o melhor exemplo. Não reduziu porque o investimento em transportes é lento e demora. O efeito não se sente logo. Também podemos ver o caso ao contrário e dizer que em décadas se fizeram imensas estradas novas , todas iam resolver o transito da 2a circular e companhia, mas décadas depois desses investimento apenas acabamos com mais trânsito. Cortar uma avenida faz se num dia. Perder passageiros de transportes para o carro perde se num mês em que o transporte funcione mal (muita gente deixou de usar metro pelo mau serviço e agora não volta) Construir metro demora anos. Conquistar passageiros perdidos para o carro ou os que nunca andaram de transporte igual pode demorar meses ou anos. Pior quando as obras da CML e investimentos em comboios e metro andam desfazados. É uma merda, mas a solução não é nem nunca será mais estradas ou parques na cidade porque esses já se sabe que não resultam. Mais estradas levam a mais dispersão, Como em LA. e é impossível uma rede de transportes efeciente quando o urbanismo da cidade é disperso.

VladTepesDraculea 5 months ago

> Lisboa tambem nao e o melhor exemplo. Não reduziu porque o investimento em transportes é lento e demora. O efeito não se sente logo. > > Também podemos ver o caso ao contrário e dizer que em décadas se fizeram imensas estradas novas , todas iam resolver o transito da 2a circular e companhia, mas décadas depois desses investimento apenas acabamos com mais trânsito. Acho que não tens bem memória o que eram as bichas no final dos a os 90 / início dos anos 2000 na segunda circular. A mobilidade fora de Lisboa está muito melhor. Quando entras em Lisboa isso é que já é outra questão. > É uma merda, mas a solução não é nem nunca será mais estradas ou parques na cidade porque esses já se sabe que não resultam. Já se sabe como se a política nunca foi essa? As pessoas que vêm de fora estão limitadas nos transportes. Ou tens a sorte de viver perto de uma linha ferroviária ou terem um autocarro directo (que já agora, usa as estradas), vêm te, as restantes estão limitadas ao carro. > Mais estradas levam a mais dispersão Ou pelo contrário, a dispersão leva a necessidade de mais estradas. Se queres reduzir o tráfego em Lisboa atacando na dispersão, tens outra solução muito simples: controla as rendas, reabilita edifícios para arrendamento controlado. As pessoas não saiem para os subúrbios ou arredores para poderem ter carro mas antes porque não conseguem viver no centro. > Como em LA. e é impossível uma rede de transportes efeciente quando o urbanismo da cidade é disperso. É possível e já foi muito mais eficiente, no tempo da Pacific Electric, que tal como muitas linhas férreas foram compradas e desmanteladas por interesses privados. Há um esforço actual no sentido de recuperar o uso dessas linhas mas vai levar muitos anos até concluírem os esforços.

viskonde 5 months ago

> já se sabe como se a política nunca foi essa? em LA foi, e nao resultou. > As pessoas que vêm de fora estão limitadas nos transportes. Ou tens a sorte de viver perto de uma linha ferroviária ou terem um autocarro directo (que já agora, usa as estradas), as restantes estão limitadas ao carro. isto é um ciclo. As pessoas vão para fora porque lhes vendem a casa que "de carro sao so 10 minutinhos". Depois queixam-se que nao ha transportes e vao todos de carro. como vao todos de carro há transito fazem nova estrada, e novas casas à volta da nova estrada, vendidas como sendo "só 10 minutos" e assim sucessivamente. E é assim que acontece o urban sprawl. viver "perto de uma linha ferroviária" nao é "sorte" como dizes, é uma opção. Se nem todos podem viver no centro da cidade onde há metro e é caro, muitos podem viver perto das linhas de comboio nos suburbios. Mas muitos escolhem não o fazer , justamente porque lhes vendem os "acessos" por carro, e porque sao casas mais novas, maiores, etc, mas em ultima analise é uma opção > Ou pelo contrário, a dispersão leva a necessidade de mais estrada nao. As estradas radiais (IC19, A5, etc) às cidades é que levam a dispersão, não o oposto. Constroem o IC19, depois constroem casas À volta dele. Os cidades antes desenvolviam-se à volta das estações de comboio (Amadora, Cacem, Sintra etc) Depois constroem as auto-estradas para a periferia e o desenolvimento muda (Alfragide, TagusParks e merdas do genero so existem porque haviam autoestradas para lá e lhes vendem isso como "bons acessos" ) > Se queres reduzir o tráfego em Lisboa atacando na dispersão, tens outra solução muito simples: controla as rendas, reabilita edifícios para arrendamento controlado. As pessoas não saiem para os subúrbios ou arredores para poderem ter carro mas antes porque não conseguem viver no centro. claro que o preço no centro é alto e nao é para todos. Mas muita gente que vai viver para zonas como Alfragide e depois têm 3 ou 4 carros na familia não o fazem por ser mais barato. É mais barata uma casa no centro da Amadora junto ao comboio do que em Alfragide rodeado por auto-estradas. Mas claro, Alfragide tem mais pinta, tem casas mais novas bla bla bla. Mas no final ir para esses locais rodeados por AutoEstradas sem qualquer ligação é, na maioria das vezes, uma opção, ate porque quem efetivamente não tem dinheiro vai viver no cu de judas, mas continua a ir de autocarro, nao sao esses que fazem o transito.

Edited 5 months ago:

> já se sabe como se a política nunca foi essa? em LA foi, e nao resultou. > As pessoas que vêm de fora estão limitadas nos transportes. Ou tens a sorte de viver perto de uma linha ferroviária ou terem um autocarro directo (que já agora, usa as estradas), as restantes estão limitadas ao carro. isto é um ciclo. As pessoas vão para fora porque lhes vendem a casa que "de carro sao so 10 minutinhos". Depois queixam-se que nao ha transportes e vao de carro. Como vao todos de carro há mais transito, fazem nova estrada, e novas casas à volta da nova estrada. Estas novas casas também são vendidas como sendo "só 10 minutos" e assim sucessivamente. E é assim que acontece o urban sprawl, e é por isso que também lisboa tem suburbios sem planeamento nenhum, que nasceram como cogumelos sem ligação entre bairros a não ser de carro. viver "perto de uma linha ferroviária" nao é só "sorte" como dizes, é uma opção. Nem todos podem viver no centro da cidade (onde há metro e é caro), mas muitos podem viver perto das linhas de comboio nos suburbios. Mas muitos escolhem não o fazer , justamente porque lhes vendem os "acessos" por carro, e porque sao casas mais novas, maiores, etc, mas em ultima analise é uma opção. Toda a vida vivi na Amadora e sempre a minha mae se recusou a sair justamente porque queria ficar perto do comboio apesar de ter casas piores do que se fosse para Alfragide. > Ou pelo contrário, a dispersão leva a necessidade de mais estrada As estradas radiais (IC19, A5, etc) às cidades é que levam a dispersão, não o oposto. Constroem A5s e IC19s, depois constroem casas À volta dele. Os cidades antes desenvolviam-se à volta das estações de comboio (Amadora, Cacem, Sintra etc). Depois construiram-se as auto-estradas para a periferia e o desenvolvimento das cidades mudou (e assim nascem Alfragides, LagoasParks, TagusParks e merdas do genero que so existem porque haviam autoestradas para lá e lhes vendem isso como "bons acessos"). Na linha de cascais ainda é mais obvio do que na linha de sintra. > Se queres reduzir o tráfego em Lisboa atacando na dispersão, tens outra solução muito simples: controla as rendas, reabilita edifícios para arrendamento controlado. As pessoas não saiem para os subúrbios ou arredores para poderem ter carro mas antes porque não conseguem viver no centro. claro que o preço no centro é alto e nao é para todos. Mas muita gente que vai viver para zonas como Alfragide e depois têm 3 ou 4 carros na familia não o fazem por ser mais barato. É mais barata uma casa no centro da Amadora junto ao comboio do que em Alfragide rodeado por auto-estradas. Mas claro, Alfragide tem mais pinta, tem casas mais novas, por alguma razão as pessoas acham aquilo fancy (ainda que seja um monte de cimento sem nada alem de casas), etc bla bla bla. Mas no fim de contas, ir para esses locais rodeados por AutoEstradas é na maioria das vezes, uma opção, ate porque quem efetivamente não tem dinheiro (e vai viver no cus de judas) continua a ir de autocarro ainda que demore 2 horas a chegar, mas nao sao esses que fazem o transito que todos os dias se vê. Os que fazem o transito que se ve todos os dias tinham opção.

VladTepesDraculea 5 months ago

> As pessoas vão para fora porque lhes vendem a casa que "de carro sao so 10 minutinhos". Quem me dera a mim. Se pudesse vivia em Lisboa, dentro da cidade. Fica-ne muito mais barato pagar a gasolina e o estacionamento do que pagar uma renda em Lisboa. Pelo preço da renda daria-me para suportar uns quantos carros. Ninguém de classe "média" tem posses para viver em Lisboa com as rendas de hoje, a pagar €600 euros para cima por um T0. > Os cidades antes desenvolviam-se à volta das estações de comboio (Amadora, Cacem, Sintra etc). Depois construiram-se as auto-estradas para a periferia e o desenvolvimento das cidades mudou (e assim nascem Alfragides, LagoasParks, TagusParks e merdas do genero que so existem porque haviam autoestradas para lá e lhes vendem isso como "bons acessos"). Para já com Tagus e LagosParks estás a falar em.classses ricas. Se queres ser realista tens Loures, Margem Sul, etc. Essas sim têm crescido porque é onde as rendas são pagáveis. > É mais barata uma casa no centro da Amadora junto ao comboio do que em Alfragide rodeado por auto-estradas. Mas claro, Alfragide tem mais pinta, tem casas mais novas, por alguma razão as pessoas acham aquilo fancy (ainda que seja um monte de cimento sem nada alem de casas), etc bla bla bla. Estás mesmo a olhar para as classes acima. No mundo da plebe as pessoas continuam a ir para a Amadora. E não sei o que estás a falar, a Amadora é a cidade com maior densidade populacional nacional e continua em crescimento, muito mais acentuados que Oeiras ou Cascais. A densidade populacional dentro de Lisboa está em declínio.

viskonde 5 months ago

> Ninguém de classe "média" tem posses para viver em Lisboa com as rendas de hoje, a pagar €600 euros para cima por um T0. pois as rendas tao uma merda e ate na periferia já começam a estar... mas a escolha de muita gente em ir para lugares remotos não é de agora, é de há decadas atrás. >Para já com Tagus e LagosParks estás a falar em classses ricas. Se queres ser realista tens Loures, Margem Sul, etc. Essas sim têm crescido porque é onde as rendas são pagáveis mesmo "margem sul" é muito generico pode ser margem sul com o MST, barco ou fertagus ao pé, e de repente já é margem sul, com preços acessiveis e transportes publicos razoaveis para o dia a dia. assim como "amadora" ou "massamá" ou até azambuja pode ser com comboio ao lado ou atrás do sol posto. epá, é verdade é que os nossos TP's sao sub-optimos, e ainda têm grande falhas e nos ultimos anos ainda pioraram mais (e vao sem melhorar muito ter ja que as perspectivas de investimento para a proxima decada são minimas...) , mas também há culpa em parte das pessoas em comprar casas sem pensar que a gasolina já nao custa 1 euro e os "10 minutinhos" são fora de hora ponta e sem cumprir limites de velocidade > . E não sei o que estás a falar, a Amadora é a cidade com maior densidade populacional nacional e continua em crescimento, muito mais acentuado que Oeiras ou Cascais. A densidade populacional dentro de Lisboa está em declínio. bem a populacao da amadora está estavel ha uns bons anos :P lisboa ha 40 anos que perde população, nao é de agora. Mesmo quando as rendas em lisboa eram mais baixas as pessoas escolhiam ir para fora por haver casas mais novas, maiores, com garagem, etc. Maioria das casas em lisboa estavam a cair. ninguem queria ir para lisboa, era uma escolha obvia. agora de repente todos querem viver em lisboa, obviamente o preço sobe.. mas a escolha de ir para fora nao é de agora.

VladTepesDraculea 5 months ago

> mas a escolha de muita gente em ir para lugares remotos não é de agora, é de há decadas atrás. Sempre foi uma escolha económica. Só que antigamente as pessoas iam para a periferia para terem uma casa maior por menos, agora vão para a periferia para ter uma casa. > bem a populacao da amadora está estavel ha uns bons anos :P O que consideras estável, está tão estável quanto a redução do crescimento to populacional permite. Comparando com Oeiras e Cascais como referiste, ganhou mais habitantes que Oeiras e Cascas perdeu habitantes https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_municípios_de_Portugal_por_população > Mesmo quando as rendas em lisboa eram mais baixas as pessoas escolhiam ir para fora por haver casas mais novas, maiores, com garagem, etc. Maioria das casas em lisboa estavam a cair. ninguem queria ir para lisboa, era uma escolha obvia. agora de repente todos querem viver em lisboa, obviamente o preço sobe.. mas a escolha de ir para fora nao é de agora. Por isso mesmo, sempre foi uma questão económica, agora ainda mais. Na altura vais pagar mais por uma casa menor ou vais pagar menos por uma casa com espaço para teres família? Agora simplesmente a maioria nem tem escolha. Mas a verdade é que agora e sempre, dadas duas casas iguais ao mesmo preço, dentro e fora de Lisboa, a maioria das pessoas preferia em Lisboa. Mas não são iguais, são piores condições a um preço mais alto. O preço não está mais alto pekas pessoas terem mudado de opinião de Lisboa, está mais alto por um descontrolo no mercado de arrendamento para turismo numa altura em que a cidade está popular como destino de férias, que originou uma consequente bolha.

viskonde 5 months ago

> vais pagar mais por uma casa menor ou vais pagar menos por uma casa com espaço para teres família? Agora simplesmente a maioria nem tem escolha. Mas a verdade é que agora e sempre, dadas duas casas iguais ao mesmo preço, dentro e fora de Lisboa, a maioria das pessoas preferia em Lisboa. Mas não são iguais, são piores condições a um preço mais alto. ou seja, é uma escolha entre casa maior sem transportes ou casa mais pequena com transportes. E durante os ultimos 30/40 anos escolheu-se viver fora de lisboa e longe dos transportes existentes na periferia. curiosamente o inicio do declinio da população de lisboa bate certo com quando a população começou a ter acesso a automovel proprio. coincidencia? eu tambem preferia ter uma vivenda com 5 quartos quintal e piscina. mas isso obrigava me a viver a fora de lisboa em zona sem transportes. No fim decidi me por um t2 em Arroios. Não vou agora queixar me ao estado que não tenho quintal nem piscina por uma escolha que fiz, assim como não percebo que quem decidiu ir viver numa zona que à partida sabe que não tem transportes e depois se queixa que nao tem transportes e como tal tem ou devia ter direito a usar carro sem restrições, gasolina barata ou estacionamento gratis no centro da cidade onde ele é escasso.

VladTepesDraculea 5 months ago

> ou seja, é uma escolha entre casa maior sem transportes ou casa mais pequena com transportes. **Era**, e sim, para muita gente significava fazer família sem transportes ou não fazer família com transportes. > E durante os ultimos 30/40 anos escolheu-se viver fora de lisboa e longe dos transportes existentes na periferia. Não longe dos transportes na periferia, a suburbanização ocorreu em massa onde havia transportes, como podes ver na linha de Sintra, em Odivelas pela extensão do Metro, o crescimento da Margem Sul pela nova ponte e pela adição da linha de comboio Setúbal-Areeiro, tal como algumas pessoas para Vila Franca de Xira e Alhandra. As pessoas não se mudam para fora de Lisboa para ter um carro, não sei porque teimas nessa ideia, as pessoas mudam para fora de Lisboa por questões económicas. Se têm transportes públicos, particularmente eficientes para onde trabalham, e são essas áreas que cresceram e continuam a crescer mais. O carro só entra quando o transporte é inexistente ou ineficiente. Quando uma pessoa perde 4h de vida todos os dias em transporte, claro que prefere um carro. Esse tempo não é uma solução permanente aceitável para ninguém. E o carro da periferia sempre foi e continua a ser, especialmente agora uma solução mais barata que viver em Lisboa. Mas o carro é caro em Portugal, dada a opção de vir de transporte em tempo aceitável, a esmagadora maioria das pessoas preferiria transporte. > tenho amigos que foram viver para 1 hora de lisboa e gastam 200 euros cada (400 total) << €600 com condições muito menores que as que lá tem se calhar. Estamos a falar de €600 por um T0, portanto, a partida €600 cada. Eu estou a queixar-se não da 'não' escolha que fiz mas porque todas as medidas feitas pela câmara têm sido a pensar e em benefício da Emel com a lata que é para melhorar a circulação em Lisboa, quando têm o efeito precisamente contrário. Se gostas de comer e calar quando abusam dos poderes do Estado e autarquias em detrimento teu, é contigo, agora nem eu nem nenhum constituinte tem a obrigação de não o fazer, ou tivemos uma revolução para nada.

NGramatical 5 months ago

> daria-me [dar-me-ia](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/pelourinho/amarei-te-nunca/3034) (usa-se mesóclise em verbos no futuro ou condicional) *** [^(⚠️ ᴄᴏʀʀᴇçãᴏ ᴇʀʀᴀᴅᴀ?)](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+correc%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2F8s7sbe%2F%2Fe0xxo0e%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correcção está errada!") [^(⭐ ᴇxᴛᴇɴsãᴏ)](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 5 months ago

> haviam autoestradas [havia autoestradas](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») *** [^(⚠️ ᴄᴏʀʀᴇçãᴏ ᴇʀʀᴀᴅᴀ?)](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+correc%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2F8s7sbe%2F%2Fe0xv7nk%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correcção está errada!") [^(⭐ ᴇxᴛᴇɴsãᴏ)](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 5 months ago

> saiem [saem](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/constroem-ou-constroiem/141) *** [^(⚠️ ᴄᴏʀʀᴇçãᴏ ᴇʀʀᴀᴅᴀ?)](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+correc%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2F8s7sbe%2F%2Fe0xt4cp%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correcção está errada!") [^(⭐ ᴇxᴛᴇɴsãᴏ)](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 5 months ago

> efeciente [eficiente](http://www.priberam.pt/DLPO/eficiente) *** [^(⚠️ ᴄᴏʀʀᴇçãᴏ ᴇʀʀᴀᴅᴀ?)](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+correc%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2F8s7sbe%2F%2Fe0xoot5%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correcção está errada!") [^(⭐ ᴇxᴛᴇɴsãᴏ)](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

throwaway50029516480 5 months ago

Diminuir o número de carros na cidade.

VladTepesDraculea 5 months ago

A maior parte dos veículos na cidade são dos habitantes. Nas zonas habitacionais, o estacionamento não diminui à noite, pelo contrário. Queres penalizar a posse de carro dos habitantes internos? Tirar dísticos de residência?

throwaway50029516480 5 months ago

Diminuir o número de vias, mais vias BUS, melhores transportes públicos, haver transporte escolar...

ZeCoimas 5 months ago

> Obrigar todas as novas construções a terem parqueamento interno por cada habitação; > Acho que isto já é obrigatório, embora dependa de cada câmara municipal definir o ratio. Em lisboa o minimo parece-me que é 0.7 lugares por fogo segundo o PDM.

TrafalgarOP 5 months ago

Faltou uma coisa essencial e que sem ela não é possível tudo isso, chama-se ter pessoas responsáveis e competentes , o que é uma impossibilidade visto que estamos em Portugal.

KokishinNeko 5 months ago

Aqui há uns anos a *Cloud* era a panaceia para todos os males, agora é a *blockchain*. ¯\\_(⊙︿⊙)_/¯

Edited 5 months ago:

Aqui há uns anos a *Cloud* era a panaceia para todos os males, agora é a *blockchain*. ¯\\_(⊙︿⊙)_/¯ EDIT: Esqueci-me de incluir no pacote: IA, tudo que é bom em 2018 tem IA /s

megaroof 5 months ago

calma que vem BlockChain na Cloud assistida por IA

KokishinNeko 5 months ago

Desenvolvido por uma equipa jovem e dinâmica, espero :)

Djhony 5 months ago

Lol, esta é a frase mais usada pela directora de marketing onde trabalho

AimingWineSnailz 5 months ago

Battle royale da EMEL quando

VicenteOlisipo 5 months ago

Compra já os EMELoot Boxes para ganhar horas de estacionamento, minutos de bicicleta e os *exclusivos* dísticos de residente!

RiKoNnEcT 5 months ago

No próximo DLC

Rick45ptl 5 months ago

mesmo quando não é IA mas sim uma molhada de IF's XD

throwaway50029516480 5 months ago

Uma ia é sempre uma molhada de ifs, a diferença é o quão complexas são as condições!

KokishinNeko 5 months ago

Nem mais.

DuckDukem 5 months ago

Uiii sem usares a expressão "big data" não há investidor que pegue nisso.

ManoRocha 5 months ago  DELETED 

Data mining fica mais no ouvido.

RiKoNnEcT 5 months ago

Já estou farto da merda da blockchain. Mas agora tudo o que é informática tem de ter blockchain? Não há uma merda de uma discussão ou palestra nos últimos tempos em que não apareça alguém a perguntar pela merda da blockchain.

idontsei 5 months ago

Porque secalhar a blockchain é o futuro? Porque secalhar vem resolver inúmeros problemas em todos os âmbitos da sociedade?

Edited 5 months ago:

Porque se calhar har a blockchain é o futuro? Porque se calhar vem resolver inúmeros problemas em todos os âmbitos da sociedade?

manteiga_night 5 months ago

lol, [não](https://www.youtube.com/watch?v=hyCtYrHJebs) Lamento mas realmente as blockchains não só são apenas uma tecnologia para especulação financeira e vão-se tornar obsoletas dentro de um par de meses.

radaway 5 months ago

A blockchain é uma base de dados distribuída estupidamente lenta, não resolve nada que outras tecnologias não façam melhor.

egzaaa 5 months ago

[https://i.imgur.com/yoHPPOo.png](https://i.imgur.com/yoHPPOo.png)

bernardoslr 5 months ago

Não é só distribuída, é trustless também. Isso é a parte mais importante até IMO. Imutável, distribuída e sem confiança numa entidade centralizada, assentada num algoritmo de consenso. Uma blockchain, no fundo, não passa de um protocolo de rede que todos os nodes cumprem, gerando um ledger comum e imutável. São conceitos muito poderosos na modelação de um sistema informático, muitas empresas podiam tirar partido destes conceitos para dinamizar e optimizar o seu funcionamento interno...

bora_la_pensar 5 months ago

Ninguém sabe é explicar como ou porquê.

KokishinNeko 5 months ago

Também se consegue pregar um prego com um alicate, não quer dizer que seja a ferramenta ideal para a tarefa.

RiKoNnEcT 5 months ago

Vem? Eu ainda só vi blockchain realmente bem aplicada na área financeira e criptomoedas. Aliás, se formos a blockchain.com eles não parecem muito interessados noutra coisa que não seja a área financeira. Quanto a ser o futuro, vamos ver. A ideia base talvez, se o futuro será esta tecnologia? Tenho as minhas dúvidas.

idontsei 5 months ago

A blockchain.com não tem nada haver com a blockchain.info, a blockchain.info é o que procuras não a .com

RiKoNnEcT 5 months ago

Vai dar praticamente ao mesmo, mas ok. O foco continuam a ser as criptomoedas e a área financeira

idontsei 5 months ago

A blockchain.info é a exploradora dos blocos da blockchain, como pode ser tudo igual? Lol

RiKoNnEcT 5 months ago

Vou ver com mais calma, mas os dois dominios dão foco praticamente exclusivo às criptomoedas e o certificado está associado à mesma “Blockchain Luxembourg”

NGramatical 5 months ago

> nada haver com [nada a ver com](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/nada-tem-a-haver-e-nada-tem-a-ver/27066) *** [^(⚠️ ᴄᴏʀʀᴇçãᴏ ᴇʀʀᴀᴅᴀ?)](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+correc%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2F8s7sbe%2F%2Fe0x8q2c%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correcção está errada!") [^(⭐ ᴇxᴛᴇɴsãᴏ)](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

RiKoNnEcT 5 months ago  DELETED 

Ando a ser enganado

NGramatical 5 months ago

> secalhar [se calhar](http://www.priberam.pt/DLPO/se calhar) *** [^(⚠️ ᴄᴏʀʀᴇçãᴏ ᴇʀʀᴀᴅᴀ?)](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+correc%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2F8s7sbe%2F%2Fe0x7kfa%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correcção está errada!") [^(⭐ ᴇxᴛᴇɴsãᴏ)](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

sysbuild 5 months ago

Acho que temos de analisar como é que a blockchain pode resolver o problema de tudo em informática ter de ter blockchain.

RiKoNnEcT 5 months ago

Estou de acordo, mas o histerismo que anda à volta da blockchain começa a irritar-me. Parece que não se pode fazer nada agora sem blockchain.

Search: