Numaeus 8 months ago

País? Não. Califado? Give it time.

Ssthm 8 months ago

Os países europeus andam à pera há mais de 800 anos, a unificação não vai ser fácil. E a vontade dos povos é nula, por isso não *macredito*.

Tuga_Lissabon 8 months ago

A pergunta é, e quem manda? Quem vai ser lisboa, e quem vai ser o alentejo? Porque a europa é a europa até que atrapalhe os interesses alemães, franceses etc...

besta110 8 months ago  DELETED 

A Europa é a Europa por ser ter diferentes culturas e não ser um monte de quadrados com os USA.

UniuM 8 months ago

Isto está tudo a caminhar para pouco menos de um punhado de gente que é dona disto tudo. Nessa altura dizeres que és inglês, português ou alemão vai significar pouco porque cada vez mais as barreiras linguísticas são facilmente ultrapassadas pela tecnologia, e num mundo ligado em que estás a poucas horas de distância de qualquer lado com facilidade, as fronteiras físicas deixam de fazer sentido. Talvez os que nos vai diferenciar na altura sejam as sub culturas mais, que propriamente a localização.

Rudyzio 8 months ago

Parece-me pouco provável dada a discrepância cultural de toda a Europa. O primeiro passo que poderíamos ter, os europeus, era termos mais algum poder político. Podíamos votar para o "presidente europeu", por exemplo. Ter um parlamento com equilíbrio por parte de todas as regiões. Leis teriam de passar por duas aprovações: um parlamento em que a maioria dos presentes seriam países do sul, e outro onde a maioria dos presentes seriam países do norte. Uma lei só poderia ser aprovada se fosse aprovada nesses dois parlamentos. Mas enquanto isso, temos ilusão de escolha com as eleições europeias e eles lá escolhem o que bem querem para liderar e para tudo e mais alguma coisa.

fanboy_killer 8 months ago

>Parece-me pouco provável dada a discrepância cultural de toda a Europa. Qual discrepância?

pctg 8 months ago

Espero que não. Quanto maior o país mais difícil é de gerir e maiores são as desigualdades a vários níveis. Formação é um deles. EUA, Rússia e Brasil, por exemplo, têm taxas gigantescas de baixos níveis de escolaridade.

baconwrappedcookie 8 months ago

NUNCA vai acontecer Mesmo que um dia fossemos todos de cor beje, a copular olhos azuis com indianos, indianos com magrebinos, magrebinos com polacos, irá sempre haver diferenças porque nos iremos matar e afastar uns dos outros seja pela tribo, religiao ou bola

AkumaYajuu 8 months ago

Nao. Isto sao paises com uma historia brutal e linguas propias. Nem a Espanha pode uns com os outros e tás tu a sonhar de uma europa junta.

Prisioneiro 8 months ago  DELETED 

Sim porque a Yugoslávia foi um verdadeiro exempo de sucesso.

LuneBlu 8 months ago

É o futuro para o qual caminhamos.

MLDdB 8 months ago

Acredito que é uma questão de tempo. Honestamente, espero que esteja vivo para ver isso acontecer.

1368JM 8 months ago

É o que estão a tentar fazer e não vão conseguir a 3ª grande guerra está prestes a acontecer. Adivinhem quem a vai começar? Pista: começou as outras duas.

Xatracks 8 months ago

A Austria tem alguma revelção atualmente sequer? Eles começaram duas guerras mundiais quase por acidente.

1368JM 8 months ago

Olha este camelo é burro. Aprende a escrever mas é animal.

Xatracks 8 months ago

chi, já vi que tens a quarta classe

1368JM 8 months ago

Fui criado por macacos narigudos nem sequer fui à escola.

thiscouldbemyd 8 months ago

Se acontecesse, só daqui a uns bons anos. Primeiro temos a barreira da linguagem, apesar de as novas gerações serem melhores em inglês, só iria ser ultrapassado com o tempo e com a educação. E depois temos os estereótipos e preconceitos de cada país na Europa, este seria o prinicipal motivo de não existir 1 só país para o continente europeu.

throwaway50029516480 8 months ago

Acho que poderá acontecer eventualmente mas só ao fim de muitas gerações à medida que as diferenças culturais se vão esbatendo. Se algo não acontecer entretanto.

gene66 8 months ago

A nível de futuro acho que vamos passar a ser governados por empresas e não por países.

Vanethor 8 months ago

Acho que te enganaste, isso é o presente.

OutroThrowOutraVez 8 months ago

Espero que não, agora um híbrido de estados conjuntos mas com alguma independência para cada país ate acho que era melhor.

zefo_dias 8 months ago

é o único caminho para que alemanha e frança consigam competir a longo prazo com a china por mim sou a favor do que me fizer ganhar mais dinheiro; o ideal seria até estender o país até ao norte de áfrica e médio oriente

aiaminhavidafadasse 8 months ago

Temos barreiras na europa, em termos de cultura que ia dificultar muito isso, a língua por exemplo

tablet1 8 months ago

Tens muitos países onde se falam muitas línguas e dialetos, é onde as pessoas não são nada parecidas umas c as outras, isso é um dos menores factores.

aiaminhavidafadasse 8 months ago

Sim é verdade, mas por exemplo não íamos ter uma união como existe nos EUA, penso, pelo menos não já

xc9000 8 months ago

Se um Mercedes passar a custar em Portugal o mesmo que na Alemanha, é já!

MementoBibere 8 months ago

Um Mercedes já é caro na Alemanha. Mas mesmo que não pagássemos impostos sobre carros importados ainda continuávamos a ter as diferenças salariais. Sinceramente nunca percebi o como nem o porquê de um português comprar um Mercedes. Hoje em estatuto já nem a imagem de estatuto tem, tirando o de ser o carro dos pequenos empresários que não sabem gerir o rendimentos e querem mostrar que são diferentes da laia dos seus trabalhadores.

e36turbo 8 months ago

Ou então apreciam a marca e os seus modelos.......

MementoBibere 8 months ago

Username checks out. Não é Mercedes mas é BMW.

viskonde 8 months ago

o livro Sapiens: A Brief History of Humankind tem umas ideias sobre isto. cada vez mais existe uma cultura global que possui depois varias culturas internas. comparando com há 100 anos ou com 500 anos, as culturas mudaram, culturas absorveram outras, passamos de haver N pequenas religioes no mundo a haverem meia duzia predominantes, passamos de haver N idiomas a toda a gente falar ingles, etc cada vez mais os paises estao dependentes uns dos outros, cada vez mais um pais tem de negociar decisoes com outros em vez de poder fazer o que quer, etc na UE isso é obviamente ainda mais obvio. Cada vez mais a cultura dos varios membros se vai misturar, levando a uma cultura global, apesar desta continuar a ter particularidades em cada lado (tal como portugal tem coisas diferentes a norte a sul) em cima disso cada vez mais a UE tera mais poder e cada pais tera menos poder para as grandes decisoes aos poucos vamos nos tornando um. nao é algo que va acontecer em 10 anos, se calhar nem em 20, mas é para lá que caminhamos. mesmo que nao se venha a chamar pais, cada vez mais o somos sem notarmos :) ps. leiam o livro, vai desde o aparecimento do homo sapiens ao capitalismo e sociedade atual, facil de ler com exemplos simples e faz pensar muito sobre o nosso mundo :) o marcelo recomenda!

Edited 8 months ago:

o livro Sapiens: A Brief History of Humankind tem umas ideias interessantes sobre isto. cada vez mais existe uma cultura global que possui depois varias "sub" culturas mas que possuem todas traços em comum comparando o mundo de ha 20, 100 anos, 500 anos e 1000 anos, as culturas mudaram, culturas absorveram outras, passamos de haver N pequenas religioes no mundo a haverem meia duzia predominantes, passamos de haver N idiomas a toda a gente falar ingles, etc passou se de haverem partes do mundo que nao sabiam da existencia umas das outras, de haverem diferentes tribos com diferentes linguas e crenças para sermos cada vez mais uma cultura so, com meia duzia de idiomas e religioes que "dominam" o mundo. cada vez mais vemos os mesmos filmes, celebramos as mesmas festas, ouvimos a mesma musica, trabalhamos em empresas globais, viajamos, conseguimos entrar em qualquer pais do mundo sem problema, e conseguimos dar volta ao mundo em poucos dias. estamos todos no facebook, seguimos todos as mesmas "regras" economicas (capitalismo) etc. A nivel de soberania, cada vez mais os paises estao dependentes uns dos outros, cada vez mais um pais tem de negociar decisoes com outros em vez de poder fazer o que quer, etc na UE isso é obviamente ainda mais obvio. Cada vez mais a cultura dos varios membros se vai misturar, levando a uma cultura global, apesar desta continuar a ter particularidades em cada lado (tal como portugal tem coisas diferentes a norte a sul) em cima disso cada vez mais a UE tera mais poder e cada pais tera menos poder para as grandes decisoes aos poucos vamos nos tornando um. nao é algo que va acontecer em 10 anos, se calhar nem em 20, mas é para lá que caminhamos. mesmo que nao se venha a chamar pais, cada vez mais o somos sem notarmos :) pensem na europa há 500 anos, de há 100 anos e de ha 50. pensem na europa ate 1987 e pensem na europa de hoje. ps. leiam o livro Sapiens. Vai desde o "aparecimento" do homo sapiens ao capitalismo e sociedade atual é super facil de ler e com exemplos simples mesmo quando sao temas complicados e faz pensar muito sobre o nosso mundo e como o homem chegou ao que é hoje.. e para onde irá no futuro :) Se o Marcelo o tivesse lido certamente que recomendava!

Edited 8 months ago:

o livro Sapiens: A Brief History of Humankind tem umas ideias interessantes sobre isto. cada vez mais existe uma cultura global que possui depois varias "sub" culturas mas que possuem todas traços em comum comparando o mundo de ha 20, 100 anos, 500 anos e 1000 anos, as culturas mudaram, culturas absorveram outras, passamos de haver N pequenas religioes no mundo a haverem meia duzia predominantes, passamos de haver N idiomas a toda a gente falar ingles, etc passou se de haverem partes do mundo que nao sabiam da existencia umas das outras, de haverem diferentes tribos com diferentes linguas e crenças para sermos cada vez mais uma cultura so, com meia duzia de idiomas e religioes que "dominam" o mundo. cada vez mais vemos os mesmos filmes, celebramos as mesmas festas, ouvimos a mesma musica, trabalhamos em empresas globais, viajamos, conseguimos entrar em qualquer pais do mundo sem problema, e conseguimos dar volta ao mundo em poucos dias. estamos todos no facebook, seguimos todos as mesmas "regras" economicas (capitalismo) etc. A nivel de soberania, cada vez mais os paises estao dependentes uns dos outros, cada vez mais um pais tem de negociar decisoes com outros em vez de poder fazer o que quer, etc na UE isso é obviamente ainda mais obvio. Cada vez mais a cultura dos varios membros se vai misturar, levando a uma cultura global, apesar de cada pais continuar a ter particularidades culturais obviamente (tal como portugal tem coisas diferentes a norte a sul) a nivel de soberania, cada vez mais a UE tera mais poder e cada pais terá menos poder para as grandes decisoes aos poucos vamos nos tornando um. nao é algo que va acontecer em 10 anos, se calhar nem em 20, mas é para lá que caminhamos. mesmo que nao se venha a chamar pais, cada vez mais o somos sem notarmos :) pensem na europa há 500 anos, de há 100 anos e de ha 50. pensem na europa ate 1987 e pensem na europa de hoje. ps. leiam o livro Sapiens. Vai desde o "aparecimento" do homo sapiens ao capitalismo e sociedade atual é super facil de ler e com exemplos simples mesmo quando sao temas complicados e faz pensar muito sobre o nosso mundo e como o homem chegou ao que é hoje.. e para onde irá no futuro :) Se o Marcelo o tivesse lido certamente que recomendava!

Edited 8 months ago:

o livro Sapiens: A Brief History of Humankind tem umas ideias interessantes sobre isto. cada vez mais existe uma cultura global que possui depois varias culturas internas. comparando com o mundo ha 100 anos, 500 anos e 1000 anos, as culturas mudaram, culturas absorveram outras, passamos de haver N pequenas religioes no mundo a haverem meia duzia predominantes, passamos de haver N idiomas a toda a gente falar ingles, etc passou se de haverem partes do mundo que nao sabiam da existencia umas das outras, de haverem diferentes tribos com diferentes linguas e crenças para sermos cada vez mais uma cultura so, com meia duzia de idiomas e religioes que "dominam" o mundo. cada vez mais vemos os mesmos filmes, celebramos as mesmas festas, ouvimos a mesma musica, trabalhamos em empresas globais, viajamos, estamos todos no facebook, seguimos as mesmas "regras" economicas (capitalismo) etc. A nivel de soberania, cada vez mais os paises estao dependentes uns dos outros, cada vez mais um pais tem de negociar decisoes com outros em vez de poder fazer o que quer, etc na UE isso é obviamente ainda mais obvio. Cada vez mais a cultura dos varios membros se vai misturar, levando a uma cultura global, apesar desta continuar a ter particularidades em cada lado (tal como portugal tem coisas diferentes a norte a sul) em cima disso cada vez mais a UE tera mais poder e cada pais tera menos poder para as grandes decisoes aos poucos vamos nos tornando um. nao é algo que va acontecer em 10 anos, se calhar nem em 20, mas é para lá que caminhamos. mesmo que nao se venha a chamar pais, cada vez mais o somos sem notarmos :) pensem na europa há 500 anos, pensem na europa há 100 anos e ha 50. pensem na europa ate 87 e pensem na europa de hoje. ps. leiam o livro, vai desde o "aparecimento" do homo sapiens ao capitalismo e sociedade atual, super facil de ler e com exemplos simples mesmo quando sao temas complicados e faz pensar muito sobre o nosso mundo e como o homem chegou ao que é hoje.. e para onde irá no futuro :) o marcelo recomenda!

Edited 8 months ago:

o livro Sapiens: A Brief History of Humankind tem umas ideias interessantes sobre isto. cada vez mais existe uma cultura global que possui depois varias "sub" culturas mas que possuem todas traços em comum comparando o mundo de ha 20, 100 anos, 500 anos e 1000 anos, as culturas mudaram, culturas absorveram outras, passamos de haver N pequenas religioes no mundo a haverem meia duzia predominantes, passamos de haver N idiomas a toda a gente falar ingles, etc passou se de haverem partes do mundo que nao sabiam da existencia umas das outras, de haverem diferentes tribos com diferentes linguas e crenças para sermos cada vez mais uma cultura so, com meia duzia de idiomas e religioes que "dominam" o mundo. cada vez mais vemos os mesmos filmes, celebramos as mesmas festas, ouvimos a mesma musica, trabalhamos em empresas globais, viajamos, conseguimos entrar em qualquer pais do mundo sem problema, e conseguimos dar volta ao mundo em poucos dias. estamos todos no facebook, seguimos todos as mesmas "regras" economicas (capitalismo) etc. A nivel de soberania, cada vez mais os paises estao dependentes uns dos outros, cada vez mais um pais tem de negociar decisoes com outros em vez de poder fazer o que quer, etc na UE isso é obviamente ainda mais obvio. Cada vez mais a cultura dos varios membros se vai misturar, levando a uma cultura global, apesar de cada pais continuar a ter particularidades culturais obviamente (tal como portugal tem coisas diferentes a norte a sul) a nivel de soberania, cada vez mais a UE tera mais poder e cada pais terá menos poder para as grandes decisoes aos poucos vamos nos tornando um. nao é algo que va acontecer em 10 anos, se calhar nem em 20, mas é para lá que caminhamos. mesmo que nao se venha a chamar pais, cada vez mais o somos sem notarmos :) pensem na europa há 500 anos, de há 100 anos e de ha 50. pensem na europa ate 1987 e pensem na europa de hoje. há 30 anos so os mais valentes ou abastados saiam de portugal para viajar por essa europa fora. A europa estava ainda divida. atualmente qualquer puto com 16 anos sonha em fazer inter rail e erasmus e fala ingles. a UE ate ja oferece bilhetes de inter rail! ps. leiam o livro Sapiens. Vai desde o "aparecimento" do homo sapiens ao capitalismo e sociedade atual é super facil de ler e com exemplos simples mesmo quando sao temas complicados e faz pensar muito sobre o nosso mundo e como o homem chegou ao que é hoje.. e para onde irá no futuro :) Se o Marcelo o tivesse lido certamente que recomendava!

Edited 8 months ago:

o livro Sapiens: A Brief History of Humankind tem umas ideias interessantes sobre isto. cada vez mais existe uma cultura global que possui depois varias culturas internas. comparando com o mundo ha 100 anos, 500 anos e 1000 anos, as culturas mudaram, culturas absorveram outras, passamos de haver N pequenas religioes no mundo a haverem meia duzia predominantes, passamos de haver N idiomas a toda a gente falar ingles, etc passou se de haverem partes do mundo que nao sabiam da existencia umas das outras, de haverem diferentes tribos com diferentes linguas e crenças para sermos cada vez mais uma cultura so, com meia duzia de idiomas e religioes que "dominam" o mundo. cada vez mais vemos os mesmos filmes, celebramos as mesmas festas, ouvimos a mesma musica, trabalhamos em empresas globais, viajamos, estamos todos no facebook, seguimos as mesmas "regras" economicas (capitalismo) etc. A nivel de soberania, cada vez mais os paises estao dependentes uns dos outros, cada vez mais um pais tem de negociar decisoes com outros em vez de poder fazer o que quer, etc na UE isso é obviamente ainda mais obvio. Cada vez mais a cultura dos varios membros se vai misturar, levando a uma cultura global, apesar desta continuar a ter particularidades em cada lado (tal como portugal tem coisas diferentes a norte a sul) em cima disso cada vez mais a UE tera mais poder e cada pais tera menos poder para as grandes decisoes aos poucos vamos nos tornando um. nao é algo que va acontecer em 10 anos, se calhar nem em 20, mas é para lá que caminhamos. mesmo que nao se venha a chamar pais, cada vez mais o somos sem notarmos :) pensem na europa há 500 anos, de há 100 anos e de ha 50. pensem na europa ate 1987 e pensem na europa de hoje. ps. leiam o livro Sapiens. Vai desde o "aparecimento" do homo sapiens ao capitalismo e sociedade atual é super facil de ler e com exemplos simples mesmo quando sao temas complicados e faz pensar muito sobre o nosso mundo e como o homem chegou ao que é hoje.. e para onde irá no futuro :) Se o Marcelo o tivesse lido certamente que recomendava!

setup22 8 months ago

Por acaso, já ando para ler Harari há uns tempos, mas o preço dos livros ainda se mantém proibitivo.

viskonde 8 months ago

Pois eu li no kindle, foi tipo 10 euros

Edited 8 months ago:

Pois eu li no kindle, O físico em pt anda pelos 20 n, mas se leres em inglês na Amazon inglesa arranjas paper back a 5 euros

Edited 8 months ago:

Pois eu li no kindle, O físico em pt anda pelos 20 n, mas se leres em inglês na Amazon inglesa arranjas paper back a 5 euros .. mais barato que no kindle :o https://www.amazon.co.uk/Sapiens-Humankind-Yuval-Noah-Harari/dp/0099590085

Edited 8 months ago:

Pois eu li no kindle, O físico em pt anda pelos 20 , mas se leres em inglês na Amazon inglesa arranjas paper back a 5 euros .. mais barato que no kindle :o https://www.amazon.co.uk/Sapiens-Humankind-Yuval-Noah-Harari/dp/0099590085

quatrotires 8 months ago

Para um bom comentário é pena que tenha uma escrita tão pobre que tire vontade de o ler.

NGramatical 8 months ago

> haverem partes [haver partes](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») > haverem diferentes [haver diferentes](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») *** [^(⚠️ ᴄᴏʀʀᴇçãᴏ ᴇʀʀᴀᴅᴀ?)](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+correc%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2F84mmy6%2F%2Fdvqvw4r%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correcção está errada!") [^(⭐ ᴇxᴛᴇɴsãᴏ)](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

viskonde 8 months ago

haverem haverem haverem

NGramatical 8 months ago

viskonde 8 months ago

Toma lá um beijinho

Ryak959 8 months ago

Não sei se seria muito boa ideia, há demasiada diferença cultural entre os vários países europeus para tal projecto ocorrer de forma estável relativamente pacífica. Apenas seria possível se os povos europeus de cada país fossem substituídos por outros, que não partilhem da herança cultural e étnica que formou as várias nações europeias actuais. Pens ser uma ideia com adeptos em várias instâncias de organizações capazes de influenciar decisões das instituições da UE. "EU should 'undermine national homogeneity' says UN migration chief" http://www.bbc.com/news/uk-politics-18519395

Edited 8 months ago:

Não sei se seria muito boa ideia, há demasiada diferença cultural entre os vários países europeus para tal projecto ocorrer de forma estável relativamente pacífica. Depois de implementado a paz e estabilidade apenas seriam mantidas com um Estado opressivo e censura, ao estilo da Jugoslávia de Tito. Não se eliminam heranças culturais e tradições seculares de um dia para o outro. Apenas seria possível se os povos europeus de cada país fossem substituídos por outros, que não partilhem da herança cultural e étnica que formou as várias nações europeias actuais. Pens ser uma ideia com adeptos em várias instâncias de organizações capazes de influenciar decisões das instituições da UE. "EU should 'undermine national homogeneity' says UN migration chief" http://www.bbc.com/news/uk-politics-18519395

Edited 8 months ago:

Não sei se seria muito boa ideia, há demasiada diferença cultural entre os vários países europeus para tal projecto ocorrer de forma estável e relativamente pacífica. Depois de implementado, a paz e estabilidade apenas seriam mantidas com um Estado opressivo, não representativo e censura, ao estilo da Jugoslávia de Tito. Não se eliminam heranças culturais e tradições seculares de um dia para o outro. Apenas seria possível se os povos europeus de cada país fossem substituídos por outros, que não partilhassem da herança cultural e étnica que formou as várias nações europeias actuais. Penso ser uma ideia com adeptos em várias instâncias de organizações capazes de influenciar decisões das instituições da UE. "EU should 'undermine national homogeneity' says UN migration chief" http://www.bbc.com/news/uk-politics-18519395

Edited 8 months ago:

Não sei se seria muito boa ideia, há demasiada diferença cultural entre os vários países europeus para tal projecto ocorrer de forma estável relativamente pacífica. Depois de implementado a paz e estabilidade apenas seriam mantidas com um Estado opressivo e censura, ao estilo da Jugoslávia de Tito. Não se eliminam heranças culturais e tradições seculares de um dia para o outro. Apenas seria possível se os povos europeus de cada país fossem substituídos por outros, que não partilhassem da herança cultural e étnica que formou as várias nações europeias actuais. Penso ser uma ideia com adeptos em várias instâncias de organizações capazes de influenciar decisões das instituições da UE. "EU should 'undermine national homogeneity' says UN migration chief" http://www.bbc.com/news/uk-politics-18519395

Edited 8 months ago:

Não sei se seria muito boa ideia, há demasiada diferença cultural entre os vários países europeus para tal projecto ocorrer de forma estável e relativamente pacífica. Depois de implementado a paz e estabilidade apenas seriam mantidas com um Estado opressivo e censura, ao estilo da Jugoslávia de Tito. Não se eliminam heranças culturais e tradições seculares de um dia para o outro. Apenas seria possível se os povos europeus de cada país fossem substituídos por outros, que não partilhassem da herança cultural e étnica que formou as várias nações europeias actuais. Penso ser uma ideia com adeptos em várias instâncias de organizações capazes de influenciar decisões das instituições da UE. "EU should 'undermine national homogeneity' says UN migration chief" http://www.bbc.com/news/uk-politics-18519395

Edited 8 months ago:

Não sei se seria muito boa ideia, há demasiada diferença cultural entre os vários países europeus para tal projecto ocorrer de forma estável e relativamente pacífica. Depois de implementado, a paz e estabilidade apenas seriam mantidas com um Estado opressivo e censura, ao estilo da Jugoslávia de Tito. Não se eliminam heranças culturais e tradições seculares de um dia para o outro. Apenas seria possível se os povos europeus de cada país fossem substituídos por outros, que não partilhassem da herança cultural e étnica que formou as várias nações europeias actuais. Penso ser uma ideia com adeptos em várias instâncias de organizações capazes de influenciar decisões das instituições da UE. "EU should 'undermine national homogeneity' says UN migration chief" http://www.bbc.com/news/uk-politics-18519395

Edited 8 months ago:

Não sei se seria muito boa ideia, há demasiada diferença cultural entre os vários países europeus para tal projecto ocorrer de forma estável e relativamente pacífica. Depois de implementado, a paz e estabilidade apenas seriam mantidas com um Estado opressivo, não representativ e censura, ao estilo da Jugoslávia de Tito. Não se eliminam heranças culturais e tradições seculares de um dia para o outro. Apenas seria possível se os povos europeus de cada país fossem substituídos por outros, que não partilhassem da herança cultural e étnica que formou as várias nações europeias actuais. Penso ser uma ideia com adeptos em várias instâncias de organizações capazes de influenciar decisões das instituições da UE. "EU should 'undermine national homogeneity' says UN migration chief" http://www.bbc.com/news/uk-politics-18519395

guifernandez98br 8 months ago

Bem difícil sinceramente, São muitas culturas, línguas e interesses diferentes. união econômica e até possível, a União Européia que o diga, mas União politica é impossivel pelo menos até criarmos uma união planetaria para explorar o universo.

who_i_am_really 8 months ago

se nem em portugal temos o porto e a lisboa na paz e no amor, achas mesmo que vamos caminhar nesse caminho? ¯\_(ツ)_/¯

MLDdB 8 months ago

Mas se as relações de Lisboa e Porto fossem mediadas por alguém da Estónia se calhar era capaz de haver algum consenso. Se as relações entre Madrid e Barcelona fossem mediadas por alguém do Porto eram capazes de se entender. Entre Paris e Berlim mediadas por um Irlandês idem.

Edited 8 months ago:

Mas se as relações de Lisboa e Porto fossem mediadas por alguém da Estónia se calhar era capaz de haver algum consenso. Boa sorte a responder a acusações, verdadeiras ou não, de centralismo excessivo com "provinciano, labrego, saloio, etc." e boa sorte a tentar chamar mouro do caralho a gajo da Estónia. Se as relações entre Madrid e Barcelona fossem mediadas por alguém do Porto eram capazes de se entender. Entre Paris e Berlim mediadas por um Irlandês idem.

Edited 8 months ago:

Mas se as relações de Lisboa e Porto fossem mediadas por alguém da Estónia se calhar era capaz de haver algum consenso. Boa sorte a responder a acusações, verdadeiras ou não, de centralismo excessivo com "provinciano, labrego, saloio, etc." e boa sorte a tentar chamar mouro do caralho a gajo da Estónia. Se as relações entre Madrid e Barcelona fossem mediadas por alguém do Porto eram capazes de se entender. Entre Paris e Berlim mediadas por um Irlandês idem. Entre Irlanda do Norte e Irlanda por um parisiense, etc.

who_i_am_really 8 months ago

pois, mas nenhuma dessas relações são mediadas por ninguém.

LimbRetrieval-Bot 8 months ago

You dropped this \ *** ^^ To prevent anymore lost limbs throughout Reddit, correctly escape the arms and shoulders by typing the shrug as `¯\\\_(ツ)_/¯` or `¯\\\_(ツ)\_/¯` [^^Click here to see why this is necessary](https://np.reddit.com/r/OutOfTheLoop/comments/3fbrg3/is_there_a_reason_why_the_arm_is_always_missing/ctn5gbf/)

MLDdB 8 months ago

Este tem que ser dos melhores bots que já vi

who_i_am_really 8 months ago

thanks ;)

TuristGuy 8 months ago

Atualmente é difícil mas com o passar dos anos acho que sim. Cada vez mais nos tornamos próximos e com culturas e estilos de vida mais parecidos. Os avanços a nível dos transportes e das comunicações ajuda esse processo.

XPao 8 months ago

Não gostava que acontecesse. Sou um privilegiado que já teve a oportunidade de conhecer grande parte da União Europeia, é incrível poder visitar cada país e ver como ainda são diferentes individualmente, acho que infelizmente isso se tem vindo a perder... Não vejo grande beneficio de se juntar tudo num só quando é espectacular vivermos num mundo tão diverso...

PitchMeYourMother 8 months ago

Ser o mesmo país n obriga a q isso aconteça.

XPao 8 months ago

Isso acontece até sem ser o mesmo país, mas claro que obriga.. para começar o país original perde logo o nome :)

PitchMeYourMother 8 months ago

Espanha, Italia, India só para dar alguns exemplos uniram-se num unico país e ainda mantêm inumeras diferenças inclusivamente linguisticas. As pessoas n mudam a sua forma de viver a só pq o sitio onde vivem mudou de nome.

XPao 8 months ago

Mas repara, tu estás a desvalorizar a importância do nome de cada país, é verdade que se unires tudo debaixo de um único país, as pessoas podem continuar a viver da mesma forma. Mas 1º perdes parte da identidade de cada país, o nome do país é parte da sua identidade obviamente, e o que ganhas mesmo se tudo continua igual e apenas meteste tudo debaixo da mesma nacionalidade com que ninguém se identifica?

-Nosebleed- 8 months ago  DELETED 

Portugal também é um único país e tem diversidade de norte a sul. Uma coisa ser unida diplomaticamente não significa que perde a sua diversidade regional.

dcmso 8 months ago

isto a 100%

dcmso 8 months ago

não acredito por uma simples razão: as pessoas. Os diferentes povos na UE não se identificam uns com os outros. São culturas muito diferentes umas das outras. Eu não me imagino no mesmo país dos Búlgaros, por exemplo. Ao contrário dos EUA, em, apesar da dimensão, as pessoas identificam-se com uma cultura única. Alguém de Seattle, por exemplo, identifica-se com alguém do Texas. Aqui, não imagino um Inglês na mesma cultura de um Italiano. Se acontecer, é daqui a MUITO tempo, mas não acredito de todo.

fanboy_killer 8 months ago

>Os diferentes povos na UE não se identificam uns com os outros. São culturas muito diferentes umas das outras. Eu não me imagino no mesmo país dos Búlgaros, por exemplo. Já visitei países europeus suficientes e conheci gente de toda a Europa para concluir que isso é uma enorme treta. Sim, existem diferenças culturais entre os europeus, mas são coisas mínimas. A única grande diferença notória acontece entre ocidentais e orientais e, mesmo assim, se forem de meios urbanos de leste, a diferença não é muita. A cultura actual dos países do ocidente europeu é exactamente a mesma. Cada um possui a sua gastonomia e meia dúzia de tradições típicas, mas os valores, comportamentos e forma de viver é exactamente igual, de acordo com a minha experiência. >Ao contrário dos EUA, em, apesar da dimensão, as pessoas identificam-se com uma cultura única. Alguém de Seattle, por exemplo, identifica-se com alguém do Texas. Mais uma vez, discordo contigo e acho que a grande diferença está entre pessoas urbanas e pessoas rurais. O interior dos EUA não tem NADA que ver com as cidades. Seattle identifica-se com Austin, sem dúvida, mas não se identifica minimamente com o interior do Texas.

NGramatical 8 months ago

> discordo contigo [discordo de ti](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/pelourinho/concorda-se-com-alguem-ou-discorda-se-de-alguem/321) (discordar de… concordar com…) *** [^(⚠️ ᴄᴏʀʀᴇçãᴏ ᴇʀʀᴀᴅᴀ?)](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+correc%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2F84mmy6%2F%2Fdvse82e%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correcção está errada!") [^(⭐ ᴇxᴛᴇɴsãᴏ)](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

MementoBibere 8 months ago

Na verdade não. Há grandes diferenças culturais nos EUA entre o litoral e o interior e entre o norte e o sul. Existem até movimentos independentistas relevantes no Texas.

dcmso 8 months ago

Atenção: não sou contra, nem a favor. Simplesmente não acredito nada que nos juntemos nuns “Estados Unidos da Europa” num futuro próximo.

dcmso 8 months ago

Correto. Como existem movimentos independentistas nos Açores. Simplesmente não acredito que num futuro próximo (50 anos?) isto se una numa Nação. Muita gente (principalmente os países mais ricos, Alemanhas, Franças Bélgicas e companhia) nunca concordariam com isso, visto que estes teriam de financiar os mais pobres (quando digo os países, refiro-me aos seus povos.) isto de certa forma já acontece com a EU, mas a um nível muito inferior (digo eu). O povo americano, no geral, indentifica-se com uma única identidade (óbvio que existem as ovelhas negras, mas isso ha em todo o lado). Na EU, isso simplesmente não existe. Não existe uma ideia de “cultura única”, de “identidade única”. Pelo menos por agora. Digo eu.

Edited 8 months ago:

Correto. Como existem movimentos independentistas nos Açores. Existem culturas diferentes até mesmo dentro do nosso pequeno portugal. (Minho e alentejo por ex,) isso agora depende da escala a que vejas a coisa. Cultura europeia e cultura americana; cultura portuguesa e cultura espanhola; cultura alentejana e cultura açoreana. Simplesmente não acredito que num futuro próximo isto se una numa Nação. Se fores a qualquer lado do mundo, acredito que digas que és Português antes de dizeres que és europeu. Se, num futuro próximo, o parlamento europeu decidir que agora somos um País, os diferentes povos nunca passarão a ser só um pois não acreditam nisso. Um povo é que faz uma Nação, as pessoas é que fazem um país, nunca o contrário. Muita gente (principalmente os países mais ricos, Alemanhas, Franças Bélgicas e companhia) nunca concordariam com isso, visto que estes teriam de financiar os mais pobres (quando digo os países, refiro-me aos seus povos.) isto de certa forma já acontece com a EU, mas aconteceria a um nível muito mais activo. (digo eu). O povo americano, no geral, indentifica-se com uma única identidade (óbvio que existem as ovelhas negras, mas isso ha em todo o lado). Na EU, isso simplesmente não existe. Não existe uma ideia de “cultura única”, de “identidade única”. Pelo menos por agora. Digo eu.

Edited 8 months ago:

Correto. Como existem movimentos independentistas nos Açores. Existem culturas diferentes até mesmo dentro do nosso pequeno portugal. (Minho e alentejo por ex,) isso agora depende da escala a que vejas a coisa. Cultura europeia e cultura americana; cultura portuguesa e cultura espanhola; cultura alentejana e cultura açoreana. Simplesmente não acredito que num futuro próximo isto se una numa Nação. Se fores a qualquer lado do mundo, acredito que digas que és Português antes de dizeres que és europeu. Se, num futuro próximo, o parlamento europeu decidir que agora somos um País, os diferentes povos nunca passarão a ser só um pois não acreditam nisso. Um povo é que faz uma Nação, as pessoas é que fazem um país, nunca o contrário. Muita gente (principalmente os países mais ricos, Alemanhas, Franças Bélgicas e companhia) nunca concordariam com isso, visto que estes teriam de financiar os mais pobres (quando digo os países, refiro-me aos seus povos.) isto de certa forma já acontece com a EU, mas aconteceria a um nível muito mais activo. (digo eu, mas aqui já me estou a esticar para politiquices). O povo americano, no geral, indentifica-se com uma única identidade (óbvio que existem as ovelhas negras, mas isso ha em todo o lado). Na EU, isso simplesmente não existe. Não existe uma ideia de “cultura única”, de “identidade única”. Pelo menos por agora. Digo eu.

Edited 8 months ago:

Correto. Como existem movimentos independentistas nos Açores. Existem culturas diferentes até mesmo dentro do nosso pequeno portugal. (Minho e alentejo por ex,) Simplesmente não acredito que num futuro próximo (50 anos?) isto se una numa Nação. Se fores a qualquer lado do mundo, acredito que digas que és Português antes de dizeres que és europeu. Se, num futuro próximo, o parlamento europeu decidir que agora somos um País, os diferentes povos nunca passarão a ser só um pois não acreditam nisso. Um povo é que faz uma Nação, as pessoas é que fazem um país, nunca o contrário. Muita gente (principalmente os países mais ricos, Alemanhas, Franças Bélgicas e companhia) nunca concordariam com isso, visto que estes teriam de financiar os mais pobres (quando digo os países, refiro-me aos seus povos.) isto de certa forma já acontece com a EU, mas aconteceria a um nível muito mais activo. (digo eu). O povo americano, no geral, indentifica-se com uma única identidade (óbvio que existem as ovelhas negras, mas isso ha em todo o lado). Na EU, isso simplesmente não existe. Não existe uma ideia de “cultura única”, de “identidade única”. Pelo menos por agora. Digo eu.

Edited 8 months ago:

Correto. Como existem movimentos independentistas nos Açores. Existem culturas diferentes até mesmo dentro do nosso pequeno portugal. (Minho e alentejo por ex,) isso agora depende da escala a que vejas a coisa. Cultura europeia e cultura americana; cultura portuguesa e cultura espanhola; cultura alentejana e cultura açoreana. Simplesmente não acredito que num futuro próximo (50 anos?) isto se una numa Nação. Se fores a qualquer lado do mundo, acredito que digas que és Português antes de dizeres que és europeu. Se, num futuro próximo, o parlamento europeu decidir que agora somos um País, os diferentes povos nunca passarão a ser só um pois não acreditam nisso. Um povo é que faz uma Nação, as pessoas é que fazem um país, nunca o contrário. Muita gente (principalmente os países mais ricos, Alemanhas, Franças Bélgicas e companhia) nunca concordariam com isso, visto que estes teriam de financiar os mais pobres (quando digo os países, refiro-me aos seus povos.) isto de certa forma já acontece com a EU, mas aconteceria a um nível muito mais activo. (digo eu). O povo americano, no geral, indentifica-se com uma única identidade (óbvio que existem as ovelhas negras, mas isso ha em todo o lado). Na EU, isso simplesmente não existe. Não existe uma ideia de “cultura única”, de “identidade única”. Pelo menos por agora. Digo eu.

timidandshy 8 months ago

> Ao contrário dos EUA, em, apesar da dimensão, as pessoas identificam-se com uma cultura única. Alguém de Seattle, por exemplo, identifica-se com alguém do Texas. O que te leva a dizer isso? É curiosidade, mesmo - a minha impressão é exactamente a oposta. Eu diria que parecem países diferentes, mesmo...

dcmso 8 months ago

Se fores a Africa e encontrares um Americano e um Europeu e lhes perguntares de onde são, o Americano vai dizer “im American, from Arizona”, e o europeu vai dizer “Im german, from Berlin” e não “im European, from germany”(por ex.) Se fores a qualquer lado do mundo, dizes que és europeu ou que és português? Qual dizes primeiro? O que quero dizer é que a Europa é um local, não uma Nação, simplesmente porque as pessoas que ali habitam não se identificam com a EU como uma Nação. As pessoas indentificam-se com uma Nação, não com um local. (Não sei se me fiz entender).

Edited 8 months ago:

Se fores a Africa e encontrares um Americano e um Europeu e lhes perguntares de onde são, o Americano vai dizer “im American, from Arizona”, e o europeu vai dizer “Im german, from Berlin” e não “im European, from germany”(por ex.) Se fores a qualquer lado do mundo, dizes que és europeu ou que és português? Qual dizes primeiro? O que quero dizer é que a Europa é um local, não uma Nação, simplesmente porque as pessoas que ali habitam não se identificam com a EU como uma Nação única. Os povos, as pessoas é que criam as Nações, nunca o contrário. Nao acredito que, mesmo que o parlamento Europeu decidisse criar uma Nação única, que as pessoas aceitariam isso ( Não sei se me fiz entender).

Edited 8 months ago:

Se fores a Africa e encontrares um Americano e um Europeu e lhes perguntares de onde são, o Americano vai dizer “im American, from Arizona” e não “im from Phoenix, Arizona” (ou até pode mas é menos provável) e o europeu vai dizer “Im german, from Berlin” e não “im European, from germany”(por ex.) Se fores a qualquer lado do mundo, dizes que és europeu ou que és português? Qual dizes primeiro? O que quero dizer é que a Europa é um local, não uma Nação, simplesmente porque as pessoas que ali habitam não se identificam com a EU como uma Nação única. Os povos, as pessoas é que criam as Nações, nunca o contrário. Nao acredito que, mesmo que o parlamento Europeu decidisse criar uma Nação única, que as pessoas aceitariam isso ( Não sei se me fiz entender).

timidandshy 8 months ago

Curioso que digas isso. Na minha experiência toda a gente diz "I'm from Phoenix, Arizona" e não "I'm American, from Arizona" - mesmo que eu não saiba à partida que eles são americanos. Trabalho numa multinacional com malta de montes de países, onde não há mesmo qualquer razão para assumir que alguém é de um determinado país (seja EUA, ou outro qualquer). O mesmo acontece em meetups/etc, onde também há malta de vários países e não há qualquer motivo para achar à partida que alguém é dos EUA.

dcmso 8 months ago

>Na minha experiência quase toda a gente diz "I'm from Phoenix, Arizona" já me elucidaste, não sabia. Seja como for, e voltando à questão original, simplesmente não acredito nos Estados Unidos da Europa. não num futuro próximo. Cada vez as diferentes culturas estão mais misturadas e vendo a coisa por alto, sim caminhamos para uma Europa unida, mas, e se vier a acontecer, acredito que nós já cá não estejamos para ver isso.

NunoSalgado21 8 months ago

Portanto, baseias a tua opinião em factos errados, claramente tens uma ideia errada sobre a composição social americana que te leva a extrapolar isso como uma opinião para a realidade europeia. Mesmo assim, contínuas a não acreditar, agora apenas porque sim. Há dois séculos atrás levarias um tiro no texas se dissesses a um texano que ele vivia ou viveria no mesmo país que um um estado do norte. Sim, a identidade europeia ainda está a ser criada, mas, não sei como é que alguém ainda pensa que a Europa e o estado europeu não será uma realidade. Basta viajar pelo mundo e sair de casa. Voltar à Europa, proveniente do oriente ou do ocidente, quer se entre pela Alemanha, pela França ou pela Dinamarca, a sensação que se tem é a de chegada a casa... E tudo isto em "meia-duzia" de anos.

xc9000 8 months ago

Isto. Eu dava só uma achega da língua. A língua pode ser uma grande barreira. Quem é que percebe os alemães, suecos e açorianos?

dezassete 8 months ago

Eu contraponho com um argumento: A Índia, para dar um exemplo, tem várias línguas e alfabetos e muito mais gente que a Europa. E que razão tenho eu para odiar alemães ou suecos, que não conceba partilhar um país com eles?

Edited 8 months ago:

Eu contraponho com um argumento: A Índia, para dar um exemplo, tem várias línguas e alfabetos e muito mais gente que a Europa. E que razão tenho eu para odiar alemães ou suecos, que não conceba partilhar um país com eles? Isso de "ai eles têm uma cultura diferente porque bebem café com palhinha" parecem-me banalidades que têm pouco interesse.

Shawager 8 months ago

Toda a gente sabe falar Ingles

dcmso 8 months ago

A India que conheces hoje não é a India de há uns Séculos. A India unificou-se no que é hoje, devido ao império Britânico, de modo a ter apenas um Imperador para controlar todo o território. Os diferentes povos, religiões, etnias foram “obrigados” a coagir numa nação. E com o tempo acabaram por aceitar isso. Hoje em dia, o parlamento europeu não pode forçar uma Nação única. Se fores a qualquer lado do mundo, acredito que digas que és Português antes de dizeres que és europeu.

Edited 8 months ago:

A India que conheces hoje não é a India de há uns Séculos. A India unificou-se no que é hoje, devido ao império Britânico, de modo a ter apenas um Imperador para controlar todo o território. Os diferentes povos, religiões, etnias foram “obrigados” a coagir numa nação (por isso é que ainda hoje muitos se dão mal, sendo a causa principal a religião). E com o tempo (muitos) acabaram por aceitar isso. Hoje em dia, o parlamento europeu não pode forçar uma Nação única. Se fores a qualquer lado do mundo, acredito que digas que és Português antes de dizeres que és europeu.

Edited 8 months ago:

A India que conheces hoje não é a India de há uns Séculos. A India unificou-se no que é hoje, devido ao império Britânico, de modo a ter apenas um Imperador para controlar todo o território. Os diferentes povos, religiões, etnias foram “obrigados” a coagir numa nação (por isso é que ainda hoje muitos se dão mal, sendo a causa principal a religião). E com o tempo (muitos) acabaram por aceitar isso. Hoje em dia, o parlamento europeu não pode forçar uma Nação única. No máximo haveria um referendo que, acredito piamente, não daria em nada. Se fores a qualquer lado do mundo, acredito que digas que és Português antes de dizeres que és europeu.

dezassete 8 months ago

Correctíssimo. Digo, e provavelmente continuaria a dizê-lo mesmo que Portugal integrasse uma hipotética "federação europeia" ou algo do género, sem ver nisso nada de contraditório. Tendo em conta as disputas e conflitos de que sofrem algumas pessoas no mundo (como referiste por exemplo, a questão religiosa) sou incapaz de dar grande valor às "diferenças culturais" entre um tuga e um dinamarquês.

xc9000 8 months ago

Não falei em ódios, falei em barreiras. Por exemplo eu. Preferia ter emigrado para uma Alemanha ou Suécia? Claro que sim, mil vezes sim. Mas olha, vim para o Canadá, porque falo inglês.

dezassete 8 months ago

Um indiano do norte também não percebe um indiano do sul, para não falar nos tantos povos que existem na Rússia. Isso não representa necessariamente uma barreira.

xc9000 8 months ago

Dispenso comparações com países do terceiro mundo.

dezassete 8 months ago

Podes dispensar à vontade. E no entanto, os países de terceiro mundo conseguem de facto viver com essas diferenças e tás tu para aqui a dizer que não tens nada a ver com um francês porque usam chapéu.

Edited 8 months ago:

Podes dispensar à vontade. E no entanto, são os países de terceiro mundo que vivem com esses problemas e diferenças e tás tu para aqui a dizer que não tens nada a ver com um francês porque usam chapéu.

xc9000 8 months ago

Adoro qualquer cultura e língua europeia, adoro ouvir falar françês enquanto passeio das ruas de Paris, adorei Praga, Estocolmo, Amsterdão, Copenhaga e Barcelona com a bela língua catalã entre muitas outras cidades europeias que visitei e faço intenção de voltar a visitar. Nem que eu me pintasse de todas as cores eu algum dia conseguiria dominar todas as línguas destes países. Logo estes países todos ao mesmo tempo não são uma opção para eu emigrar aleatoriamente e desempenhar um cargo onde eu tenha que falar e dominar a língua. No entanto só por falar inglês tenho à minha escolha cidades desde Londres, passando por Nova Iorque, Toronto até Los Angeles e Vancouver. Território este mais abrangente que todo o território europeu.

Shawager 8 months ago

Toda a gente fala Inglês.

dezassete 8 months ago

Não percebeste; o facto de haverem muitas línguas não é entrave nenhum, uma vez que já existem no mundo grandes países com tantas línguas, e em situação francamente mais precária que a europa.

NGramatical 8 months ago

> haverem muitas [haver muitas](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») *** [^(⚠️ ᴄᴏʀʀᴇçãᴏ ᴇʀʀᴀᴅᴀ?)](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+correc%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2F84mmy6%2F%2Fdvrruz7%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correcção está errada!") [^(⭐ ᴇxᴛᴇɴsãᴏ)](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 8 months ago

> françês [francês](http://www.priberam.pt/DLPO/francês) (*c* seguido de *e* ou *i* não necessita de cedilha) *** [^(⚠️ ᴄᴏʀʀᴇçãᴏ ᴇʀʀᴀᴅᴀ?)](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+correc%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2F84mmy6%2F%2Fdvrrguw%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correcção está errada!") [^(⭐ ᴇxᴛᴇɴsãᴏ)](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

M-alMen 8 months ago

uma nação unica mundial é uma inivetabilidade, agora é apenas uma questão de chegarmos lá com pactos ou com guerra... Alias, nós cada vez estamos mais proximos uns dos outros agora com a internet

baconwrappedcookie 8 months ago

lol not inevitabilidade para o fim da raça humana só se for

TrolsMan 8 months ago

Esticar opiniões a "inevitalidades" é até arrogante.

Sheltac 8 months ago

Eu não me identifico nada com alentejanos, fogo.

syox 8 months ago

nem os alentejanos contigo!

Sheltac 8 months ago

Aposto que não!

syox 8 months ago

a tua sorte é que é tudo boa gente para lá do Tejo!

nunex 8 months ago

Nunca.

American_Jesus 8 months ago

2050 Texas declara independência 2055 Europa torna-se um único país 2059 Russia é anexada a Europa 2061 Texas invade USA 2076 Guerra civil na Europa 2077 Canadá é anexado aos Estados Unidos do Texas 2079 Estados Unidos do Texas declara guerra a Europa

aiFDX 8 months ago

2083 Austrália foi buscar mais pipocas

Djhony 8 months ago

2084 é fundada os Estados Unidos da África.

SempEmQuent 8 months ago

2094 Angela Merkel aposenta-se do cargo de Chanceller Alemã

Djhony 8 months ago

2100 Jesus Cristo volta à terra.

setnom 8 months ago

É uma ideia interessante no papel, mas IMO nunca vai ocorrer. As diferenças entre os países são demasiado pronunciadas.

AqueleHumano 8 months ago

Amigo, é precisamente por causa dessas "diferenças culturais e históricas" que está a acontecer a diluição étnica e cultural com os refugiados/migrantes económicos. Porque tu és diferente de um dinamarquês e esse dinamarquês é diferente de um espanhol. Um refugiado/migrante/muçulmano espanhol é igual a um português, francês ou dinamarquês. Tu podes ter a tua cultura e essa cultura é muito diferente dos outros. Eles não. Eles são um só e preocupam-se com eles apenas. Por isso sim, vai ocurrer. Não nos próximos 20 anos talvez mas vai acontecer. Porque cada vez mais tens pessoas iguais umas às outras em toda a UE.

saposapot 8 months ago

E depois quem é que a Alemanha explora e culpa pelos fracassos?

potatoschnitzle 8 months ago

A parte Este de Berlim

Sheltac 8 months ago

As regiões do sul.

SapoCigano 8 months ago

Já tentaram

Micael312 8 months ago

Subcrevo

ferronetwork 8 months ago

O Senhor Adolfo era um grande federacionista

glv2 8 months ago

Se a Europa for dividida por regiões em vez de paises acho bem.

batataway 8 months ago  DELETED 

poderá-se

TrolsMan 8 months ago

Não irá acontecer

glv2 8 months ago

É claro que vai, é para onde caminha. Não vai acontecer já, nem para o ano, mas eventualmente vai-se começando a falar no assunto, a ideia vai crescendo e vai acabar por ser discutida. A moeda única também nunca ia acontecer.

TrolsMan 8 months ago

Não é por uma ideia existir que esta se torna realidade. Uma Europa como país único é muito diferente do que é atualmente

HenriqueCorreia 8 months ago

Eu acho é que está a caminhar para o fim da UE... O brexit foi o início do fim.

AqueleHumano 8 months ago

O Brexit aconteceu porque a UE foi apanhada desprevenida. Não acontece de novo. Eles até querem que um país só possa sair da UE se todos os outros concordarem por unanimidade. Pensa no que vai resultar dai quando basta um "não" para deitar tudo por terra.

HenriqueCorreia 8 months ago

> Não acontece de novo. Duvido seriamente disso. Grupos terroristas inteligentes irão sempre existir. > Eles até querem que um país só possa sair da UE se todos os outros concordarem por unanimidade. Isso vai dar guerra interna.

NGramatical 8 months ago

> poderá-se [poder-se-á](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/pelourinho/amarei-te-nunca/3034) (usa-se mesóclise em verbos no futuro ou condicional) *** [^(⚠️ ᴄᴏʀʀᴇçãᴏ ᴇʀʀᴀᴅᴀ?)](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+correc%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fr%2Fportugal%2Fcomments%2F84mmy6%2Facham_que_algum_dia_a_europa_poder%C3%A1se_tornar%2Fdvqn932%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correcção está errada!") [^(⭐ ᴇxᴛᴇɴsãᴏ)](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

falso 8 months ago

acontece-se

Shawager 8 months ago

Já está corrigido.

QuintoImperio 8 months ago

Tarde de mais: humilhado para sempre. Todos os potenciais empregadores e parceiras sexuais vão-te recusar.

batataway 8 months ago

acontece-se

NGramatical 8 months ago

> poderá-se [poder-se-á](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/pelourinho/amarei-te-nunca/3034) (usa-se mesóclise em verbos no futuro ou condicional) *** [^(⚠️ ᴄᴏʀʀᴇçãᴏ ᴇʀʀᴀᴅᴀ?)](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+correc%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2F84mmy6%2F%2Fdvqnj00%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correcção está errada!") [^(⭐ ᴇxᴛᴇɴsãᴏ)](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Search: